[Resenha] Qual o seu Número – Karyn Bosnak


Autora: Karyn Bosnak
Editora: Novo Conceito
ISBN: 978-85-63219-89-3
Nº de Páginas: 414

Sinopse: Delilah Darling tem quase 30 anos e já se relacionou com 19 rapazes. Sua vida sentimental não tem sido exatamente brilhante, pois todo cara que conhece parece fugir do relacionamento. Quando lê uma matéria no jornal em que a média de homens para uma mulher de 30 anos é de 10,5, fica desesperada e assustada por estar muito acima dela. Além de tudo, o artigo no jornal terminava falando que, se a mulher tivesse o número acima dessa média, seria impossível achar a pessoa certa. Na tentativa de não aumentar seu número e perder de vez a chance de se casar, Delilah sai à procura de seus antigos namorados e tenta reconquistá-los. Será que um deles estará disposto a esquecer o passado e começar uma linda história de amor? Qual Seu Número? revela os segredos de cada mulher e prova que, quando se trata de assuntos do coração, números são apenas uma fração de tempo.
______________


Leve, divertido e envolvente, Qual o seu número? aborda um tema atual e complexo – o relacionamento amoroso.  Atualmente, o amor verdadeiro é algo difícil de encontrar, por isso se um relacionamento não dá certo, tentamos novamente, sempre na esperança de algum dia encontrar a pessoa certa, alguém com o quem queremos passar o resto de nossas vidas. Contudo, quantos relacionamentos uma mulher deve ter até encontrar seu verdadeiro amor? E a partir de quantos ela está destinada a ficar só?
Em Qual o seu número? Delilah, por meio de uma matéria do New York Post, descobre que já teve mais relacionamentos do que deveria. Segundo o artigo, a média de relacionamentos por pessoa é de 10,5 e ela, já chegou aos 19. Preocupada com seu futuro decide que só terá mais uma oportunidade, só mais um homem, se atingir o vigésimo relacionamento e descobrir que aquele cara não era o certo, ela iria desistir, nada de namoro ou sexo para ela, nunca mais.
“Sim, vinte. Eu estava me dando mais uma chance de consertas as coisas. Se eu desperdiçasse essa última chance, (...), então eu me forçaria a viver uma vida de castidade e celibato.”
Sofrendo a pressão da mãe para se estabelecer em um relacionamento sério e com problemas no trabalho, Delilah se deixa levar pelo momento e se envolve com seu vigésimo cara, e ele, para o seu desespero, está longe de ser o cara certo. Assustada com a idéia do celibato percebe que sua única e última chance, é a de se envolver com um de seus ex-namorados, pois com eles, ela não aumentaria seu número. Mas se no passado esses relacionamentos não deram certo, por qual motivo no presente eles poderiam funcionar?
Delilah é esperançosa, acredita que seus ex-namorados possam ter mudado e resolve que eles merecem uma segunda chance. Para encontrá-los conta com a ajuda de seu vizinho (MEGA gato) Colin. Filho de um experiente detetive, ele não tem dificuldades para encontrar os ex-namorados de Delilah e conforme os endereços vão surgindo, ela parte em uma viagem em busca de seu verdadeiro amor. Cada reencontro de Delilah é no mínimo engraçado, mas o fato é que, encontrar seus ex-namorados fez com que lembranças e sentimentos do passado viessem à tona, mexendo com Delilah, lembrando-a do quanto ela está sozinha.
“Os dois me fizeram pensar nas conexões que temos com outras pessoas, as conexões reais. Estou sozinha. Muito sozinha. Quando percebo isso, sinto que as lágrimas começam a rolar pelo meu rosto, e eu começo a chorar. (...). Choro porque não quero decepcionar minha mãe, mas decepcionei a mim mesma. Choro por tudo isso, mas, acima de tudo, choro porque tenho medo de ficar sozinha pelo resto da minha vida.”
Delilah é a personificação da mulher moderna, que corre contra o tempo e que mesmo tentando não se importar, no fundo, tem medo de não encontrar a pessoa certa. A solidão é uma sombra que aflige qualquer pessoa e por isso, não tem como não se identificar com Dedlilah, todas suas decepções amorosas, seus medos, seus questionamentos, nem sempre somos capazes de perceber o que fizemos de errado e muitas vezes nos cobramos por erros que nem cometemos. Outro ponto é que Delilah, ao estipular um número máximo de relacionamentos, faz isso pelos motivos errados, quem se importa com uma média, o importante é ser feliz não é mesmo? Só que é bem mais fácil falar. Para as mulheres as convenções e padrões sociais são bem diferentes, e assim como Delilah, acabamos nos preocupado mais com a opinião alheia, do que com a necessidade de sermos felizes.
Ao decorrer da história Delilah precisa enfrentar seus medos, perceber que números não definem pessoas e que, o tempo, nem sempre é capaz de apagar as falhas do passado.  Ela precisa, assim como todos, enfrentar seus medos, aprender a se aceitar, para então, perceber que talvez, mesmo sem querer, tenha encontrado o amor de sua vida.
“Independente do número dela ser 20 ou 1, que diferença isso faria no nosso relacionamento? Isso me faria rir mais forte com as piadas que ela me conta? Isso faria com que o nosso envolvimento fosse mais intenso? Não. Isso não tem nenhuma importância real em uma relacionamento.”
Gostei muito de livro. Delilah é engraçada e nos envolve com sua personalidade. O mocinho da história é uma graça (não vou falar o nome para deixar um suspense, rs), me apaixonei por ele e torci muito para o casal.
Como ponto forte (além da história que mescla muito bem reflexão e bom humor), cito a narrativa da autora. Sua escrita é simples e direta, a impressão que temos é que estamos conversando com uma grande e conhecida amiga, os fatos são reais, palpáveis, presentes em nosso cotidiano e por isso, mergulhamos completamente na leitura. Essa proximidade permitiu que eu me emocionasse com o livro e reservasse um espaço especial para ele entre os melhores de 2011.
Para quem gosta de histórias engraçadas que nos reservam muita paixão e emoção, Qual o seu número é uma ótima opção de leitura.
Aproveito para agradecer a Novo Conceito pelo livro, adorei a leitura.
Comentem bastante, quem sabe não temos promoção do KIT do livro?

Até, 

Beijos


19 comentários:

  1. Quero muuito ler esse livro! *-*
    Gosto muito de comédias! E a personagem parece ser bem doidinha tipo a Bridget Jones.rs
    Gostei da capa - mas dzm q nao tem nada a ver com a descrição da personagem. oO
    Parece ser previsível, mas um livro desse ter um final "infeliz" não seria legal né?! A gnt sempre torce pra personagem ficar bem.

    Muito boa a resenha! Gostei. =)

    Beeijo =*

    ResponderExcluir
  2. Eu assisti ao filme e me decepcionei. Mas, todos me dizem que o livro é mil vezes melhor. Espero que seja mesmo.

    Beijos

    Amigas entre Livros

    ResponderExcluir
  3. Muita gente tá falando desse livro, mas gostei muito da forma como você colocou a história e a leitura :) Dentre os livros que estão sendo mais falados nos blogs, acho que esse é o que mais me interessou, principalmente por falar do que seria "a mulher moderna" e seus vários relacionamentos, hehe.


    Um abraço,
    http://ninanoespelho.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Ontem comprei dois livros que achei que fossem meus últimos para 2011, mas terei que acrescentar mais um. Se "Qual é o seu número?" é alto astral e nem humorado, eu quero pra mim! Bom para terminar e começar um novo ano.
    Obrigada pela resenha, excelente, como sempre, Pah!

    Beijocas da Lu (Equinócio)

    ResponderExcluir
  5. Oi Pah!!
    Gostei da sua resenha! Hoje mesmo publiquei resenha do mesmo livro no meu blog xD
    Mas adoro ler opiniões diferentes sobre o mesmo livro!
    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  6. Oi Pah!!
    Adorei sua resenha, me animou!!
    Comprei este livro e ainda não o li!! Mas estou louquinha para ler e pelo que diz ele é bem divertido!!

    Bjinhs
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/2011/12/minha-caixinha-de-correio.html

    ResponderExcluir
  7. Romance e diversão é comigo mesma!Já tinha lido algumas resenhas mais a sua na minha opinião ficou mais completa. Este livro está sendo muito bem falado.Só acho perigoso tentar reconquistar ex amores..mas só lendo é que vou saber se dá certo. bjocas.

    ResponderExcluir
  8. Oii
    Estou doida para ler esse livro e assistir o filme com gatão do Chris Evans
    Pelas resenhas ele parece ser bem divertido, mas previsível... mas todo mundo gosta, não é?

    Ai adoro o kit desse livro, sorte de quem ganhar

    tenha uma ótima terça
    beijos
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  9. Quero ler há tempos, quem sabe peço de Natal uehuehe *-*

    ResponderExcluir
  10. Pah, sabe uma coisa que adoro nas suas resenhas?
    Você reflete enquanto lê e sempre mostra suas reflexões!
    Eu também fico refletindo enquanto leio, ou é mal de libriana ou é mal de gêmea de alma viu!
    Estou doida pra ler esse livro, espero fazer isso logo, agora que a linda da Lu me deu :D
    Beijão, amei a resenha como sempre ^^

    ResponderExcluir
  11. Ah ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, mas li algumas resenhas, mas essa sua hein como disse a Aione deve ser mal de libriana porque sou como vocês fico refletindo quando leio *-*
    Mas confesso que esse livro já está na minha listinha hahahaha, sei que tem o filme mas antes de assisti-lo quero ler o livro, parabéns pela resenha está ótima!

    Beijo
    http://marifriend.blogspot.com/
    @Storieandadvic

    ResponderExcluir
  12. Olá, Pah!
    Adorei a sua resenha!!
    Estou com o livro aqui e ainda não sei quando poderei ler, pois há outros livros na frente dele na fila de leitura. Concordo que hoje em dia as convenções da sociedade atingem a gente em cheio, nos força a encontrar alguém para preencher o vazio da solidão... Você está certa neste aspecto!
    Mesmo assim, certamente irei gostar da história também, espero que tanto quanto você e estou louca para curtir o filme também!
    Bjos.

    Mariana Ribeiro
    Confissões Literárias.

    ResponderExcluir
  13. Oi Páh! (seu apelido sempre me lembra a personagem de Você Tem Meia Hora)
    1º vou dizer que amei como vc contou a história! E então gostei de tudo que vc comentou sobre o livro... A Delilah é meio doida né (só assim pra fazer o que ela fez) mas acho que ela tinha uma boa intenção, embora os motivos fossem errados! Por sorte ela descobriu isso a tempo!
    Tb acho que o importante é ser feliz!

    Acho mesmo que a Karyn foi mt esperta ao escrever! É uma narrativa muito leve e gostosa de ler... A gente nem sente! Amei!

    bjs
    Hey Evellyn!

    ResponderExcluir
  14. Pah! Tudo bem!?
    Então ainda não deu tempo de ler esse livro. Vou levar na viagem que vou fazer essa semana e ver se consigo ler durante o tempo que ficarei no avião! Tomara que eu não fique enjoada, porque é provável que eu fique enjoada no avião kkkk

    Espero gostar tanto quanto você gosto. Afinal eu quero ver o filme logo!

    Ahhh me fala o que você achou do 2º episódio do AHS quando assistir ok? Fiquei curiosa pra saber sua opinião.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Muito boa resenha como sempre pah ") Esse livro é um dos melhores desse ano. Quero ver o filme logo!

    ResponderExcluir
  16. Ain, tô tão curiosa pra ler esse livro, Pah *o* Parece ser aquele tipo que além de te arrancar boas risadas tem uma história muuuito legal!

    :*
    Mi
    Inteiramente Diva

    ResponderExcluir
  17. Nossa ótima resenha a primeira vez que vi o livro ja sabia que ia virar um filme.Ainda não li mas tenho uma grande vontade de le lo uma comédia romantica e como ele é grandinho né, adoro livros grandes.Espero em breve compra lo e dar umas boas risadas com esta historia.bjs glau

    ResponderExcluir
  18. Pah,

    Não conheço uma pessoa que não tenha gostado de "Qual Seu Número?", especialmente as mulheres, porque realmente retrata uma realidade nossa, coisas que são comuns no cotidiano feminino.

    A Delilah tem um ímpeto de loucura que todas nós gostaríamos de ter em algum momento, aquela vontade súbita de fazer alguma coisa e ir atrás de fato, sem temer o que vem pela frente, o que me fez gostar muito dela.

    E o Colin, ahhhhhhhhhhhhhhh <33

    Até minha mãe leu o livro e adorou também, divertiu-se bastante. Super recomendado!

    Beijinhos,
    Ana - Na Parede do Quarto

    ResponderExcluir
  19. Esse livro parece ser super leve e divertido. Essa capa com o Chris Evans é tudo de bom, eu adorei. A cada resenha que leio, fico ainda mais curiosa para ler o livro!

    Bjks

    ResponderExcluir