Newsletter

assine a newsletter!

E receba a notificação de novos posts por e-mail

Sophie sempre quis ir a um evento da sociedade londrina. Mas esse é um sonho impossível. Apesar de ser filha de um conde, é fruto de uma relação ilegítima e foi relegada ao papel de criada pela madrasta assim que o pai morreu. Uma noite, ela consegue entrar às escondidas no baile de máscaras de Lady Bridgerton. Lá, conhece o charmoso Benedict, filho da anfitriã, e se sente parte da realeza. No mesmo instante, uma faísca se acende entre eles. Infelizmente, o encantamento tem hora para acabar. À meia-noite, Sophie tem que sair correndo da festa e não revela sua identidade a Benedict. No dia seguinte, enquanto ele procura sua dama misteriosa por toda a cidade, Sophie é expulsa de casa pela madrasta e precisa deixar Londres. O destino faz com que os dois só se reencontrem três anos depois, Benedict a salva das garras de um bêbado violento, mas, para decepção de Sophie, não a reconhece nos trajes de criada. No entanto, logo se apaixona por ela de novo. Como é inaceitável que um homem de sua posição se case com uma serviçal, ele lhe propõe que seja sua amante, o que para Sophie é inconcebível. Agora os dois precisarão lutar contra o que sentem um pelo outro ou reconsiderar as próprias crenças para terem a chance de viver um amor de conto de fadas. Nesta deliciosa releitura de Cinderela, Julia Quinn comprova mais uma vez seu talento como escritora romântica.
Romance de Época|| 304 Páginas||  Cortesia Editora Arqueiro|| Skoob || Compare & Compre|| Classificação 5/5
A perda prematura do pai, uma madrasta abusiva e rude, duas meio irmãs mandonas e indiferentes, um tratamento digno de uma serviçal, e um ansiado baile de máscaras... Nossa cinderela, ou melhor, nossa jovem e doce Sophie, sempre soube que era uma filha bastarda – o sorriso e os olhos questionadores tão parecidos com os da mãe do falecido conde não deixavam dúvidas – mas, mesmo ciente de sua posição social inferior, quando criança ela nunca deixou de sonhar com o dia em que seria amada pelo pai, com o momento em que passaria a fazer parte de uma família unida e carinhosa. Porém, com o passar dos anos ela viu o conde constituir uma nova família sem ela, e deixada sob os cuidados dos funcionários de seu senhor, ela aprendeu a trabalhar para sobreviver e a se esconder nas sombras de uma vida que nunca poderia ter. Isso até sua fada madrinha aparecer e lhe proporcionar uma noite de pura magia e sonho: Sophie iria ao famoso baile de máscaras da família Bridgerton e seria apenas ela mesma, sem amarras, sem ordens, sem diferenças sociais e, principalmente, sem sofrimento. O único problema é que, ao invés de esquecer seu sapatinho de cristal, nessa noite a jovem perderia completamente seu coração para Benedict Bridgerton, seu charmoso e cobiçado anfitrião. Será então que, em nome de um final feliz, o amor seria capaz de superar tamanha discrepância social?

março 28, 2014

[Resenha] Louca por Você – M. Leighton

Por Paola Aleksandra

Quando Olivia conhece o charmoso e irresponsável Cash, não imagina que resistir às suas investidas pode ser bem mais difícil do que ela pensa. Nash, seu irmão gêmeo, também desperta o interesse da jovem. Responsável e bem-sucedido, ele é o oposto do irmão. Porém é comprometido com a prima de Olivia. Embora tenham personalidades completamente diferentes, guardam algo em comum - um incontrolável desejo por Olivia. Presa a esse triângulo amoroso, ela é incapaz de resistir aos beijos provocantes do selvagem Cash e às investidas do romântico Nash, muito menos desconfia que os dois irmãos guardam um grande segredo.
New Adult || 304 Páginas || Cortesia Editora Record || Skoob || Compare & Compre || Classificação: 3,5/5
Olivia precisa se concentrar em sua carreira, em terminar a faculdade para voltar para sua cidadezinha natal e ajudar o pai a tocar o negócio da família. Enraizado em sua memória está à certeza de que, desde criança, seu pai sempre esteve ao seu lado – os dois unidos contra o mundo – por isso agora, anos depois, cabe a ela ajudá-lo quando ele mais precisa. Entretanto, mesmo fugindo de problemas, ela acaba se envolvendo com dois irmãos que viram seu mudo de ponta cabeça: suas certezas, suas prioridades, tudo se transforma quando eles a olham nos olhos. Cash é um bad boy sexy e intenso, um convite aberto ao desastre e a um coração partido, enquanto seu irmão gêmeo Nash é romântico, companheiro, e seguro de si como nenhum outro homem. Ao lado deles Olivia experimenta emoções desconhecidas, que variam da amizade ao desejo, da descrença a confiança, e do ódio à paixão em um piscar de olhos. Se entregando a um triângulo amoroso perigoso e misterioso, Olivia descobre que está louca pelo garoto, só não sabe ao certo por qual deles.

Sem Clima para o Amor é um livro divertido, daqueles que te faz suspirar. A principal personagem, Clare Wingate é assim, uma hora sofre porque o vestido rosa-choque não será mais usado, num outro momento pega o namorado em posição constrangedora com outro homem e depois, quando decide dar uma trégua e se dedicar apenas ao trabalho, encontra o amigo de infância, Sebastian Vaughan. Os beijos são inesquecíveis e ela não tem vontade de ir embora.
Chick-Lit || 318 Páginas || Cortesia Geração Editorial (Selo Jardim dos Livros)|| Skoob || Compare & Compre || Classificação: 4/5
Depois de anos de namoro não restavam mais dúvidas, Clare finalmente havia encontrado o grande amor da sua vida. Apaixonada por um homem compreensivo, carinhoso, companheiro, capaz de gostar das mesmas coisas que ela e, principalmente, apegado mais ao sentimento do que ao desejo, ela sabia que estava caminhando rumo ao seu final feliz, ou pelo menos achava que sabia até encontrar seu noivo a traindo com, olha o susto, outro homem! Nesse momento Clare teve certeza de três coisas: primeiro que o mundo dela havia acabado de desmoronar, segundo que ela definitivamente tinha um dedo podre para o amor, e terceiro que ela precisava de muitas doses de bebida para esquecer a cena que presenciou. Entretanto, o que ela não poderia imaginar é que, horas e drinques mais tarde, ela acabaria descobrindo uma nova verdade, que as coisas sempre podem piorar, e que a prova disso era a presença nada reconfortante de Sebastian Vaughan apenas de toalha bem a sua frente, a observando com seu típico olhar de deboche. Pois é, o tempo passa e infelizmente algumas coisas nunca mudam.


De tempos em tempos navegando por este maravilhoso mundo virtual nos deparamos com certos livros que BUM piram a nossa cabecinha viciada em livros. Eu não sei se fico feliz ou triste, porque navegar pela internet só faz aumentar a minha lista de livros desejados e seriados ‘massa’ que eu desejo assistir, só que a vida de universitária não é fácil (#pobrezadefine) e tempo que é bom fica cada dia mais escasso, o que não impede esta viciada em série/livro/distopia de descobrir um novo vício...
  


Apesar de apaixonada pela arte e pelas cores de Veneza, cidade onde vive, a jovem restauradora Elena Volpe tem seu coração como uma tela em branco, pois nunca viveu uma grande paixão. Com 29 anos, a protagonista de Eu te vejo tem a sua vida transformada com a chegada de Leonardo Ferrante, um famoso chef de cozinha e o mais novo inquilino do palácio onde trabalha na restauração de um afresco. O encontro com Leonardo abala suas certezas, abrindo as portas de um paraíso inexplorado. O chef sabe que o prazer é uma conquista para todos os sentidos – tem uma forma, um odor, um sabor – e guiará Elena até os limites mais doces e extremos do sexo, mas sob uma condição: nunca deverá se apaixonar por ele. A jovem aceita a proposta e deixa-se seduzir por este homem de passado misterioso, que parece fugir de seu desejo de prendê-lo a ela para sempre. Em Eu te vejo, Irene Cao revela uma trama de escrita suave, como o pincelar cuidadoso de uma restauração, e saborosa, como a gastronomia italiana. Tendo como cenário a exuberante cidade de Veneza, o primeiro volume da primeira trilogia erótica italiana traz todos os sentidos envolvidos na paixão entre Elena, uma mulher que não conhece o amor, e Leonardo, um homem que só conheceu o lado mais obscuro desse sentimento.
Romance Adulto (+ 18) || 264 Páginas || Cortesia Suma de Letras|| Skoob || Compare & Compre || Classificação: 4/5
Em Eu te vejo a autora promete aos leitores uma história intensa de sedução e prazer, uma viagem sem compromisso sentimental que levará a personagem principal ao autoconhecimento do seu corpo e dos seus desejos mais profundos. Baseando-se nisso, mesmo que o enredo pareça interessante, o que de fato ele teria de novo? No mundo da literatura erótica e/ou adulta o ponto de partida quase sempre é a revelação de um mundo de luxúria, artifício tão comumente utilizado pelos autores que chega a ser cansativo aos olhos de muitos leitores. Porém, surpreendentemente, esse não é o caso da narrativa da italiana Irene Cao. Sim, a obra trata do amadurecimento sexual da mocinha, contudo vai além ao usar como pano de fundo um cenário estonteante, ao descrever relações de amizade verdadeiras e profundas, a tratar de aspectos profissionais instigantes e, principalmente, ao abordar os erros e acertos tão comuns em nosso dia a dia. Sendo assim, mesmo em meio ao clichê, a autora criou uma história rica em detalhes únicos e imprevisíveis – e tudo isso sem deixar de lado o apelo sensual de sua narrativa.

[Promoção] Leituras & Loucuras de visual novo!

Por Paola Aleksandra

O blog Leituras & Loucuras está de visual novo e, para comemorar em grande estilo, preparou uma grande festa: um sorteio para presentear você, leitor, que faz parte da história do blog. Reunidos entre amigos vamos celebrar a novidade presenteando-os com oito livros! Você não vai ficar fora dessa, vai?
Confira os prêmios e veja como participar:

março 22, 2014

[Resenha] In a Heartbeat – Teodora Kostova

Por Paola Aleksandra

Stella — Eu estive dentro e fora de hospitais nos últimos dez meses. Eu tive a metade do meu fígado retirado e, embora desta vez os médicos estejam muito otimistas, já que removeram todos os tumores, eles não podem ter certeza. Daqui a três meses, eles me querem aqui novamente para um check-up. Agora eu me sinto melhor do que já me senti antes. Eu sei que essa maldita coisa se foi, pelo menos neste momento. Apesar disso, eu não posso fazer planos para o futuro, ainda não. Eu preciso ir para algum lugar onde ninguém me conheça, onde eu possa relaxar e talvez até mesmo esquecer tudo isso. Onde eu possa encontrar pessoas que não pensem em mim como a garota que perdeu o pai e o irmão em um acidente de carro, e que tem câncer. Eu quero me divertir, mesmo que seja por um par de meses. Quando Stella decide visitar sua prima estrangeira Lisa em Gênova, ela não tem ideia de que a Itália vai dar-lhe uma nova razão para viver. Max. Serão Max e Stella fortes o suficiente para lutar, não só pelo seu amor, mas por suas vidas?
New Adult || 331 Páginas || Kindle Edition || Skoob || Goodreads || Compre na Amazon ou na Kobo Books|| Classificação: 4/5 || Resenha da Day Farias
Eu comecei a ler esse livro sem qualquer expectativa. Não porque acreditasse que ele seria ruim, mas porque eu ainda não havia lido nenhum comentário positivo ou negativo sobre ele, simplesmente “esbarrei” nele. Além de que, depois de começar a ler livros que não me conquistaram e então abandoná-los, eu não resisti a voltar ao gênero que até agora não tinha me decepcionado ainda: New Adult! E, mesmo que ele não tenha se tornado o meu favorito – título que eu suspeito que vai pertencer por muito tempo ainda ao livro Easy – lê-lo foi uma boa surpresa!
"Meu maior medo até hoje é que as pessoas com quem me importo serão arrancadas da minha vida e eu não vou ser capaz de fazer nada sobre isso. Eu percebo que é o que a maioria das pessoas tem medo, mas eu sei como ele se sente em primeira mão e nunca mais quero passar por isso de novo.”

março 21, 2014

TAG: Palavras Cruzadas

Por Paola Aleksandra

Olá galera, tudo bem? Hoje eu respondi a TAG Palavras Cruzadas, vem conferir:



"Chick-lit" é um gênero literário que abrange a vida da mulher moderna, sendo voltado, principalmente, para o sexo feminino. São romances leves, com um toque de humor, que narram o quotidiano e entram fundo nas dúvidas e emoções das personagens, transmitindo, normalmente, a sensação de estar lendo o relato de uma amiga. As história nesses livros poderiam facilmente ser uma conversa entre garotas ou mulheres, na qual há compartilhamento de sonhos, segredos, confissões.




Oi queridos!

Esse mês, cumpri o item nº 4: Ler um chick-lit que comece com a inicial do seu nome.
Acreditem se quiser, o único chick-lit da minha estante que se encaixava nesse item era Azul da Cor do Mar, então não tardei a escolhê-lo!

Olá galera, tudo bem? Eu sei que o mês já está quase acabando, entretanto temos muitas novidades literárias saindo do forno e, como todo amante de livros sabe, sempre vale a pena ficar de olho nos lançamentos. – Só cuidado, esse post pode ser altamente prejudicial a sua conta bancária!  
Novidades Nacionais
New adults na aba de lançamentos nacionais? Sim, é isso mesmo! Por ser o gênero literário queridinho do momento, esse ano nós veremos vários new adults nas prateleiras das livrarias nacionais. Sendo assim, as apostas desse mês de marços são: Real e Uma Razão para Respirar, livros que eu desejo ardentemente (estou aceito de presente em galera!).
  

De repente acontece fala daquelas paixões que começam do jeito errado e têm tudo para terminar errado – mas, depois de ler a última página, a gente acredita que o amor existe. Se você é uma menina, este livro vai ajudá-la a entender o que se passa na cabeça dos garotos. Se é um menino... Bem, se você é um menino, também vai gostar de De repente acontece. Uma história simpática, com cara de vida real. E que poderia acontecer com você ou com a sua melhor amiga!
Jovem Adulto || 288 Páginas || Editora Novo Conceito || Skoob || Compare & Compre|| Classificação: 4/5|| Resenha da Priscilla Gonçalves
Meu primeiro contato com as obras da Susane Colasanti foi através do livro Bem Mais Perto. Na ocasião, apesar de ter classificado esse livro com nota três, lembro-me de ter gostado da sua forma de escrever. Assim, como eu adoro uma história juvenil, quando vi o resumo desse lançamento da Novo Conceito não tive dúvidas de que seria o próximo da minha lista de leituras. O livro é uma narrativa em primeira pessoa e os capítulos são alternados entre os pontos de vista de Sara e Tobey, estudantes do High School (ensino médio) de uma escola em New Jersey. Particularmente, gosto muito deste recurso quando utilizado pelos autores porque desta forma podemos conhecer os dois lados da história.

A vida de Blaire Wynn não foi nada fácil. Sua irmã gêmea morreu muito cedo, seu ex-namorado e melhor amigo a traiu e ela precisou cuidar da mãe doente até o último dia de sua vida. Depois de tanto sofrimento, o que ainda seria capaz de machucá-la? O terrível segredo de Rush Finlay. Depois de se apaixonar perdidamente por ele, Blaire descobriu algo cruel que destruiu para sempre o mundo que conhecia. Agora ela está mais sozinha do que nunca e precisa recomeçar a vida longe de todos que a feriram. O único problema é que não consegue deixar de amá-lo. Rush Finlay também não sabe o que fazer. Apesar das tentativas dos amigos e da família para animá-lo, o rapaz segue desolado. Ele já não quer saber da vida que levava, regada a festas, bebidas e mulheres. É atormentado pelas lembranças de um sentimento que jamais imaginara que fosse conhecer e que não pôde ser vivido plenamente. Nem Rush nem Blaire imaginavam que seus universos pudessem se transformar de forma tão radical. Porém, a maior reviravolta das suas vidas ainda está por vir. E ela será tão intensa que obrigará Blaire a engolir o orgulho, voltar a Rosemary, na Flórida, e enfrentar seus inimigos. Rush por sua vez, terá que lutar para consertar seus erros e se provar digno da confiança e do amor dela.
New Adult || 208 Páginas || Cortesia Editora Arqueiro || Skoob || Compare & Compre || Classificação: 4/5
Será o amor capaz de superar todas as dificuldades? Depois de tantas tristezas – a morte da mãe, a perda da irmã, o abandono do pai – tudo que Blaire queria era um recomeço, e mesmo sabendo que não deveria, que os riscos eram altos e que ela provavelmente se magoaria, a jovem se deixou envolver por Rush, escolhendo viver um sentimento até então totalmente desconhecido: o amor. Ao amar e se deixar amar, por um momento, pareceu que Blaire estava vivendo um conto de fadas, foi então que a realidade bateu à sua porta e revelou um segredo que comprometeu e maculou seu “felizes para sempre”. Agora, mais sozinha do que nunca, ela precisa descobrir qual caminho seguir, em quem confiar e, principalmente, onde encontrar a paz e a cura de que se coração tanto precisa.

Justin March, um investigador de religiões charmoso e traiçoeiro, volta para a República Unida da América do Norte (RUAN), após um misterioso exílio. Sua missão é encontrar os responsáveis por uma série de assassinatos relacionados com seitas clandestinas. Sua guarda-costas, Mae Koskinen, é linda, mas fatal. Membro da tropa de elite do exército, ela irá acompanhar e proteger Justin nessa caçada. Aos poucos, os dois descobrem que humanos são meras peças no tabuleiro de poderes inimagináveis.
Fantasia (+ 18) || 424 Páginas || Cortesia Editora Paralela|| Skoob || Compare & Compre|| Classificação: 3,5/5
Desigualdade, preconceito e individualismo são palavras muito comuns em nossa sociedade moderna – uma sociedade marcada pelo capitalismo e pela falta de fé. Imagine então se continuarmos nesse ritmo, como será nosso futuro? Em Tabuleiro dos Deuses somos introduzidos a um cenário futurista rudemente tecnológico e controlador que, infelizmente, não está tão distante assim da nossa realidade atual. A trama gira em torno da RANU, a República Unida da América do Norte, que após o declínio – um período de guerras biológicas, religiosas e culturais – se reergueu como a grande potência mundial. Dentro da RANU as regras são extensas e muitas vezes invasivas, contudo fora dela a população é mantida à margem da evolução cultural. Sendo assim, seria preferível viver em meio à sociedade moderna, sendo controlado por chips e introduzido a uma única religião (a fiel apenas a RANU), ou residir em nações subdesenvolvidas economicamente e culturalmente?  Com Justin – o exilado da RANU – e Mae – a soldada devota à nação – vamos descobrir mais sobre essas duas vertentes e, principalmente, sobre esse cenário complexo, instigante, e brutalmente real.

Olá galera, tudo bem? Hoje vou mostrar minhas leituras de mês Fevereiro, vem conferir:

“Coluna que ao unir livros e viagens pretende apresentar as cidades que, na maioria das vezes, só conhecemos por meio dos livros." Escrito por Priscilla Gonçalves.

Oi pessoal,
Quando estava combinando com a Pah nossa parceria eu sugeri uma coluna em que eu pudesse unir duas paixões: livros e viagens. Ela adorou a sugestão e então nasceu esta coluna “Viajando com os Livros”, que será mensal. A minha intenção aqui será mostrar a cidade e os lugares onde se passam as cenas de algum livro que eu já tenha feito a resenha no blog. Não sei vocês, mas quando eu não conheço o lugar onde o livro é ambientado eu sempre corro na internet para procurar fotos de onde os personagens vivem suas histórias. Sendo assim, a minha primeira escolha foi o livro Fazendo Meu Filme 1, da Paula Pimenta. As primeiras aventuras de Leo e Fani se passam em Belo Horizonte, cidade em que morei durante cinco anos e será um prazer apresentá-la a vocês!Vamos conferir?

Os dois contos que se passam no universo criado por Kiera Cass, autora da trilogia A Seleção, agora estão disponíveis em edição impressa. Em O príncipe e O guarda, o leitor poderá acompanhar de perto os pensamentos e emoções dos dois homens que lutam pelo amor de America Singer: o príncipe Maxon e Aspen Leger, ex-namorado de America, que acaba trabalhando no palácio durante a Seleção. Esta antologia inclui, ainda, um final estendido do conto O príncipe; bônus exclusivos, como uma entrevista com a autora e dados inéditos sobre os personagens; além dos três primeiros capítulos de A escolha, o aguardado desfecho da trilogia.

Fantasia Distópica || 257 Páginas || Cortesia Editora Seguinte|| Skoob || Compare & Compre|| Classificação: 5/5
Contos da Seleção é uma coletânea que reúne os contos O Príncipe e O Guarda que apresentam, respectivamente, as perspectivas do príncipe Maxon e do guarda Aspen a respeito de alguns momentos narrados em A Seleção. Para quem não conhece a trilogia é válido dizer que tal distopia apresenta uma sociedade dividida em castas e que, de certa maneira, descreve um governo que usa como pretexto um concurso feminino – intitulado Seleção – para escolher a próxima rainha da nação. A ideia é reunir garotas de várias classes sociais e fazê-las conquistar o coração do príncipe, ou abocanhar a coroa (dependendo da prioridade dessas jovens), até ele ser capaz de escolher sua futura rainha. Assim, enquanto o povo acompanha o reality show e torce por sua preferida, o rei abafa as falhas governamentais e possíveis atos de rebeldia. Quem acompanha a saga vê tudo sob os olhos de America, uma das participantes da Seleção, mas agora, com a narrativa de O Príncipe e de O Guarda, podemos entender o que se passa no coração e na mente do jovem príncipe e, para quem anseia por intrigas políticas, temos a oportunidade de compreender mais sobre a guarda do palácio e a verdadeira situação governamental dessa nação. Um príncipe, um guarda, uma garota... Quais segredos esses três teriam em comum?

[Resultado] Top Comentarista de Fevereiro

Por Paola Aleksandra

Bom dia galera, tudo bem?
Segue o aguardado resultado do Top Comentarista de Fevereiro! (Demorei um pouco para soltar o resultado por causa do feriado no começo do mês). Obrigada a todos que participaram dessa ação; fiquei muito contente com os comentários de vocês.
Agora vamos aos sortudos:

No meio da noite, os irmãos Allgood, Whit e Wisty, foram arrancados de sua casa, acusados de bruxaria e jogados em uma prisão. Milhares de outros jovens como eles também foram sequestrados, acusados e presos. Outros tantos estão desaparecidos. O destino destes jovens é desconhecido, mas assim é o mundo sob o regime da Nova Ordem, um governo opressor que acredita que todos os menores de dezoito anos são naturalmente suspeitos de conspiração. E o pior ainda está por vir, porque O Único Que É O Único não poupará esforços para acabar com a vida e a liberdade, com os livros e a música, com a arte e a magia, nem para extirpar tudo que tenha a ver com a vida de um adolescente normal. Caberá aos irmãos, Whit e Wisty, lutar contra esta terrível realidade que não está nada longe de nós.
Fantasia (Jovem Adulto) || 288 Páginas || Cortesia Novo Conceito || Skoob || Compare & Compre|| Resenha da Kamila Mendes || Classificação: 4/5
Era uma noite comum com outra qualquer. O dia havia sido estressante na escola e agora, à noite, quando estavam todos descansando, homens trajando fardas negras invadem a casa arrancando você e sua família de sua vida rotineira e então você descobre que nunca tinha entendido o sentido do termo “dia de cão”.

[Fuxicos e Vícios #15] Quem é vivo sempre aparece...

Por Mayara R.

Oi pessoal, tudo bem com vocês? Sentiram a minha falta? Estive ausente do blog nos últimos 2 meses devido há alguns problemas pessoais (coisa de família sabe?!) e profissionais, foi uma correria danada e eu não estava conseguindo conciliar trabalho, escola, blog, família... Então até as coisas se acalmarem peguei umas ‘férias’ de tudo, rs. E como quem é vivo sempre aparece...

  

Atualizando o Kobo é uma coluna feita para que eu possa compartilhar minhas últimas leituras realizadas no Kobo, priorizando os livros que ainda não foram (ou que não serão) resenhados no blog.
Quantas vezes vocês almejaram por uma edição da coluna Atualizando o Kobo apenas com livros nacionais? Pois bem, em fevereiro todos os livros que li em formato digital foram de autores brasileiros. Confesso que não li muito, mas ainda assim foram ótimas obras! Vêm conferir quais foram elas:

Tudo muda na vida de Fani quando surge a oportunidade de fazer um intercâmbio e morar um ano em outro país. As reveladoras conversas por telefone ou MSN e os constantes bilhetinhos durante a aula passam a ter outro assunto: a viagem que se aproxima. “Fazendo meu filme” nos apresenta o fascinante universo de uma menina cheia de expectativas, que vive a dúvida entre continuar sua rotina, com seus amigos, familiares, estudos e seu inesperado novo amor, ou se aventurar em um outro país e mergulhar num mundo cheio de novas possibilidades.
Chick-Lit || 327 Páginas|| Editora Gutemberg|| Skoob || Compare & Compre||Classificação: 5/5|| Resenha da Priscilla Gonçalves
Sou muito suspeita para falar de qualquer livro da Paula Pimenta. Como dizem por aí, eu leio até receita de bolo se tiver sido escrito por ela. Meu primeiro contato com a autora foi através do livro Minha Vida Fora de Série. Simplesmente me apaixonei! A partir de então quase tive uma “overdose” de Paula Pimenta porque imediatamente li o segundo livro da série e depois os quatro livros de Fazendo Meu Filme. Isso tudo em menos de um mês. Eu sou assim mesmo, compulsiva! Quando eu gosto, quero ler tudo para ontem! O difícil mesmo é ter que esperar as continuações que serão lançadas... risos.

março 06, 2014

Promoção de Aniversário

Por Paola Aleksandra

Olá!!

Esse mês é muito especial pra os blogs Amante da Leitura by Drika, Por Uma Boa Leitura e Reflexão Literária. E o meu blog se juntou a elas  para fazermos festas para comemorar com vocês! E os presentes
também são seus!


  

[Fuxicando Sobre Chick-Lits] Helen Fielding

Por Aione Simões



"Chick-lit" é um gênero literário que abrange a vida da mulher moderna, sendo voltado, principalmente, para o sexo feminino. São romances leves, com um toque de humor, que narram o quotidiano e entram fundo nas dúvidas e emoções das personagens, transmitindo, normalmente, a sensação de estar lendo o relato de uma amiga. As história nesses livros poderiam facilmente ser uma conversa entre garotas ou mulheres, na qual há compartilhamento de sonhos, segredos, confissões.





BIOGRAFIA
Helen Fielding nasceu em Yorkshire, Inglaterra, em 1958. Estudou inglês na St. Anne's College, em Oxford, e iniciou sua carreira como pesquisadora de notícias da Nationwide, um programa de televisão da BBC. Foi promovida à produtora de alguns programas de entretenimento e, posteriormente, escreveu e produziu alguns documentários sobre o Sudão, inclusive para o lançamento de Comic Relief, um programa filantrópico da Inglaterra.

Olá galera, tudo bem? Hoje é dia de Caixinha de Correio, vem conferir o que recebi de bacana em Fevereiro:

Apenas um homem poderia propor a ela casamento... Emma Van Court, dama de uma família londrina, jamais esperava ficar viúva e sem vintém na aldeia escocesa de Faires. E quando uma fortuna lhe foi prometida, se ela tornasse a se casar, a bela professora deparou-se com um mosaico de homens solteiros lutando por suas atenções, desde o pastor local até um detestável barão. Um doce beijo selaria aquele amor... James Marbury, conde de Denham, era moderno e sofisticado... e totalmente desacostumado às estradas lamacentas e aos telhados de palha de Faires, para onde viera depois de saber do falecimento de seu primo Stuart. E sem demora ficou exasperado ao descobrir que seu amor louco e intenso pela viúva Emma continuava tão forte quanto antes. Diante de tantos homens solteiros que a cortejavam, James encontrou uma única solução: oferecer-se como marido temporário para Emma... mesmo que secretamente ele desejasse fazer seus votos durarem para sempre.
Romance de Época || 238 Páginas || Editora Planeta || Skoob || Compare & Compre|| Classificação: 3,5/5 || Resenha da Day Farias
Eu tenho que dizer que realmente devo a Pah o fato de não ter desistido de livros históricos, principalmente dos hot. Depois de algumas experiências ruins com esse gênero, eu tinha praticamente me resignado ao fato de que talvez esse simplesmente não fosse meu tipo de leitura. Mas, sério, tem como visitar o L&F – nem que seja só de vez em quando - e, caso não se contagiar completamente, ao menos não ficar curiosa por esse amor que ela tem por esse tipo de livro?! Continuei minha busca por um livro apaixonante – falando assim, até parece uma aventura, risos – até que finalmente descobri os livros da Meg desse gênero, que ela escreveu sob o pseudônimo de Patrícia Cabot e bom, eu amo a Meg! Ela foi uma das autoras responsáveis pelo meu amor pela leitura, então apostei todas as minhas fichas nela. Infelizmente os primeiros livros que tentei dela desse estilo também não me convenceram... até que enfim encontrei Pode Beijar a Noiva.

Top Comentarista de Março

Por Paola Aleksandra

Olá galera, tudo bem? Quem está ansioso para participar do TOP comentarista desse mês?
Os ganhadores do TOP de Março poderão levar para casa os seguintes livros:

Alguns desses livros foram cedidos como cortesia, sendo assim agradeço a Editora Novo Conceito.

Resenhas

© Livros & Fuxicos – Desenvolvimento com por Subir