[Fuxicando Sobre Chick-Lits] Desafio de Setembro: Amigas (Im)Perfeitas - Leila Rego


"Chick-lit" é um gênero literário que abrange a vida da mulher moderna, sendo voltado, principalmente, para o sexo feminino. São romances leves, com um toque de humor, que narram o quotidiano e entram fundo nas dúvidas e emoções das personagens, transmitindo, normalmente, a sensação de estar lendo o relato de uma amiga. As história nesses livros poderiam facilmente ser uma conversa entre garotas ou mulheres, na qual há compartilhamento de sonhos, segredos, confissões.





Oi  queridos!

Dessa vez, minha prestação de contas sobre o Desafio Fuxicando Sobre Chick-Lits chegou um pouco atrasada, mas juro que a leitura foi finalizada em setembro!
Esse mês, a proposta era ler um chick-lit brasileiro!
Assim, pude conferir um livro que estava ansiosíssima para ler: Amigas (Im)Perfeitas, da querida Leila Rego.

Vamos ver a minha experiência com ele?

Nina, Pâmela e Manuela, amigas desde os tempos de colégio, tem agora uma nova realidade pela frente: largar a adolescência para trás e crescer em meio às angustias dessa nova fase. O término da faculdade e o inicio de uma carreira fazem parte das decisões maduras que a vida está cobrando dessas três amigas inseparáveis. Mas o que elas não imaginavam é que viveriam ainda muitos tropeços e desencontros amorosos, repletos de emoções conturbadas - e boas gargalhadas. Embaladas pelo bom rock 'n roll da Legião Urbana, as amigas viverão aventuras e descobertas ainda mais surpreendentes que as da adolescência, entre elas, fazer com que Nina, que sempre se apaixona pelo homem errado, encare uma Operação Faxina Interna para tentar superar as feridas de seu coração. 

Chick-Lit || 392 Páginas || Gutenberg|| Skoob || Compare & Compre || Classificação: 3/5  || Resenha de Aione Simões

Depois de muito aguardar, finalmente pude realizar a leitura de Amigas (Im)Perfeitas, de Leila Rego, que recentemente ganhou sua segunda edição com uma nova capa, talvez até mais bonita do que a primeira.
Por meio de uma história leve e embalada pelas músicas da banda de rock nacional Legião Urbana, conhecemos a história das três amigas Nina, Manu e Pâm, através da narração em primeira pessoa de Nina. Conhecemos, principalmente, os anseios de Nina, uma vez que as vidas de suas amigas são transmitidas segundo a visão da narradora, e podem ser afetadas por sua opinião.
Minha leitura, infelizmente, acabou não sendo tudo o que eu esperava. Primeiramente, por conta da própria protagonista. Apesar de Nina já ter 28 anos, foram diversos os momentos em que ela mais me pareceu uma adolescente do que uma adulta. A personagem tem consciência de seus defeitos, principalmente de sua insegurança, mas admito que ela demorou a me cativar por causa de sua imaturidade. Embora ela represente parcela de boa parte da população feminina – não apenas dessa idade -, ainda assim não consegui me sentir próxima dela. Contudo, conforme foi sendo dado seu amadurecimento ao longo do enredo, minha antipatia inicial foi sendo atenuada, principalmente pela personagem ser uma romântica incorrigível, que não desiste nem deixa de acreditar no amor mesmo passando por tantas adversidades - as quais, não posso deixar de mencionar, ela mesma se permitiu viver.
Ainda, tanto o humor empregado na história como alguns pontos da narrativa não me permitiram um envolvimento total. As partes engraçadas não me pareciam naturais, então foram poucas as que realmente me divertiram. Também, achei que, em diversos momentos, foram dadas explicações desnecessárias ou que poderiam ter sido inseridas na forma de notas de rodapé, porque, como aconteceram, ou tiravam a naturalidade da fala durante o diálogo ou eliminavam parte do humor, uma vez que acabavam por esclarecer uma piada.
Tirados esses pontos, a leitura foi agradável principalmente pelo clima gostoso de amizade que rodeia o enredo. Também, gostei da forma de como os conflitos vivenciados pelas personagens divergiram entre si, e como eles contribuíram para a construção das personagens. Mas, a parte que, inegavelmente, mais me agradou, foi a forte presença das canções de Legião Urbana, pontuando os mais diversos momentos da história.




Fez resenha para sua leitura do mês? Então já sabe, né? Deixe o link aqui embaixo :)




Beijos para todos!











Top Comentarista, participe Aqui

40 comentários:

  1. não conhecia o livro ainda, mas acho que já ouvi falar na autora. ela tem outros livros?
    a história parece ser divertida, gostei da "participação" do Legião Urbana :P
    só me desanima um pouco o fato de a autora não conseguir controlar esse negocio ai da idade... esse tipo de coisa me irrita quando vejo num livro :S

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rayme!
      Tem outros livros sim: "Pobre Não Tem Sorte" e "Pobre Não Tem Sorte 2 - Alguma Coisa Acontece No Meu Coração"!
      Sempre vi comentários muito positivos sobre o livro, então talvez tenha sido apenas a minha experiência com ele :)
      Beijão!

      Excluir
  2. Oi Aione, estou tão empolgada que tô conseguindo cumprir o desafio! Espero que ano que vem tenha outro!! Eu já ouvi falar da Leila mas não fazia ideia desse livro dela, adorei a capa, e desanimei um pouco com essa imaturidade da personagem, mas seria um livro que eu teria, adoro livros de amigas!!

    Michelle Boyd
    The Little Things

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yay!!
      Parabéns, Mi!! Fico feliz por você :D
      Não deixe de ler, se tiver a oportunidade ^^
      Beijão!

      Excluir
  3. Nunca ouvi falar dessa autora, nem desse livro, sorry. Achei essa capa esquisita, é a nova?
    Acho que não leria...
    bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é a nova sim! A antiga é essa:
      http://16outravez.files.wordpress.com/2012/08/amigas-imperfeitas.jpg
      Beijão!

      Excluir
  4. Amei a capa nova, a antiga me passava um ar de infantil!!
    Uma pena a personagem já no auge do seus 28 anos ter muitos traços de adolescente e o humor ser forçado porque os traços de um bom chick - lit é exatamente o humor no cotidiano de mulheres maduras =/
    Mesmo assim fiquei com muita vontade de ler pois adoro legião urbana!!! rsrsrs
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Suzi!
      Como gosto de ressaltar, essa foi a minha experiência com o livro, então assim ele pareceu para mim, não que realmente seja assim, entende? Sempre vi comentários muito positivos sobre ele, então é bem provável que a minha experiência não tenha sido assim tão positiva!
      Se puder, não deixe de lê-lo!!
      Beijão!

      Excluir
  5. Oi Mi, to sempre seguindo sua coluna mas como nao peguei desde o começo nao estou participando do desafio, quem sabe no proximo.
    Tbm ja vi comentarios positivos a respeito do livro, mas nunca me interessei por essa leitura, eu gosto mais de livros com mto romance rs.. e livros que tratam de assuntos familiares, mas com amigas acho que nuca li nada...
    Que pena que o livro não foi td que vc esperava, eh bem chato qdo a gnt imagina uma coisa e acontece outra referente a algumas leituras... mas enfim acontece com todo mundo hehe

    bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi Mi, adoro chick-lits!Normalmente são dotados de muitas cenas engraçadas. Já ouvi falar bem desse livro mas ele não agrada a todos , como ocorreu com você ,mesmo assim ainda quero ler para saber se terei a mesma opinião em relação a personagem principal, que pelo que percebi você não simpatizou muito com ela, rsrsrs
    Ótima resenha! Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Oi flor! Eu adoro chick-lits geralmente as leituras são tão leves e agradáveis! Infelizmente a única chick-list que li até hoje foi Melancia. Nunca tinha lido sobre chick-lits brasileiras, pretendo ler.
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Muito bom esse livro, bem tranquilinho e as historia são bem engraçadinhas :D

    ResponderExcluir
  9. Nossa eu amava legião urbana, na minha pré adolescência ouvia muito.
    esse livro parece ser muito 10, bem leve.

    ResponderExcluir
  10. Sou apaixonada por esse livro dei várias risadas com ele confesso que a nina é chatinha(concordo )mas a personagem que me cativou mesma foi a Manu ela é um amor e adorei por ser regado a legião

    ResponderExcluir
  11. Oi flor!

    Olha, eu curto um bom chick lit e estou procurando por novas leituras do gênero, então devo dar uma chance a esse. Até porque dos pontos negativos que você citou acredito que o único que me incomodaria mesmo é a falta de maturidade da protagonista. Tenho problemas em me envolver com um livro quando não me dou com a personagem principal, ainda mais sendo narrado por ela! A autora podia ter alternado a narrativa entre as amigas né? Enfim... Otima resenha, depois te conto o que achei!

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá!!
    Eu não tinha ouvido falar do livro, mas não sei se leria. Devo confessar que não me divirto muito com personagens imaturas, ainda mais com 28 anos. O clima de amizade parece ser legal, mas não parece o tipo de livro que iria me arrebatar.
    A participação do Legião Urbana marcou como ponto positivo para mim.
    Gostei do projeto.

    Beijos

    http://vivianpitanca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. olá! Achei boa a sinopse do livro mas não sei se leria...

    ResponderExcluir
  14. Oi Aione. A premissa do livro não me cativou e após ler a sua resenha, não fiquei com muita vontade de ler esse livro. A Nina parece ser bem imatura apesar dos seus 28 anos e parece que a leitura não é tão fluída como vemos em alguns chick-lits, com alguns momentos engraçados forçados.
    Achei a capa bem divertida e bonita.

    ResponderExcluir
  15. Ainda não tinha ouvido falar desse livro :S
    Apesar de gostar da resenha, sei lá, não me interessei :/

    Beijo

    ResponderExcluir
  16. Eu não tenho costume de ler Chick Lit...mas acho uma leitura super gostosa e descontraída. Esse eu ainda não li...na verdade eu só li um chick lit até hoje rsrs...Mas estou bem curiosa pra ler esse. Muito boa a dica.
    Bjokas

    ResponderExcluir
  17. Oi Mi*
    Eu comprei este livro ano passado quando conhecia a autora na feira do livro aqui na minha cidade. Te confesso que eu tenho um pé atras com ele. Pela sua resenha eu já vi que talvez ele não era bem o que eu esperava, mas pretendo ler.
    Essa capa ficou muito legal mesmo, mas eu acho que gosto da primeira.
    Ah, eu tenho pobre não tem sorte e ainda não li, este eu ganhei de parceria. Ele é bom?

    Beijos*

    ResponderExcluir
  18. Oi meninas, eu sempre vi esse livro por aí, mas não tinha muita vontade de ler. Juro que essa capa nova já me deu uma vontadezinha ;x Quase nada volúvel (e influenciável pelas capas, né?)
    Pena os pontos que você citou, normalmente é exatamente esse tipo de coisa que faz com que alguns chick-lis fique um pouco sem graça.

    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Li recentemente Pobre não tem sorte e gostei bastante, mas nunca me interessei por esse livro da autora, talvez um dia quando ele estiver na promoção eu o compre pois amo Chick lit...
    Bjos !!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  20. Não conhecia o livro ainda, até porque eu tenho um (ou dois) pé atrás com os livros nacionais, principalmente quando se tratam de Chick-lits. Não me entendam mal, eu até gosto dos nacionais e acho que temos escritores ótimos, mas é difícil achar um que seja bom. A maioria dos que eu li (desse gênero) não conseguiam ter um humor agradável, e como você disse, os personagens são imaturos, mais pra adolescentes do que para adultos. Eu sei que isso acontece em alguns estrangeiros também, mas é porque temos tanto estrangeiros que mal se nota, e os escritores brasileiros são tão poucos, (ou tão pouco divulgados?) que quando um não é bom, já ficamos com um pé atrás em todos.
    Enfim, quanto ao livro, tenho certeza que não gostaria exatamente porque detesto personagens que não condizem com sua idade. Na verdade isso acontece muito na realidade, mas eu não gosto de pessoas imaturas. E humor forçado simplesmente não me agrada.
    Enfim, a história em si, parece ser boa, e eu até tive curiosidade de ler o livro quando li a sinopse, mas depois de ler a resenha maio que me desanimou.. Até leria, mas sei que nçao me agradaria muito.
    Enfim, adorei o post, sou uma apaixonada por Chick-lits, (principalmente Marian Keyes) e não perco a oportunidade de ler um! haha
    Bjs (:

    ResponderExcluir
  21. Que chato que as partes engraçadas não parecem naturais, acaba ficando forçado. Esse Mês eu optei por ler perdida da Carina Rissi, não me arrependi o livro é MTO fofo

    bjo
    Pat - Lendo e Escrevendo

    ResponderExcluir
  22. Adorei essa nova capa, a outra era linda, mas essa é perfeita, a cara de um chick-lit! AMEI. É uma pena que partes da história tenham ficado superficiais, tenho curiosidade com o outro livro que a Leila lançou (Pobre não tem sorte 1 e 2), mas esse não me interessou muito não.

    ResponderExcluir
  23. Eu já havia visto esse livro na Saraiva eu gostei dele pelo pouco que li,mas não deu para comprar por que no dia estava sem dinheiro.
    Mas essa com certeza vai ser minha próxima compra.

    ResponderExcluir
  24. Já faz um tempinho que quero ler esse livro..amei a capa nova..já me desanimei sobre a protagonista =S quem sabe eu decida ler mais pra frente =)

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Não conhecia o livro e nem a autora, e também nunca li nem livro brasileiro do gênero. Por ser brasileiro no começo fiquei com vontade de ler mas tenho que confessar que acabei desanimando. Não gostei muita da capa não.

    ResponderExcluir
  26. Depois da Carina Rissi resolvi dar uma chance a autores brasileiros. Já li sobre essa autora, mas nunca tive a oportunidade de ler. Vou procurar outros dela, ler um livro com o meu nome nele eu não consigo ahahah

    ResponderExcluir
  27. Não tinha ouvido falar dessa autora, porém o nome do livro não me é estranho, estou com vontade de ler esse livro mesmo que minhas expectativas estejam lá embaixo. Mas acho que ele merece uma chance, mesmo que em 1º lugar eu não me lembro se já li ou não um Chick-lit, mas é claro tenho muita vontade, principalmente os livros da Carinha Rissi e da Sophie Kinsella e, em 2º eu leio poucos livros de autores brasileiros, pois geralmente eles são um pouco mais caro e eu vejo poucas resenhas sobre esses livros, para me dar vontade de lê-los.

    ResponderExcluir
  28. Poooxa Ai!
    Eu falei que queria participar, mas nem deu! Adoro chicks, mas a verdade é que minhas leituras este ano estão bem loucas então vou lendo o que consigo!
    Eu tenho o livro da leita desde a Bienal de 2012, com aquela capa antiga e na verdade, é engraçado vc ter comentado isso, porque acho que a mudança da capa foi bem estratégica! Acho que a capa antiga dava a ideia de ser um livro adolescente enquanto esta nova, parece mais um chick-lit tipico, com mulheres mais velhas! Eu mesma, qnd comprei, pensei que era um livro de adolescentes!
    Poxa, que pena que não foi tudooo que vc esperava, mas pelo menos vc gostou! Realmente, as vezes a gente tem mt expectativa e o livro acaba não sendo o que esperávamos, mas eu ainda quero ler e conhecer essa historia, até porque gosto de como a Leila escreve. E as partes de humor, é uma pena quando a gente não acha tão engraçado qnt a proposta! Mas acontece mesmo...
    Um dia eu lerei!!

    bjs

    ResponderExcluir
  29. Oi!
    Nunca ouvi falar desse livro, nem da autora.
    Mas achei interessante, parece ser bem divertido =D
    Também fiquei curiosa sobre as musicas do Legião Urbana no livro.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  30. Mais um livro para a lista de leituras, eu não lia muitos livros nacionais os achava muito chatos ou não tinham muita qualidade. Agora já li vários nacionais muito bons e acho que esse também será, quando eu finalmente ler comento de novo aqui.

    http://livroscomaflor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  31. Pra falar a verdade eu não gosto muito de ler Chick Lits, prefiro mais os suspenses, mistérios e fantasias.
    Fiquei curiosa para ler só por seu um livro nacional mesmo.

    ResponderExcluir
  32. Adorei esse coluna super interessante eu já li uns Chick Lits e curto muito, eu ainda não havia visto esse livro nacional hein, eu to amando os livros nacionais que quando já vejo um novo me bate uma curiosidade de ler, tenho certeza de que amigas imperfeitas é uma boa dica de leitura.
    Beijos
    http://theroseteen.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  33. Eu adoro Chick Lits, sempre me fazem bem e me trazem uma leitura agradável.
    Não conhecia esse livro mas há um tempo venho procurando um diferente para ler. Uma pena que você não tenha se envolvido tanto com a história, eu espero me envolver.

    ResponderExcluir
  34. AMOOOOO Chick-Lits, são gêneros facies de ler e que eu acho uma delicia. Admito que desde o primeiro momento que vi este livro fiquei curiosa para ler, apesar de ter vários pontos negativos sobre o livro na sua resenha, ainda sim quero lê-lo. Fazer o que né? Sou brasileira, não desisto nunca, haha.

    ResponderExcluir
  35. Não tinha nem gostado muito da sinopse e sua resenha só me fez ter certeza de não colocar o livro na minha lista de leitura. Não curti a parte de uma mulher de 28 anos ainda se comportar como uma adolescente e principalmente na parte que você diz que algumas partes do livro tem uma comédia forçada. Não sei não, minha lista de livros pendentes esta bem grande, mas quem sabe eu não mudo de ideia?! Mesmo assim vou anotar o nome do livro :) ...

    ResponderExcluir
  36. Faz um tempo que li essa resenha, mas decidi comentar só agora. Foi mal, kkkk.
    Enfim. Achei o livro ótimo, começando pelo nome, pela capa e depois indo pro desenvolvimento.
    E dei muito crédito a ele, pois tem Legião Urbana e é brasileiro! Gosto de ver nossos livros fazendo sucesso.

    ResponderExcluir