abril 01, 2014

[Resenha] A Segunda Vez Que Te Amei – Leila Rego

André e Juli pareciam ter nascido um para o outro. Depois de seis anos de casamento, e sendo também sócios em um restaurante, as coisas, porém, já não eram o conto de fadas do início. Na verdade, sentiam que estavam vivendo mesmo o lado mais sombrio da sua história. Raquel e Alberto tinham a vida perfeita: empregos glamorosos, com rendimentos que permitiam um alto padrão de vida, um filho carinhoso e saudável, o apartamento dos sonhos, férias sempre inesquecíveis… mas um fato inusitado faria com que aquele castelo encantado estivesse prestes a ruir. A vida, no entanto, traça caminhos inesperados. E o que parecia não ter saída de repente se transforma em uma encruzilhada, na qual André, Juli, Raquel e Alberto podem se encontrar e agarrar a nova chance para a felicidade, trazendo para suas vidas mais amor, paixão, emoção e companheirismo, e assim conseguir viver como sempre sonharam. Inclusive com final feliz!

Chick-Lit || 272 Páginas ||
Editora Gutenberg ||
Skoob || Compare & Compre || Classificação:
5/5||
Resenha
da
Priscilla Gonçalves
Quem me conhece sabe que eu sou uma apreciadora da
literatura brasileira. Acho que nosso país tem inúmeros autores fantásticos. E
nas minhas buscas mais recentes por obras nacionais tive a felicidade de
conhecer as obras da Leila Rego. Meu primeiro contato foi através do livro
Amigas (Im)Perfeitas, que eu gostei muito. Acho que cheguei a classificá-lo
como nota quatro no Skoob. Assim, logo
que a Editora Gutenberg lançou a obra A
Segunda Vez Que Te Amei
resolvi passá-lo na frente da minha lista de
leituras.

Inicialmente o que mais me chamou atenção foi o título. A
premissa subentendida nesse elemento por si só já despertou minha curiosidade. No
entanto, acho que um spoiler gigante
ficou nas entrelinhas. Como eu não me incomodo com isso, por mim tudo bem. Vale
dizer que achei que a capa, além de linda, se encaixou muito bem no contexto da
história. Foi genial! Aprovei a diagramação e não achei nenhum erro grotesco
que prejudicasse a edição. A narrativa é em terceira pessoa e os capítulos são
intercalados entre o ponto de vista dos personagens principais. Particularmente
acho que essa disposição enriquece muito o texto e nos dá uma visão mais real
da história. A leitura é muito fácil, rápida e agradável.
O livro nos conta a história de dois casais: André e Juli,
Raquel e Alberto.  Os primeiros são
casados há seis anos, não tem filhos e trabalham juntos em um restaurante de
propriedade deles. André é apaixonante, aquele tipo de homem que faria qualquer
mulher feliz. Ele é educado, carinhoso, paciente, romântico e fiel. Faz de tudo
para resgatar o relacionamento que tinha com a mulher no início do casamento.
Mas Juli já não é mais a mesma. Super dedicada ao trabalho, ela desconta todos
os problemas no marido e ignora completamente as tentativas dele de resgatar o
que tinham antes.
Já Raquel e Alberto têm o casamento perfeito. Pelo menos é o
que ela achava. Eles são os pais de Pedro, moram em um belo apartamento, ambos
com empregos bons que proporcionam uma vida financeira estável. No entanto
Alberto não era tão feliz quanto demonstrava e um fato inusitado faz o conto de
fadas desmoronar.
Em determinado momento da história a vida desses casais se
cruzam. Não posso dar mais detalhes sob pena de soltar algum spoiler, mas posso afirmar que, apesar
do título e de cara acharmos que o final será bem previsível, este me
surpreendeu muito. Não imaginava a direção que a autora conduziu a história.

“Quando não lhe restar
mais nada para lembrar, lembre-se de como você me faz sorrir quando estou sozinha”.

O que me fez apaixonar pelo livro e colocá-lo na minha lista
de favoritos foi o fato de que a história é muito real, capaz de acontecer com
qualquer um de nós. A todo o momento nos vemos compelidos a refletir sobre relacionamentos,
perdão, escolhas, rotina e problemas muito comuns, que vivenciamos no nosso
dia-a-dia.
Por fim, acho que vale a pena transcrever essa citação da
Clarissa Corrêa que a autora colocou no início do livro:

“Um dia você conhece uma pessoa que te faz sentir nas nuvens, mesmo com os pés no chão. E a vida ganha nova forma, novos tons, novos sons. Você começa a acreditar que tudo tem um significado e uma resposta bonita. 
Um dia a vida dá uma reviravolta e, quando você olha para os lados, não enxerga ninguém. E começa a questionar tudo o que aprendeu e viveu. Tenta segurar a mão do passado, que sai correndo sem olhar para trás. Procura qualquer sinal, uma luz que diga para onde você deve ir. Sem sucesso, sem uma palavra amiga. 
Um dia você entende que o tempo não é inimigo. E que ele é nosso maior mestre. Que tudo vem na hora que deve vir. Que não adianta espernear nem se esconder da vida. Que a fuga não é a melhor saída. E que no fim das contas a gente sempre acaba agradecendo tudo o que passou. Porque o tempo (ah, o tempo!) está sempre ao nosso lado para nos mostrar o que realmente vale a pena”.

                                                                                 

Participe Aqui

confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

58 Comentários

  • Mirella Chagas
    08 setembro, 2014

    Oi Pri! Bacana a resenha, linguagem bem leve e descontraída, me fez sentir parte da história. Amo romances e esse me trouxe uma sensação boa de quero mais.
    Um beijo.
    Paula, Poetisa & Literária

  • Bárbara
    04 maio, 2014

    Tbém tenho me surpreendido positivamente cada vez mais em relação a autores nacionais, que bom né!
    Não gostei da capa, mas adorei o enredo.. fiquei com vontade de ler!! Minha toplist ta tão grandeee que tenho que fazer um sorteio pra ver qual será minha próxima leitura!
    AH! A citação é perfeita!
    Abraços

  • Raissa Lohayne
    03 maio, 2014

    Já coloquei na minha lista! Pouco tempo atrás não dava atenção pra autores nacionais, mas acabei descobrindo vários incríveis. Li tem pouco tempo Pobre Não Tem Sorte da Leila Rego tbm e amei, já to doida pelo 2 <3 coloquei na minha lista já

  • Érika Rufo
    01 maio, 2014

    Até um tempo atrás eu torcia o nariz, só de ouvir falar em livros nacionais. Mas desde o ano passado tenho lido muitos autores nacionais e me surpreendo cada vez mais. A capa do livro é muito bonita e pela resenha acho que é uma linda história. Já coloquei na minha lista de favoritos. Essa citação é perfeita, eu amei!

    Beijinhos!!

  • Leila Rego
    30 abril, 2014

    Oi, Priscilla!
    Fiquei superfeliz de saber que curtiu o A Segunda Vez. Sua resenha ficou perfeita. =)
    Beijos,
    Leila Rego

  • leticia costa
    23 abril, 2014

    Também aprecio muito a literatura brasileira, nunca tinha ouvido falar dessa autora, mai parece ser muito bom, fiquei com vontade de ler.
    Amei a resenha, bjoos!!

  • Lil' Girl
    20 abril, 2014

    Não consigo ler chick-lits; não dá, não entra na minha cabeça. A capa me parece um problema, simplesmente me desagrada.

  • Karina B.
    12 abril, 2014

    Oii
    Adorei a resenha. Eu não conhecia o livro e fiquei muito curiosaa.
    Adoro chick-lits e esse com toda certeza foi para minha lista para ler.
    Beijos!

  • Dani Kaulitz
    11 abril, 2014

    Concordo que existem livros nacionais fantásticos e este me interessou muito. Adoro estórias que acabam de cruzando e fiquei curiosa para saber como será o desenrolar desta. Gostei de saber que, mesmo com um final bem previsível, o livro te surpreendeu, parece ser uma boa leitura! 🙂

  • Andryele Dantas
    10 abril, 2014

    Amei a resenha. Parabéns *–* Eu adoro chick-lits e depois de ler a resenha fiquei com muita vontade de ler o livro!!

  • Gesielen Oliveira
    09 abril, 2014

    concordo com você Pah acho que nosso país tem inúmeros autores fantásticos, apesar de não ter curtido a sinopse do livro eu me interessei muito pelo titulo. Infelizmente nunca li nenhum livro dessa autora e depois de ler a sua resenha é bem provavel que eu passe ele na frente das minhas próximas leituras

  • Leonardo Ribeiro
    09 abril, 2014

    Gente, não conhecia essa autora, e pela resenha… ela parece ser surpreendente!!!
    Como já havia falado, amo livros com poucas páginas que contam grandes histórias! Entrou com certeza na minha lista de "Livros que sou obrigado a ler antes de morrer". A capinha dele é meio sem graça(confesso que de vez ou outra jugo livros pela capa rsrs #quemnunca?), se não fosse essa resenha acho que ele não entraria para a lista, então um grande obrigado para Pri! 😀

  • Thaynara Carvalho
    07 abril, 2014

    Gosto demais da literatura Nacional e super amei o enredo dessa história. Vou procurar o livro em .epub. Espero encontrar. Já que gosta da autoria nacional. Lhe indico 'O Espelho da Intenção' da Agueda Faon.

    http://vivemosemlivros.blogspot.com.br/2014/03/resenha-o-espelho-da-intencao-agueda.html

  • jennifer luna
    06 abril, 2014

    Oi pri , bom verdade á varios livros otimos brasileiros e eu acho que esse vai ser um deles sua resenha ficou maravilhosa deu aquele toque de curiosidade de saber o resto do livro , com certeza esse livro vai estar na minha lista para comprar como ja disse amo esse blog sempre tem varias resenhas inspiradoras , dicas maravilhosas de livros , espero ter a chance de conseguir ganhar 2 daqueles livros do sorteio do blg todos livros sao otimos .. <3

  • Mirelle Candeloro
    03 abril, 2014

    Oi Pri, confesso que não conhecia essa autora e adoro histórias que abordam casamentos, relacionamentos familiares e destinos diversos entre pessoas da mesma família. Adorei a dica. Beijos, Mi

    http://www.recantodami.com

    • Priscilla Gonçalves
      04 abril, 2014

      Oi Mi,

      Também amo histórias assim, que abordam relacionamentos, família e etc. Que bom que gostou da dica.

      Beijos

  • Rute Silva
    03 abril, 2014

    Nossa, eu tenho um sério preconceito com literatura brasileira por causa dos nomes. Me dá uma agonia ver "Fernanda, Roberto, Juliana" nos livros. Vai entender, rs. Mas vou dar uma chance aos autores brasileiros, realmente sei que existem muitos bons por aí.

    • Priscilla Gonçalves
      04 abril, 2014

      Oi Rute,

      Acho que você não vai se arrepender de dar uma chance para os autores nacionais.. Realmente existem obras excelentes no mercado.

      beijos

  • Douglas Fernandes
    03 abril, 2014

    Esse ano eu comecei lendo só livros nacionais, li se não me engado 5 livros nacionais, o mês de janeiro todo e um pouco de fevereiro eu só li nacionais… *-*
    e nao me arrependo, os livros que li foram ótimos, teve um que classifico como razoavel, dentre os autores nacionais que eu gosto muito tem André Vianco, acho os livros dele bacanas demais… essa autora eu não conhecia, vou procurar mais sobre os livros dela.. 🙂

    • Priscilla Gonçalves
      04 abril, 2014

      Oi Douglas,

      Ainda não tive oportunidade de ler nada do André Vianco. Vou procurar mais sobre as obras dele. =)

  • Adryanne Leal
    03 abril, 2014

    Oi Pri !
    Li ta também ''amigas (Im)Perfeitas'' e adorei , acabei de colocar mais este livro da Leila Rego ( que é uma ótima escritora) na minha lista , ainda não tinha ouvido falar deste , mas a premissa e sua resenha me deram água na boca.
    Obrigada pela ótima resenha e ah ! A citação transcrita da Clarissa Corrêa é simplesmente encantadora.Beijos.

    • Priscilla Gonçalves
      04 abril, 2014

      Oi Adryanne,

      Eu que agradeço os elogios. Amei essa citação também! =)
      Ah, e se você gostou de Amigas (im)perfeitas com certeza gostará deste.

      beijos

  • Desbravadores de Livros
    03 abril, 2014

    Assim como você, eu gosto bastante da literatura nacional. Sempre encontro autores nacionais desconhecidos muito melhores que famosos estrangeiros.
    Quanto ao livro, eu gostei da premissa, apesar de não gostar tanto de romances. Acho que é um livro que tem uma leitura agradável e fluída. Provavelmente leria.

    M&N | Desbrava(dores) de livros – Participe do nosso top comentarista

  • Anônimo
    03 abril, 2014

    Oi Pri, tambem estou começando a amar os livros brasileiros haha <3 Ainda nao tinha ouvido falar dela, mas eu particularmente amei a historia, e nao sei se eu sou um pouco devagar, mas nao percebi o spoiler na capa ou no nome, acho que quando eu ler, que vai ser logo, vou me surpreender mais que você haha entao é isso… bjinhos.

    • Priscilla Gonçalves
      04 abril, 2014

      Oi Vitória,

      Você não é muito devagar não. Assim que começar a ler o livro perceberá o spoiler… hehehe

      Beijos

  • camila rosa
    03 abril, 2014

    Oi, estou louca para ler esse livro, ainda não li nada da Leila, mas quero muito ler, estou amando ler livros nacionais, eles estão me agradando muito, esse livro parece ser muito bom, adorei a resenha.
    Beijos!!!

    • Priscilla Gonçalves
      04 abril, 2014

      Oi Camila,

      Nosso país realmente tem livros muito bons! Gosto muito dessa autora. Espero que sua experiência com ela seja assim também.

      Beijos

  • Cintia Vargas
    02 abril, 2014

    Oi Pri, adorei a resenha, este livro parece ser ótimo.
    Assim como gostamos de livros surreais, também é importante ler algo mais próximo da nossa realidade, e esse parece ser esse tipo de livro.
    Adorei e com certeza irei fazer essa leitura.
    Beijos

    palacioliterario.blogspot.com.br

  • raquel rodrigues
    02 abril, 2014

    Omg , Tenho que ler esse livro , Acho que vai ser O Livro da semana que vem !!! Essa resenha me deixou intrigada, Nunca vi tantas palavras Bonitas Em um Livro , As palavras Me encantaram , Quero Mt ler , Claro que foi pra miha lista !!

  • Jéssica Maria
    02 abril, 2014

    Nunca havia Ludovico nada sobre o livro, e ainda não li nenhum livro desse gênero, mas já vi vários elogios e estou louca pra ler .

  • Ana Carolina Ribeiro
    02 abril, 2014

    Adoro livro nacionais
    Agora fiquei aqui curiosa como esses 2 casais vão se encontrar
    Adorei a resenha já quero ler ele jáaaaaaaaaaaaa

    • Priscilla Gonçalves
      04 abril, 2014

      Oi Ana Carolina,

      Que bom que gostou da resenha! =)
      Espero que goste da leitura tanto quanto eu.

      Beijos

  • Vih Gonçalves
    02 abril, 2014

    Nunca me interessei muito por literatura brasileira, mas concordo que no país a um grande número de escritores fantásticos, entre eles Pedro Bandeira – nunca tinha ouvido falar dessa escritora, mas o título A Segunda Vez Que Te Amei e a sua resenha despertaram meu interesse, talvez seja hora de ler mais livros nacionais.

    • Priscilla Gonçalves
      02 abril, 2014

      Oi Vih,

      Também gosto muito do Pedro Bandeira. Acho que você pode se surpreender positivamente se arriscar a fazer mais leituras nacionais.

      Beijos

  • Julia Moraes
    02 abril, 2014

    Adoro o gênero chick-lit, é sempre tão fofo u.u E concordo com você, o Brasil tem diversos talentos, e acho que atualmente estão começando a abrir mais portas pra eles.

    E-mail: juliamariamoraes2013@gmail.com
    Nome de seguidor: Julia Moraes

  • Renata Sales
    02 abril, 2014

    Não conhecia esse livro e ainda não tive a chance de ler nenhum livro do gênero, por isso fiquei bem interessada.
    Os personagens principais parecem diferentes dos livros que eu costumo (e gosto de) ler, normalmente escolho obras com personagens mais jovens, mas nesse caso o fato dos personagens serem mais adultos e com filho me deixou com vontade de ler.

    • Priscilla Gonçalves
      02 abril, 2014

      Oi Renata,

      Na verdade eu também tenho uma "zona de conforto literária" e sempre fico receosa de ler algo fora dela. Mas ultimamente estou me forçando a fazer outros tipos e de leitura e estou me surpreendendo bastante. Acho que pode gostar…

      Beijos

  • Laura Zardo
    02 abril, 2014

    Eu também aprecio a literatura brasileira, e apoio bastante a sua valorização. Infelizmente ainda não tive contato, em especial, com esta autora, mas conheço o seu trabalho, e seus livros já estão na minha lista de desejados.
    Gosto muito quando os livros abordam assuntos cotidianos, que poderíamos viver facilmente, claro que gosto de todos os tipos de livros, até os que são "quase" impossíveis, hehe, mas os que são de "gente como a gente" são muito bacanas.
    Espero ler este livro em breve. =)

    • Priscilla Gonçalves
      02 abril, 2014

      Oi Laura,

      Na verdade também amo aqueles livros que são "quase" impossíveis, porque são estes que nos fazem sonhar, não é mesmo?! rsrs

      Beijos

  • Rayane
    02 abril, 2014

    Nunca tinha lido uma resenha desse livro, e a sua despertou meu interesse. Eu ainda não li nenhum livro da autora, mas fique com muita vontade de ler ''A segunda vez que te amei'' parece se um livro que tem muitos sentimentos envolvidos, deve ser muito bom, a capa é linda e o livro parece ter muito o que nos ensinar sobre as pessoas, além de ser de uma escritora Brasileira. Espero poder ler em breve!!

    • Priscilla Gonçalves
      02 abril, 2014

      Oi Rayane,

      Fico feliz que a resenha tenha despertado seu interesse. Realmente esse livro se tornou um queridinho meu.

      Beijos

  • Anônimo
    02 abril, 2014

    Tenho muita vontade de ler os livros da Leila. Gostei da sua colocação no início da resenha e concordo. Temos muitos autores brasileiros maravilhosos e eu sempre dou uma oportunidade para conhecer todos eles. Ainda não li nada da Leia, especificamente, mas como já disse, tenho vontade. Esse livro parece ser muito bom e eu pretendo ler assim que conseguir comprar.
    Beijos.

    • Priscilla Gonçalves
      02 abril, 2014

      Oi Bárbara,

      Também nunca deixo de ler obras brasileiras. Aliás já tenho dois contos seu na minha lista de leitura.

      Beijos

  • Monica Navarro
    01 abril, 2014

    Oi, Priscila
    Adorei sua resenha. Também gosto muito de literatura nacional, pena que ela não é muito valorizada.
    Gosto muito de livros com tema de casamento.
    Com certeza, quero muito ler esse livro.

    • Priscilla Gonçalves
      02 abril, 2014

      Oi Monica,

      Fico feliz que tenha gostado da resenha. Também gosto muito de livros que tenham relacionamentos como tema (não só casamento).

      Beijos

  • Sika Gennargh Pelegrino
    01 abril, 2014

    Oii, Pri!
    Também aprecio a literatura brasileira demais!
    Já ouvi sobre Amigas (Im)Perfeitas, mas nunca li. Gostei de saber que não tem muitos erros em A Segunda Vez Que Te Amei, a diagramação é boa, e alterna a visão dos personagens entre os capítulos. São coisas que realmente dão mais valor a obra.
    Primeira coisa que pensei a respeito da história: como a Juli é ignorante!
    Pelos trechos que você colocou, preciso mostrar esse livro pra um amigo, pra ver se assim ele pode se ajudar um pouco.

    • Priscilla Gonçalves
      02 abril, 2014

      Oi Sika,

      Confesso que tive antipatia a primeira vista com a Juli viu… rsrs
      Mas não vou falar mais porque senão acabo soltando um spoiler.

      Beijos

  • Lais Cavalcante
    01 abril, 2014

    Por mais que eu ame livros do gênero chick-lit, com esse eu não me identifiquei. Ao contrário de você, eu achei a capa bem feinha hahah Em relação ao livro, disse que não curti porque apesar de possuir temas que demonstram bem a nossa realidade, me pareceu um tanto clichê a trama toda. Talvez eu procure mais outras resenhas para ver se minha opinião sobre ele muda (:

    • Priscilla Gonçalves
      02 abril, 2014

      Oi Lais,

      Ah, que pena que não gostou da capa… =( rsrs
      Se achar uma resenha que mude um pouco sua opinião, acho que vale a pena dar uma chance.

      beijos

  • Raynara Soares
    01 abril, 2014

    Oii Priscilla,
    Amei a sinopse, a resenha, a capa e tenho certeza que vou amar o livro também! Adoro livros deste tipo, de romance, de uma coisa real que sempre pode acontecer! E sinceramente este livro vai passar na frente de todos os livros da minha listinha u.u.
    Beijoos

    • Priscilla Gonçalves
      02 abril, 2014

      Oi Raynara,

      Que bom que gostou! =)
      Fico muito feliz quando minha resenha serve de estímulo para a pessoa ler o livro.

      Beijos

  • Rayme
    01 abril, 2014

    Oi Pri,
    concordo com você, acho que no brasil há excelentes autores, mas que são pouco reconhecidos né. na blogosfera mesmo, é difícil vermos resenhas de livros brasileiros. a maioria é de autores estrangeiros, e isso não é legal… mas acho que o que desestimula um pouco os leitores a comprar livros de autores nacionais, é que normalmente o preço é mais elevado do que os outros, você já percebeu?
    bom, voltando a resenha… hahahaah confesso que ainda não li nenhum dos livros da Leila, mas, dos livros dela, só vi resenhas mega positivas, e tenho alguns dos livros dela na minha lista de desejados. este ai eu ainda não tinha visto, e não tinha lido nenhuma resenha dele ainda, mas fiquei curiosa eim!
    você não deu muitos detalhes mas já imaginei o que acontece quando os 4 se encontram hahaha
    ai guria, que citação linda eim :O

    • Priscilla Gonçalves
      02 abril, 2014

      Oi Ray,

      Concordo que os preços são beeem salgados viu… Por isso fico de olho nas promoções… rsrs
      Citação muito linda mesmo né?!

      Beijos