Fuxico de Mulherzinha #4: Sabrina, Julia, Bianca ou Mirella?




Olá galera, tudo bem? No penúltimo post da coluna Fuxico de Mulherzinha (quem não viu, confira AQUI), a Camila, do blog Sonhos e Pontinhos, me perguntou por meio de um comentário, porque alguns romances de banca recebem nomes como Sabrina, Julia, Bianca, ou Mirella. Eu adorei a pergunta dela, pois, também me indagava sobre o critério adotado para a escolha desses nomes. Na realidade, antes de começar a ler romances de banca, imaginava que essas classes representadas por nomes femininos, descreviam em suas histórias um tipo específico de “mocinha” e que por isso, em livros da classe Sabrina, por exemplo, sempre encontraríamos uma protagonista chamada Sabrina. É, eu sei, bobeira isso, mas não conhecia muito esse gênero literário, por isso, não compreendia suas peculiaridades. Imaginem então minha surpresa, quando li um romance de banca da classe Julia e descobri maravilhada, que o livro narrava a história de uma donzela chamada Sarah, e não de uma Julia {rs}. 

Assim, juntando a minha curiosidade, com a dúvida da Camila, fiz uma super pesquisa e acabei encontrando artigos e monografias baseadas na história do romance de banca no Brasil, material suficiente para me auxiliar a compreender o significado desses nomes.  Estão curiosos? Então vamos saber um pouco mais sobre as peculiaridades desse gênero literário.


Os primeiros livros no estilo romance de banca surgiram no Brasil nas décadas de 40 e 60, fase em que recebiam o nome de Coleção Biblioteca para Moças. O nome, um tanto quanto preconceituoso, deixou de ser aceito no momento em que a sociedade foi evoluindo, e as mulheres, consequentemente, assumindo um papel mais significativo e opinativo em suas comunidades. A Nova Cultural, responsável pela publicação dessas obras, escolheu então classificá-las de acordo com a peculiaridade de cada narrativa, optando por utilizar nomes femininos comuns da época (Sabrina, Julia e Bianca) para dar vida e nome a suas classes literárias.

O fato é que, segundo a Nova Cultural, era preciso encontrar uma forma simples e marcante para classificar essas obras, já que, somente pelo nome do autor seria difícil estipular um padrão para a narrativa. Desta forma, ao escolher os nomes Sabrina, Bianca, Julia, e posteriormente, Mirella, a editora optou por nomes que poderiam definir um padrão para as histórias, de forma que as leitoras, ao ver os selos e suas denominações, saberiam exatamente o que esperar de cada uma desses livros.  

“Jessica Mathews, Karen Field, Lynn Erickson e Susan Napier soam de alguma maneira familiar? A resposta obviamente negativa tem uma explicação simples: quem faz o sucesso dos romances não são seus autores, mas uma estrutura narrativa que raramente muda e obedece a certas regras tácitas. Segundo a Nova Cultural, todos os romances da linha têm em comum a característica romântica, porém cada série tem identidade e perfil específicos (Flávia Gusmão)”.

Sendo assim, cada classe pode receber a seguinte descrição:

*Bianca: Os relacionamentos amorosos são descritos de maneira sutil e poética;
*Sabrina: mostra conflitos do dia-a-dia gerados por mal-entendidos e ciúme, sempre coroados com um final feliz;
*Julia: as aventuras são mais impetuosas e suas heroínas refletem melhor a mulher moderna, mas sonhadora;
*Mirella: retratam uma mulher decidida e sexy.

Simples o significado não é mesmo?! Contudo, é difícil imaginar que esses nomes foram escolhidos ao acaso, para ser sincera, acho que os editores da época conheciam mulheres com esses nomes que se encaixavam nas características que procuravam, e como tributo a elas, escolherem seus nomes para acompanhar a leitura de infinitas gerações. {E ainda dizem que as mulheres não possuem o poder para dominar o mundo, rs}.

Bem, espero ter ajudado na compreensão de mais um detalhe sobre esse gênero literário magnífico que é o romance de banca, também espero, que tenham gostado do post de hoje, e se tiverem alguma dúvida, façam como a Camila, me perguntem! Vamos desvendar os segredos dos romances e banca juntas!



18 comentários:

  1. Não Sabia nada de romance de banca mas agora com essa matéria consegui entender mais.Ótima materia ^^

    BEIJOS
    @AngelKiller_

    ResponderExcluir
  2. Pah,
    Não foi inocência da sua parte, eu também estava convencida de que os romances de banca recebiam esses nomes por conta das próprias personagens.
    Mas depois de descobrir através da sua revelação me senti até ingênua. Imagine só, tem tanto Sabrina que essa mulher seria mais rodada que muita moça fina por aí hahahaha
    "Coleção Biblioteca para Moças", um baita preconceito. Baita mesmo.

    Beijinhos,
    Ana - Na Parede do Quarto

    ResponderExcluir
  3. sempre tive curiosidade pra seber de onde vinham os nomes no começo achava que era por causa das personagens mas depois de tanto ler vi que nenhuma delas tinha esses nomes.

    bem legal esse post matou a curiosidade de muita gente!

    ResponderExcluir
  4. Pah, eu amei o post!
    Eu também achava que os nomes seriam das protagonistas, então não foi só uma confusão sua!
    Adorei entender o porquê das classificações, o que cada uma significa e, como você, também acho que essas mulheres existiram!
    As mulheres não só podem, como dominam o mundo ;)
    Beijão!

    ResponderExcluir
  5. Olha, Mirella eu ainda não conhecia não!
    Os que eu mais gosto atualmente são os Bianca porque têm temas sobrenaturais. (Juro que não é porque têm meu nome, hahahaha)

    Já estou te seguindo, quando tiver um tempo, me faz uma visitinha???
    www.amormisterioesangue.com

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi Pah!
    Adorei o post,muito interessante!
    Quando eu fui comprar meus primeiros livros de banca fiquei confusa o que significava aqueles nomes! Muito interessante!! bjinhus
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Também acho que os editores da época conheciam mulheres com esses nomes,nossa eu nunca ia adivinhar os significados dos nomes.


    Jayane

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem ? Esses romances de banca são mesmo muito bom, minha mãe quando adolescente lia todos, e adorava, eu já li os "Sabrina" mais também não sabia o porque dos nomes, então adorei o post, parabéns, e sucesso para o blog!

    beijo - http://bloghoradaleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oiii ^^
    Eu sempre tive essa curiosidade também! kkkkk E desconfiava que fosse algo desse tipo, cada nome pra um "estilo" de livro, quase lá! hahaa *-*
    muito legal ver essa curiosidade respondida ! ^^
    Valeu! rs

    Beijos, nanda
    www.julguepelacapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. GENTE GENTE agora eu entendi qual era a dos nomes, nunca imaginei que fosse isso. GENTE, agora sim faz sentido. hahah adoreeei
    Agora por que será desses nomes especificamente...
    muito bom tu postar essa curiosidade
    ^^
    http://patonosapato.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Na primeira vez que vi a capa de um romance de banca eu também imaginei isso... rs
    Depois descobri isso sozinha mesmo, lendo os livros, mas só agora descobri o porque de classificá-los em nomes e séries.
    Nem conhecia a série Mirella. Os da série Sabrina são bons, mesmo com os finais felizes. :)

    ResponderExcluir
  12. Oi Pah!!!

    Eu já li muito Sabrina e Julia!
    Quando tinha 16 anos, ficava suspirando com o romance arrebatador que tinha nos livros, haha
    Eu acho muito bom esses livros de banca!

    Beijokas

    ResponderExcluir
  13. Oie Pah,
    Parabéns pela pesquisa, post muito esclarecedor!Eu também pensava que se, o livro se chamasse Júlia a protagonista, tbm se chamaria assim.
    Com a descrição de Sabrina fiquei aqui pensando... " omg toda Sabrina é ciumenta?! uashush"
    Bjokas

    ResponderExcluir
  14. Oi Pah!
    Nossa eu amei esse post!
    Eu sabia de algo 'parecido' com o que você achou.
    Lembro que alguém me disse que os nomes eram o 'clima' da estória.
    Parece que tem uns que são sem cenas hots, o outro já tem mas não muito descrito...enfim

    Nunca li um Mirella O.o

    Julia eu já li, acho que o estilo dele é bem para adolescentes. :)

    Amei o template

    beijos
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  15. Oi Pah!
    Poxa muito obrigado por ter me esclarecido essa dúvida. Porque pelo que vi, eu não era a única que não sabia o que significava! :D
    O post ficou magnífico! :D
    Eu gostei muito mesmo!
    Beijos, Mila ♥

    @Camilla_Leitte
    http://sonhosentrepontinhos.wordpress.com

    ResponderExcluir
  16. MAs porque os críticos de 50 tons de cinza dizem que nesses romances aí... já tinha tudo que a trilogia tem?
    ah erotismo tmbém?

    ResponderExcluir
  17. MAs porque os críticos de 50 tons de cinza dizem que nesses romances aí... já tinha tudo que a trilogia tem?
    ah erotismo tmbém?

    ResponderExcluir
  18. Ha, obrigada pela explicação no post, eu também achava que as moçoilas dos romances também tinham o nome da capa ahahahaha, que preconceito o meu. Sempre achei esses romances muito açucarados e me perguntava como alguém podia ler isso? Mas lá no fundo são boas histórias românticas mesmo
    bjo

    ResponderExcluir