Newsletter

assine a newsletter!

E receba a notificação de novos posts por e-mail

agosto 31, 2011

Resultado: Promoção "O Chamado Selvagem"

Por Paola Aleksandra




Olá, como vocês estão?

Bem, chegou a hora de divulgar o ganhador da promoção “O Chamado Selvagem”, realizada em parceria com a editora Dracaena. Mas antes agradeço a todos que participaram!

Vamos ao vencedor....



Parabéns Andressa!


Vou te mandar um e-mail solicitando seus dados, você tem 48 horas para me responder, se não farei outro sorteio. E quem não ganhou, não fique triste, tem várias promoções rolando aqui no blog!



agosto 30, 2011

Campanha: Eu Amo a Novo Conceito

Por Paola Aleksandra


 
Olá galera, como vocês estão?

Semana passada, a Novo Conceito lançou um desafio em suas redes sociais no qual os blogueiros parceiros da editora, deveriam demonstrar em um post o amor que sentem por ela, e claro que eu não deixaria de participar, afinal, quem acompanha o blog sabe o quanto gosto do trabalho da Novo Conceito. Porém, assim que comecei a preparar esse post me perguntei como expressaria em palavras o carinho que sinto pela editora e me coloquei a imaginar como esse sentimento surgiu...

Em fevereiro, quando inaugurei o blog, não fazia ideia de como ele se tornaria importante em meu futuro, passando a fazer parte da minha vida de uma forma inesperada e fundamental, tornando-se minha válvula de escape, o meio pelo qual alcanço o equilíbrio físico e mental. Parece muito, mas no início do ano ainda estava aprendendo a conviver com a pressão do ultimo ano da faculdade, por isso, o blog foi fundamental para que minha personalidade ansiosa e perfeccionista de libriana se acalmasse.

Para minha felicidade, o blog que era para ser meu diário de leitura, se tornou um cantinho para vários leitores apaixonados por livros, e nesse momento, tive o apoio de várias colegas e amigos, que me incentivaram a buscar parcerias com as editoras, aliança que todos blogueiros sabem o quanto é difícil de alcançar. Levei vários “nãos” (até hoje levo), algumas respostas negativas muito educadas, outras super grossas, mas me acostumei com isso, afinal, a vida é assim, um dia a gente perde, outro a gente ganha... Por isso não desisti, e mesmo sem muitas esperanças, tentei parceria com a editora Novo Conceito.

Lembro como hoje, criei coragem e em um impulso, pelo site da editora, mandei um e-mail sobre a possibilidade de parceria. Mandei o e-mail no domingo, e na segunda-feira, obtive uma resposta positiva sobre a parceria. Fiquei muito feliz, afinal, foi minha primeira parceria com uma grande editora. E para minha surpresa, não muito depois disso, passei a receber Kits lindos da editora. Sabe quando você ganha um presente especial de alguém que gosta muito, e você sente que o presente foi preparado com muito carinho? É assim que me sinto quando recebo os Kits da Novo Conceito, é fácil perceber o afeição que eles possuem pelos blogueiros, e não só pelos lindos kits, mas sim, e principalmente, pela atenção direcionada a nós. Nossos e-mails são sempre respondidos com carinho e rapidez, a editora é prestativa e olha muito mais do que os números, ela olha qualidade, acredita nos blogueiros independentemente do número de seguidores, e eu sou prova disso.

Além do carinho com os blogueiros, o que dizer do relacionamento da editora com os leitores? Uma palavra: Dedicação. A editora Novo Conceito, sempre busca novidades e com um leque amplo de exemplares publicados, varia entre os gêneros e estilos literários, preocupando-se com a diversidade de seu público. O selo Novo Conceito Jovem é uma prova disso. 

Depois dessa divagação, é fácil responder por que eu amo a editora Novo Conceito, porque ela me respeita e me incentiva como blogueira, mas principalmente, me entende e me emociona como leitora.



A prova de que eu me emociono com a Novo Conceito: 


“Não havia nada melhor do que o delicioso aroma de um livro novo, tocar as capas e folhear um livro cujas páginas nunca tinham, possivelmente, sido tocadas antes. E, se era estranho sentir-se daquela maneira, bem, ela não se importava. Algumas pessoas eram obcecadas por sapatos e os amavam com paixão. Sapatos eram legais, mas você não pode ficar acordado a noite toda lendo um, pode?”




“E, pela primeira vez desde que cheguei em casa, estou completamente feliz. É estranho. Casa. Como eu pude querer estar aqui por tanto tempo, só para perceber que ela se foi. Estar aqui, tecnicamente na minha casa, e descobrir que minha casa agora é em outro lugar [...] É possível que lar seja uma pessoa e não um lugar? [...] Eu não poderei nunca dizer a ele, mas é verdade. Isto é estar em casa. Nós dois”




Carinho, amor, respeito, são sentimentos que precisam ser conquistados, e a editora Novo Conceito soube fazer isso, me conquistando, e com certeza, conquistando vocês também!




agosto 29, 2011

Minha Caixa de Correio 17

Por Paola Aleksandra









Olá queridos, como vocês estão?

Demorou mas finalmente consegui postar a caixinha de correio dessa semana, espero que gostem!  




Agradeço:

agosto 26, 2011

Promoção: “Doença & Cura” - Fabian Balbinot

Por Paola Aleksandra



Olá galera, tudo bem?

Quem gosta de livros de suspense não pode perder a nova promoção que o blog Livros & Fuxicos, em parceria com o autor Fabian Balbinot, preparou para vocês.


Isso mesmo! Vamos sortear um exemplar do livro. Gostaram? Para participar é muito simples, basta:

*Possuir endereço de entrega no Brasil;
*Seguir o Livros & Fuxicos publicamente;
*Seguir o blog do autor, AQUI;
*Deixar um comentário neste post validando sua participação; e
*Preencher o formulário da promoção:


Pronto, você já está participando!

Mas se você quiser mais chances de ganhar, então (Lembrando: Essas chances não são obrigatórias, são somente para quem quiser acumular chances extras):

Chances Extras

-Siga o Twitter do blog e o do autor (Preencha o formulário para cada Twitter seguido):
                               

-Divulgue no Twitter, Facebook e/ou no Skoob a seguinte frase (Lembrando que no Skoob a frase deve ser mantida até o final da promoção):

“Eu quero o livro Doença e Cura que a @pah_aleksandra e o @magicjebb1
estão sorteando. http://migre.me/5zfXV”

*Divulgação livre;
*Perfis exclusivamente para promoções serão excluídos do sorteio;
*Preencha o formulário novamente com o link de cada divulgação.

-“Curta” o Blog no Facebook (Preencha o formulário mais 2 vezes):

*Para “curtir” o blog no Facebook clique AQUI.

-Comente na resenha (Não serão considerados comentários como legal, gostei, ou quero ler):
 Resenha AQUI

-Divulgue o banner ou a promoção no seu blog (Preencha o formulário mais 5 vezes):





Pronto, agora é só divulgar!

Promoção adiada até o dia 10/10/2011!

Lembrando que o vencedor terá 48 horas para responder o e-mail da promoção, se não o fizer, será realizado um novo sorteio.

Boa Sorte a todos!



agosto 25, 2011

Fuxico: Nova Parceria - O Príncipe Gato

Por Paola Aleksandra


                                                                                         
Olá queridos, como vocês estão?

Hoje vou anunciar os novos autores parceiros aqui do blog, o Marcelo Siqueira Silva e o Gustavo Costa de Almeida Siqueira, que sob o pseudônimo de Bento de Luca, se uniram para escrever a trilogia O Príncipe Gato. (Aproveito para agradecer a Val, do blog Brilho das Estrelas, por ter me apresentado a obra dos autores, muito obrigada amiga!).



“Marcelo Siqueira Silva nasceu em 1987 em São Paulo, onde se formou em Naturopatia. Na mesma cidade, seu primo, Gustavo Costa de Almeida Siqueira, nascido no ano de 1986, formou-se em Gestão Ambiental. O interesse por escrever surgiu logo cedo, e não tardou para que definissem similar estilo dentro do gênero Fantasia. Criaram diversos contos e histórias durante nove anos e, no ano de 2009, resolveram iniciar um novo projeto, a trilogia:O Príncipe Gato, através do pseudônimo Bento de Luca.  Possuem a forte crença de que existem histórias com o potencial de criar conceitos e despertar nossas emoções; histórias estas a serem contadas, celebradas e recordadas”.

O primeiro livro da trilogia, "O Príncipe Gato e a Ampulheta do Tempo" será lançado pelo Grupo editorial Novo Século em outubro de 2011. Conheçam um pouco sobre o livro:

Sinopse: "Através de um Buraco de Minhoca — túnel dimensional que interliga dois mundos — localizado no Parque do Trianon, São Paulo, surge um viajante felino movido por uma única e importantíssima missão: a busca por uma lendária ampulheta. Escondida em algum local inóspito da cidade, a relíquia é a única capaz de salvar Marshmallow, terra do Príncipe Gato, que está à beira da destruição. No entanto, parece que ele não foi o único a atravessar o portal. Seres malignos irromperam das barreiras e logo declararam uma caçada voraz, com objetivos mais sombrios...

O Book-trailer do Príncipe Gato



A sinopse me ganhou, fiquei muito curiosa para ler a história e preciso falar - Marshmallow, que fofo! Adorei o nome! E a arte gráfica da capa e do book-trailer é incrível, gostei muito dos tons utilizados e do contraste que a escolha das cores proporcionou.

Desejo muito sucesso aos autores, e claro, agradeço a parceria.

Se como eu, vocês também ficaram curiosos sobre a trilogia, acompanhe as novidades pelas redes sociais:

agosto 24, 2011

Resultado: Promoção entre Amigas

Por Paola Aleksandra





Olá Queridos, como vocês estão?

Bem, chegou a hora de divulgar os ganhadores da Promoção entre Amigas. Mas antes agradeço a todos que participaram! Eu e as meninas ficamos muito felizes com a participação de vocês!

Chega de enrolar e vamos aos vencedores:








Parabéns sortudos! (Estamos enviando um e-mail para contato). E quem não ganhou, não fique triste, tem várias promoções rolando aqui no blog!


agosto 23, 2011

Fuxicos & Futricos #2

Por Paulinha (Louca por Romance)

Olá, galerinha! Tudo certinho por aí?!
Quero começar agradecendo a participação de vocês no Fuxicos&Futricos passado! Gostei muito dos comentários! Li cada um e respondi via Twitter àqueles que eu conheço! Obrigada, seus lindos! *-*
Sem muitas enrolações, vamos às indicações...

Livro

 
Pra quem não sabe, esse é o meu livro preferido entre os meus favoritos! Tenho o costume de indicá-lo a todos (a própria Pah já foi uma vítima).
Tessa (a protagonista) tem 16 anos e corre contra o tempo, pois tem
leucemia e enfrenta a proximidade da morte. Sabendo de seu pouco tempo de vida, ela resolve viver intensamente e faz uma lista com as 10 coisas mais importantes que ela gostaria de fazer
antes de morrer.
Antes de Morrer é muito lindo! O livro tem uma trama forte e bastante emocionante.
Vocês podem se imaginar no lugar dela?! O que vocês fariam se sobessem que seu tempo, aqui, está acabando?!
Eu passava por uma fase um tanto complicada quando descobri esse livro. Ler o romance de Jenny Downham me fez refletir sobre diversos aspectos da minha vida!
O livro terminou se tornando marcante, pra mim, não somente pela linda história, mas aconteceu que esse foi o 1º livro com o qual chorei! ;)

"Papai segura minha mão.
- Entrega a dor pra mim – diz ele."
Agora, imaginem só a alegria de alguém quando descobre que seu livro preferido vai virar filme! É isso aí, Antes de Morrer ganhará uma adaptação cinematográfica!



O filme está em processo de filmagem e (infelizmente) ainda não tem data pra estrear nos cinemas, então, o jeito é esperar (torcendo pra que seja bem em breve)!

A adaptação, que chama-se "Now is good" conta com a direção de Ol Parker e traz, no elenco,Dakota Fanning, Jeremy Irvine, Paddy Considine e Olivia Williams.






Música
A música que indicarei não tem qualquer relação com o livro ou com o filme (é claro! Já que este ainda está sendo filmado!). Amo essa música e quanto a cantora... bem, ela é uma das minhas favoritas, especialmente quando estou lendo!




”Seja meu amigo
Me segure, me envolva
Me descubra
eu sou pequena
estou carente
Me aqueça
e me respire”
Então, o que acharam?! Comentem!
Até a próxima! o/

agosto 22, 2011

Resenha Book Tour Selo Brasileiro: Doença e Cura (Fabian Balbinot)

Por Paola Aleksandra



Livro: Doença e Cura
Autor: Fabian Balbinot
Editora: Alcance
Categoria: Literatura Nacional  | Ficção | Sobrenatural
Páginas: 256

Sinopse: Em um submundo de sombras e poder, onde os vampiros são reais, surge uma entidade desconhecida, que perambula em uma incansável busca pelo sangue eterno dos mortos-vivos, enlouquecendo-os com pavores semelhantes aos que eles costumam infligir aos seres humanos, e usando os próprios humanos como iscas para atraí-los...



____________________

No início do ano, quando li a primeira resenha do livro Doença e Cura, fiquei extremamente curiosa sobre a história, impulsionada pelo meu gosto por livros de vampiros o adicionei sem medo a minha lista de desejados, e passei a ler várias das resenhas do livro as quais tinha acesso. Contudo, os comentários contraditórios que lia sobre o livro fizeram com que meu sentimento a respeito dele mudasse, pois cada blogueiro descrevia a narrativa do autor de uma forma completamente diferente da outra, uns só discorriam elogios, outros eram evasivos, e tinham aqueles que só criticavam. Eu, um ser mais emocional do que racional, não compreendia essas grandes diferenças, e constantemente me perguntava “E você Pah, o que será que vai achar do livro?”
Hoje, com o livro lido, é fácil compreender o motivo pelo qual existem tantas divergências a respeito dele, a história não é escrita para ser simples ou para agradar um público ascendente, no caso, o que gosta de literatura vampiresca, ou muito menos para ser comercializado como mais um livro sobre vampiros. Ele é mais amplo que isso, pois faz nossa imaginação trabalhar em um ritmo próprio do autor e de sua maneira inusitada de escrever, além de incitar nossa curiosidade com a forma que os vampiros são apresentados, não como caçadores, mais sim, como vítimas de algo totalmente desconhecido.
“Acha mesmo que, tendo se originado a partir da loucura frenética da natureza, o vampiro jamais teria de se preocupar, e sempre seria o centro das atenções, o eterno topo da cadeia alimentar?”
Quando pensamos em vampiros o que imaginamos? Seres fortes, inabaláveis, no topo da cadeia alimentar... Sim, muito fortes (Quem já leu Irmandade da Adaga Negra, sabe de que vampiros estou falando). Então, o Fabian resolve nos mostrar que no ciclo constante de evolução da vida, mesmo os predadores mais fortes, um dia, se transformam em presa, dando espaço para que um novo predador reine. E se não bastasse isso para nos deixar intrigados, ele apresenta esse “novo predador” aos poucos, cada capítulo, de uma maneira única, descreve o encontro de um vampiro com esse novo ser, e o resultado desse encontro não é nada animador para os vampiros, que atados perante o poder de seu caçador, viram alvo fácil nessa perseguição de vida ou morte.
Assim como os vampiros atacados, vamos descobrindo sobre esse predador, e seus costumes com uma rapidez imprópria perante sua evolução, é como se ele sempre estivesse a nossa frente, sempre adiantado, longe do nosso entendimento, e do alcance dos vampiros. O que posso adiantar é que esse caçador se alimenta exclusivamente do sangue dos vampiros, e seus meios para conseguir seu alimento estão diretamente ligados com a proliferação de um vírus, uma doença inserida pelo predador no alimento de sua presa, ou seja, a doença toma a forma do que os vampiros mais almejam, o sangue.
“(...) tudo começou quando eu vi a trilha de sangue, espalhada como um fio de lava fervilhante no chão o beco. Sangue vivo, limpo, vermelho-claro, quse como se dele se originasse luz (...). Sangue que eu bebi, ludibriado, embevecido por uma necessidade sobre a qual imaginava até então ter pleno controle.”
Conforme mais informações são inseridas na trama, começamos a moldar um quebra cabeça, unindo detalhes, e compreendendo o sentido para qual a história caminha. Sem dúvida, adorei isso, poder sair do micro, dos detalhes da narrativa, para compreender o macro, o geral, a amplitude da história. Especificamente, lemos sobre a evolução da doença, e vemos os vampiros buscarem constantemente por uma cura, para uma solução que possa por fim ao mal que os aflige. E nos perguntamos, será que a presa pode se votar contra seu predador?.
“O ser com o qual lidamos, esta nova entidade, não minto quando admito acreditar que tal ser pode colocar de joelhos toda a nossa raça de uma só vez, tamanho o poder de que dispõe. Um poder vasto e especializado, que parece ser todo dedicado à nossa destruição.”
Contudo, a narrativa não se resume a doença que assalta a sociedade dos vampiros. O autor soube ligar e entrelaçar em sua escrita elementos reais e presentes em nossa sociedade, como o preconceito, o racismo, a desigualdade social, sempre refletindo sobre elementos particularmente humanos, sobre a forma pela qual escolhemos nossos valores e prioridades.
O que mais gostei? Do contexto, da forma com que os personagens são apresentados, já que o autor não os nomina, só descreve algumas de suas características, determinando alguns traços marcantes, fazendo nossa imaginação trabalhar bastante, e principalmente a forma como ele liga os acontecimentos, conduzindo o fluxo da história de uma maneira que para quem lê, é um jogo de dicas, em que somos incitados a fazer apostas sobre o futuro da trama. Já o que menos gostei, foi do excesso de características biológicas em alguns momentos do livro, talvez por um motivo particular (não sou muito ligada em biologia), mas tem cenas em que a descrição molecular e celular é detalhada de mais, o que me desprendia da trama.
Com uma narrativa complexa, ampla, impessoal e ao mesmo tempo, rica em detalhes e emoções, o livro em si só, é controverso, ele não segue uma linha única de raciocínio, tem momentos em que lemos lembranças, em outros, trechos de músicas ou atos de teatro, além das constantes idas e voltas em primeira pessoa, e terceira pessoa. O fato é que, a apresentação do livro (cada capítulo mostrando sobre um vampiro e sua relação com a doença e com seu predador), tornou o fluxo da história incontínuo, o que desperta no leitor sentimentos e reações distintas. Tem um capítulo, meu preferido, que conta a história de uma moça humana, envolvida no mundo dos vampiros por acaso, que possuí o início da narrativa tão diferente do clima de suspense do resto do livro, que quase me imaginei lendo um romance.
De forma objetiva, posso dizer que o livro Doença e Cura é como uma montanha russa, possuí o caminho incerto, indefinível e ao mesmo adaptável. Feito sob medida para quem gosta de ler e se aventurar perante o inusitado.

Peço desculpas se me estendi na resenha, não foi fácil escrevê-la, e sinto que ainda não disse tudo o que queria... De qualquer forma, agradeço pelo Book Tour Selo Brasileiro, por mais uma ótima leitura. 


agosto 19, 2011

Fuxico de Mulherzinha: Romances de Banca #1

Por Paola Aleksandra




Ter um blog é um processo constante de aprendizado. A cada novo post, resenha, ou comentário o blogueiro aperfeiçoa sua maneira de escrever, descobre e revela sua opinião crítica, aprendendo assim, a selecionar sobre o que escrever e principalmente, começa a apurar suas escolhas sobre o que ler.

Na literatura de Administração de Empresas, faculdade que curso, é comum utilizarmos o conceito de sistema para definir o processo de aprendizagem, resumindo-o a um ciclo composto pelas fases de: Entrada de informação, Processamento, Saída e Feedback. Bem, o blog é um grande sistema, no qual nós, blogueiros, recebemos como entrada um número infinito de informações, as processamos, e como saída preparamos um post, resumindo, sintetizando, opinando e divulgando material literário (ou outro tipo de conteúdo, dependendo do público do blog). O fato é que, a fase mais importante de nosso “trabalho” é o feedback, a resposta que recebemos sobre o que postamos, é com esse feedback que alimentamos nosso sistema, reiniciando assim, o ciclo de informações que entram, são processadas e dão vida, destino e sentido aos posts.

Posso dizer que nesses meses de blog percebi que vivencio diariamente esse ciclo de aprendizado, compartilhando e trocando opiniões e idéias literárias entre colegas blogueiros, queridos leitores e seguidores do blog, e até mesmo com autores nacionais atenciosos e participativos. E entre tudo o que aprendi, tenho orgulho em dizer que o que mais me agrada, é o gosto que tomei pelos Romances de Banca.

Os leitores que puderam ver meus últimos posts da coluna “Minha caixinha de correio”, viram que sempre que posso compro alguns romances de banca, pois eles dão leveza as minhas leituras, e pelos vários comentários que recebi sobre esse tema, resolvi criar um espaço específico para conversarmos sobre esse delicioso gênero literário, feito especificamente para nós, mulheres.

Na coluna, Fuxico de Mulherzinha, além de falar sobre esse gênero literário, vou postar resenhas e dar dicas de livros e autoras, sei que não sou uma expert no assunto, afinal, ainda tenho muito o que aprender, mas acredito que essa coluna seja exatamente para isso, para aprendermos juntos, eu e vocês.

Bem, sem mais delongas, vamos ao tópico de hoje >> O que é um romance de banca?

Conceitualmente um romance de banca é um livro de publicação simples (o que o torna quantitativamente mais acessível), vendido especificamente em bancas de jornal. No geral são livros curtos, com histórias breves, que possuem um elemento em comum: A descrição de mulheres que encontram no amor sua salvação, ou perdição. Por tratarem especificamente do amor, da paixão, e da forma como esse sentimento pode mudar os homens, esse tipo de livro já recebeu muitas críticas e nomes pejorativos: Romance cor-de-rosa, romance água com açúcar, ou romance de mulherzinha. Bem, eles realmente são romances de mulherzinha, mas, de mulheres decididas, que sem medo de amar, se entregam de corpo e alma aos sentimentos que as envolvem.

Posso dizer que para mim, os romances de banca são contos de fadas modernos, eles sempre tratam do que toda mulher no fundo sonha para si, viver um amor intenso e verdadeiro, não um relacionamento perfeito, mas um forte o suficiente para enfrentar as dificuldades da realidade da vida diária. Como qualquer gênero, ele possui livros bons e ruins. É comum também encontrarmos autoras de sucesso, como a Nora Roberts, por exemplo, que além de publicar séries e romances conhecidos mundialmente, também possui clássicos publicados no “estilo romance de banca”.

Já li comentários negativos sobre as capas e nomes sugestivos dos livros, bem, são histórias para mulheres, é claro que existem cenas picantes, mas nada extravagante ou que fuja do tema da história, e sobre as capas, fica claro que esses livros são publicados para serem baratos, não tem como se gastar muito com a edição da capa, ou com a qualidade das páginas do livro, mas posso garantir, que se vocês souberem escolher a história, irão se surpreender com a qualidade da escrita.



O gostoso do romance de banca é que ele é escrito para mulheres, e isso é perceptível no momento da leitura, por isso encontramos vários estilos diferentes: Sabrina, Bianca, Jéssica, Clássicos Históricos, Romances atuais, Romances Picantes, e claro Romances Místicos. Para escolher é simples, pense no estilo de romance que mais gosta, e com base nisso, escolha um romance de banca, tenho certeza que você não vai se arrepender (No futuro vou falar mais sobre os estilos e classes desse gênero literário ^^).

Por hoje é só, espero que tenham gostado! E se quiserem dar sugestões para o tópico dessa coluna é só deixar um comentário.


Resenhas

© Livros & Fuxicos – Desenvolvimento com por Subir