agosto 13, 2012

[Resenha] Cinquenta Tons de Cinza – E. L. James

Sinopse: Quando
Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um
homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se
surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está
desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à
timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja, mas
em seus próprios termos.
480 Páginas || Editora Intrínseca || Skoob || Compare
& Compre
 || Resenha da Sabrina Castro

Contrariando minha mania estranha de não ler
ou assistir o que o mundo inteiro cobiça, resolvi comprar o e-book
de Cinquenta Tons de Cinza antes mesmo de seu lançamento aqui no
Brasil (mas agora já tenho meu exemplar nacional). Além disso, foi pura
curiosidade. Afinal, a trilogia era, originalmente, uma Fanfic de
Crepúsculo e eu precisava conferir.

Bem, Cinquenta Tons de Cinza começa com
Anastasia Steele tendo que substituir sua amiga Kate na entrevista que faria a
Christian Grey, para um artigo da faculdade. Ana, que sempre quebra os galhos
de sua amiga, aceitou o desafio mesmo contrariada, pois Kate estava doente. A
princípio, pode-se até comparar – um pouquinho – Ana com Bella: o carro velho,
o jeito desengonçado e a aversão à moda. No entanto, apenas isso. Muito
provavelmente a autora deve ter modificado várias partes do texto para
publicação e, na minha opinião, não vi nada muito relacionado com a saga de
Steph.
Christian é um empresário multimilionário,
lindo e muito peculiar. Não parece NADA com Edward Cullen (exceto o suspense e
o dinheiro) e, se tivesse que compará-lo com uma personagem, diria que ele está
mais para Trent “Perfeito” Kalamack, da série The Hollows (ou Rachel Morgan),
de Kim Harrison. Adoro homens misteriosos e sérios, mas com aquele ar sedutor e
olhar cheio de promessas. Esse é Christian Grey. Às vezes é meio seco e
arrogante, mas os motivos vão sendo desvendados conforme a leitura se
aprofunda.
Ao fim da entrevista, Ana e Christian já
estão envolvidos. Ela, virgem com seus 21 anos e seus hormônios a flor
da pele. E ele, com seus 27 anos (no Brasil traduziram 28) de puro charme
e acostumado a ter tudo o que quer. Após este fato, eles se encontram mais duas
vezes, mas durante a comemoração pelo término de suas provas e conclusão da
faculdade, Ana bebe demais e acaba ligando para Grey. Daí, é fácil imaginar o
que vai acontecer, não é?
Grey manifesta uma pontinha da super proteção
de Edward e vai em busca de salvar sua donzela indefesa. Eles passam a noite
juntos, mas não rola nada. AINDA. Em seguida, há alguns acontecimentos até que
ele a convida para jantar e a leva para seu “matadouro” (risos). É aí que a
coisa fica sinistra. Claro está o interesse dos dois, mas Grey tem uma PAPELADA
que precisa ser assinada antes de qualquer relação sexual. Você fica: WHAT? E
eis o grande segredo do cara de olhos cinza: Ele é meio “pervertido”. Não no
sentido pejorativo, mas é que ele gosta de sexo não convencional, se é que me
entendem.
No início Ana fica perplexa e, quando ele
descobre que ela é virgem, tudo muda. Não que os fetiches dele desapareçam
instantaneamente, mas um lado (lá no fundo) mais romântico aflora. Daí em
diante, minha gente, a coisa esquenta. O livro é regado a la J. R. Ward.
Tirando a parte chata em que Ana lê o contrato com seus deveres e obrigações, o
livro do início ao fim é muito bom. É gostoso de ler, principalmente a troca de
e-mails deles (é muito bacana).
Grey tem segredos e Ana quer desvendá-los.
Ela é luz e ele é trevas… É um “romance” intenso e eles percebem
que não conseguem ficar longe um do outro. Ri em vários momentos,
imaginando as caras e bocas da Ana e de seus pensamentos um tanto engraçados
envolvendo a sua “deusa interior”.  Ana se vê diante do cara mais perfeito que já
viu em toda sua vida e ele também está apaixonado por ela.
Porém, ele não é do tipo que namora e passeia de mãos dadas pela rua. Ele é do
tipo possessivo, dominador, controlador ao extremo e cheio de fetiches… Mas
que vai TENTAR (suspira)
ser o homem que ela deseja. Isso é lindo! Uma das minhas
partes favoritas. 
Deixando o enredo principal de lado, é
inevitável perceber que Grey tem traços de uma infância traumática e que isso influenciou severamente na construção da sua
personalidade. Além disso, você se depara com inúmeras descobertas,
superações… No entanto, esses detalhes nas entrelinhas só são percebidos se
você não ficar paranoico procurando comparações com Crepúsculo. Por essa razão,
considero o livro reflexivo, apesar das inúmeras cenas de sexo e comentários
sobre o texto ser ruim e fraco (não ao meu ver, claro).
Fiquei realmente maravilhada com a forma que
a autora desenvolveu a trama. Grey, mesmo sendo um homem maduro e com mais
experiência de vida que qualquer um de nós vá ter, ainda assim não havia
descoberto o amor, não sabia que poderia ser amado e por aí vai. É um livro
simplesmente incrível. E não me refiro ao erotismo, mas sim aos detalhes.  Já Ana, não me surpreende tanto, pois tem
atitudes que se esperam de uma jovem de 21 anos e é pouco experiente. E parte
do encanto se dá por conta disso, pois os dois se descobrem juntos! So cute!
Bem, acredito que, ao resenhar um livro,
expomos nossas opiniões apenas para debate e não como um veredito. Então,
recomendo que leiam e tenham suas impressões. Eu adorei, já li o segundo e
estou super ansiosa pelo terceiro. Vou ficando por aqui, senão acabo contanto
todo o livro para vocês! *-*
É isso. Se eu recomendo? Claaaaaro que sim!
Quotes preferidos:
“(…) Não quero perdê-lo. Apesar de todas as
suas exigências, de sua necessidade de controle, de seus vícios assustadores,
nunca me senti tão viva como agora. (…) O que posso dizer? No fundo, eu só
queria mais, mais afeto, mais o Christian bricalhão, mais… amor.”
pág. 317/318
“- Eu quero ainda mais – sussurro. – Eu sei –
diz ele. – Vou tentar. Pisco para ele, ele larga minha mão e puxa meu queixo,
soltando meu lábio mordido. – Por você, Anastasia, vou tentar.”
pág. 318
Capas pelo Mundo:

 

confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

13 Comentários

  • caroline
    27 dezembro, 2012

    Achei o livro muito bobo,Anastasia é chata o livro inteiro e não consegui ficar atraída pelo Christian Grey prefiro Mr.Darcy!rs
    O livro na minha opinião só serve para casais q querem sair da rotina…

  • Priscila Lima
    21 setembro, 2012

    ADOREI sua resenha!!!Muitas pessoas criticaram o livro, mas eu li 50 tons de cinza em 4 dias e 50 tons mais escuros em 2 e me encantei. A história prende totalmente nossa atenção e o Christian Grey é apaixonante, apesar de todos os problemas. Estou ansiosa pelo 50 tons de liberdade e, é claro, pelo filme também!!

  • Kamila Mendes
    20 agosto, 2012

    Amei a resenha Sa…eu estava com um pé atrás pra comprar esse livro, detalhe: só leio quando eu compro, não gosto de e-books, é, eu sou estranha! Mas depois da sua resenha estou ansiosa pra ler, principalmente pq gosto de personagens complicados, como parecer ser o caso de Grey!

  • Ana Ferreira
    15 agosto, 2012

    Sa, não consigo me interessar por "Cinquenta Tons de Cinza". Se por acaso o livro cair em minhas mãos, será por pura curiosidade e capricho, simplesmente para confirmar as maravilhas que muitos têm ressaltado, como você, ou para fazer parte da galera que achou todo esse pornô meio esquisito… hahaha
    Li uns trechos numa livraria e confesso que lembrei, sim, de "Crepúsculo", com uma narrativa bem semelhante, o que acabou me deixando mais desestimulada. A troca de e-mails que todos elogiaram também não me apeteceu… Tenho a leve impressão de que esse não vai ganhar minha simpatia. Mas sua resenha ganhou, totalmente haha
    Beijo!

  • Raquel Machado
    15 agosto, 2012

    Oi flor,
    Olha to para ver esse livro ja pedi o meu de aniver e espero ganhar…ainda nao sei o que vou achar ainda mais dos esquemas pervertidos (que coisa feia!!!!) mas vamos ver ne….
    Bjsss
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com/

  • Aione Simoes
    Aione Simoes
    14 agosto, 2012

    Oi Sa!
    Estou bem curiosa pra ler o livro e gostei de você ter falado da pequena semelhança entre o protagonista e Edward, eu estava me perguntando mesmo em que ponto estaria a inspiração de Crepúsculo para o livro!
    Eu pulei uma parte da resenha porque prefiro não saber nada da história, acho que me surpreendo mais com ela!
    Beijos!

  • Alinne
    14 agosto, 2012

    Adorei a resenha.
    Acabei de ler esse livro três dias atrás e amei! Realmente é bastante intenso #ui e possui umas cenas bem hilárias.Estou louca para poder ler a continuação e que final foi aquele hein? Me deu tanta raiva…rs
    Beijos.

  • Camila Fernandes
    14 agosto, 2012

    Estou louca de vontade de ler esse livro! Ainda não li nenhum livro desse gênero, e estou super curiosa. Adorei a resenha!
    Beijinhos!

    Camila.
    loucuradelivros.blogspot.com.br

  • Kézia Lôbo
    14 agosto, 2012

    Vejo todo tipo de resenha sobre esse livro ehuehu.. bueno não sei o que vou achar, mas eu confesso que estou morrendo de curiosidade em relação a essa estoria, louca para ler, vc disse que nao parece em nada com crepúsculo, mas muita gente ta achando isso ahuahua, dae quero ver o que que eu vou achar.

  • Lili
    14 agosto, 2012

    Eu provavelmente vou esperar um tempo. Apesar de ter ouvido (ops, lido) maravilhas desse livro, também curto esperar um pouco a poeira baixar. Eu me interessei muito e acho que vou adorar. Mas faltou algo de desejo desesperado.

    Realmente não parece ter nada de relação com Crepúsculo

    liliescreve.blogspot.com

  • Sammy
    13 agosto, 2012

    Ótima resenha! Desde que tenho acompanhado, há uma diversidade de opinioes, uns com criticas negativas, e outros com positivas, no entanto isso parece só aumentar minha curiosidade em ler esse livro =D

    Bjs

    http://www.daimaginacaoaescrita.com

  • Sabrina ツ
    13 agosto, 2012

    Oiê! Acho que exagerei, hum? Que resenha gigante! =P haha!

  • jayane
    13 agosto, 2012

    Também tenho mania estranha de não ler ou assistir o que o mundo inteiro cobiça sei lá fico com o pé atrás quando se fala muito,mas tão falando tanto que fiquei curiosa já li outras resenhas uns ama outros odeia,nossa não sabia que ele era adotado.
    quero que lance o segundo logo para comprar tudo de uma vez odeio ficar curiosa esperando a continuação.