Fuxicos & Futricos #33



Olá, pessoas!
Sejam super bem-vindos a mais um Fuxicos & Futricos!

Música
Enquanto eu (re)lia o livro que indicarei logo abaixo,  pensei que combinaria com ele uma música mais animada, porém, não encontrei nenhuma música que eu achasse que combinaria bem com o livro.
A personagem principal, no entanto, faz um comentário sobre uma música que a faz chorar sempre que a escuta.

“...é só escutar aquela música dos Carpenters, ‘Close to you’, e eu caio no choro...”

A música não é animada, como eu pensava ser legal para o livro, mas li enquanto escutava a canção e gostei.
Então, a minha indicação de música hoje é:
 The Carpenters – Close To You


“Por que os pássaros aparecem de repente
Toda vez que você está perto?
Assim como eu, eles querem estar
Perto de você...

Por que as estrelas descem do céu
Toda vez que você passeia?
Assim como eu, elas querem estar
Perto de você

No dia em que você nasceu
Os anjos se reuniram
E decidiram tornar um sonho realidade
Então eles espalharam poeira da lua em seus cabelos dourados
E luz das estrelas em seus olhos azuis

Eis por que todas as garotas da cidade
O seguem por todo lado
Assim como eu, elas querem estar
Perto de você”


Livro
Minha indicação de hoje é o divertidíssimo livro O Segredo de Emma Corrigan.

“É claro que eu tenho segredos.
Claro que sim. Todo mundo tem. É totalmente normal. Tenho certeza de que não tenho mais do que ninguém.
Não estou falando de segredos enormes, de abalar a terra. Do tipo ‘O presidente dos EUA vai bombardear o Japão e só Will Smith pode salvar o mundo’. Só segredos normais, segredinhos do dia-a-dia.”

Todo mundo tem segredos, certo? Claro que sim! Todos nós temos aqueles pequenos segredos que não contamos pra ninguém e, com Emma, não é diferente.
Já perto dos 30 anos, ela parece ainda não saber o que quer da vida. Passa de emprego em emprego, sem conseguir carreira em nenhum, divide apartamento com mais 2 amigas e guarda vários segredinhos.

“... Por exemplo, aqui estão alguns ao acaso, que me vieram à cabeça:
1. Minha bolsa Kate Spade é falsa.
2. Adoro licor de xerez, a bebida mais cafona do universo.
3. Não faço idéia do que significa a sigla OTAN. Nem do que se trata.
4. Peso 61 quilos. Não 56 como meu namorado Connor acha. (Se bem que, em minha defesa, eu estava planejando fazer dieta quando falei isso. E, para ser justa, são só cinco quilinhos a mais.)
5. Sempre achei que Connor se parece um pouquinho com o Ken. O da Barbie.
6. Às vezes, quando estou bem no meio de uma transa apaixonada, de repente me dá vontade de soltar uma gargalhada.
7. Perdi minha virgindade no quarto de hóspedes com Danny Nussbaum, enquanto mamãe e papai assistiam a Ben-Hur no andar de baixo.
8. Já bebi o vinho que papai mandou guardar por vinte anos.
9. Sammy, o peixinho dourado da casa dos meus pais, não é o mesmo peixinho dourado que mamãe e papai me pediram para tomar conta quando foram ao Egito.
10. Quando minha colega Artemis realmente me chateia, eu molho a planta dela com suco de laranja. (O que acontece praticamente todo dia.)
11. Uma vez tive um estranho sonho lésbico com Lissy, minha colega de apartamento.
12. A calcinha fio-dental está me machucando.
13. Sempre tive uma convicção profunda de que não sou como todo mundo, e que há uma vida nova e incrivelmente empolgante me esperando ali na esquina.
14. Não faço idéia do que esse cara de terno cinza está falando.
15. Além disso, já esqueci o nome dele.
E só o conheci há dez minutos.”

Emma Corrigan trabalha para a Panther Corporation e viaja para Glascow para fechar um negócio com outra empresa, porém nem tudo sai como o previsto. Depois de derramar refrigerante em um empresário importante, ela tem que voltar pra casa sem um contrato assinado e com mais uma “derrota” para a sua coleção. Acham que a má sorte dela acabou por aí?
O voo no qual Emma está para voltar pra casa quase cai e ela simplesmente despeja todos os seus segredinhos pra fora, contando tudo para o estranho sentado ao seu lado no avião. Que mal tem? Se ela escapar dessa com vida, ela nunca mais o verá na vida!
Pois ela escapou e, quando finalmente chega em terra firme, tudo parece mudar. Menos a sorte de Emma, pois o estranho ao seu lado era ninguém menos do que Jack Harper, o fundador da corporação para a qual trabalha.

“Enquanto olho fascinada, ele se vira. E quando vejo seu rosto sinto uma pontada gigantesca, como se uma bola de boliche tivesse se chocado contra o meu peito.
Ah meu Deus.
É ele. Os mesmos olhos escuros. As mesmas rugas desenhadas ao redor.
A barba está feita, mas com certeza é ele.
O homem do avião.
O que ele está fazendo aqui?
E por que a atenção de todo mundo está grudada nele? Agora ele está falando, e os outros saltam diante de cada palavra.
Ele se vira de novo, e eu instintivamente recuo para não ser vista, tentando ficar calma. O que ele está fazendo aqui? Ele não pode...
Não pode ser...
Não pode ser de jeito nenhum...”

Gente, o livro em questão, assim como todos os outros da Sophie Kinsella, é muito engraçado. Uma leitura sempre leve e sempre bem-vinda. Rimos bastante com as loucuras e atrapalhadas de Emma, principalmente quando Jack a lembra de cada segredo contado.
Há rumores sobre um filme estrelado por Katie Hudson, mas até agora... NADA!








11 comentários:

  1. Estou lendo esse livro, e estou dando muitas risadas, assim como outros livros da Sophie, o senso de humor de suas personagens e as confusões em que elas se metem, nos garante ótimos momentos de diversão.

    ResponderExcluir
  2. Paulinha,
    Sua dica veio muito a calhar. Sempre vejo outras blogueiras elogiando Sophie Kinsella, especialmente "O Segredo de Emma Corrigan" e não me lembro de ter lido algum trecho do livro antes, entretanto. Adorei esses que você colocou e até me diverti aqui. hahaha Quando eu tiver a oportunidade de lê-lo, não a perderei, com certeza.

    Beijo!
    Ana - Na Parede do Quarto

    ResponderExcluir
  3. Nossa adorei a dica e vou ver se acho esse livro, ainda mais que acabei de completar anos e estou em crise kkkkkkk
    bjosss

    ResponderExcluir
  4. Que horror, hahha
    o livro parece bom!

    ResponderExcluir
  5. Oi Paulinha! =)
    Adoro The Carpenters ;)
    E havia desistido por um tempo dos livros da Sophie mas esse me chamou mt atenção!!

    Beijos
    Nati

    ResponderExcluir
  6. Já conhecia a música. Muito boa!
    O livro é divertidíssimo.
    A Emma é sem noção demais. Impossível não rir das peripécias dela.
    E sim, senti muita vergonha por ela, enquanto contava os segredos e pior ainda quando ele relembrava!! OMG...tadinha dela. rsrs

    Beeijo

    ResponderExcluir
  7. Esse livro da Sophie está entre minhas proximas leituras !

    ResponderExcluir
  8. Genteee, eu ri apenas lendo tua resenha imagina se lesse o livro!

    Gosto muito da SK e já li beck bloom.
    Vou procurar esse pra ler tb.

    Bjuus

    ResponderExcluir
  9. ADORO esse livro e o meu preferido a Sophie Kinsella,também ja reli ele varias vezes e sempre rio muito da Emma nossa a parte que o Jack lembra de cada detalhe e a mais engraçada,quando penso a Emma não penso na Katie Hudson fazendo ela,a musica de bem calminha e bonitinha mas achei que não combina com a pegada do livro.

    ResponderExcluir
  10. Gosto muito dos livros da Sophie Kinsella, mas esse ainda não li :)

    Renata
    http://escutaessa.blogspot.com/
    http://www.facebook.com/BlogEscutaEssa
    @blogescutaessa

    ResponderExcluir
  11. Oi Paulinha!
    Não tem como não amar seu post hoje!
    É só o meu chick-lit favorito *.*
    E adorei a música, deu um ar todo especial ao livro!
    Beijão!

    ResponderExcluir