Newsletter

assine a newsletter!

E receba a notificação de novos posts por e-mail

Sinopse: Chloe Peterson está tendo uma noite ruim. Uma noite realmente ruim. O machucado grande em sua bochecha pode provar isso. E quando seu carro patina para fora da estrada molhada em direção a uma vala, ela está convencida de que até o cara maravilhoso que a salvou do meio da tempestade deve ser muito bom para ser verdade. Ou ele é mesmo? Por ser um fotógrafo de sucesso que viaja frequentemente pelo mundo, Chase Sullivan tem seu jeito com mulheres bonitas, e quando ele está em casa, em São Francisco, um de seus sete irmãos normalmente está acordado para começar um pouco de diversão. Chase acha que sua vida é ótima do jeito que está — até a noite que encontra Chloe e seu carro destruído na rodovia Napa Valley. Não apenas nunca tinha conhecido alguém tão adorável, por dentro e por fora, mas como também percebe que ela tem problemas maiores do que seu carro batido. Logo, ele será capaz de mover montanhas por amor — e proteção — a ela, mas ela deixará? Chloe prometeu nunca cometer o erro de confiar em um homem novamente. Mas a cada olhar que Chase lança a ela — e a cada carinho doce e pecaminoso — conforme a atração entre eles sai faísca e esquenta, ela não pode fazer nada a não ser se perguntar se encontrou a única exceção. E apesar de Chase não perceber que sua vida mudaria para sempre em um instante, para melhor, ele não é o único a querer lutar por essa mudança. Ao contrário, ele está se preparando para uma luta... pelo coração de Chloe.
256 Páginas || Skoob || Cortesia Editora Novo Conceito || Compare & Compre || Classificação 4/5  || Romance Adulto

[Promoção] Livros ou Travessuras

Por Paola Aleksandra


outubro 30, 2012

Fuxicos & Futricos #47

Por Paulinha




Hi people o/
É com imenso prazer que começo essa terça indicando pra vocês um SUPER filme que está em cartaz. Definitivamente uma das franquias mais conhecidas no mundo inteiro, 007 não podia deixar de aparecer por aqui, né?!

outubro 26, 2012

[Resenha] Cinquenta Tons Mais Escuros - E. L. James

Por Paola Aleksandra


Sinopse: [...] Ana descobre mais sobre o angustiante passado de seu amargurado e dominador parceiro do que jamais imaginou ser possível. Enquanto Christian tenta se livrar de seus demônios interiores, Ana se vê diante da decisão mais importante da sua vida. (Sinopse alterada. Veja o conteúdo completo Aqui). 

485 Páginas || Skoob || Editora Intrínseca || Compare & Compre || Classificação 4/5  || Romance Adulto

Conteúdo livre de Spoilers
Quem viu minha resenha em vídeo do livro “Cinquenta Tons de Cinza” (AQUI), sabe que dentre inúmeros aspectos positivos e negativos eu mantive uma opinião neutra quanto ao livro, sustentando certa parcialidade a respeito de ter gostado ou não da história. Contudo, essa mesma indiferença não aconteceu ao término da leitura de “Cinquenta Tons mais Escuros”, com esse livro eu finalmente escolhi um lado, e para minha surpresa, foi o de “cair de amores” pela trilogia. E o motivo de tal mudança? Duas palavras: Christian Grey.
“-Não posso ouvir isso. Não sou nada, Anastasia. Sou a casca de um homem. Não tenho coração”.
Como já haviam me alertado, o segundo volume da trilogia Cinquenta Tons é, no geral, dedicado ao Christian, seus medos, traumas, seu passado e principalmente seus segredos, são expostos ao decorrer da narrativa e finalmente somos cercados pela escuridão que envolve nosso querido Cinquenta Tons. Deixamos de lado o estereótipo criado pela autora de um homem perfeito, inalcançável, multimilionário e egocêntrico, para finalmente descobrirmos o que esse jovem guarda no coração e bem, como não se apaixonar por suas imperfeições? Por seus traumas? Por seus sonhos? Claro que ele é mandão, controlador, superprotetor, inconstante e extremamente relutante em assumir suas qualidades, mas são exatamente essas características que nos aproximam dele e que, se me permitem a ressalva, dão vida ao seu lado “Edward Cullen”. Durante a leitura me vi extasiada, o fato é que, o personagem amadureceu tanto que foi capaz de transformar o foco da narrativa.


"Chick-lit" é um gênero literário que abrange a vida da mulher moderna, sendo voltado, principalmente, para o sexo feminino. São romances leves, com um toque de humor, que narram o quotidiano e entram fundo nas dúvidas e emoções das personagens, transmitindo, normalmente, a sensação de estar lendo o relato de uma amiga. As história nesses livros poderiam facilmente ser uma conversa entre garotas ou mulheres, na qual há compartilhamento de sonhos, segredos, confissões.




Oi gente!

Já aconteceu de vocês verem um filme e depois encontrarem um livro com o mesmo título, ficarem super empolgadas por terem descoberto a obra que originou o filme e, ao lerem a sinopse, se dão conta de que um não tem absolutamente nada a ver com o outro?
(O contrário também é válido, mas como filmes costumam serem mais conhecidos do que livros, já que há um público maior para o primeiro, resolvi usar o exemplo dessa maneira).
Pensando nisso, resolvi montar um post com alguns desses casos.
Quero agradecer à Flavinha, do blog Dezessete Invernos, por ter sugerido a ideia pra mim inconscientemente ao me perguntar se um dos meus livros era o mesmo do filme!

outubro 24, 2012

[Promoção] Montanha Russa de Emoções

Por Paola Aleksandra

Quem lê sabe que, dependendo do livro, em uma única página podemos ser assaltados pelas mais variadas emoções: Paixão, raiva, surpresa, dor. Particularmente, para mim livro bom é livro que emociona. Por isso, que tal uma promoção cheia de livros que prometem abalar nossos sentimentos?
·         Chore com A Culpa é das estrelas (Resenha AQUI);
·         Se apaixone com Um porto Seguro;
·         Se envolva com Ladrão de Almas; e
·         Se surpreenda com Starters.
Gostou dos prêmios? São 4 livros para 2 ganhadores! O primeiro escolhe três deles, enquanto o segundo sorteado fica com o livro restante.
 Para participar você deve:

[Resenha] A Fera - Alex Flinn

Por Paola Aleksandra

Eu sou uma fera. Uma fera. Não exatamente um lobo, ou um urso, um gorila ou um cão, mas uma terrível criatura que anda em duas patas — uma criatura com dentes e garras e pelos surgindo de cada poro de minha pele. Sou um monstro. Você acha que estou falando de contos de fada? De jeito nenhum. O lugar é Nova York. O momento é agora. Não sofro de uma deformidade ou uma doença. E vou ficar dessa forma para sempre — destruído —, a não ser que possa quebrar o feitiço. Sim, o feitiço, aquele que a bruxa da minha aula de inglês lançou sobre mim. Por que ela me transformou em uma besta que se esconde durante o dia e rasteja à noite? Vou lhe contar. Vou lhe contar como eu costumava ser Kyle Kingsbury, o cara que você gostaria de ser, com dinheiro, beleza e uma vida perfeita. E aí vou contar como me tornei... a fera. Alex Flinn adora contos de fada e fez suas duas filhas aguentarem dezenas de versões de A Bela e a Fera enquanto escrevia este livro... E aí perguntou a elas como uma fera agiria para encontrar uma garota em Nova York. É autora de outros cinco livros, vencedores de vários prêmios norte-americanos. Ela mora em Miami.
320 Páginas || Editora Galera Record || Skoob || Compare & Compre || Resenha da Kamila Mendes
O livro de Alex Flinn, uma adaptação do famoso conto de fadas A Bela e A Fera (meu predileto, concorrendo apenas com Rei leão e Anastasia), não me surpreendeu como eu gostaria. Talvez eu tenha ido com muita sede ao pote, mas vamos devagar.
A leitura de A Fera é gostosa e fluída, não minto ao dizer que só larguei o livro quando li a última folha. A história é descrita de uma forma real, bem real, e o nosso Fera é um garoto popular como um outro qualquer (da Hight School, óbvio). Riquinho e miado, Kyle Kingsbury, é o rapaz mais bonito de sua escola e sabe disso. Na verdade ele foi ensinado a acreditar que não existem amizades e sim o uso que você pode fazer das pessoas e do que elas possuem.




Olá, galera!
Tudo na paz? o/
Hoje estarei indicando a continuação de uma Saga que A-M-O.
De autora brasileira, a Saga Red Kings tem uma sutil semelhança com a Saga Crepúsculo, mas bem sutil mesmo. A história é super envolvente e eu super recomendo.
 Já postei no Livros e Fuxicos uma indicação do primeiro livro, Crepúsculo Vermelho (AQUI), e agora trago pra vocês a indicação de sua continuação.
Pra quem é fã, como eu, de romances sobrenaturais... aí vai mais uma boa dica. ;)

outubro 22, 2012

[Fuxico de Estante] Livros que comprei e não li

Por Paola Aleksandra

Olá galera, tudo bem? Depois do post “Compradora ou Leitora compulsiva de livros?” (veja AQUI), nada melhor de que eu mostrar para vocês os livros que são o reflexo da minha compulsão: aqueles que comprei e ainda não li. Vamos conferir?


Posts relacionados:
Gostou? Então se cadastre no canal do blog no YouTube (AQUI).
Beijos.

Olá galera, tudo bem? Hoje é dia de ficarmos por dentro do que está por vir! Pesquisando nas livrarias online e nos sites das editoras parceiras aqui do blog, percebi que teremos ótimas novidades literárias para os próximos meses, vamos conferir algumas?
Gata Branca - Mestres da Traição - Livro 01 - Holly Black - Cassel vem de uma família de mestres da maldição – pessoas que têm o poder de mudar emoções, memórias e destinos com o mais leve toque das mãos. Mas fazer isso é ilegal, o que significa que todos eles são criminosos. Exceto Cassel. Ele não tem o toque mágico, está de fora: é o único filho normal em uma família paranormal. O único detalhe é que matou sua melhor amiga. Tentando fugir de seu terrível passado, Cassel faz de tudo para ser como os outros garotos. Uma noite, porém, tudo vai por água abaixo: depois de sonhar repetidas vezes com uma estranha gata branca, um ataque de sonambulismo o põe em perigo e ele começa a achar que seus irmãos estão escondendo mais do que alguns segredos. Desconfiado de que não passa de uma pequena peça de um grande golpe, Cassel começa então a fazer uma busca em seu passado e em suas memórias, que parecem lhe fugir. Para desvendar os mistérios de sua vida, ele vai precisar armar um verdadeiro golpe de mestre. (Skoob).
Quando se trata de literatura “jovem adulto” a editora Rocco geralmente publica ótimos títulos, sendo assim como eu poderia não ficar curiosa a respeito do livro Gata Branca? (Prefiro mil vezes o título em inglês, mas...). Esse livro está na minha lista de desejados há muito tempo, cheguei a começar a lê-lo em e-book, mas considerando que o livro será lançado ainda esse mês resolvi esperar, parte do meu salário já está reservada para ele (Estou muito ansiosa!). Ainda no gênero literatura jovem teremos Espinho de Ferro, que me conquistou pelo mistério presente na sinopse; A inocência termina aos XVI, estou meio cansada de algumas distopias, mas essa parece ser eletrizante; e Leviatã, gosto muito de livros ambientados no cenário da primeira guerra mundial então estou curiosa para ler esse livro.

outubro 18, 2012

Fuxico de Vitrine: Verde Menta

Por Sabrina


Olá Fuxiquetes!
Hoje eu vou falar um pouquinho pra vocês,  uma das cores da Primavera/Verão, o Verde Menta. Acho que se falando em cores, essa temporada se resume em Fluo ( que eu particularmente não aguento mais) e Candy Colors. Nessa onde do Candy Color, as cores que mais estão se destacando são o amarelo, rosa e o verde. E entre as Três a que mais tenho visto nas vitrines e na rua é o verde; em camisas, blusas, saias, vestidos, blazers, bolsas acessórios etc etc. 

outubro 17, 2012

[Fuxico] Leitora ou compradora compulsiva de livros?

Por Paola Aleksandra


“Era uma vez uma estante abarrotada de livros e uma mocinha, que mesmo sem ter tempo para lê-los, não se contentava com sua coleção e almejava mais, sempre mais livros”. 
É fato que todo leitor, em um determinado momento de sua vida, se depara com a realidade de que compra livros com uma frequência muito maior do que os lê. O que não quer dizer que compramos nossos amados livros com uma intenção velada de não lê-los, muito pelo contrário, contudo mesmo quando mantemos uma enorme pilha de livros ainda não lidos, queremos sempre comprar livros novos. Nunca, e isso é fato, estamos satisfeitos com a quantidade de livros que temos, e exatamente por isso acabamos com pilhas e pilhas de livros para ler, e considerando o tempo reduzido que nós (boa parte, pelo menos) possuímos para se dedicar a leitura, o resultado só poderia ser um ritmo de leitura inferior ao de compra.
Refletindo sobre a atual situação da minha estante (abarrotada de livros que ainda não li) me dei conta de que possuo livros para ler que foram comprados dois anos atrás. Livros que no ato da compra pareciam minha prioridade de leitura, mas com o tempo perderam o encanto e a vez na minha fila de leitura. Entretanto, todos eles possuem um significado para mim e por isso, não consigo me desfazer deles. Talvez eu só consiga lê-los daqui mais dois anos, quem sabe, no entanto a lembrança da compra, o motivo que me levou a comprá-los é sempre nítido em minha memória, me ligando a essas obras e as tornando parte de mim. O problema é que isso não faz sentido, mas quem disse que precisamos encontrar um significado para tudo?
“Eu coleciono livros da mesma forma que minhas amigas compram bolsas de grife. Às vezes, só gosto de saber que os tenho e lê-los de fato não vem ao caso. Não que eu não termine lendo-os todos, um por um. Eu os leio. Mas o mero ato de comprá-los me deixa alegre – o mundo é mais promissor, mais satisfatório. É difícil explicar, mas eu me sinto, de alguma forma, mais otimista. A totalidade do ato simplesmente me faz feliz.” - Ler, Viver e Amar (Jennifer Kaufman e Karen Mack).

outubro 14, 2012

Minha Caixinha de Correio #43 || Parcerias, Compras e Presentes

Por Paola Aleksandra

Olá galera, tudo bem? Hoje é dia de caixinha de correio aqui no blog! Tem livros de parceria, minhas comprinhas e alguns presentes de aniversário. Vamos conferir?
Agradecimentos
Editora Leya
Mauricio Gomyde
Posts relacionados

Até a próxima Caixinha de Correio, e não esqueçam de se cadastrar no canal do blog no YouTube (AQUI).

Beijos.

outubro 13, 2012

[Resenha] Até Eu Te Encontrar - Graciela Mayrink

Por Paola Aleksandra


O quanto uma mudança de cidade pode afetar uma vida? Você acredita em alma gêmea? Como você se sentiria se não gostasse do grande amor da sua vida? É o que Flávia vai descobrir ao deixar Lavras, onde mora com os tios desde o acidente que matou seus pais, quando era criança. Aos dezoito anos, ela decide estudar Agronomia na Universidade Federal de Viçosa, trocando o sul de Minas pela Zona da Mata do mesmo Estado na esperança de uma "mudança de ares". Em sua nova vida, ela conhece Sônia, amiga de infância de sua mãe e agora sua vizinha, que lhe conta a história de sua família materna, até então desconhecida para Flávia. Embora o passado não seja sua maior preocupação, Flávia reluta em aceitar seu destino e ainda precisa superar uma paixão não correspondida pelo seu melhor amigo. Para se ver livre dessa rejeição, ela tenta atrair sua alma gêmea para Viçosa e descobre que o grande amor de sua vida é uma pessoa que ela não suporta.
312 páginas || Editora Vermelho Marinho|| Skoob|| Onde comprar?|| Leia o 1º Capítulo|| Classificação 4/5
(...) quem foi que disse que é fácil entregar nosso coração para a nossa alma gêmea?
Uma das coisas que mais gosto na literatura em geral é a capacidade que algumas histórias possuem de nos unir a uma determinada trama, de nos envolver em situações e emoções. Por isso, logo que li as primeiras páginas do livro Até eu te encontrar me senti conectada a ele, aos acontecimentos narrados que não estão tão distantes da minha realidade e das minhas experiências de vida: Campus universitário; pão de queijo da cantina; longas conversas e intermináveis risadas com os colegas da universidade; correria entre a semana de provas e os encontros com os amigos. Todos os detalhes utilizados para compor esse cenário me prenderam a história, a trouxeram para perto de mim, ou me levaram até ela, se assim preferirem. Contudo, de uma maneira ou de outra, a magnitude da história é óbvia para o leitor universitário, que é atraído pela familiaridade do contexto descrito.

outubro 11, 2012

Fuxicando Sobre Chick-Lits: Sarah Mason

Por Aione Simões


"Chick-lit" é um gênero literário que abrange a vida da mulher moderna, sendo voltado, principalmente, para o sexo feminino. São romances leves, com um toque de humor, que narram o quotidiano e entram fundo nas dúvidas e emoções das personagens, transmitindo, normalmente, a sensação de estar lendo o relato de uma amiga. As história nesses livros poderiam facilmente ser uma conversa entre garotas ou mulheres, na qual há compartilhamento de sonhos, segredos, confissões.




Oi queridos!

Nessa véspera linda de feriado, vamos falar de chick-lits?
Que tal conhecer um pouco mais da Sarah Mason, autora de Um Amor de Detetive?


Não é segredo nenhum que quando algum produto faz sucesso em massa ele se torna inspiração pra várias redes e segmentos de comércio. Levando em conta o fenômeno causado pela trilogia “Cinquenta Tons” é de se esperar que muitas empresas busquem usar tal sucesso como ponte para alavancar suas vendas, se apoiando no livro para lançar produtos específicos para o público que caiu de amores pelos livros da autora E. L. James. Se isso é correto ou se fará sucesso, só o tempo irá dizer, mas enquanto isso, que tal ficarmos por dentro das novidades inspiradas na trilogia? Independentemente de terem gostado ou não da história supracitada, é fato que irão se divertir com a criatividade marketeira das empresas espalhadas pelo mundo.
1-Os acessórios mais inusitados:
No início do mês foi divulgado que a empresa do Reino Unido, Lovehoney, em parceria com a E. L. James irá lançar uma linha de produtos “para apimentar a relação” das leitoras de Cinquenta Tons. A ideia é dar vida aos apetrechos descritos na trama, comercializando-os até o natal desse ano, com uma embalagem que remete aos livros e com um (pasmem!) manual de instrução para os mesmos. Os “brinquedinhos” serão vendidos entre a faixa de 10 a 50 euros. (Matéria completa aqui).
 
“Todos os seus brinquedos favoritos do livro estarão disponíveis em toda a Europa e Austrália, em tempo para o Natal, todos distribuídos pela empresa sediada no Reino Unido Lovehoney.

Sinopse: Stella Rothchild tem compulsão por planejar tudo em sua vida, o que, segundo ela própria, a mantém longe de imprevistos. Quando se apaixona perdidamente, o leitor verá a luta dela para evitar ir contra tudo que sempre defendeu. O livro começa com a morte repentina do marido da protagonista e sua mudança, com os dois filhos, de Michigan para Memphis. Ela vai morar na misteriosa Harper House onde trabalhará como responsável pelo famoso e enorme viveiro de plantas. Na mansão centenária, mora a severa Roz Harper e também a assombração da Noiva Harper, que anda pelos corredores cantando canções de ninar. Depois de um período de luto, Stella reencontra a felicidade em sua nova casa e seu trabalho, e descobre em Roz uma ótima amiga. Quem também fará parte de sua vida é o designer Logan Kitridge, que ela odeia no primeiro momento, pois é a sua antítese: vive no caos, é impulsivo e não planeja o futuro. Com o tempo, a tensão torna-se admiração e amor. O único problema: a Noiva Harper não suporta a felicidade alheia. Dália Azul traz um mistério bem-elaborado, aliado a personagens que agradarão demais os leitores. Ao longo da trama, apenas pequenos detalhes da Noiva Harper são divulgados, deixando a história ainda mais instigante.

378 Páginas || Skoob || Bertrand Brasil || Compare & Compre || Classificação 5/5 
A Trilogia das Flores, escrita pela diva do romance Nora Roberts, é composta pelos livros: Dália Azul, Rosa Negra e Lírio Vermelho. Como característico da autora, a trilogia está interligada de uma maneira única, narrando a história de três mulheres fortes e determinadas, que mesmo diante das dificuldades da vida permanecem firmes em busca da felicidade. Sendo assim, a trama de cada livro gira em tono, especificamente, de uma dessas mulheres: Stella, Roz e Hayley; contudo, a narrativa em sua totalidade, envolve a história de cada uma delas com os mistérios do passado que a Harper House carrega.  

outubro 07, 2012

[Fuxico de Estante] 14 livros e o tal do triângulo amoroso

Por Paola Aleksandra

Olá galera, tudo bem? Essa semana postei aqui no blog um texto falando sobre a constante presença dos triângulos amorosos nas tramas atuais (AQUI), e pegando a onda desse tópico tão polêmico, gravei um vídeo mostrando alguns livros que tenho na minha estante com triângulos amorosos de pano de fundo. Antes de mais nada, desconsiderem minha cara de sono e minha pronuncia ridícula dos nomes em inglês de alguns personagens. Espero que gostem do vídeo:


Errata: Enganei-me ao comentar sobre o triângulo amoroso do livro Diário de um vampiro. Quando a autora perdeu o direito de continuar a escrever a série, sua intenção era que a Elena ficasse com o Damon, e não com o Stefan como disse no vídeo. Obrigada Lane por me avisar a respeito da falha e para quem ficou curioso, veja mais sobre esse dilema aqui.

Posts relacionados:

Até a próxima Caixinha de Correio, e não esqueçam de se cadastrar no canal do blog no YouTube (AQUI).

Beijos,



outubro 05, 2012

[Resenha] Deslembrança – Cat Patrick

Por Paola Aleksandra

Toda noite, quando London Lane recosta a cabeça no travesseiro e dorme, cada mínimo detalhe do dia que viveu desaparece de sua memória. Pela manhã, restam-lhe apenas lembranças do futuro: pessoas e acontecimentos que ainda estão por vir. Para conseguir manter uma rotina minimamente normal, London escreve bilhetes para si própria e recorre à sempre fiel melhor amiga. Já acostumada a tudo isso, ela tenta encarar a perda de memória mais como uma fatalidade que como uma limitação. Mas, quando imagens perturbadoras começam a surgir em suas lembranças e London precisa, de algum modo, escapar delas, fica claro que para entender o presente e o futuro ela terá que decifrar o que ficou esquecido no passado.

256 Páginas || Editora Intrínseca || Skoob || Compare & Compre || Resenha da Kamila Mendes
Classificação  
London é uma adolescente comum como qualquer outra garota de 16 anos, até que, todos os dias às 4h33 da madrugada, seu cérebro se reinicia. Ao acordar, London Lane não se lembra de nada que não esteja anotado em seus bilhetes. Toda a vida da garota se resume em anotar as coisas mais importantes de seu dia e lê-las no dia seguinte com a esperança de parecer menos patética e, talvez, ter alguma lembrança do passado.

Curtiu Belo Desastre? Então respire fundo e leia logo esse post!
Olá galera, tudo bem? Não é segredo para ninguém o quanto me apaixonei pelo livro Belo Desastre. Quem leu minha resenha sabe que além de amar o livro fiquei louca quando soube que a autora, em 2013, irá lançar um segundo volume dessa história, contudo com uma vertente diferente, a mesma trama sob o ponto de vista do tudo de bom do Travis! Walking Disaster promete encantar os leitores do mundo todo e com a dica da querida Lu Piras, descobri que a autora publicou em seu site (AQUI) um trecho do livro! Podemos pirar?  Vi tal informação no portal da Ju Lund, postada pela colunista Shara, e com a autorização da moderadora do site vou postar a tradução para vocês.
Confiram então, um trecho traduzido do livro Walking Disaster:

"Shepley saiu de seu quarto puxando a camiseta sobre a cabeça. Suas sobrancelhas juntas. “Elas simplesmente se foram?”
“Sim,” eu disse distraidamente, enxaguando minha tigela de cereal e despejando o resto da aveia de Abby na pia. Ela mal tocou.
“Bem, que inferno? Mare nem sequer se despediu.”
“Você sabia que ela ia à aula. Deixe de ser um bebê chorão.”
Shepley apontou para seu próprio peito. “Eu sou um bebê chorão? Você se lembra de ontem à noite?”
“Cala boca.”
“É o que eu pensava.” Ele sentou-se no sofá e colocou seus tênis. “Você perguntou à Abby sobre seu aniversário?”


Olá galera!
Hoje eu vou dar continuidade, ao tópico (imaginário) de personalidades que me inspiram na moda. No penúltimo post, eu apresentei para vocês a Ju Romano (aqui) e hoje vou falar um pouquinho da Julia Petit

A Julia Petit é apresentadora de uma programa de moda e beleza na GNT (Base Aliada), é Blogueira (Petiscos), é também produtora musical, publicitária (e como publicitária escreveu uma coluna de moda na revista Contigo!) e já foi modelo.... uffa, quanta coisa não?! Ela é filha de um artista plástico espanhol, e acredite ela já tem 40 aninhos.

outubro 03, 2012

[Fuxico] Tem Triângulo amoroso? Então me surpreenda!

Por Paola Aleksandra

Um triângulo amoroso refere-se a uma relação amorosa que envolve três pessoas - o que pode implicar que duas dessas pessoas estejam romanticamente ligadas a uma mesma pessoa”. (Fonte).
Era uma vez um boato: Sucesso certo, só tendo um triângulo amoroso!
Quando se de trata de entretenimento voltado ao público jovem-adulto, seja por meio de séries, filmes ou livros, o uso de um triângulo amoroso se tornou quase obrigatório. Não é de hoje que esse elemento é utilizado como enfoque central em uma trama, tome Dom Casmurro como exemplo, contudo com o passar dos anos percebemos que tal enlace amoroso se tornou tão comum ao ponto de passar a ser rotulado como clichê, de forma que atualmente é quase impossível encontrar livros e séries do gênero young adult que não fazem uso desse artifício. Quer um exemplo? Escolha qualquer livro entre as obras listadas na figura abaixo e se pergunte “-Será que tem triângulo amoroso?”, a resposta, como vocês já devem imaginar, é “-sim, temos um triângulo amoroso!”. Confessem, vocês estão surpresos! (risos). Em alguns desses livros essa relação é acentuada ao ponto de se tornar o centro da narrativa, em outros ela é leve e pode passar quase despercebida no momento da leitura, entretanto, independente do grau de intensidade do triângulo amoroso, ele está lá.

“O triângulo amoroso é um dos temas mais explorados pelo universo ficcional em óperas, romances, banda desenhada ou mesmo em canções”. (Fonte).

Resenhas

© Livros & Fuxicos – Desenvolvimento com por Subir