[Resenha] Jogos Vorazes - Suzanne Collins


Editora: Rocco
Páginas: 397
Sinopse: Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?


Young Adults
____________
Vocês já devem ter lido inúmeras resenhas do livro Jogos Vorazes. A trilogia virou febre por apresentar um contexto inusitado, e o sucesso das obras só aumentou com adaptação da história para o cinema. Até mesmo aqui no blog já tivemos um post sobre o livro - Fuxicos & Futricos 31, coluna da querida Paulinha.  Por esse motivo pensei muito se iria ou não resenhar tal obra, contudo, senti que não poderia deixar de expressar minha opinião sobre a história, sendo que, a grandiosidade da narrativa é tamanha que por mais que vocês tenham ouvido falar sobre a trama nada do que eu diga servirá para prepará-los para a mesma, entretanto, posso deixá-los ansiosos para ler o livro e confesso, essa é minha meta de hoje.
“Como deve ser, imagino, viver num mundo onde a comida surge com um apertar de botões? (...) O que eles fazem o dia inteiro, essa gente da Capital, além de decorar os próprios corpos e esperar cada novo suprimento de tributos que vão morrer para garantir a diversão deles?”

Minha Caixinha de Correio #33 - Wook e muito mais

Olá galera, tudo bem? Hoje é sexta-feira [EBA] dia de caixinha de correio aqui no Livros & Fuxicos. Tem muita coisa boa, livros de parceria e as minhas “super compras” do mês! O vídeo ficou enorme, então me desculpem aqueles que não curtem vídeos demorados, mas considerando que temos um feriado essa semana, dá para separar um tempinho para papear sobre livros comigo, não concordam?
Espero que gostem!



Agradecimentos
Editora Novo Conceito
Universo dos Livros
Editora Planeta
Citados
Posts
Personal Demons (Post antigo)

Até a próxima!
Beijos



Fuxicando Sobre Chick-Lits: Resenha - Big Love

"Chick-lit" é um gênero literário que abrange a vida da mulher moderna, sendo voltado, principalmente, para o sexo feminino. São romances leves, com um toque de humor, que narram o quotidiano e entram fundo nas dúvidas e emoções das personagens, transmitindo, normalmente, a sensação de estar lendo o relato de uma amiga. As história nesses livros poderiam facilmente ser uma conversa entre garotas ou mulheres, na qual há compartilhamento de sonhos, segredos, confissões.




Olá queridos!

Como vocês estão?
Bom, eu estou em uma correria desenfreada. Ou, pelo menos, estava!
Hoje é meu último dia em meu primeiro estágio, então passei todos os dias dessa semana, desde sábado passado, fazendo meu relatório final. O mesmo que já comecei há mais de um mês e que parecia não ter fim.
Afinal, ele teve! Consegui finalizá-lo ontem depois das 23h, mas o finalizei! E por que motivo eu estou falando tudo isso?
Bom, como eu passei a semana inteira fazendo apenas o meu relatório nas horas vagas, eu não pude preparar um post inédito pra vocês e eu peço um milhão de desculpas por isso. Não foi nem ao menos falta de organização, foi realmente falta de tempo. E para não deixá-los sem post algum, falei com minha gêmea e chefinha, a linda da Pah, que concordou em me deixar postar uma resenha que já foi postada lá no meu blog, o Minha Vida Literária
Como eu mesma a fiz, não vai ser plágio, oks? Rsrsrs

O chick-lit que escolhi lhes falar hoje é um que acredito não ser muito conhecido, e foi essa a razão de eu ter selecionado essa resenha. Não foi um livro que me marcou, mas foi uma leitura agradável.

Confiram mais a fundo minha opinião:



Alison Hopkins foi abandonada pelo namorado e está tentando recomeçar sua vida. Colunista não muito popular de um pequeno jornal, aos 32 anos ela enfrenta os dilemas de muitas mulheres: o medo de ficar sozinha, de não ter mais tempo para ser mãe, de não ter sucesso no trabalho. Disposta a dar a volta por cima e mudar essa situação, Alison contará com a ajuda e o bom humor de suas inseparáveis amigas, e não medirá esforços na busca por um grande amor.




É o que diz na sinopse do livro. Quando a li, esperava encontrar um chick-lit hilário, no qual a protagonista provavelmente sairia com diferentes homens, faria de tudo para seguir em frente e mostrar para o ex que não precisa dele. E, juntamente com a frase da capa do livro – “Porque um namorado bonito é como um sofá branco: um convite ao desastre” – esperava me deparar com uma grande paixão entre ela e algum Deus grego e, desse relacionamento, ver muita confusão e diferentes situações se desenrolando.
Mas não foi nada disso que encontrei em “Big Love”, fui enganada pela sinopse! Sim, o livro tem partes realmente engraçadas. Sim, Alison de fato é abandonada pelo namorado, tenta seguir em frente, conta com a ajuda das amigas e possui todos os medos citados acima. Entretanto, a sinopse dá a entender que a história se desenrolará de um jeito diferente do que realmente é.  Essa diferença, porém, não é um aspecto negativo: o desenrolar foi diferente do que eu esperava, mas nem por isso o livro não é bom.
Alison é abandonada pelo namorado no meio de um jantar entre amigos. Tom sai para comprar um pote de mostarda e liga, uma hora depois, avisando que não só não comprou a mostarda como também não retornará, uma vez que está apaixonado. Para piorar, Alison descobre que a paixão já vem sendo consumada há 5 meses com a antiga namorada de faculdade de Tom, exatamente a mesma pessoa que Alison vinha alertando o namorado sobre nutrir sentimentos além da amizade. Sentimentos os quais ele obviamente negava.
Esse é o início da história, a partir da qual podemos conhecer melhor Alison: seu emprego de colunista em um jornal alternativo de Pittsburg (que, aliás, me lembrou a Carrie de “Sex and the City”, ainda mais por usar de temática sua vida pessoal e seu relacionamento), seus medos interiores, sua infância marcada pelo abandono do pai e consequente casamento da mãe com outro homem (Alison diz o livro inteiro ter “dois pais”), seu crescimento em meio a uma família evangélica e todos os seus problemas sexuais decorrentes disso.
Os acontecimentos, diferente do que é subentendido na sinopse, são muito mais decorrentes do acaso do que da própria busca de Alison. Para mim, a impressão que tive foi simplesmente de terem “acontecido”, ao invés dela ter feito acontecer. Além do mais, achei que a frase da capa ficou fora de contexto porque a própria Alison assume que Tom não era exatamente o tipo mais bonito.
Ainda sobre o desenrolar da história, a achei sem muitos altos e baixos, o que não é necessariamente  ruim. A narrativa de Sarah Dunn é leve e agradável, dá a sensação de estar lendo o relato de uma amiga. Exatamente por isso, minha maior impressão de “Big Love” é de se tratar muito mais de autoconhecimento do que sobre a busca por um grande amor. Sobre isso, eu adorei.
Alison, em primeira pessoa, desmembra por todo o livro seus medos, suas características, positivas ou negativas, sua percepção dos fatos, a maneira como os encara, a maneira como acontecimentos da sua vida influenciaram na tomada de suas atitudes. Ler “Big Love” foi entrar a fundo nas reflexões e divagações de Alison, conhecer seu íntimo de uma maneira que apenas esse tipo de narrativa proporciona. Por causa desse mergulho em seu interior, consegui me identificar em vários aspectos com a personagem, apesar de toda a diferença existente entre sua vida e a minha.
Lançado pela editora Nova Fronteira, recomendo a leitura! É certamente uma boa opção de livro agradável, tranqüilo, além de ser rápido (contém apenas 207 páginas). Tem momentos engraçados e te faz refletir sobre aspectos do amor e relacionamentos. Porém, não é uma grande obra, capaz de mexer profundamente com suas emoções. É apenas um livro agradável, como já dito.






E ai, ficaram interessados?




Novamente, peço desculpas! E prometo que daqui duas semanas eu volto com um post especial! 




Beijos grandes!






[Pipocas & Fuxicos] Sitcoms, Gostei e indiquei #1


Olá galera, tudo bem? Já faz um tempinho que planejo fazer um post de sitcoms por aqui. Além dos livros sou apaixonada por séries de TV, sempre que posso estou procurando novas séries para acompanhar, claro que me falta tempo para vê-las, mas sempre temos algumas preferidas, não é mesmo? Sendo assim, no Pipocas & Fuxicos, vou intercalar as indicações, comentando sobre filmes e também, seriados em geral. Espero que gostem!
Bem, o tema de hoje é exatamente a falta de tempo! Calma, não estou ficando louca. Na correria do dia a dia, nem sempre temos tempo para assistir aquelas séries com mais de 40 minutos, mas mesmo sem tempo, bate uma vontade danada de assistir algum seriado divertido do tipo “rapidinho”, não concordam? Pensando nisso, as indicações de hoje são de séries curtas, com menos de 25 minutos, e do estilo “Puro Humor”.
Tema do dia: “Puro Humor” - Séries Curtas
 3º 2 Broke Girls
Caroline teve todos os seus “milhões” de bens confiscados pelo governo e sem escolha precisou aprender a se virar com pouco dinheiro. Por esse motivo, acabou parando no Brooklin, onde conheceu Max, garçonete, babá e aspirante a produtora de Cupcakes. Max sempre viveu no Brooklin, sabe se virar e não é do tipo de leva desaforos para casa. Unidas pelo acaso, elas fazem uma dupla para lá de falida, mas ao contrário de dinheiro, o que não falta a elas é bom humor.

Não tem um episódio dessa série que não nos faz dar boas risadas. O contexto pode ser meio clichê (Garota rica, agora pobre, encontra garota simples para ajudá-la na “adaptação”), mas a diferença está no foco da série, afinal, não é qualquer seriado que inicia com uma das protagonistas falida, com um cavalo e um vestido Chanel em busca de um lugar para ficar, não concordam?


 Além do bom humor, a história também possui muita ironia (Max é a rainha do sarcasmo, adoro a forma objetiva pela qual ela vê o mundo) e algumas pitadas de romance. Esses são 25 minutos muito bem aproveitados do seu dia!  A série está na primeira temporada, então ainda da tempo de acompanhá-la.                      

New Girl
Jess acabou de sair de um relacionamento difícil. Ao pegar seu namorado com outra, além de estar com a alto-estima em frangalhos, precisa desesperadamente de um novo lugar para ficar, e nada melhor de que dividir um apartamento com outras pessoas e aproveitar para fazer novos amigos, certo?  Calma, não responda “sim” antes de ver a série! (rsrs)

Jess é uma graça de pessoa, cheia de manias e dona de um coração enorme ela encontra o lugar exato para morar, dividindo um apartamento com o doido do Schmidt, o fofo e desastrado do Nick e o perdido e talvez, o mais “normal” dos três, do Winston.


Além de divertida, a série é repleta de romance, lições de amizade e episódios que deixam sua marca ao falarem sobre temas polêmicos como preconceito e bullying. Já chorei, ri muito e fiquei pasma com a série, uma das minhas preferidas da atualidade. Mais que recomendado! (Ela também está na primeira temporada).
Awkward
Jenna não tentou se matar, mas as circunstâncias nas quais é encontrada dão a entender o contrário. Por mais que ela tente evitar, em qualquer lugar que ela vá recebe olhares de pena, mas para quem era uma completa “ninguém” na escola, tal popularidade tem suas vantagens, e ela usa isso para mostrar aos outros que não é fraca ou menos interessante apenas por ser impopular. Contudo, quando se é desastrada como a Jenna, lugares públicos, nem sempre são uma boa escolha.
Essa é uma série que nos faz rir desde o início, a situação de Jenna é para lá de constrangedora, mas mesmo assim ela luta para não ser rotulada como a garota “solitária que tentou de suicidar” e mais, prova que a popularidade não é um sinônimo de superioridade. E esse, é exatamente o ponto principal da série. Jenna é um desastre, (Já falei isso né? rsrs), mas é inteligente, bem humorada e no fundo, igual a qualquer menina da sua idade. Ela passa por cada uma que vou te contar viu! Mas aprende com os erros, sofre com a rejeição, descobre quem são suas verdadeiras amigas e onde menos espera, encontra o verdadeiro amor.



 
   
 
Sim, além de divertida a série tem romance e só posso dizer que o casal é fofo demais... Ah, mas tem um triângulo amoroso para lá de legal nesse seriado, tão bem feito que chorei muito no último episódio da primeira temporada. Pois é, ela tem emoção também! É, Awkward tem um pouco de tudo, por isso é uma das minhas prioridades nas indicações de hoje. O único defeito da série é que ela só tem pouco mais de 20 minutos! (rsrs) Juro que sempre que acabava um episódio queria logo ver o próximo. Para quem gostou, ressalto que são poucos episódios - acho que 12 no total, todos com 20 ou 25 minutos. E o legal é que no meio do ano estreia a segunda temporada, então, vale a pena procurar para assistir!
---------
Gostaram das dicas? Já acompanham alguma dessas séries? Vale lembrar que são seriados mais adultos, nada a lá estilo True Blood, mas algo para maiores de 16, ok?!
Por hoje é isso galera, até mais.



"Blogosfera Anti-Plágio"

Então é assim: você pega aquele seu livro bacana da estante. Abre, começa a ler. Presta atenção em todos os detalhes, cola post-its, faz anotações. Pensa em como aquela frase vai fazer o maior efeito na sua resenha. "Poxa, acho que os leitores vão gostar disso". Às vezes, você embarca na história. De outras, deixa até mesmo o seu prazer de lado para pensar em como vai apresentar sua opinião aos leitores do seu blog. Aí você, incauto blogueiro, termina a leitura. Pega seu livro, seu caderninho de anotações, seu arquivo com notas, o que seja; e vai para a frente do computador. Passa umas boas duas horas pensando em como irá traduzir em palavras o que sentiu durante a leitura. Se não usa a sinopse oficial do livro, gasta mais duas horas escrevendo uma sinopse personalizada, tomando aquele cuidado especial para não colocar nenhum spoiler.
Então vem a fase de revisão. Você lê, relê. Muda frases de lugar, ajusta conceitos. Reformula ideias. Talvez apague tudo e recomece. Afinal, você é um blogueiro responsável. Quer que seu texto saia o melhor possível, que os leitores puxem lencinhos e se emocionem com você, ou que leiam e riam porque você também riu lendo aquele livro. E você procura imagens. Capas de várias edições pelo mundo. Imagens em gif que traduzam seu surto ao ler aquela história. Trilhas sonoras que acompanharam sua leitura. Imagens que ilustrem o quanto você foi afetado pelo que o autor te contou naquelas páginas.
Quem sabe você não seja tão perfeccionista e só escreva seu texto, tomando o cuidado de ver se não tem nenhum errinho. Tudo bem. Deu trabalho do mesmo jeito escrever as coisas da melhor maneira que você sabia. Tudo isso te custou tempo. Aquele espaço entre seus dois empregos. Suas horas de folga que podiam ser empregadas em outras formas de lazer. Minutos e mais minutos madrugada adentro, em que você poderia estar dormindo. O drama pode parecer exagerado, mas muitos blogueiros deixam o lazer e o sono de lado pra manter o blog! Mas você ama ler. E ama seu blog. Ama escrever e ama o que faz  e é por isso que você está ali, persistente. Criando seu próprio conteúdo. ...Tudo isso para vir um babaca chupinhador e roubar seu trabalho suado de horas em alguns poucos segundos, postando aquilo que você deu o sangue pra criar como se fosse dele. SEM CRÉDITOS. Enganando a todos: aos leitores, que nem sempre sabem do que o kibador é capaz; às editoras e autores que inadvertidamente fecham parcerias com tais blogs... e a ele(a) mesmo(a), que anda por aí achando que ninguém percebe a grande e robusta mentira que é.
PLÁGIO É CRIME. É ANTIÉTICO. RESPEITE O TRABALHO DE QUEM CRIOU O CONTEÚDO. QUER MANTER UM BLOG? ESCREVA VOCÊ MESMO! (Ou fique na sua, que é melhor pra todo mundo. E mais respeitoso também.)
Esse post é parte de uma postagem coletiva contra o plágio na blogosfera. Acesse o site "Blogosfera Anti-Plágio", saiba mais sobre o assunto e veja quem mais apoia essa causa.

Fuxicos & Futricos #33



Olá, pessoas!
Sejam super bem-vindos a mais um Fuxicos & Futricos!

Música
Enquanto eu (re)lia o livro que indicarei logo abaixo,  pensei que combinaria com ele uma música mais animada, porém, não encontrei nenhuma música que eu achasse que combinaria bem com o livro.
A personagem principal, no entanto, faz um comentário sobre uma música que a faz chorar sempre que a escuta.

“...é só escutar aquela música dos Carpenters, ‘Close to you’, e eu caio no choro...”

A música não é animada, como eu pensava ser legal para o livro, mas li enquanto escutava a canção e gostei.
Então, a minha indicação de música hoje é:
 The Carpenters – Close To You


“Por que os pássaros aparecem de repente
Toda vez que você está perto?
Assim como eu, eles querem estar
Perto de você...

Por que as estrelas descem do céu
Toda vez que você passeia?
Assim como eu, elas querem estar
Perto de você

No dia em que você nasceu
Os anjos se reuniram
E decidiram tornar um sonho realidade
Então eles espalharam poeira da lua em seus cabelos dourados
E luz das estrelas em seus olhos azuis

Eis por que todas as garotas da cidade
O seguem por todo lado
Assim como eu, elas querem estar
Perto de você”


Livro
Minha indicação de hoje é o divertidíssimo livro O Segredo de Emma Corrigan.

“É claro que eu tenho segredos.
Claro que sim. Todo mundo tem. É totalmente normal. Tenho certeza de que não tenho mais do que ninguém.
Não estou falando de segredos enormes, de abalar a terra. Do tipo ‘O presidente dos EUA vai bombardear o Japão e só Will Smith pode salvar o mundo’. Só segredos normais, segredinhos do dia-a-dia.”

Todo mundo tem segredos, certo? Claro que sim! Todos nós temos aqueles pequenos segredos que não contamos pra ninguém e, com Emma, não é diferente.
Já perto dos 30 anos, ela parece ainda não saber o que quer da vida. Passa de emprego em emprego, sem conseguir carreira em nenhum, divide apartamento com mais 2 amigas e guarda vários segredinhos.

“... Por exemplo, aqui estão alguns ao acaso, que me vieram à cabeça:
1. Minha bolsa Kate Spade é falsa.
2. Adoro licor de xerez, a bebida mais cafona do universo.
3. Não faço idéia do que significa a sigla OTAN. Nem do que se trata.
4. Peso 61 quilos. Não 56 como meu namorado Connor acha. (Se bem que, em minha defesa, eu estava planejando fazer dieta quando falei isso. E, para ser justa, são só cinco quilinhos a mais.)
5. Sempre achei que Connor se parece um pouquinho com o Ken. O da Barbie.
6. Às vezes, quando estou bem no meio de uma transa apaixonada, de repente me dá vontade de soltar uma gargalhada.
7. Perdi minha virgindade no quarto de hóspedes com Danny Nussbaum, enquanto mamãe e papai assistiam a Ben-Hur no andar de baixo.
8. Já bebi o vinho que papai mandou guardar por vinte anos.
9. Sammy, o peixinho dourado da casa dos meus pais, não é o mesmo peixinho dourado que mamãe e papai me pediram para tomar conta quando foram ao Egito.
10. Quando minha colega Artemis realmente me chateia, eu molho a planta dela com suco de laranja. (O que acontece praticamente todo dia.)
11. Uma vez tive um estranho sonho lésbico com Lissy, minha colega de apartamento.
12. A calcinha fio-dental está me machucando.
13. Sempre tive uma convicção profunda de que não sou como todo mundo, e que há uma vida nova e incrivelmente empolgante me esperando ali na esquina.
14. Não faço idéia do que esse cara de terno cinza está falando.
15. Além disso, já esqueci o nome dele.
E só o conheci há dez minutos.”

Emma Corrigan trabalha para a Panther Corporation e viaja para Glascow para fechar um negócio com outra empresa, porém nem tudo sai como o previsto. Depois de derramar refrigerante em um empresário importante, ela tem que voltar pra casa sem um contrato assinado e com mais uma “derrota” para a sua coleção. Acham que a má sorte dela acabou por aí?
O voo no qual Emma está para voltar pra casa quase cai e ela simplesmente despeja todos os seus segredinhos pra fora, contando tudo para o estranho sentado ao seu lado no avião. Que mal tem? Se ela escapar dessa com vida, ela nunca mais o verá na vida!
Pois ela escapou e, quando finalmente chega em terra firme, tudo parece mudar. Menos a sorte de Emma, pois o estranho ao seu lado era ninguém menos do que Jack Harper, o fundador da corporação para a qual trabalha.

“Enquanto olho fascinada, ele se vira. E quando vejo seu rosto sinto uma pontada gigantesca, como se uma bola de boliche tivesse se chocado contra o meu peito.
Ah meu Deus.
É ele. Os mesmos olhos escuros. As mesmas rugas desenhadas ao redor.
A barba está feita, mas com certeza é ele.
O homem do avião.
O que ele está fazendo aqui?
E por que a atenção de todo mundo está grudada nele? Agora ele está falando, e os outros saltam diante de cada palavra.
Ele se vira de novo, e eu instintivamente recuo para não ser vista, tentando ficar calma. O que ele está fazendo aqui? Ele não pode...
Não pode ser...
Não pode ser de jeito nenhum...”

Gente, o livro em questão, assim como todos os outros da Sophie Kinsella, é muito engraçado. Uma leitura sempre leve e sempre bem-vinda. Rimos bastante com as loucuras e atrapalhadas de Emma, principalmente quando Jack a lembra de cada segredo contado.
Há rumores sobre um filme estrelado por Katie Hudson, mas até agora... NADA!









[Resenha] Amor Cativo - Nicole Jordan

Editora: Nova Cultural
Páginas: 256
Skoob (AQUI)
Sinopse: Escócia 1761. Deveria ser um sonho, fruto de seu exagerado desejo de aventura. Katrine Campbell custava a acreditar que havia sido sequestrada por um demônio de cabelos negros que a olhava com desdém e zombaria. Suas ideias românticas sobre os valentes homens das Terras Altas se desvaneceram mas não a determinação de infernizar a vida de seu captor. Ele conhecia a força de seu temperamento explosivo, o poder de reação de uma Campbell.O jovem senhor do clã Maclean se achava na obrigação de vingar os parentes da perfídia dos Campbell. Durante séculos persistia a hostilidade entre os clãs, e o primeiro diálogo que tivera com sua prisioneira reafirmava sua convicção sobre a astúcia e a falsidade de seus inimigos. A refém era bela e perigosa, capaz de preparar-lhe uma doce e cruel armadilha… e fugir!
Romance de Banca
Maratona de Banca - Tema de Abril: Mocinho rapta mocinha. Saiba mais AQUI.




_______
Assim que terminei de ler “Sedução”, um romance histórico publicado no Brasil pela Editora Planeta, da mesma autora de “Amor Cativo”, a Nicole Jordan, sabia que me apaixonaria por todos os livros da autora. O fato é simples, ela tem uma narrativa envolvente, do tipo que não nos deixa dúvida sobre a qualidade de sua escrita. Além do romance, ela utiliza muito bem aspectos de drama, abordando temas complexos como guerras, preconceito social, perdas familiares e paixões impossíveis, surpreendendo-nos com os caminhos inusitados de suas histórias e emocionando-nos com o crescimento e amadurecimento pessoal de seus personagens.

[Vem por aí] Novidades Literárias #40


Olá galera, tudo bem? 
Preparados para as novidades literárias do mês de Abril? Até início de maio teremos livros ótimos sendo lançados. Quando fui separar as novidades que eu iria mostrar para vocês, fiquei boba com a quantidade de livros novos que vem por aí. É bom prepararmos os bolsos, pois só tem coisa boa a caminho!
Universo dos Livros

Amante Libertada - Irmandade da Adaga Negra - J.R.Ward

Payne, irmã gêmea do guerreiro Vishous, é finalmente libertada de sua mãe (a Virgem Escriba) e se revelará uma lutadora por natureza, descobrindo sua verdadeira essência. Ao sofrer uma lesão que a paralisa, o cirurgião Manny Manello é chamado para curá-la. Embora nunca tenha acreditado em vampiros, ele será logo sugado para o secreto e perigoso mundo da Irmandade dos vampiros-assassinos e seduzido por esta misteriosa mulher que precisa salvar. À medida que Payne e Manny descobrem que têm mais do que uma ligação erótica, eles precisam enfrentar o choque entre os mundos e uma dívida de séculos atrás que será cobrada de Payne e colocará tanto seu amor como sua vida em perigo. Uma paixão arrebatadora que promete ser quente... Essa ligação erótica entre os dois universos poderá se concretizar? 

Sirensong: O Perigoso Chamado da Rainha - Jenna Black
Sirensong é o terceiro livro da série Faeriewalker. Neste volume, Dana é convidada a ir a Faerie para ser oficialmente apresentada à Corte Seelie. Porém, Titânia, a rainha, a quer morta. O convite não pode ser recusado e Dana, seu pai e seus amigos rumam a uma viagem cercada de perigos, ataques, ameaça e medo. Será que ela conseguirá vencer esses desafios? Uma saga surpreendente, recheada de aventuras e romance. 

Como enlouquecer um homem na cama - Tina Robbins
Como enlouquecer um homem na cama é um livro para todas as mulheres interessadas em sua vida sexual. Tina Robbins traz valiosos conselhos e ensina como transformar a sedução em um mundo de magia arrebatadora. A autora sugere que suas leitoras cruzem as fronteiras do mundo conhecido e revela numerosas técnicas de libertação do poder feminino. O livro aborda temas como massagens tântricas, fantasias masculinas, segredos de beleza, jogos eróticos, e muito mais.
Galera Record


Filhas da Escuridão - Mundo das Sombras 2 - L. J. Smith
Há algo estranho sobre as novas garotas da cidade. Briar Creek, Oregon, nunca viu nada como a graça sobrenatural de Rowan, Kestrel, e Jade, três irmãs que se mudam para a antiga casa em ruínas próximo a Mark e Mary-Lynnette Carter. Mark é obcecado com Jade, mas ela e suas irmãs tem um segredo. E quando mark e Mary-Lynnette as seguem em uma noite na floresta, eles estão mergulhados em um pesadelo para além de suas imaginações.

Porque as irmãs são fugitivas do Mundo da Noite, e seu irmão Ash está quente na trilha atrás delas. Ele é implacavel, lindo e ele tem ordens para levar as garotas de volta a todo custo. E quando ele vê Mary-Lynnette, ele decide levá-la também...



A Última Princesa - Fábio Yabu
Banida de seu lar por um feiticeiro, a Última Princesa de um reino encantado acabou esquecida pelo próprio povo e passa os dias sofrendo com as saudades da terra natal. Mas um novo mundo lhe é apresentado pelo misterioso inventor Alberto, que tem a pretensão de construir uma máquina mágica. Por meio dela a princesa poderá ter a chance de se libertar da maldição, se também for capaz de enfrentar seus medos.
Nas Sombras - Shade #1 - Jeri Smith-Ready
No futuro, um misterioso acontecimento (que ficará conhecido como Passagem) dará para os nascidos depois desta data a capacidade de ver e se comunicar com os mortos. Sendo uma dessas pessoas, Aura passa toda a sua vida tendo que lidar com essa condição. Quando o aniversário de 18 anos de seu namorado, Logan, se aproxima, Aura sabe que será o melhor de todos. A banda dele tem um megashow marcado e há uma festa planejada. Está tudo dentro dos planos, exceto Logan morrer de overdose... E voltar, se fazendo presente na vida de Aura exatamente como antes, só que roxo.
Leya - Lua de Papel


O Mistério do Chocolate - Hannah Swensen Mysteries #01 - Joanne Fluke
Hannah Swensen é uma confeiteira ruiva que cria sobremesas e cookies tão mordazes quanto suas respostas atrevidas na pequena cidade de Lake Eden. Quando Ron LaSalle, o entregador mais querido da cidade é encontrado morto atrás de sua confeitaria, tendo os famosos cookies de chocolate de Hannah espalhados ao seu redor, sua vida e seu negócio só pode piorar. Determinada a não permitir que seus cookies fiquem com má reputação, ela decide começar a investigar o crime, colocando também sua própria vida em risco.

Queria Que Estivesse Aqui - Pete Nelson
Para Paul, a vida se tornou uma sucessão de obstáculos. Abandonado pela esposa, o pai acaba de sofrer um derrame, sua nova namorada está indecisa entre ele e outro homem e ele se vê obrigado a lidar com questões familiares antigas, coisas que adiou até agora, mas terá de finalmente enfrentar. Por outro lado, ele ainda conta com 3 sustentações em sua vida - as doses no Bay State Bar, seu novo par de tênis (que o lembra de fazer exercícios), e finalmente Stella, sua grande amiga e companheira, que lhe dá sábios conselhos, que não o julga, e lhe dá amor incondicional. Porém, Stella não o acompanha em seu bar favorito. Stella é sua cachorra idosa, uma mistura de Labrador com Shepherd, e ela conhece Paul mais do que ele próprio.

Surpresa do Além - Harper Connelly Mysteries - Livro 2 - Charlaine Harris
Ao participar de uma aula-laboratório para a turma de antropologia do Sr. Clyde Nunley em uma universidade de Memphis - enquanto identificava mortos que estavam naquele cemitério há séculos -, Harper Conelly, uma garota com o estranho dom de sentir os mortos, encontrou uma cova. Nela, além de seu proprietário original, estava o corpo de uma garota. O caso torna-se mais estranho pois Harper e seu meio irmão Tolliver haviam sido contratados, há dois anos, para encontrar essa menina, em Nashville. Habituados a situações em que geralmente são incriminados, Harper e Tolliver se preparavam para tudo o que o FBI desejasse, até Harper encontrar outro corpo, no mesmo cemitério e na mesma cova.
Novo Conceito

O Sonho de Eva - Chico Anes
Dra. Eva Abelar, autoridade mundial em sonhos lúcidos, é informada de que seu filho, Joachim, uma criança autista, desaparece na mesma noite em que sua irmã, Anna, pula do 20º andar de um edifício em São Paulo. Anna era a principal cientista do projeto DreamGame, invento revolucionário que permite à pessoa jogar enquanto dorme. Eva é convidada por Yume a assumir o lugar da irmã e, à procura de respostas, se envolve em uma trama perigosa, que alcança os limites dos desejos inconscientes do homem. Enquanto usa seus conhecimentos para desvendar a morte de Anna e reencontrar Joachim, Eva descobre o quanto a sociedade está vulnerável à tecnologia e aos estímulos subliminares, e como esses estímulos podem sequestrar a liberdade e extinguir o livre-arbítrio.

A casa das orquídeas - Lucinda Riley
Quando criança, a pianista Júlia Forrester passava seu tempo na estufa da propriedade de Wharton Park, onde flores exóticas cultivadas pelo seu avô nasciam e morriam com as estações. Agora, recuperando-se de uma tragédia na família, ela busca mais uma vez o conforto de Wharton Park, recém-herdada por Kit Crawford, um homem carismático que também tem uma história triste. No entanto, quando um antigo diário é encontrado durante uma reforma, os dois procuram a avó de Júlia para descobrirem a verdade sobre o romance que destruiu o futuro de Wharton Park... E, assim, Júlia é levada de volta no tempo, para o mundo de Olívia e Harry Crawford, um jovem casal separado cruelmente pela Segunda Guerra Mundial, cujo frágil casamento estava destinado a afetar a felicidade de muitas gerações, inclusive da de Júlia.
Editora Planeta

O Diário da Mariposa - Rachel Klein
Em um colégio interno nos anos 1960, uma garota acha que sua melhor amiga está sendo atacada por uma vampira - Ernessa, a menina nova no colégio. Entre terror psicológico e mortes suspeitas, o diário da protagonista prende a atenção do leitor, e apesar de sua narradora também não ser confiável, não conseguimos parar de nos perguntar: será Ernessa realmente um vampiro?
Intrínseca

Deslembrança - Cat Patrick
Toda noite, quando London Lane recosta a cabeça no travesseiro e dorme, cada mínimo detalhe do dia que viveu desaparece de sua memória. Pela manhã, restam-lhe apenas lembranças do futuro: pessoas e acontecimentos que ainda estão por vir. Para conseguir manter uma rotina minimamente normal, London escreve bilhetes para si própria e recorre à sempre fiel melhor amiga. Já acostumada a tudo isso, ela tenta encarar a perda de memória mais como uma fatalidade que como uma limitação. Mas, quando imagens perturbadoras começam a surgir em suas lembranças e London precisa, de algum modo, escapar delas, fica claro que para entender o presente e o futuro ela terá que decifrar o que ficou esquecido no passado.

A última carta de amor - Jojo Moyes
Londres, 1960. Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada. Novamente em casa, com o marido, ela tenta sem sucesso recuperar a memória de sua antiga vida. Por mais que todos à sua volta pareçam atenciosos e amáveis, Jennifer sente que alguma coisa está faltando. É então que ela descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por “B”, e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante. Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas endereçadas a Jennifer durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que trabalha. Obcecada pela ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido — em parte por estar ela mesma envolvida com um homem casado —, Ellie começa a procurar por “B”, e nem desconfia que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução para os problemas de seu próprio relacionamento. Com personagens realísticos complexos e uma trama bem-elaborada, A última carta de amor entrelaça as histórias de paixão, adultério e perda de Ellie e Jennifer. Um livro comovente e irremediavelmente romântico.
Arqueiro

O Resgate do Tigre - Tiger's Curse #2 - Colleen Houck
Fé. Confiança. Desejo. Até onde você iria para libertar a pessoa amada? Kelsey Hayes nunca imaginou que seus 18 anos lhe reservassem experiências tão loucas. Além de lutar contra macacos d’água imortais e se embrenhar pelas selvas indianas, ela se apaixonou por Ren, um príncipe indiano amaldiçoado que já viveu 300 anos. Agora que ameaças terríveis obrigam Kelsey a encarar uma nova busca – dessa vez com Kishan, o irmão bad boy de Ren –, a dupla improvável começa a questionar seu destino. A vida de Ren está por um fio, assim como a verdade no coração de Kelsey. Em O resgate do tigre, a aguardada sequência de A maldição do tigre, os três personagens dão mais um passo para quebrar a antiga profecia que os une. Com o dobro de ação, aventura e romance, este livro oferece a seus leitores uma experiência arrebatadora da primeira à última página. A épica saga dos tigres já foi lançada em 18 países e ocupou os primeiros lugares na lista dos mais vendidos do The New York Times.
_______

Eu quero muito ler os lançamentos da Intrínseca, a narrativa de “Deslembrança” parece ser bem envolvente. “O mistério do Chocolate” também chamou muito a minha atenção, fora que estou bem curiosa para ler “Queria que você estivesse aqui”. Mas os livros que quero sem falta na minha estante são as novidades da editora Galera Record e da Universo dos livros. Minha prioridade sem dúvida é “Amante Libertada”, estou louca para mergulhar novamente no mundo da Irmandade da Adaga Negra. E vocês, gostaram das novidades?