Resenha: Book Tour Selo Brasileiro - Por Favor não deixem a dor regressar



Título: Por favor, não deixem a dor regressar
Autor: Darlan Hayek Soares
Páginas: 156
Editora: ArtExpressa.

Sinopse: Por favor, não deixem a dor regressar conta a história de Joel, operário de uma fábrica de tijolos onde o pai passou toda a vida sem nada conseguir. Após perder a mãe, vítima de uma doença incurável, ainda em prantos é obrigado pelo patrão a fazer uma viagem à capital. Chegando lá ele se depara com uma realidade que pensava estar extinta: um pequeno grupo que compartilhava as idéias nazistas e idolatrava Adolf Hitler, mantendo secretamente um pequeno campo de concentração. As vítimas principais eram estrangeiros e crianças de um orfanato local. A história retrata a repetição de todo o sofrimento causado pelo holocausto e mostra a luta de pessoas comuns, como Joel, para impedir que a dor desse passado tão obscuro possa retornar em nossos dias. Um jeito simples e tocante de retratar a dor causada pelo preconceito. Um livro que fará o leitor meditar por muito tempo.


_________

Por favor não deixem a dor regressar é um livro de narrativa profunda e sentimental, que nos apresenta a Joel, um homem marcado pela simplicidade e pobreza de sua infância, e principalmente pelas perdas não superados de seu passado. A riqueza da história está na complexidade desse personagem, que ao longo do livro demonstra a confusão em que está seu coração, sentimentos contraditórios como, dor, raiva, medo, saudade, amor, carinho e compaixão aparecem constantemente no livro, e a forma com que o autor escreve colabora diretamente para que compartilhemos a profundidade desses sentimentos.

Assim, no início o ponto central da história é o fracasso de Joel, ele não está satisfeito com a sua vida, seu sonho é se tornar um grande escritor, mas todas as suas tentativas de publicação de seu livro falham, e seu atual trabalho é aquele que desde pequeno ele desprezou. O sentimento de frustração faz com que magoas e feridas do passado voltem a assombrar Joel, por isso, nas primeiras 100 páginas do livro mergulhamos por completo no universo desse personagem, de seus anseios, de sua família, na forma com que sua vida está caminhando.

-Sei... Velho desgraçado – Sussurrou Joel.
- O que disse?
- Nada senhor! Apenas pensava alto. Enfim, o que deseja me dizer?
- Quero que mude suas atitudes em meu escritório, ou, do contrário, terei que dispensá-lo. Fui claro?
-Sim Senhor! – respondeu Joel.  E murmurou:
- Como se essa merda me fizesse falta...
- O senhor costuma de pronunciar através de sussurros?


Em uma viagem a trabalho, Joel parte para a Capital, local em que a narrativa muda de foco, chegando ao tão surpreendente ápice do livro. É nesse momento em que novos personagens surgem na história, e que muitos mistérios passam a rondar Joel, levando-o a descobrir um campo de concentração, que seguindo os ideais nazistas, captura os estrangeiros, torturando-os até a morte. Deparamos então, com um Joel corajoso e repleto de compaixão, que se esforça ao máximo, para acabar com esse grupo preconceituoso, contudo, em uma cidade desconhecida é difícil saber em quem confiar e a cada passo rumo à solução do enigma, ficamos ainda mais curiosos para descobrir quem são os verdadeiros responsáveis por tais atrocidades.

Na descrição do campo de concentração o autor não poupa detalhes, as cenas de tortura são profundas e nos deixam refletindo por um bom tempo sobre o quanto o homem é capaz de subjugar seu semelhante, quando motivado por ideais tolos e desumanos. Posso dizer que o final do livro é emocionante, e que até hoje me pego pensando sobre ele, acredito que o autor conseguiu atingir seu objetivo, pois, em uma passagem do texto ele salienta que é muito mais importante que um livro marque um único leitor, do que seja lido por milhares de pessoas, e não signifique nada para elas.

“[...] tire da sua cabeça a idéia de que se tem que escrever algo que todo mundo leia. Do que adiantaria milhares de pessoas lerem um livro seu e depois esquecerem totalmente o que diz, e simplesmente colocarem na lista de apenas mais um livro que leram?”

O único ponto do livro que não gostei foi a ausência de especificação do local (região) e do tempo exato em que a história acontece, a falta dessas informações e a personalidade extremamente brasileira do Joel e de sua família, nos fazem imaginar a história acontecendo em um local nacional, contudo, para mim, a narrativa como um todo não se encaixa em nosso país, talvez pela cultura de nosso povo... Desta forma, conforme lia o livro passei por um conflito interno para imaginar o cenário, que às vezes se parecia com o nordeste brasileiro, já eu outras com os países europeus. Entretanto, esse fato não atrapalha o fluxo da história, que é envolvente e favorável ao leitor. 


Sendo assim, posso dizer sem dúvida que o livro "Por favor não deixem a dor regressar" foi escrito sob medida para o leitor que gosta de uma trama misteriosa e reflexiva,  que ao final, nos permite meditar sobre nossa sociedade e nossos valores. Livro recomendado!




Esse livro faz parte do Book Tour Selo Brasileiro, saiba mais AQUI.


  

18 comentários:

  1. Deve ser difícil mesmo ler o livro sem a noção de onde se passa!
    Adorei a resenha, Pah!
    O livro parece ser muito forte, não sei se gostaria de ler, pelo menos não no momento.
    Mas tenho certeza que deve ser muito impactante e muito reflexivo!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Nossa, esse livro parece ser lindo! Ele trás uma história bem forte, né?! Fiquei bem curiosa com ele! =*

    ResponderExcluir
  3. Nossa, o livro não diz onde se passa? Estranho..

    Mas tem seu lado positivo e negativo rs
    O autor deixa por conta do leitora, para imaginar o lugar que seria perfeito para a história. Bem, eu pelo menos imaginaria rs


    Beijos
    Thata e os Livros ~

    ResponderExcluir
  4. Já tinha visto esse livro em algum outro blog, mas é a primeira resenha que leio, e parece mesmo ser uma história boa. Pelo que você fala, é uma história profunda, onde nos permitem mergulhar, e isso, para mim, é um ponto fortíssimo.

    Beijos
    Conjunto da Obra

    ResponderExcluir
  5. Esse livro parece ser aquele que dá uma dor no coração... A resenha como sempre mara ")

    ResponderExcluir
  6. Adorei a resenhaa!

    Faz muito tempo que eu conheço este livro, mas nunca havia lido uma resenha.

    Gostei dos 'quotes', quero ler!

    Bia | Blog Livros e Atitudes

    ResponderExcluir
  7. Não é o tipo de livro que eu gostaria de ler, mas me pareceu interessante. Bem original =)


    Beijos,
    Ágata | Amor de Leitor

    ResponderExcluir
  8. Adorei a resenha, e fiquei com vontade de ler esse livro viu.
    e o blog é muito bonitinho, adorei =)

    beijossss

    ResponderExcluir
  9. Pah,
    Eu achava a sinopse desse livro um pouco estranha, essa ideia de campo de concentração que surge em outro lugar após muito tempo... Ousada, de qualquer forma, apta aos autores mais habilidosos.
    Senti-me conquistada pela primeira quote, o sarcasmo da personagem contagia, e pela forma com a qual você conduziu sua resenha. Além de quê, o título do livro que diz muitíssimo, emociona e interessa qualquer um.

    Beijinhos,
    Ana - Na Parede do Quarto

    ResponderExcluir
  10. oii!
    pena que nao terei mais a chace de ler esse livro, mas tenho ctz que deve ser uma historia triste, e ultimamente nao estou para historias assim
    hauhauahuha
    mais sensivel que nunca.
    Otima resenha, sucinta e completa :D

    bju
    letracomasa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. eeii, suuper adoreii seu blog, tudoo mt interessante :}
    já estou seguindo, se puder, da uma passadinha lá no meu e quem sabe retribua :D
    beatriz-fontana.blogspot.com

    beijoos, bom fim de semana !

    ResponderExcluir
  12. adorei sua resenha, nossa os livros brazucas estão nota mil!!!
    pena que não to participando este book tour, perece ótimos os livros!!
    Beijokas
    Brih
    Meu Livro Rosa Pink

    ResponderExcluir
  13. É vergonhoso, mas esse foi um dos primeiros livros que eu e May compramos quando criamos o blog e ainda não lemos :o

    A gente acaba dando preferência para ler os livros de parcerias, e os que são nossos mesmo, comprados com nosso dindim, vão ficando na prateleira =/

    De qualquer forma, gostei muito da resenha!

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com

    ResponderExcluir
  14. O título do livro é incrível, sem dúvida. Eu compraria a publicação sem saber nada sobre a sinopse, cativado apenas pelo nome que o autor deu à sua história. Conhecendo a trama e lendo a sua resenha, já fico com um pé atrás: acho originalíssima a ideia de trazer o nazismo pros dias atuais (é o primeiro autor que vejo fazendo isso), mas, quando penso nessa história, já imagino um final felizes-para-sempre, o que me desanima um pouco. Não que eu não goste de finais felizes, mas se o pobre Joel, sozinho, conseguisse desarmar todo um grupo de nazistas, acho que soaria muito inverossímil...
    Ah, e sabe que eu não acho errado não mencionar data e local? O leitor fica livre pra escolher o pano de fundo da história, haha.

    PS: Parabéns pelos quotes selecionados. São ótimos.

    =*
    http://livrosletrasemetas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Gostei muito da resenha, esse livro parece ser daqueles que a gente não esquece. Nunca tinha lido nem a sinopse do livro e fiquei interessada ao mesmo tempo com o pé atrás pois não é o tipo de livro que frequentemente leio!

    Beijos;**
    Delírios de Salomé
    deliriosdesalome.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. oooooi :D
    Nossa, o livro parece maravilhoso *-* Só acho que ficaria meio perdida com essa história de não saber onde se passa nem a época, até mesmo na sua resenha eu fiquei meio enrolada no começo, antes de voc dizer que ele nao dizia a epoca, achando que voc tinha se esquecido, ou coisa assim, kkkk :P

    Beeeijos, nanda
    www.julguepelacapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. que coisa mais linda!!!!
    Passando para te visitar e desejar uma linda semana.
    beijos
    http://amorimortall.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. a historia parece ser forte e comovente... gosto muito de historias assim

    bjs

    ResponderExcluir