[Resenha] Cidade das Almas Perdidas – Cassandra Clare

Quando Jace e Clary voltam a se encontrar, Clary fica horrorizada ao descobrir que a magia do demônio Lilith ligou Jace ao perverso Sebastian, e que Jace tornou-se um servo do mal. A Clave decide destruir Sebastian, mas não há nenhuma maneira de matar um sem destruir o outro. Mas Clary e seus amigos irão tentar mesmo assim. Ela está disposta a fazer qualquer coisa para salvar Jace, mas ela pode ainda confiar nele? Ou ele está realmente perdido?
Sobrenatural; Jovem Adulto|| 434 Páginas || Cortesia Galera Record || Skoob || Compare & Compre|| Classificação: 5/5
Cidade das Almas Perdidas é o quinto (e penúltimo) volume da série Os instrumentos Mortais. Após um final eletrizante em Cidade dos Anjos Caídos, meu coração se manteve apertado imaginando qual rumo à história tomaria... Mais sacrifícios? Novas perdas? Um notável renascimento do inimigo? Iniciei a leitura de Cidade das Almas Perdidas com tantas expectativas, tantas dúvidas e medos, e por incrível que pareça a concluí ainda mais maravilhada e temerosa.  Como um presságio do que vem por aí Cassandra Clare nos leva a uma aventura impensável, que confunde e surpreende o leitor. Será que podemos acreditar que as pessoas são capazes de mudar, que elas podem reprimir o mal que, mesmo que não seja por vontade própria, as consome? Será possível o sangue, o laço familiar, vencer as trevas? E ainda, será que devemos manter a esperança de que o bem sempre vencerá o mal? Entre muitas questões não respondidas, muita ação, paixão e mistério, somos levados ao início da batalha final. As trevas se aproximam, é chegada a hora de decidir por qual lado lutar, e o mais importante, por quem lutar.  
“No meu coração eu me lembro e acredito, mesmo nas palavras que não posso dizer. D... – Engasgou e engoliu em seco. – Ele fez um acordo conosco, exatamente como os Caçadores de Sombras acreditam que Raziel fez um acordo com eles. E acreditamos nas promessas. Portanto, não se pode jamais perder a esperança, hatikva, porque se mantiver a esperança viva, se manterá vivo.”

Antes de tudo, visto que muitos de vocês ainda não leram todos os livros da série, não vou falar sobre os avanços da trama, evitando assim soltar alguma informação prejudicial à leitura futura de vocês, ok?
Se precisasse definir o quinto livro de Instrumentos Mortais em uma palavra eu diria paixão. O livro é muito mais do que uma história de amor juvenil com aspectos sobrenaturais, entretanto, nesse volume, é a paixão e o amor que dá ânimo a narrativa: o amor familiar que nos impulsiona a seguir nosso coração (mesmo que isso nos coloque em risco); o amor de sangue; o amor pelo poder; o amor que completa a alma; o amor que não desiste e sempre espera... São infinitas as faces do amor e da paixão que se tornam presentes nesse livro. De certa forma, é como a frase que diz que tempos de paz e amor antecedem a guerra (ou algo nesse estilo), ou seja, é como se nossos personagens principais não tivessem medo de se arriscar por amor, pois sabem, no fundo de seus corações, que a grande guerra está por vir e que o risco realmente vale a pena.
Indo além do amor e da paixão, e nesse ponto é importante dizer: se preparem para várias cenas de amassos (risos), a história gira em torno do início da batalha final, da queda das máscaras dos traidores, da escolha pelo bem ou pelo mal, de perdas e mortes, e ainda, da luta de Clary em não perder a esperança. Nunca vi a personagem tão forte e determinada, o que não significa que ela deixa de errar ou tomar decisões ruins, a questão é que ela se faz forte em nome do amor, ela se arrisca e se doa, lutando até o fim por aqueles que ela ama. A jovem não se importa com o fogo que a consome, ela simplesmente segue em busca da descoberta do seu poder, ao mesmo passo que, sozinha, precisa escolher ouvir ou não seu coração. É tudo tão forte, doloroso e preocupante, ao mesmo tempo em que é impressionante vê-la crescer como mulher, filha, namorada e principalmente, como caçadora de sombras.
“Deus sabe que somos todos atraídos pelo que é lindo e quebrado; eu já fui, mas algumas pessoas não têm conserto. Ou, se têm, é somente através de amor e sacrifício tão grande que destrói aquele que dá.”
Além de Clary a grande maioria dos personagens do livro ( aqueles que tanto amamos ) passam por grandes provações. Invocações perigosas, segredos, viagens inesperadas, batalhas aterrorizantes. Só a Cassandra Clare para unir amor, aventura e o terror de uma guerra de uma forma tão eletrizante e racional. Em alguns pontos a história caminha para o esperado, mas sempre aparecem elementos que nos deixam na dúvida do que aguardar, e são tais fatores que prendem nossa atenção, são tais aspectos que tornam o livro tão rico e especial.
Dizer que eu amei a leitura é pouco! O livro me abocanhou de início, afinal, tudo que eu mais esperava aconteceu tão rápido que nem tempo para suspirar eu tive. E então, acabou, veloz, certeiro e aterrorizante. Só consigo pensar que agora sim, a guerra teve início, mas como ela irá acabar... bem, só a autora para dizer. Resta-nos esperar por City of Heavenly Fire (último livro da saga que será lançado pela autora em 2014), e prepararmos nossos corações, pois certamente uma batalha épica nos aguarda! 
“Pois frequentemente, quando algo precioso se perde, ao voltarmos a encontrá-lo, pode não ser mais o mesmo.”
Para ler ao som de...
Para quem leu e gostou de...
Trecho Marcante:
 “... isso não muda o que somos um para o outro. É como se sempre estivesse faltado um pedaço da minha alma, e esse pedaço está dentro de você, Clary. Sei que uma vez falei que, quer Deus exista ou não, estamos sozinhos. Mas quando estou com você, não fico sozinho.”
Outras Capas + aqui

 





4 comentários:

  1. Estou ansiosa por ler essa série! Visita o meu blog e canal. bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi Pah!!

    Este livro já etá na minha lista de leitura.

    Já aproveitando, te indiquei para um meme lá no meu blog

    http://no-mundo-dos-livros.blogspot.com.br/2013/07/selinho-versatile-blogger-award-7.html

    ResponderExcluir
  3. Oi, Pah.
    O livro parece ser surpreendente, hum?
    Preciso continuar a série...

    xoxo

    http://books-and-emotions.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Estou lendo esse livro no momentos, ainda estou no capitulo 6 e se posso dizer já me agradou muito... Li todos os livros da serie e simplesmente adoro a história fantástica do mundo invisível e mesmo estando só no começo do penúltimo livro já estou super ansiosa para o lançamento do ultimo livro, mesmo tendo um pouco de medo de como vá acabar, pq né será o final da serie...

    ResponderExcluir