[Fuxico de Mulherzinha] A Inglaterra e seus espiões



Hoje é dia de Fuxico de Mulherzinha, uma coluna especial para falarmos sobre nossos queridos romances de banca (livros de publicação simples, vendidos especificamente em bancas de jornal, voltados para o público feminino). Para quem gosta desse gênero literário aqui é o lugar certo para deixar sua opinião, e para quem ainda não conhece esse tipo de romance, aqui você vai conhecer um pouco sobre essas obras. 


Olá galera, tudo bem? O Fuxico de Mulherzinha de hoje está sob medida para quem gosta de clássicos históricos. Vamos conferir?

O leitor acostumado a ler livros do gênero romance histórico, sabe que existe uma quantidade considerável de histórias publicadas envolvendo espiões, afinal a espionagem era uma atividade comum do século XIX, utilizada de forma eficaz para a obtenção de informações a respeito de um inimigo militar, político ou econômico.

A espionagem é a prática de obter informações de caráter secreto ou confidencial sobre governos ou organizações, sem autorização destes, para alcançar certa vantagem militar, política, econômica, tecnológica ou social. (...). Um espião é um agente empregado para obter tais segredos”. Fonte

Sabemos que os romances históricos, em sua maioria, se passam entre os meados do século XVIII até o início do século XIX, assim, precisamos entender o contexto histórico da época. Os fatos são:
·         A Inglaterra após passar pela revolução industrial, era sem dúvida, a grande potência mundial da época, controlando o fluxo do comércio continental;
·         A Inglaterra contava também, com um amplo controle marítimo: a Inglaterra, que já passara pela Revolução Industrial, estava com uma consolidada produção de produtos industriais, e muitos países europeus ainda não tinham produção industrial própria, e dependiam da Inglaterra para importar este tipo de produto, em troca de produtos agrícolas”.
·         Napoleão Bonaparte comandava a expansão territorial e econômica da França, que estava buscando concretizar seu império sobre a Europa.
Assim, apresentando os fatos, temos de um lado uma Inglaterra economicamente estável, mas que se vê diretamente ameaçada pelas táticas de controle e expansão francesas:
Pensando que a expansão e crescimento econômico-militar da França era uma ameaça à Inglaterra, os diplomatas ingleses formaram coligações internacionais para se opor ao novo governo francês e a seu expansionismo”.
Em contrapartida, a França quer de qualquer forma subjugar a Inglaterra ao seu domínio, para que então, pudesse controlar toda a Europa:
“O único obstáculo à concretização de seu império na Europa era a Inglaterra, que, favorecida por sua posição insular (isolada), por seu poder econômico e por sua superioridade naval, não conseguiria conquistar”.
Desta forma, em uma guerra não declarada, como a Inglaterra podia se preparar para o ataque de seu inimigo? Era preciso conhecer seus próximos passos para escolher com eficácia como contra atacar, ou seja, precisavam de espiões! Sob esse contexto as autoras de romances históricos nos apresentam homens fortes e determinados, destinados a servir sua pátria, mesmo que para isso precisassem viver à margem da sociedade, mantendo-se disfarçados e distantes de suas amadas.
Por esse motivo os romances históricos com espiões são recheados de surpresas, amores proibidos e muita ação. O contexto histórico é abordado com fantasia, mas em algumas ocasiões nos deparamos com elementos reais da história inglesa.
A última obra com o contexto de espionagem que li: (Fiz um breve resenha para vocês)

Clique AQUI para ver a sinopse do livro.

Em adorável Trapaceiro Celeste Bradley nos envolve com o mistério de sua obra. O que se inicia como um romance proibido entre uma donzela e um lorde sem posses ou nome de peso, termina como uma narrativa impressionante. Nos livros da Celeste nada é o que parece, a cada momento de sua narrativa ficamos surpresos com o desenrolar dos fatos.
“Não me diga que você também é... – Um impostor (...) Membro honorário por causa da idade. (...) A cozinheira? – Também. Trabalhávamos juntos antes de ir para sua casa. (...) Diga-me (...) minhas cuecas são minhas mesmo ou emprestadas do primeiro-ministro?”
Ethan é um homem leviano e esperto que por suas habilidades como trapaceiro acabou chamando a atenção de um grupo espião Inglês, relutante, ele evita se envolver em questões políticas, contudo, quando menos espera acaba preso em uma teia de acontecimentos, que por incrível que pareça, o liga à Lady Jane, uma jovem bela e enigmática que desperta o mais profundo sentimento de desejo em Ethan.
“Ethan fez o mesmo e a seguiu, chegando tão perto que quase encostou o peito em seus seios. Seu corpete não está justo demais? Se quiser, posso ajudá-la a desabotoá-lo. Saque que pode ficar à vontade comigo.”
Para quem gosta de romances repletos de mistério, Adorável Trapaceiro é uma ótima escolha de leitura. Como faz parte de uma série, existem outros livros da Celeste Bradley tão bons quanto esse e repletos de enigmas envolvendo espiões.


    

  


Além dos espiões da Celeste, temos as tramas misteriosas da Samantha Saxon, que nos envolve em sua narrativa apresentando espiãs capazes de seduzir e enganar até os mais espertos libertinos.

  
Fora as obras dessas autoras, existem inúmeros títulos sobre esse tema, resolvi mostrar alguns para vocês:


      

Eu gosto muito desse tema, adoro livros cercados de mistérios e ação. E vocês, gostam de romances regados de espiões?
Comentou nesse post e quer concorrer a um romance de banca? Siga o blog e divulgue no Twitter a frase a seguir. 
Comentei na coluna Fuxico de Mulherzinha e vou concorrer ao livro “Morgan - Os Irmãos Buckhorn” da Lori Foster (http://kingo.to/Vib) #LeF
O sorteio é realizado mensalmente. Saiba detalhes AQUI.



14 comentários:

  1. Oi Pah, não sou muito fã de livros com espiões-acho que já li poucos com esse tema. Gostei, mas não ameii.
    Acho interessante as reviravoltas que sempre tem. Na maioria das vezes são surpreendentes, algumas vezes confundem um pouco. Quase sempre fico perdida pra saber definir quem é "do bem" e quem é "do mal". Espiões são tão sedutores...rs

    Gosto bastante de livros que abordam contexto histórico- sempre fico pensando se é só ficção ou tem um pouco de realidade, pela forma tão perfeita que é falada. rs

    As capas e os títulos são bens instigantes! Gostei. =)

    Beeijo. =*

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post, ainda não li nenhum romance que tenha espiões, pode? affz, vou procurar 1 dos que você mencionou para ler ;)
    Nossa, e toda essa aula de história?! rs Sempre nos deixando informados. Sou apaixonada por essa época da história e quando leio romances históricos bem contextualizados gosto ainda mais! Li um romance que se passava na França e me apaixonei, mas não recordo o nome...

    Beijos;-*
    Salomé Fernandes - Delírios de Salomé

    ResponderExcluir
  3. ooi Pah bom eu já virei fã do Blog né, principalmente por causa dessa coluna. eu sou apaixonada por livros de banca mais nao me chama atenção os historicos enfim, sua resenha foi uma das mais completas que vi você está de parabéns. se um dia tiver aberta incriçoes para colunistas quero participar pois dessa parte eu ate entendo haha, continue assim e estarei aqui participando desse sorteio quem sabe os deuses dos livros mamao com açucar me dê sorte beijão.
    @modera_cover

    ResponderExcluir
  4. Oi Pah!
    Antes de tudo parabéns pelo post lindamente escrito. Dá pra se dizer que é uma verdadeira aula de história.
    Eu não sou fã de Romances de Banca apenas pelo fato de que não tive oportunidade de comprar nenhum. Na minha cidade não se acha esse tipo de livro.
    Eu gosto de temáticas que envolvam paixão e espionagem, porém não sou super fã.

    Nháh, eu podia ganhaar né *pisca pisca pisca*
    Beijinhos flor, ótimo post 0/

    @pirulitolimao

    ResponderExcluir
  5. Pah, você simplesmente arrasou com o post!
    Amei a maneira de como você pegou o tema e fez algo totalmente diferente com ele, mostrando o que há por trás das histórias!
    Parabéns, você arrasou mesmo!
    Beijão querida!

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Uma vergonha
    Mas nunca li nenhum desses livros
    Mas gostei da categoria que criou
    Muito criativa e vou anotar esses nomes

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Pah!!
    Adorei o post!! Adoro históricos mas acho que ainda não li nenhum em que o personagem seja um espião. Fiquei com vontade de ler *-*
    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  8. Pah vc me deixa com vontade de ler esses classicos viu ! Otimo post s2

    ResponderExcluir
  9. Adorei as sugestões de livros que vc postou. Já li alguns da Celeste, mas nem todos esses.
    Uma série que tem lindos espiões e que adoro é Clube da Bússola da Jo Goodman.
    Bjkas!!

    Monique Martins
    MoniqueMar
    @moniquemar

    ResponderExcluir
  10. Adorei o post!
    Eu tenho Um espião inglês, mas ainda não li! E também não li nenhum livro da Celeste ainda. Vou anotar na minha lista! Adoro livros de espionagens, cheios de mistério e ação!

    Bjus
    Gisele
    Dicas da Gi

    ResponderExcluir
  11. Post muito legal! Romances de banca são tudo de bom... Tem alguns históricos que nos deixam com vontade de ter vivido naquela época =)

    ResponderExcluir
  12. Adoro romances históricos com tema espiões. Tudo era mais difícil sem a tecnologia de hoje. Era um trabalho brabo.
    Adorei as dicas de livros com esse tema, vu procurar.

    Erica Mats - Colunista do C&L
    http://confissoesliterarias.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Ai, fico enlouquecida com estes livros, não sei qual escolho!!

    ResponderExcluir
  14. Nunca li um romance de banca, e até pouco tempo atrás não pretendia, mas tem tanta gente me falando bem deles que vou dar uma chance em breve! Sobre o post, bem eu AMO a Inglaterra, e também AMO um romance histórico, acho que vou escolher um desses para a minha lista, qual que você mais recomenda?

    ResponderExcluir