Fuxicos & Futricos #44




Olá, povo mais lindo da blogosfera! Tudo certinho com vocês?
Sejam mais do quem bem vindos a mais um Fuxicos&Futricos.
Vocês estão estranhando o dia da semana que a coluna veio ao ar?! Desculpem-me novamente, mas tive alguns problemas e não pude postar na terça, então, pra não deixar de postar, resolvi (junto com a chefinha – Pah) postar hoje. Mas não esqueçam, o Fuxicos&Futricos continua, normalmente, TODAS as TERÇAS, ok?! ;)
E no post de hoje teremos um chick lit bem fofo de uma autora que AMO de paixão.
Sem mais conversa mole, vamos ao que nos interessa.




Música
Com um livro cheio de emoções, foi difícil, pra mim, escolher uma “trilha sonora”. Em alguns certos momentos pensei em músicas diferentes, mas optei por essa, que tem tudo pra dar certo com o livro...
My Favorite Game – The Cardigans



E isso não é caso de luxúria, você vê
Não é matéria de "eu versus você"
Está tudo bem o jeito que você me quer da sua maneira
Mas no final é sempre eu sozinha

Estou perdendo meu jogo favorito
Você está perdendo sua mente de novo
Estou te perdendo, perdendo meu jogo favorito”
 

Livro
Sinopse: De volta à sua cidadezinha para atender ao funeral do seu padrasto Henry, a bela cabeleireira Delaney é surpreendida com uma cláusula do testamento dele: se quiser receber a sua herança, ela deverá permanecer um ano inteiro na cidade e não ter "contato sexual" algum com o bad boy Nick, filho bastardo de Henry. Acontece que, dez anos antes, ela e Nick viveram uma paixão, e embora ele seja um mulherengo incorrigível, a proximidade de ambos reacende a antiga chama. Será Delaney capaz de resistir ao motoqueiro de conversa fiada? (Skoob)




... Entrei na livraria e, quando bati o olho no nome RACHEL GIBSON, não deu outra, eu tive que comprar.
Rachel, definitivamente, é uma das minhas autoras de chick lit preferidas. Sou extremamente apaixonada por suas obras, desde que li, há uns 2 ou 3 anos, Simply Irresistible. Já fiz post de uma de suas histórias aqui (Sem ClimaPara o Amor) e é, com muito prazer, que indico Loucamente Sua.

“(B) Para minha filha, Delaney Shaw, dou e deixo como herança o resto de minhas propriedades tangíveis e o resto de meus bens não dispostos de outro modo, na condição de ela permanecer dentro dos limites da cidade de Truly, Idaho, e não deve deixar a cidade pelo período de um ano [...]”.

Delaney, depois de muitos anos fora, finalmente volta para sua cidade, para o enterro de seu pai. Bom, pelo menos era o enterro daquele que ela considerava pai, já que quando sua mãe se casou com Henry, ela já era uma criança crescida. Henry já fora casado anteriormente, mas seu casamento acabou, principalmente, após a esposa descobrir que ele teve um “caso” extraconjugal e que essa indiscrição deu fruto.

“(C) Eu dou para meu filho, Nick Alegrezza, as propriedades conhecidas como Angel Beach e Silver Creek, para usá-las da forma que melhor achar, contanto que ele não tenha relações sexuais com Delaney Shaw por um ano [...]”.

Henry sempre rejeitou o filho e sempre tentou ter sua própria família, porém Nick cresceu na pequena cidade sendo apontado como o bastardo, único filho do homem mais rico da cidade. Desde criança Nick implicava com Delaney, mas...
Um certo dia, ainda na adolescência, Delaney cansa de ser a “santinha” filhinha do papai e sai de casa em busca de uma aventura. Ela termina na praia, seminua e com a boca de Nick entre suas pernas. Pior, ela é encontrada em posição constrangedora pelo pai, que furioso a leva embora sem ao menos pedir explicação.
Logo, toda a cidade comenta que Delaney transou com Nick e que isso, de alguma forma, a fez fugir da cidade.
Muita fofoca na pequena cidade, mas poucos sabem o que realmente se passa entre Nick e a bela cabeleireira Delaney.
Será que a jovem mulher, que ama sua liberdade conseguirá passar um ano presa em Truly? Ainda mais com Nick atormentando seus pensamentos?
E Nick, um dos caras mais gatos da cidade, será que consegue ficar longe do belo corpo de Delaney? Será que ele finalmente vai terminar o que começou no passado?

Não se tornou o meu livro favorito se tratando de Racel Gibson, acho até que foi um dos mais fraquinhos que já li (mas não o mais fraco), porém a história não deixa de ser boa.
Vale lembrar que a autora dar um ar romântico e sensual a todos os seus livros.

Até a data da postagem, a nota do livro no Skoob é: 4,3/5


 


6 comentários:

  1. Oi Paulinha!
    Ahh eu nunca li nada da Rachel, preciso fazer isso! Aliás, é até bom vê-la por aqui, é mais uma opção pra trazer pro Fuxicando Sobre Chick Lits :)
    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah, Mi, você tem que ler Rachel Gibson.
      E ela tem que aparecer na sua coluna, viu?! òtima autora! As histórias são ótimas, mas é uma pena que ela tenha poucos livros traduzidos no Brasil =(

      Excluir
  2. Oi Paulinha.
    Tenho vontade de ler esse livro, imagino que deve ser tudo de bom!
    Adorei o post.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oi Paulinha!!
    Nossa, eu amei a capa deste livro e acho que eu tbm compraria se eu o visse, lindo!!
    Eu amo este gênero e fiquei mega curiosa para ler!!
    Adorei o post!!

    Bjinhs meninas!
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa também me encantou, Vanessa, mas ela não entendi a relação dela com o livro depois que eu o li =P rsrs'

      Excluir
  4. Olá!
    Apesar de eu não gostar muito de chick-lits, eu já li vários livros da Rachel, amo os livros dela e no mês que vem vou comprar Loucamente Sua que estou louca para ler hehhee
    Pati

    ResponderExcluir