abril 19, 2013

[Fuxicando sobre…] O livro é legal, mas



O Livro é legal, mas é uma famosa página da internet que fala sobre os livros de forma especial para os fãs. Utilizando esse modelo como base, adaptei a ideia para ‘fuxicar’ sobre os sentimentos alheios de uma leitora compulsiva. 



…lembrar
dele é ainda melhor que lê-lo.

Existem
livros que marcam o leitor de tal forma que ficam enraizados em suas memórias
mais distantes; histórias que mesmo depois de anos continuam inspirando e motivando
quando recordadas por algum motivo. E tem coisa melhor do que recordar sobre
essas leituras? Lembrar-se do quão forte e emocionante elas foram?
Para um
leitor não tem momento mais perfeito do que recordar sobre os livros que
marcaram sua vida, desde os mais profundos e poéticos, até os simples, leves e
engraçados. Não importa o teor do livro, o que importa é o efeito que ele gera
no leitor, pois de fato é isso que guardamos para o resto de nossas vidas. Você
pode não se lembrar de todos os detalhes, do sobrenome do personagem principal,
ou da cor preferida da mocinha do livro, entretanto você nunca esquece se o
autor te fez chorar, sempre se lembrará das rizadas que deu no decorrer da
leitura, e quando o livro é realmente bom, carregará para sempre os
aprendizados e reflexões que ele incitou nos seus momentos pós-leitura.

As
marcas de um bom livro são tão extensas que muitos leitores afirmam que a
releitura de uma obra é ainda mais prazerosa do que a sua primeira leitura; isso
porque depois de um ritmo louco de leitura, embasado apenas na curiosidade, vem a
calmaria, uma tranquilidade que nos permite desfrutar das minúcias da história,
elementos que muitas vezes são ignorados durante a primeira leitura. Certa vez
li em um romance que para desfrutarmos verdadeiramente de uma obra é necessário
lermos a última página do mesmo, pois assim, cientes do final, seremos capazes
de acompanhar, sem pressa, as riquezas da trama.
O fato
é que tudo que traz à tona as boas recordações de um livro é amado pelos
leitores, seja uma resenha, um post com trechos da obra, ou uma página do
Facebook que compartilha recordações e emoções literárias. Nós gostamos de
recordar, eu amor recordar; e é
exatamente isso que sinto com cada novo post da página ‘O livro é legal, mas’. A cada
imagem, cada quote, e até mesmo a cada spoiler, revivo a leitura de alguns
livros, sentindo novamente as emoções conflitantes que eles geraram: Como
chorei com o final de A Esperança,
como sonhava com o meu Mr. Darcy, como reavaliei meus valores com a obra A Culpa é das Estrelas… São tantos
sentimentos, tantas memórias. Como leitora me sinto uma jovem especial, que foi
capaz de viajar por vários universos, conhecer infinitos personagens e
principalmente, aprender mais sobre mim a cada momento que compartilhava
os sentimentos deles.

 
Ler e
sentir a infinidade de emoções geradas pelas palavras é incrível, mas reviver
isso sempre, a cada estímulo diferente, a cada palavra ou imagem desconexa, não
tem preço. Você já viu a foto de um Beija-Flor e se lembrou de um personagem
(Belo Desastre)? Você já tomou chá com leite e se sentiu parte de um romance a
lá Jane Austen? Já viu uma copiadora e começou a rir sem ser capaz de explicar
o motivo (Procura-se um Marido)? Já se apaixonou por um personagem literário só
para vê-lo quebrar seu coração (Por isso a gente terminou)? Já releu um
capítulo de um livro umas mil vezes (Com um pé na Sepultura)? Bem, eu já, e
cada um desses momentos foram incrivelmente reconfortantes.
   
   
  
   
 
  
Arrisco-me
a dizer que ler um livro é ótimo, mas recordar sobre ele é ainda melhor. Não
existe nada capaz de diminuir a força de uma lembrança, seja ela literária ou
não. E não importa quais foram os estímulos que ativam tais memórias, o
importante é vivê-las sempre que necessário, pois os sentimentos bons, os
verdadeiramente bons, precisam  ser
recordados.
Crédito
das Imagens: O livro é legal, mas.

confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

12 Comentários

  • Ana Araújo
    28 abril, 2013

    Amo essa página! E que texto lindo! Existem histórias que nos marcam pra sempre… ♥

  • Karina B.
    22 abril, 2013

    Oii Pah!
    Adorei o post!
    É emocionante quando recordamos de livros que nos marcaram. Quando nos lembramos daquele trecho especial, que no momento da leitura emocionou, é muito bom!
    Cada livro que leio me da uma visão diferente, um conhecimento diferente.
    Quando leio eu vivo a história, e algumas vezes, ela é tão marcante e emocionante que é impossível esquecer. E lembram-se desses momentos é melhor ainda *.*

    Beijos!

  • Mirelle Candeloro
    20 abril, 2013

    Uau, que texto lindo Pah, você arrasa sempre. Nossa, é tão bom quando um livro marca a nossa vida né?! Arrisco a dizer que nossa vida nunca mais é a mesma depois de certos livros. Nossa visão se altera, assim como os nossos sentimentos. Existem váriosss livros que posso dizer que passaram pela minha vida e ficaram, deixaram um pedacinho deles no meu coração. E é engraçado que ao relembrá-los, é como pensar em um querido amigo antigo que foi tão importante para nós num dado momento. Beijos, Mi

    http://www.recantodami.com

  • Thais K.
    20 abril, 2013

    Nossa, que ótima ideia de post Pah, eu amei…

    Beijos
    http://mundoda-resenha.blogspot.com.br/

  • Nossa! Eu amo isso!
    Passei por todos esses livros citados, mas no momento to relendo a Serie de A caminho da Sepultura e não tem como não olhar a imagem e começar a rir!
    Capitulo 32…Bonnes ne liga! hahahha
    Só alguns vão entender!
    Adoro!

  • Tânia Silva
    20 abril, 2013

    ADOREIIII!!!!

    O prazer em recordar tudo que uma leitura proporcionou é maravilhoso, os sentimentos, frustrações, ansiedade…enfim tudo. Me faz lembrar dos bons momentos com a leitura, as vezes dá uma vontade de reler apenas pra vivenciar tudo de novo.

    BEIJOS

  • Anônimo
    19 abril, 2013

    Adorei o post, eu adoro essa página e ela sempre mais faz reviver algumas partes de livros que eu gosto muito.
    http://leituramagnifica.blogspot.com.br/

  • Iza
    19 abril, 2013

    Nossa, adorei seu texto Pah!!

    É examente como vc disse, cada vez que vemos ou ouvimos alguma coisa e nos lembramos de um livro que amamos, rimos e choramos é uma sensação incrível. Os livros bons são os que ficam no nosso coração para sempre… é otimo rir sozinha, suspirar sozinha ou chorar sozinha só pensando num livro kkk

    Bjos!

  • Andy Lima
    19 abril, 2013

    Amei o seu post, recordações são uma das melhores coisas que temos!

    Estandy Books – A Estante Da Andy

  • Aione Simoes
    Aione Simoes
    19 abril, 2013

    Ai que post lindo, Pah!
    É assim mesmo, até porque, quando recordamos um livro com essa dose de saudosismo e carinho, é porque o livro nos impactou!
    Eu fico na dúvida apenas quanto a reler, acho que isso depende muito da obra. Enquanto umas acabam se mostrando ainda mais mágicas por possibilitarem novas descobertas, não visíveis na primeira leitura, outras perdem o encanto, porque foram significativas exatamente pelo momento em que foram lidas.
    Mas é bem isso mesmo, recordar um livro é uma sensação deliciosa, é continuar vivendo-o mesmo depois de termos virado a última página!
    Beijão!

  • Lili
    19 abril, 2013

    Pah, ótima a ideia do post. É, eu tb acho o livro legal e legal o livro é legal. Opa que confusão!

    Acho que esse sentimento de recordação é ótimo, até porque é um modo de nos reconhecermos e identificarmos uns com os outros, já que nem sempre as nossas passagens preferidas são as dos demais.

    Só não gosto quando alguns surgem com spoilers.

    Beijos,
    Lili

    liliescreve.blogspot.com

  • Diario Dos Treze.
    19 abril, 2013

    Adorei essa TAG!
    Beijos.
    http://www.diariodostreze.blogspot.com
    Postagem nova,visita?