[Resenha] Um peixe de calças Jeans e outras histórias para unir – Allan Pitz


Título: Um peixe de calças Jeans e outras histórias para unir
Autor: Allan Pitz
Editora: Livro Novo
Páginas: 27 
ISBN: 978-85-62426-78-0


Sinopse: As crianças precisam aprender o sentido de união, igualdade e respeito desde o início da jornada. Atuando nesse pensamento, Um peixe de calças jeans e outras histórias para unir traz em sua linguagem simples e acessível histórias curtas e assimiláveis que visam eliminar os preconceitos sutilmente. Agindo no subconsciente formador das crianças. Enriquecendo-as moralmente. A ideia desse livro brotou pelas inspiradoras teorias de Dr. Joseph Murphy (1898 – 1981), autor do livro O Poder do Subconsciente (título original em inglês: The Power of your Subconscious Mind, onde defende a tese de que a mente subconsciente (responsável pelo sono, memória, batimentos cardíacos e outras muitas funções do corpo) ao aceitar uma idéia, começa imediatamente a pô-la em prática. Segundo Murphy, a mente subconsciente aceita tudo que lhe é sugestionado de forma vigorosa e constante; assim, podemos adicionar as informações boas e benéficas sobre o que quisermos. Em Um Peixe de Calças Jeans, a teoria subconsciente é usada para o bem mais pacífico e precioso de todos: o amor fraterno de nossas crianças. A paz. E a união incondicional entre as pessoas. A proposta maior deste livro é ajudar na diminuição da ocorrência de bullying (repetidas agressões psicológicas e/ou físicas) não só nas escolas, preparando o futuro cidadão de bem para as diferenças que o mundo oferece, construindo uma nova geração mais fraterna, livre dos bloqueios preconceituosos gradativamente impostos. Blog do livro>>>  http://umpeixedecalcasjeans.blogspot.com/

 __________

Em um “Peixe de calças Jeans e outras histórias para unir” Allan Pitz aborda com sutileza um tema demasiadamente importante, o respeito ao próximo. Sendo o foco do livro o público infantil, a ideia central do autor é trabalhar com o subconsciente das crianças, abordando na forma de pequenos contos, temas como respeito, amizade e união.
Desta forma, o livro foi estruturado em um total de cinco histórias e cada uma delas possui uma ligação direta com os problemas de preconceito que enfrentamos em nossa sociedade, sendo que, com desfechos simples e objetivos, o autor visa mostrar para as crianças que as diferenças, sendo elas físicas ou não, não devem afastar as pessoas, mas sim, uni-las.
“O que faz o papel feliz e a floresta encantada é o colorido, imaginem um arco-íris de uma só cor! Onde estaria a graça? (...) Vermelho, amarelo, cinza, branco, rosa, lilás, azul. Todas colorem a beleza da floresta encantada. Vivendo juntas, unidas, na mesma caixinha de lápis de cor”.
Para minha surpresa, não imaginava que o enfoque do livro era a formação social das crianças, esperava que o mesmo narrasse uma história leve e divertida (algo como um conto encantado repleto de fantasia), voltada para o entretenimento do público infantil, mas o livro vai além disso, estimulando a imaginação das crianças ao mesmo tempo que semeia sentimentos de igualdade e amizade.  Desta forma, é fácil observar que o livro foi escrito para se tornar um meio de comunicação e diálogo, uma ferramenta com a qual os adultos pudessem contar para enraizar no subconsciente dos pequenos leitores a força da união e do respeito ao próximo.
A mensagem do livro é extremamente importante. Aqueles envolvidos de alguma forma na criação e educação de uma criança podem utilizar essa obra para transmitir mensagens sobre a importância do amor ao próximo, independente de raça, credo e religião. 
Livros como esse ajudam a construir um futuro melhor, mais justo e igualitário, não concordam? Gostei muito da leitura e agradeço ao Book Tour Selo Brasileiro pela oportunidade de ler essa obra.


6 comentários:

  1. Oi Pah!
    Gostei muito da temática do livro!
    É sempre bom ver um livro com uma mensagem tão importante e direcionado pras crianças, que ainda estão em fase de formação de opinião e caráter!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  2. Que bacana esse livrinho!
    É muito legal ver esse tipo de livro, voltado para crianças.
    Bem interessante. Gostei. Uma boa indicação para trabalhar com crianças na escola ou ler para as crianças em casa. ^^

    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Oi Pah, adorei a resenha dessa livro, adoro livros voltados para crianças,pois acredito que livro pra crianças é muito importante.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Que legal a resenha pah. Acho que as coisas infantis estão muito mais é voltadas proo mundo adulto. Muito boa resenha ")

    ResponderExcluir
  5. Me interessei, eu fui vítima de bullying quando criança, e sei como é triste, no meu caso não tinha ninguém pra dizer para os meus colegas: Ei, vocês não são melhores que ela! Pois a professora não estava nem aí! Hoje em dia percebo que eles agiam daquela forma porque ou se sentiam inseguros, ou tinham problemas em casa, eu era a menininha mimada que tinha todas as Barbies recém lançadas, mas também era a gordinha, a baixinha e a "lerdinha" então descontavam em mim as frustrações deles com a desculpa de que eu era "defeituosa"... Na minha opinião o que falta nas crianças de hoje em dia é uma boa educação em casa, o que faz com que elas se tornem adolescentes/adultos infelizes...
    Me prolonguei né? Me interessei pelo livro... Adorei sua resenha...

    Rafa

    ResponderExcluir