[Fuxicando sobre Romances de Época: Desafio de Fevereiro] História de um grande Amor – Julia Quinn

“Inglaterra Dia 2 de março de 1810: Hoje, eu me apaixonei...” Aos dez anos de idade, Miranda Cheever não dava sinais de que fosse se transformar numa bela mulher. E mesmo com tão pouca idade, ela aprendeu a não alimentar expectativas de encontrar um grande amor... até àquela tarde em que Nigel Bevelstoke, o charmoso e atraente visconde Turner, beijou sua mão e disse que um dia ela cresceria e seria uma jovem linda e cativante, tanto quanto era simpática e inteligente. E foi nesse dia que Miranda soube que amaria aquele homem para sempre...


Romance de Época|| 317 Páginas||  Skoob ||Editora Nova Cultural|| Classificação 4/5
Aos dez anos de idade Miranda teve certeza de que era diferente. Em uma sociedade que valorizava meninas com pele de porcelana, olhos claros e cabelos loiros, a jovem – com seu longo cabelo castanho, suas pernas desengonçadas, seus lábios grandes, e seu perigoso olhar questionador – aprendeu a se conformar em não ser o centro das atenções, fato que fez dela uma criança curiosa e observadora. Acostumada a analisar as pessoas ao seu redor ela não estava preparada para ser observada, por isso, quando o jovem visconde Turner olhou em seus olhos e disse que ela cresceria e se tornaria uma mulher linda e inteligente ela teve certeza de que havia encontrado o homem da sua vida. Miranda carregou essa certeza em seu coração, e em seus diários, por longos anos, e ao alcançar a idade de se casar não conseguiu deixar de sonhar com aquele menino que anos atrás roubou seu coração, um rapaz que deu lugar para um homem rígido e amargurado, um homem que jurou nunca mais se apaixonar. De um lado Miranda sofre calada por um amor que nunca irá florescer, de outro espera que Turner se desfaça dos fantasmas do passado e volte a sorrir, para que quem sabe assim, ele possa tornar os sonhos de infância dela uma doce realidade. 
...permita que Miranda cure sua alma, filho. Sabe muito bem que ela poderá fazê-lo se você lhe der uma chance.


A história gira em torno de uma mocinha que já sabe que é apaixonada pelo mocinho, entretanto que não faz nada para deixá-lo encurralado por esse amor. Como Miranda cresceu entre os membros da família Bevelstoke, ou seja, conviveu desde a infância com Turner (o irmão mais velho dessa família), antes mesmo de amá-lo como uma mulher ama um homem ela o admirou como um irmão mais velho, como uma figura amorosa e inteligente que soube reconhecer algo de especial nela. Assim o leitor contempla uma jovem que quer estar na presença do seu amado, quer ser observada e desejada por ele, mas que antes de qualquer coisa quer conversar e desfrutar de sua companhia. Já Turner é um poço de tristeza. Saindo de um relacionamento doloroso, embasado apenas na paixão, ele perdeu um pedaço de sua alma, uma parte leve e jovem de sua vida. Hoje Turner é um visconde que adora e cuida de sua família, que não vive por aí ostentando seu título, mas que também prefere permanecer longe da sociedade e da esperança de viver uma vida feliz em família – afinal, ele sabe que isso é praticamente impossível. O fato é que Turner não quer se casar e muito menos amar, o que vai contra as esperanças mais remotas de Miranda.
Temos então um empasse constante; cenas de diálogos inteligentes, irônicos (já que o casal adora se alfinetar), e uma paixão que nasce aos poucos, que vai conquistando o leitor a cada página. E isso é exatamente o ponto alto do livro. O romance demora a aparecer e, mesmo diante do desejo físico, não é descrito como algo simples e fácil de curar tudo e todos. Aqui o amor não é instantâneo, ou muito menos superficial, ele é doloroso, complexo e requer muita força e paciência dos personagens principais. Tanto é que, ao narrar esse enlace como algo real, a autora dá espaço para as inconstâncias da personalidade de Miranda e de Turner – ela deixando transparecer suas inseguranças e imaturidade (afinal ela tem pouco mais de dezenove anos), e ele permitindo que todo o seu rancor e medo o afaste daqueles que o querem bem. E, mesmo que para alguns isso possa parecer ruim (visto que essas são características ‘negativas’), para mim foi incrível, forte o suficiente para me fazer entender e aceitar esse casal. Eles erram, brigam, entram em conflitos de interesse, mas ainda assim se gostam de uma maneira pura e verdadeira.
Desta maneira, entre idas e vindas, ataques e sorrisos, a autora apresenta uma história previsível, mas extremamente bonita. Tem algo na narrativa da Julia Quinn que me encanta completamente, seja os medos dos seus mocinhos (que sempre precisam superar algum trauma), a força (e um pouco de teimosia) de suas mocinhas, ou ainda os momentos familiares intensos... Não sei, o fato é que tudo se completa para a construção de uma realidade sonhada por muitas mulheres: um lar construído com amor e respeito. O resultado final é uma leitura romântica, engraçada e extremamente fluída. É claro que encontramos alguns pontos contraditórios ou questionáveis, mas estamos falando de um romance, de vidas transformadas por amor, então não precisamos de lógica ou perfeição, apenas de sentimento. E isso a Julia Quinn tem de sobra.
No geral adorei o livro e estou bem ansiosa para ler os próximos volumes da trilogia da família Bevelstoke. Ainda prefiro a série dos Bridgertons, mas quando falamos da Julia Quinn, meu coração é igual coração de mãe: sempre cabe mais um.


- Mas é apenas um livro. – Não, é uma obra de arte.
• Dê olho no Livro •
Eu sei que para muitos leitores os livros em edições de banca são um verdadeiro mistério, então que tal dar uma olhadinha no aspecto externo da obra? As páginas são em folhas de jornal (o que deixa o livro bem leve), as letras em fonte pequena, e o livro em si tem um formato reduzido – o que, segundo as editoras, permitia que as mulheres carregassem seus livros nas bolsas sem nenhum peso. Em uma comparação simples, eles se parecem com os livros pocket americanos.
Além do formato não observamos mais nenhuma diferença nesse tipo de livro. Apesar de que, em alguns casos, a editora Nova Cultural editava as histórias, cortando trechos e/ou mudando a ordem de alguns capítulos. Dói falar isso, me senti roubada quando descobri o fato, entretanto esse não é o caso desse livro. Graças aos céus!
• Sobre a Série •
História de um Grande Amor é o primeiro volume da Trilogia Bevelstoke, saga que narra as peripécias amorosas dos três irmãos Bevelstoke. Sendo assim, a trilogia é composta pelos livros: The Secret Diaries of Miss Miranda Cheever (Traduzido como História de um Grande Amor), What Happens in London, e Ten Things I Love About You.
No Brasil, infelizmente, a Nova Cultural (antes de fechar) chegou a publicar apenas o primeiro volume da série.
• O Desafio •
A meta de fevereiro do Desafio de romances de época era ler um romance de banca, por isso aproveitei para escolher um da minha autora preferida, a Julia Quinn. E, claro, não poderia ter escolhido um livro melhor! Agora quero saber da escolha de vocês, conte-nos qual foi a obra lida e, se quiser, deixe sua resenha (ou o nome do livro) no quadro a seguir:














Participe Aqui

35 comentários:

  1. Nossa são sabia que acontecia da editora cortar pedaços da historia e ate mesmo inverter capítulos =S
    Como já disse varias vezes adoro romances de banca ainda ais históricos ♥
    Fiquei triste aqui =/
    Adorei a resenha e fiquei super interessada em conhecer o trabalho da autora!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Ainda não li nada da autora, mas tenho muita vontade de ler a série Os Bridgertons. História de um grande Amor parece ser um ótimo romance histórico, abordando o desenvolvimento do romance entre Miranda e Turner.
    Não achei ruim os aspectos "negativos" da parte do Turner. Acho que é plausível por tudo que ele passou.
    Não gosto muito de livros pockets, mas vou ver se encontro o ebook desse livro.

    ResponderExcluir
  3. Tudo bem que a culpa não foi da editora, eles nunca imaginariam fechar, mas maldade não ter os outros... bem que a arqueiro poderia trazer os livros para o Brasil

    Finalmente tomei vergonha na cara e comecei a postar as resenhas dos desafios, infelizmente não postei a do mês passado.

    bjos
    Pah - Lendo e Escrevendo

    ResponderExcluir
  4. Oi Pah!
    Não entendo como as pessoas podem ter algum preconceito com livros de banca. Eles são ótimos para quem gosta de romance.
    Não conhecia essa série da Julia Quinn e é uma pena não ter ela completa em português, mas quem sabe depois dos Bridgertons não resolvam traduzir essa trilogia afinal a esperança é a última que morre.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Paola que capas lindas essas *----------* Essas ilustrações são uma fofura só!
    Acho as capas dos livros de banca meio apelativas =/ o que é um dos motivos para eu não gostar deles.. mas vejo você falando tão bem de suas histórias aqui que agora quando passa em frente as bancas sempre dou uma olhadinha dos livros haha
    Esse livro parece super bacana. Adorei os protagonistas que vivem se alfinetando haha deve gerar diálogos hilários.

    Beeijinho. Dreeh
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  6. Até hoje não li nenhum livro da Julia Quinn e fiquei bem interessada por esse, pena que na minha cidade nunca acho romances de banca, imagine então achar especificamente esse -- caso tenha oportunidade de lê-lo, com certeza o farei!

    ResponderExcluir
  7. Karamba, eu simplesmente amei a sua resenha.
    A obra da autora me chamou bastante atenção. Nunca tinha visto esse livro antes.
    Só conheço os que foram lançados pela arqueiro.
    Espero poder adquirir essa obra, porque eu gosto de Romances assim que vai acontecendo pouco a pouco. Sinceramente fico encantada com esse tipo de leitura e sua resenha me deixou apaixonada. PARABÉNS pela sua bela escrita viu?

    Outra coisa, tenho que confessar uma coisa, porque além de ser fan da Aione com seus vídeos, também gosto muito do seu blog e acho que já vi alguns videos seus...n me lembro agora. Só sei que vcs fazem uma equipe ótima. Continuem assim viu? Qualquer coisa que precisarem estarei sempre por aqui =]

    Se cuida minha querida e depois passa no meu cantinho
    para você ver minhas leituras do mêse os meus DESTAQUES
    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    bjokas

    ResponderExcluir
  8. O meu coração também sempre cabe mais um livro com relação as obras da Julia Quinn, esse foi o primeiro livro dela que li há alguns anos atrás, quando meu mundo ainda era os romances de banca, A história da Miranda apesar de não lembrar de muitos detalhes me cativou de uma maneira super positiva, por isso super recomendo a leitura.

    ResponderExcluir
  9. Julia Quinn é sempre fantástica com seus livros , e amo demais seus livros . Gostei muito da resenha e irei colocar na meta .

    ResponderExcluir
  10. Ainda não conhecia este livro, mas achei bem interessante, estava mesmo precisando de uma dica de algum romance para ler! Fiquei com vontade de ler este, a sua resenha ficou ótima e me deixou bem curiosa para saber qual será o final. Que pena que os livros seguintes não foram lançados, parece uma ótima série!
    beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi Pah!
    Parece ser um livro legal. Eu gosto de livros de época, não importa se é de banca, desde que a história valha a pena.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Eu não li muitos romances de época, mas a leitura é muito gostosa, eu curto, infelizmente ainda não li nenhum livro da autora, mas sempre ouço falar muito bem, espero poder conhecer as obras dela em breve.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  13. Eu adoro a Julia Quinn! Não conhecia este livro dele, mas foi muito bom ficar sabendo porque agora estou curiosa para conhecer mais este romance dela e tenho certeza que vou me surpreender *-*

    ResponderExcluir
  14. Poxa, ainda não li Julia Quinn :( tenho os dois primeiros da serie os Bridgertons, e to muito ansiosa! Compre esses por ouvir vc falar tao bem hahaha e agora tem mais esse pra wishlist! Adoro romances históricos. Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Ultimamente estou cheia de romances históricos , acho que eu li tantos que enjoei rs Nunca tinha visto essa trilogia , parece boa..
    E-mail: juliamariamoraes2013@gmail.com
    Nome de seguidor: Julia Moraes

    ResponderExcluir
  16. Ah, não me fala da Julia Quinn que quero para já!
    Não tá vendendo? Vou caçar em sebos até achar....
    bjs

    ResponderExcluir
  17. Não li nenhum livro da autora e nenhum livro de época, mas tenho curiosidade. Esse livro me pareceu ser bem legal e talvez eu leia.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  18. Curti a resenha, já li alguns romances da autora e adorei.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Essa autora tem sido muito elogiada pela série que está sendo lançada pela Arqueiro, e eu como amante de romances de época estou louca pra ler uma das suas obras. Esse livro parece maravilhoso! Só não curti essa capa...

    Beijos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Bom Romance é bom romance seja em que formato for!
    Adoro a Julia Quinn. Também gosto muito de Nora Roberts e elas começaram em Romances de Banca, como lhe chamam no Brasil. Em Portugal são mais conhecidos pelos livros da Harlequin e há por lá excelentes escritores.

    Bjinhos

    ResponderExcluir
  21. Eu amo romances de banca. Mas não fiquei muito interessada em ler este livro, embora goste de diálogos inteligentes e/ou irônicos. Mas acho que, no final, só lendo para descobrir. E é uma pena ter só o primeiro livro da série, o jeito é torcer para que alguma editora publique.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  22. Pah, fico feliz que você também tenha gostado do seu livro. Adorei a resenha e fiquei doida para conferir a história, porque digamos que já passei por uma situação parecida, mas no meu caso, o coração do "visconde" nunca mais amoleceu e, portanto, não tive oportunidade de viver esse amor. Mas não faz mal né.. até porque isso é passado e hoje estou muito bem casada com o Junior.. mas não posso ser hipócrita e dizer que a história não vai me tocar, porque acredito que vá.. até porque, por "culpa" sua, me descobri ser uma romântica com um coração de manteiga derretida.. kkkk Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  23. Oi Pah!
    A cada resenha fico mais curiosa sobre os livros da autora e com esse não foi diferente... É uma pena que só o primeiro da série tenha sido traduzido...
    Beijos!
    http://sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Que legal que você esta cumprindo o desafio! Eu tenho muita dificuldade de cumpri as metas... acabo deixando pra ultima hora rsrs
    Eu também gosto muito da escrita da Quinn, são histórias fofas, divertidas e possuem uma carga (mesmo que em alguns pequena) de drama.
    Letras & Versos

    ResponderExcluir
  25. Oi Pah, tadinho a capa do livro esta judiada, eu ainda não li nenhum livro da Julia Quinn, mas quero muito ler, as pessoas falam tão bem dos livros dela, e tem um tempo que não leio nenhum romance de época, seria uma boa ler esse né.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  26. Você está me deixando bem interessada nesse mundo dos romances mais antigos. Tem um monte na minha lista. Vou procurar sobre esses livros com certeza

    ResponderExcluir
  27. Oi Pah!
    Eu não sabia que a editora podia fazer isso, acho que acaba com a originalidade do autor, é como se tirassem o direito do autor de escrever o que quer.
    Beijos

    ResponderExcluir
  28. sou bem desligada quanto aos livros da Julia. apesar de não ser livros que eu ame, tenho curiosidade em ler alguns dela, porque nunca li nada ;$
    não conhecia esses ai, e acho linda essas edições assim *-*
    a história parece ser diferente dos ultimos lançamentos dela... fiquei curiosa!

    ResponderExcluir
  29. Oláá, Pah!
    Primeiramente, adorei a capa!
    Não sei ao certo, mas acho que já li algo da Julia Quinn. Só não me lembro o que...
    Muito boa a resenha! Fiquei super ansiosa pra conseguir ter esse livro em mãos!

    ResponderExcluir
  30. Oii Pah!
    Não conhecia esse livro da autora,
    Já coloquei na lista para ler, adorei a premissa *.*
    Que bom que a Nova Cultural não mutilou o livro!

    Adorei a resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  31. Oi Pah, gosto bastante dos desafios do blog e acho este super interessante. Não pude participar deste desafio, até porquê não leio muitos livros do gênero, mas achi o livro do mês bem legal. Tem uma histótia bem bonita, e as capas internacionais são bem fofas. *-*

    Bjs,

    ResponderExcluir
  32. Eu tomei conhecimento do desafio no blog da Mi e adorei a ideia, só de ver a Mi lendo romance de banca valeu a pena. Vim aqui conferir e olha que livro lindo, eu também sou fã da autora, a série os Bridgertons é um amor. Que pena que não é tão fácil achar este livro, só em sebo pelo visto, mas vou procurar. Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  33. Ai adorei o livro, adoro romance de época, talvez pela capa não é um livro q me despertaria vontade de ler, mais mesmo assim adorei. infelizmente não estou conseguindo cumprir meu desafio, pq ta muito corrido, confesso que nem jornal eu tenho tido tempo de ler hahaha... beijos

    ResponderExcluir
  34. OI Pah
    Fiquei louca para ler este livro, gosto muito de romances históricos e esta autora é show.

    Beijos

    ResponderExcluir
  35. Oi Pah, eu amo a Julia Quinn, amo os livros da família Bridgerton...que bom que está me apresentando mais livros dela. Vu dar uma bisbilhotada na estante virtual, lá deve ter. Amei a sua resenha. Sou uma romântica chorona de coração derretido de manteiga, com certeza iria amar ler esse.
    bjs

    ResponderExcluir