dezembro 06, 2013

[Resenha] Seis Coisas Impossíveis – Fiona Wood

Dan Cereill levou um encontrão da vida: seu pai faliu,
assumiu que é gay e separou-se de sua mãe, tudo de uma vez só. Enquanto isso,
sua mãe recebeu de herança uma casa tombada pelo patrimônio histórico que
cheira a xixi de cachorro, mas que não pode ser reformada… E, agora, Dan está
vivendo em uma casa-relíquia que parece um chiqueiro, com uma mãe supertriste e
sem conseguir falar com o pai — que ele ama muito. Suas únicas distrações são
sua vizinha perfeita, Estelle, e uma lista de coisas impossíveis de fazer, como:
1. Beijar a garota. 2. Arrumar um emprego. 3. Dar uma animada na mãe. 4. Tentar
não ser um nerd completo. 5. Falar com o pai quando ele liga. 6. Descobrir como
ser bom e não sair abandonando os outros por aí… Mas impossível mesmo será:
1. Não torcer para que Dan supere seus problemas. 2. Não rir muito com os
devaneios dele. 3. Não querer ter um cachorrinho como Howard. 4. Não desejar
que a mãe de Dan encontre a felicidade. 5. Parar de ler este livro. 6. Não
querer abraçar o livro depois de tê-lo terminado…

Jovem Adulto || 272 Páginas
|| Cortesia
Editora Novo Conceito ||
Skoob ||
Compare & Compre|| Classificação: 5/5
Não tem nada melhor do que se
surpreender com um livro. Quando comecei a ler Seis Coisas Impossíveis não esperava muito mais do que um romance
tipicamente juvenil – uma obra que usasse como pano de fundo a narrativa do
temido primeiro beijo, ou talvez a vontade de ser aceito que todo jovem tem, ou
ainda a maneira quase inata com a qual todo adolescente busca o reconhecimento
(seja ele dos familiares, amigos, ou namorados). E de fato o livro traz muitas
dessas reflexões, entretanto conta com um grande diferencial: um narrador que
cativa e envolve completamente o leitor. Dan, no auge dos seus quatorze anos,
viu sua vida girar de ponta cabeça quando descobriu que as finanças de sua
família estavam ruins ao ponto de seu pai criar coragem e assumir que é gay, ir
para um centro de reabilitação espiritual,
e deixar sua mãe com toda a responsabilidade de cuidar e sustentar a casa –
casa que eles não possuem mais. Magoado, confuso, e perdido nas lembranças do
que um dia foi uma família feliz, Dan resolve que está na hora de mudar, mesmo
que isso pareça completamente impossível.
“– Seja você mesmo. […] Eu mesmo. Eu mesmo? E eu sei lá quem é esse? É
como se eu fosse um bolha sem forma, tentando parecer alguma coisa”. 

Quando o pai de Dan deixou sua
família em apuros a sorte resolveu dar as caras e uma herança inesperada proporcionou
a ele e a sua mãe um novo lar – tá que
se trata de uma casa tombada como patrimônio histórico, que fede a xixi de cachorro,
e que não vale muito para quem não tem nem o que comer, mas ainda assim é
melhor do que não ter onde dormir. E, com tantas mudanças ao seu redor (sendo a
maioria extremamente desagradável), mudar de casa não chega a ser a pior entre elas,
afinal ela dá a Dan uma segunda chance, a oportunidade que ele queria de não
ser mais o cara de um amigo só, ou o cara que nunca beijou uma garota, ou pior,
o nerd esquisito. Ele quer ser um novo garoto, quer ajudar a mãe, conhecer sua
vizinha gatinha, ser um homem melhor do que o “tipo que abandona a família”, e
deixar de ser tão nerd na escola. Ele quer o que todo jovem quer, ser amado, e
com muito bom humor narra sua nova vida, a que ele quer fazer acontecer.
O decorrer da história de Dan é absolutamente
normal, como qualquer jovem em uma fase de descobertas e inseguranças ele enfrenta
situações muito difíceis, e infelizmente bem presentes em nossa realidade, como
bullying, medo do futuro, dúvidas quanto ao seu corpo, e infinitas preocupações
com aqueles que ele ama. Os pontos de reflexão são sutis, mas estão
completamente enraizados no livro, e isso por si só me deixou extasiada. A dor
de Dan (que não faz o tipo de garoto chorão, muito pelo contrário), a força de
sua mãe, o recomeço dessa família, as pessoas boas (e animais fofos) que
aparecem em meio a tanta confusão emocional, e a forma como esse jovem
consegue, sutilmente, contornar as perdas para agregar ganhos… Isso é tudo
tão sentimental, tão gostoso de ler. Dan está sofrendo? Claro que está, mas
ainda assim encontra espaço em seu coração para se apaixonar, para ajudar seus
amigos, para aprender e, principalmente, para amadurecer. E eu gostei tanto
disso, da sua maneira única e amorosa de ver e levar a vida – gostei tanto
desse rapazinho que facilmente o apresentaria a minha irmã mais nova, risos.
Com uma escrita rápida e direta, e
com um personagem nerd, fofo e muito carismático
, a autora nos prende ao livro e nos proporciona uma
leitura agradável, comovente e divertida. Sabe o tipo de história perfeita para
entreter e fazer o leitor refletir, e que emociona mesmo sem usar densas cargas
de drama? Aquele tipo de livro que dá uma perspectiva nova a palavra “recomeço”?
Pois bem, é esse o caso de Seis coisas Impossíveis:
jovem, divertido, tocante, romântico e surpreendente. Talvez eu tenha gostado
tanto do livro por lê-lo sem expectativa nenhuma, contudo é fato que eu ri,
suspirei e me emocionei demais com essa história. E tudo com um menino como
narrador, difícil de acreditar não é? Alguns vão dizer que é sorte de
principiante, mas eu acredito que seja talento de sobra dessa autora.  Ponto para ela! Conquistou uma fã.
Book Trailer
De olho na
diagramação
Como não amar livros lindos tanto emocionalmente quanto esteticamente?
Além de uma história deliciosa Seis
Coisas Impossíveis
conta com vários detalhes fofos, dá uma conferida:

Bacana, não é?
Trecho (s) Marcante (s)
“Se os seus próprios pais não deixam você ser quem você é, então quem é
que vai fazer isso?”
“Será que ela sabe como eu estou? Ou pergunta? Será que ela acha que foi
divertido para mim ser expulso as minha vida e jogado nesse museu triste e
frio?”
“(…) Pelos no rosto, nariz inchado, olho roxo, roupas que não me servem
direito – esse lance de me tornar um cara descolado está dando supercerto!”
 “E estou chorando de novo. Isso
não pode ser saudável. Estou me afogando. […]. Não posso depender de ninguém,
não tem ninguém para resolver os problemas, ninguém para pagar a conta, ninguém
para passar a bola. Estou sozinho aqui, sem dinheiro, sem soluções…”. 






Participe Aqui


confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe uma resposta para Karina B.Cancelar resposta

32 Comentários

  • Anônimo
    18 abril, 2015

    Terminei de ler esse livro semana passada e, nossa, é realmente emocionante. A capa não é tão bonita, pelo menos, na minha opinião, mas o livro em si é maravilhoso.

    Parabéns pelo blog e pela resenha 🙂

    http://blogestantegigante.blogspot.com.br/

  • Árvore dos Contos
    30 dezembro, 2013

    Já tinha visto esta capa e o título antes, mas não me seduziram e nem quis saber da sinopse. Mas confesso que me rendi e fiquei curiosa, pela história irreverente e principalmente por vc dizer que a escrita do autor é direta, ja que tenho dificuldade com narrações cheia de floreios.
    Beijos!!!

    Annamaria – Árvore dos Contos

  • Fernanda Oliveira
    22 dezembro, 2013

    Oi Pah ! Sinceramente , se eu visse esse livro na estante de uma livraria ,tenho certeza que ele não me chamaria atenção PELA CAPA . Achei ela um pouco esquisita , e um tanto confusa . Mas se eu parasse para ler a sinopse , tenho certeza que compraria o livro na hora . E quando li a sua resenha tive mais uma confirmação disso. Acho que Seis coisas Impossíveis é aquele tipo de livro que te ensina muito com a leitura . Emfim , compraria sim o livro , mas , NÃO PELA CAPA ,E SIM PELA HISTÓRIA !!

  • Adrielly Pontes
    22 dezembro, 2013

    Amei a resenha! Me identifico com essa relação pai/filho e fiquei muito interessada no livro, parece ser engraçado, embora toque em questões muito comuns para os jovens. E a capa é super fofa. Gostei muito.

  • Ana Alves
    20 dezembro, 2013

    Não tem uma pessoa que não fale bem deste livro, Pah!
    Eu quero lê-lo, mas vai demorar demais.
    Obrigada pela resenha gostosa.
    Beijos,
    Ana.
    http://umlivroenadamais.blogspot.com.br/

  • DreehLeal
    19 dezembro, 2013

    Ain gente, é possível um livro tão fofo assim?!
    Se eu apenas vise ele em uma livraria, nunca traria para casa.. mas a sua história é para conquistar qualquer um!
    Sua resenha foi encantadora Pah, e mal posso esperar para poder conhecer o super boy, Dan!
    Achei a diagramação dele de uma fofura sem tamanho *-*
    O que só me encantou mais ainda haha

    Beeijos, Dreeh.
    Blog Mais que Livros

  • Sika Gennargh Pelegrino
    17 dezembro, 2013

    Tipo assim, comecei a ler a resenha e já fiquei com dó. Muita dó. Poxa, que cara mais cagado na vida kkkkk.
    Mas o livro é uma gracinha! Quero muito ler! Só que não vou poder comprar livros por um bom tempo. Ontem foram 21 de uma vez, sacomé. Mas vai continuar na minha lista de desejos eternamente.
    Enfim, tenho certeza que Seis Coisas Impossíveis vai me divertir e ajudar bastante a aprimorar minha visão da vida.

  • Yasmin Aristo
    16 dezembro, 2013

    O livro é lindo esteticamente, confesso que não gostei da resenha, ainda que sua resenha seja positiva, não me convenceu de pegar o livro pra ler.
    Ótima resenha
    Beijos

  • Karina B.
    15 dezembro, 2013

    Oii Pah!
    Quando vi esse livro nos lançamentos da NC, de cara já me interessei por ele.
    A história parece ser tão legal, e confesso que também imaginava que seria um simples romance juvenil. Mas, você diz que se surpreende? Ou seja, estou mais curiosa para fazer a leitura ainda!

    Adorei a resenha!
    Beijos!

  • Pamela Verdan
    14 dezembro, 2013

    Esse livro entrou na lista do talvez. Não me atraiu total. E não curti muito a capa. Mas como na minha lista tem poucos desse jeito, vou tentar dar uma chance

  • Mallu Marinho
    14 dezembro, 2013

    Me animei com esse lançamento da Novo Conceito, porque é uma editora que tem me surpreendido bastante ultimamente. Adorei a diagramação, a capa, a premissa que por sinal é bem original e promete uma comédia ainda que com todos os dramas. Com certeza já está na minha lista de desejados.

  • Ana Paula Robrigues Ganzert
    14 dezembro, 2013

    A capa desse livro é linda (já vi na livraria), já estava interessada em ler esse livro, agora estou mais ainda (só leio resenhas positivas sobre o livro), já o coloquei na minha lista, espero poder lê-lo em breve.

  • Caroline Melo
    14 dezembro, 2013

    Muuuuuuuuuito fofo este livro, a diagramação, a capa, TUDO nele é perfeito. Até que enfim um personagem homem que eu me interressei para ler, não gosto de protagonista masculino- sei que é um preconceito meu, mas enfim…- a história me chamou bastante atenção, e o livro me ganhou pela sua resenha. Fiquei super curiosa para lê-lo, espero fazer-lo mais rápido quanto é possível, rs.
    Beijos

  • cristiane barbosa
    11 dezembro, 2013

    Eu amei esse livro!! Também não esperava muita coisa dele não, mas não conseguir parar até terminar de ler <3 Dá pra perceber como o Dan vai mudando no decorrer da história, ou melhor sendo ele mesmo. Ah e a diagramação é linda de mais mesmo <3

  • Juliana Ramirez
    10 dezembro, 2013

    Voltei para dar uma lida completa na resenha, e estou mais apaixonada ainda.
    A capa do livro é linda, pelo visto os desenhos nas páginas também, e a história parece ser super envolvente! Já está na minha lista com certeza. Não vejo a hora de compartilhar a história de Dan (:

    beeeijos
    depoisdeumlivro.blogspot.com.br

  • Bruna T.
    10 dezembro, 2013

    Adorei a resenha! O livro parece ser muito fofinho! Já inseri na minha lista, rs!
    Criei há pouco tempo um blog sobre livros, já fiz algumas resenhas, se tiver tempo dá uma passada lá: http://www.sobrelivroseetc.blogspot.com.br

  • Amanda
    10 dezembro, 2013

    Já está na minha listinha de desejos! Tô precisando de um livro que me dê boas risadas! Amei a capa e os trechinhos (me deram mais vontade de ler esse livro!) :3
    Eu e minha amiga Sam acabamos de criar um blog, seria uma honra receber sua visitinha por lá! Beijinhos!
    livrosnaprateleirablog.blogspot.com.br

  • Rayme
    09 dezembro, 2013

    só por esta capa já dá uma vontade imensa de ler o livro né? hahaha
    parece ser incrível, estou bem curiosa para ler
    e é verdade, pode ser que você tenha gostado tanto assim por ter lido sem expectativa nenhuma. normalmente quando isso ocorre comigo o livro se torna bom na certa hahaha
    espero não me decepcionar com ele!

  • Juliana Ramirez
    09 dezembro, 2013

    que livro lindo! pretendo ler em breve.

    Passem para conferir? Agradeceria se vocês seguissem, prometo que vou postar coisas muito legais! haha
    http://depoisdeumlivro.blogspot.com.br

  • Mirelle Candeloro
    07 dezembro, 2013

    Que bom que você gostou Pah. Seis Coisas me surpreendeu positivamente e veio na hora certa sabe.. era a leitura que eu precisava naquele momento. Me apaixonei por todos os personagens e torci demais por Dan. Achei lindo seu crescimento e amadurecimento no decorrer do livro. Beijão, Mi

    http://www.recantodami.com

  • Tamires Pina
    07 dezembro, 2013

    Bacana, esse Dan parece ser um fofo, rsrsrs e só de ler o nome DAN, já me remeto diretamente a Amor no Ninho…. que situação gente kkkkk…
    Parece ser um livro bem leve….
    Bjus

  • Natália R. Gomes
    07 dezembro, 2013

    Eu gostei muito do livro, é tão leve e com um protagonista cativante… =)

  • Lanifer
    07 dezembro, 2013

    A capa é bem diferenciada, muito detalhada e a sinopse é muito boa 🙂
    No começo não tinha me interessado muito por esse livro, não me chamava a atenção…
    Beijos

  • Lindsay Leão
    07 dezembro, 2013

    Oi Pah,
    Que fofura esse livro ,heim!
    Adorei a diagramação, que cuidado da editora, não?
    Tudo muito bem feito e lindo!
    Beijos

  • Casa da Rê etc e tal
    06 dezembro, 2013

    Nossa, parece mesmo divertido! Adorei a diagramação, parece fofinha…
    Estou fazendo uma lista dos livros que quero comprar para separar a verba kkkkk, sou a rainha das listas então tenho certeza que vou amar esse livro srsrsrsrs, boa ideia, quem saber vou pedir no amigo oculto!
    bjs

  • Luísa
    06 dezembro, 2013

    Fiquei com vontade de ler! Parece um daqueles livros que você compra , tenta ler no caminho e acaba a leitura no mesmo dia. E é claro que a capa também foi muito bem feita.
    Beijos

    comiumlivro.blogspot.com

  • Amanda T.
    06 dezembro, 2013

    Realmente, a sensação de ficar completamente surpreendida por um livro é sem igual! Eu também não dava muito por esse não viu? Mas agora quero ler e espero que me encante com a obra tanto quanto você!

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

  • Eli Alves
    06 dezembro, 2013

    Droga!!!!!!!!!!! Já amei!!!! Agora vai ter que entrar na minha lista infinita… Entrar na cabeça de um menino de 14 anos e ainda passando por todos esses conflitos deve ser muito legal e eu confesso que pra mim as coisas impossíveis são sempre as mais interessantes

  • Anne Viana
    06 dezembro, 2013

    Confesso que quando vi esse livro meio que virei a cara pra ele,achava essa capa horrorosa e não me chamou em nada a atenção,mas qnd vi na livraria ele assim de pertinho ter ele em mãos mudei totalmente de ideia e agora já está incluido na minha listinha interminavel que só cresce e com certeza vai ficar pro próximo ano =P

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

  • Suzi
    06 dezembro, 2013

    Confesso que de cara quando vi esse livro não me interessei.
    Vai ver foi porque achei a capa bem sem graça.
    Mas depois dessa resenha inspiradora eu fiquei bastante curiosa e até empolgada com a historia e pareceu divertida e leve!!
    Bjus

  • Felipe Matheus
    06 dezembro, 2013

    Ótima indicação, ainda não conhecia esse livro, sem dúvidas entrou no la lista das próximas leituras hehe.
    Beijos,
    http://umviciadoemlivros.blogspot.com.br/

  • Oliveira
    06 dezembro, 2013

    A capa desse livro é diferente, há de tudo nela. Vários detalhes, gostei muito disso. Esse é mais um dos livros que pretendo ler.