Destaques

Newsletter

assine a newsletter!

E receba a notificação de novos posts por e-mail

maio 30, 2014

[Fuxicando sobre Romances de Época: Desafio de Maio] O Casamento do Ano – Laura Lee Guhrke

Por Paola Aleksandra

Beatrix Danbury sempre teve a certeza de que iria casar com William Mallory. Amava-o desde sempre e nunca duvidou que ele a amasse também. Mas quando Beatrix o obriga a ter de escolher entre uma vida a dois ou o seu sonho de sempre, ele decide-se pela última hipótese... a duas semanas do casamento. O regresso do Duque... William estava certo de que Beatrix o receberia de braços abertos. Os seis anos que haviam passado desde que a deixara, não tinham feito desaparecer o seu amor por ela. O problema é que Beatrix estava prestes a casar-se com outro homem. Alguém previsível e em quem sentia que podia confiar... alguém que era o oposto do seu antigo noivo. Conseguirá William impedir o casamento do ano e ter Beatrix de volta, ou será tarde demais?
Romance Histórico || 368 Páginas || Editora Livros d’Hoje || Skoob || Comprena Wook || Classificação: 3/5
Quando o assunto é romance histórico me orgulho em dizer que a Laura Lee Guhrke é uma das minhas autoras preferidas. Foi por causa de um livro dela – o incrível Muito mais que uma Princesa – que peguei gosto por esse gênero literário, o que consequentemente eleva minhas expectativas literárias a um nível astronômico toda vez que vou ler uma obra de sua autoria. E, exatamente por isso, é certo que as chances de me decepcionar são tremendas, mas o fato é que até a leitura de O Casamento do Ano isso nunca havia acontecido. O livro traz um belo romance, uma crítica social verdadeira, a inserção de elementos culturais do povo egípcio (o que particularmente me agrada e intriga muito), e personagens secundários extremamente divertidos, contudo, ainda assim sinto que faltou algo – mais mistério, mais magia, mais encanto. E o pior é que só posso me culpar por não ter aproveitado mais essa leitura, afinal fui eu que criei expectativas em demasia.

maio 29, 2014

[Resenha] Dias Melhores Virão – Jennifer Weiner

Por Paola Aleksandra

Quando Ruth Saunders recebeu o telefonema de uma rede de televisão dizendo que sua série original seria levada ao ar, ela quase não acreditou. Embora tivesse passado a vida escrevendo, não pensava seriamente que seu roteiro (autobiográfico!) sobre uma mulher jovem, com excesso de peso, que vivia com a avó, e que decidira se mudar para Miami para fazer fortuna, pudesse ser realmente interessante para alguém. Tudo o que ela queria era ver sua série entre os comentários do público e das revistas especializadas, mas Ruth foi acordada bem depressa de seu sonho... Atores de cabeça vazia e ego inflado, e burocratas da emissora transformaram seu roteiro para atender a múltiplos interesses... Todo o esquema criado para se colocar uma série no ar é, ironicamente, narrado por Jennifer Weiner, ela mesma uma veterana da TV. As esperanças de Ruth são sistematicamente frustradas: os acionistas da rede insistem em uma revisão sem sentido, sua personagem principal, uma mulher cheia de curvas, passa a ser quase anoréxica, e a avó, Nana, de mulher madura e sofisticada passa a uma ninfomaníaca da terceira idade. Divirta-se com a escrita espirituosa e cativante de Jennifer Weiner e sua deliciosa capacidade de fazer valer, em cada um de seus livros, os sentimentos de todas as mulheres.
Romance || 400 Páginas || Cortesia Novo Conceito || Skoob || Compare & Compre|| Resenha da Kamila Mendes || Classificação: 5/5
Preciso dizer que me senti presenteada com esse livro. Amei cada capítulo dessa história e me emocionei junto com Ruth. Vale lembrar que não sou muito fã de romances – esse com certeza não é o gênero que me faz entrar em uma livraria – mas quando a chefinha, mais conhecida por vocês como Pah, pediu para que eu escolhesse um livro, escolhi, então, Dias Melhores Virão, dando uma chance para o gênero romance; e confesso, estou feliz pela decisão. Obrigada Chefinha!
“Havia sofrimento e havia alegria, e talvez, simplesmente talvez, no meio dos escombros do que eu pensei que mais queria, ainda houvesse uma oportunidade para que eu agarrasse um pouco de felicidade, arrancasse a vitória das mandíbulas da derrota.” pag. 340

maio 28, 2014

Bookshelf Tour | Tour pela estante - 1ª Edição (Parte I)

Por Paola Aleksandra

Olá galera, tudo bem? Hoje, FINALMENTE, vou começar a mostrar minha estante para vocês! Como é a primeira vez que gravo, desconsidere minha inexperiência e minha voz (e cara!) de sono, risos.

[Resenha] Mar de Rosas - Nora Roberts

Por Paola Aleksandra

Emma Grant é a decoradora da Votos, empresa de organização de casamentos que fundou com suas três melhores amigas de infância – Mac, Parker e Laurel. Ela passa os dias cercada de flores, imersa em seu aroma, criando e montando arranjos e buquês. Criada em uma família tradicional e muito unida, Emma cresceu ouvindo a história de amor dos pais. Não é de espantar que tenha se tornado uma romântica inveterada, cultivando um sonho desde menina: dançar no jardim, sob a luz do luar, com seu verdadeiro amor. Os pais de Jack se separaram quando ele era garoto, e isso lhe causou um trauma muito profundo. Ele se tornou um homem bonito e popular entre as mulheres, porém incapaz de assumir um compromisso. Quando Emma e suas três amigas fundaram a Votos, foi Jack, o melhor amigo do irmão de Parker, quem cuidou de toda a reforma para transformar a propriedade no melhor espaço para casamentos do estado.
Romance  || 288 Páginas || Cortesia Editora Arqueiro || Skoob || Compare & Compre|| Classificação: 4/5
Emma e Jack são amigos há muito tempo. Inseridos em um grupo de amigos de longa data (do tipo considerado parte da família), os dois sempre se trataram com amor e companheirismo fraterno, principalmente quando perceberam que o que sentiam estava mais para desejo do que para afeto entre irmãos de criação. Contudo, cansado oprimir seu desejo por Emma, Jack dá um passo perigoso e rouba dela um beijo poderoso e devastador – e é aqui que as coisas se complicam. Antes ambos se desejavam sem saber se eram correspondidos, porém após esse fantástico beijo se torna impossível reprimir o anseio de experimentar mais. O problema é que eles são amigos, possuem amigos/família em comum, e se conhecem bem o suficiente para saber que isso – seja lá o que for – não vai dar certo. Afinal, eles não combinam, já que enquanto Emma é sonhadora e quer um final feliz, Jack é prático e arredio a relacionamentos. Sem contar que, mesmo que eles topem um relacionamento puramente físico, sem amarras e/ou expectativas quanto ao futuro, eles sabem que um passo em falso pode mudar o que têm. E se tem uma coisa com a qual eles concordam é que não estão dispostos a abrir mão da amizade que possuem.
Fazer sexo não é a mesma coisa que dar um beijo na escada. Mesmo que seja um beijo incrível. Então, temos que pensar duas vezes antes de decidir qualquer coisa. Eu me recuso a deixar de ser sua amiga, só porque agora adoraria que estivesse nu, Jack. Você é muito importante para mim.

maio 27, 2014

[Fuxico] Enganada por uma capa #9

Por Paola Aleksandra


“Coluna em que mostro diferentes livros pelo mundo que utilizam imagens iguais (ou semelhantes), com o intuito de divertir e surpreender o leitor com tais paridades. Saiba mais AQUI”.
Olá galera, tudo bem? Hoje é dia de ‘Enganada por uma capa’! Faz tanto tempo que não posto essa coluna no blog que imagino que muitos de vocês tenham se esquecido dela – ou tenham imaginado que nunca mais me deparei com capas repetidas, o que definitivamente continua a acontecer. Como dois e dois são quatro, é certo que vire e mexe encontro capas semelhantes em livros diferentes, o que sem dúvida confunde e me diverte muito. Então vem comigo se surpreender ao conferir alguns dos meus últimos achados literários.
  

maio 26, 2014

[Resenha] Near & Fear – Nicole Willians

Por Paola Aleksandra

Existe o otimista. E existe Jesse Walker. Se ele não fosse tão encantador, sua clara disposição e sorriso incessante iriam ficar perder o efeito. Rápido. Apaixonar-se pela garota "quebrada" que no início parecia imune a qualquer coisa parecida com o amor, era a melhor coisa que aconteceu para Jesse. Como a vida de Jesse continua no rancho e Rowen começa a fazer sua marca na faculdade de arte de Seattle, eles se perguntam onde fica o meio termo. Ou se há mesmo um. Com a hora da verdade, eles são forçados a fazer escolhas que não estão ansiosos para fazer, e Jesse e Rowen ter que enfrentar a possibilidade de viver a vida sem o outro. É possível que duas pessoas com passados tão trágicos e presentes diferentes possam esperar um futuro promissor juntos? Seja qual for a resposta, eles vão precisar de muito mais do que o amor para fazê-lo.
New Adult || 400 Páginas || Kindle Edition || Skoob ||  Compre na Amazon ou na Kobo Books|| Classificação: 3,5/5 || Resenha da Day Farias
Eis o motivo de eu ficar receosa com continuações de livros como Lost and Found (resenhado aqui): ás vezes você só quer que as coisas sejam simples... pelo menos nos livros. Que o amor, embora não venha fácil – caso contrário, pra onde iria a grande história de amor? – ao menos se estabeleça, permaneça e você possa fechar o livro sabendo que ‘deixou’ os personagens exatamente onde eles deveriam estar, que eles ficarão bem e que acima de tudo ficarão juntos. Nas continuações porém, normalmente, os autores – que poderiam muito bem deixar a história de amor terminar daquele jeito certo, simples e verdadeiro como foi no primeiro livro – descavam algum segredo ou problema para fazer um segundo livro que vai te deixar com o coração na mão durante toda a leitura e/ou vai te deixar com uma sensação de que, no fim, as coisas não ficarão tão certas quanto esperávamos. E não estou dizendo que tenho medo de continuações com todos os livros – afinal eu amo séries! Sofrer com a espera e/ou ao ler continuações é tipo um hobby – mas, Near & Found foi esse tipo de sequência que me deu medo, principalmente porque achei que o primeiro livro foi perfeito, impecável mesmo! Eu ri, suspirei, chorei, me apeguei a esses personagens e torci loucamente por eles em um ritmo de leitura gostoso de uma maneira que eu não experimentava há muito tempo. Então, quando li a sinopse do segundo admito, fiquei com os dois pés atrás... mas, quando você torce por um casal tanto quanto eu torci por Jesse e Rowen, você não consegue ignorar sua história.
“Ás vezes amor é sobre compromisso e ás vezes é sobre sacrifício. Na maioria das vezes era um pouco dos dois.”

maio 24, 2014

[Promoção] O amor está na Banca

Por Paola Aleksandra

 

Seis blogs literários uniram-se para comemorar o Dia dos Namorados presenteando você com Romances de Banca. Serão duas sortudasCada uma receberá 3 livros, sendo que a primeira sorteada poderá escolher quais livros irá receber.
Vai ficar de fora desta? Nem em sonho não é?! 

maio 23, 2014

[Resenha] A Escolha – Kiera Cass

Por Paola Aleksandra

A Seleção mudou a vida de trinta e cinco meninas para sempre. E agora, chegou a hora de uma ser escolhida. America nunca sonhou que iria encontrar-se em qualquer lugar perto da coroa ou do coração do Príncipe Maxon. Mas à medida que a competição se aproxima de seu final e as ameaças de fora das paredes do palácio se tornam mais perigosas, América percebe o quanto ela tem a perder e quanto ela terá que lutar para o futuro que ela quer. Desde a primeira página da seleção, este best-seller #1 do New York Times capturou os corações dos leitores e os levou em uma viagem cativante ... Agora, em A Escolha, Kiera Cass oferece uma conclusão satisfatória e inesquecível, que vai manter os leitores suspirando sobre este eletrizante conto de fadas muito depois da última página é virada.
Fantasia Distópica || 352 Páginas || Cortesia Editora Seguinte|| Skoob || Compare & Compre|| Classificação: 5/5
Se você não conhece a trilogia A Seleção eis o que você precisa saber: primeiro, trata-se de uma trama distópica; segundo, o governo é monarca e a população é dividida em castas relacionadas com a posição e a classe social do indivíduo; e terceiro e mais importante, para manter a estagnação populacional o regente usa o artifício de escolher suas futuras rainhas por meio de um reality show, um programa de televisão que une trinta e cinco garotas motivadas a conquistar o coração do príncipe e que, como representantes do povo, fazem o público acompanhar com ânimo e esperança o processo de escolha da esposa do futuro rei. Sendo assim, no primeiro volume da trilogia, ou seja em A Seleção, conhecemos mais sobre essas jovens, sobre o príncipe e sua família, e vemos surgir um triângulo amoroso extremamente perigoso. Já no segundo livro, A Elite, observamos o número de meninas ser reduzido drasticamente, o romance oscilar entre certo e errado, e passamos a compreender um pouco mais sobre o sistema político desigual que rodeia a Seleção. Porém, é no terceiro e último livro que esperamos pelas maiores revelações da série, é neste volume que a autora promete sanar todas as nossas dúvidas e, finalmente, revelar quem será a grande escolhida do príncipe. Suspense, ação, romance, mortes inesperadas e emoções à flor da pele – é simplesmente impossível não se render a esse desfecho!

maio 22, 2014

[Fuxicando Sobre Chick-Lits] Desafio Fuxicando Sobre Chick-Lits: Pobre Não Tem Sorte - Leila Rego

Por Aione Simões



"Chick-lit" é um gênero literário que abrange a vida da mulher moderna, sendo voltado, principalmente, para o sexo feminino. São romances leves, com um toque de humor, que narram o quotidiano e entram fundo nas dúvidas e emoções das personagens, transmitindo, normalmente, a sensação de estar lendo o relato de uma amiga. As história nesses livros poderiam facilmente ser uma conversa entre garotas ou mulheres, na qual há compartilhamento de sonhos, segredos, confissões.





Oi queridos!

Esse mês, cumpri o item nº 7: Ler um chick-lit com menos de 300 páginas.
Não foi tão fácil encontrar um livro que se enquadrasse, mas eu consegui e finalmente fiz uma leitura que já estava curiosa há bastante tempo!

[Resumo do Mês] Leituras de Abril

Por Paola Aleksandra

Olá galera, tudo bem? Hoje vou mostrar minhas leituras de mês Abril, vem conferir:

maio 20, 2014

[Resenha] Colin Fischer – Ashley Edward Miller, Zack Stentz

Por Paola Aleksandra

Resolvendo o crime. Uma expressão facial por vez. O ano letivo de Colin Fischer acabou de começar. Ele tem cartões de memorização com expressões faciais legendadas, um desconcertante conhecimento sobre genética e cinema clássico e um caderno surrado e cheio de orelhas, que usa para registrar suas experiências com a MUITO INTERESSANTE população local. Quando um revólver dispara na cantina, interrompendo a festinha de aniversário de uma das garotas, Colin é o único que pode investigar o caso. Está em suas mãos provar que não foi Wayne Connelly, justamente aquele que mais o atormenta, que trouxe a arma para a escola. Afinal de contas, a arma estava suja de glacê, e Wayne não estava com os dedos sujos de glacê…
Jovem Adulto || 176 Páginas || Cortesia Novo Conceito|| Skoob || Compare & Compre || Classificação: 3/5
Colin tem síndrome de Asperger, uma das variações do autismo, e por esse motivo vive em seu próprio mundo, um mundo onde tudo é um mistério – desde desvendar as expressões faciais de seus colegas, até provar quem é o verdadeiro dono do revólver abandonado na cantina de sua escola. Para ele a vida é simples e pode ser resumida em objetividade e lógica, contudo em uma sociedade tão sentimental quanto a nossa, e digo isso tanto no lado positivo quanto negativo, Colin sofre por ser diferente e tenta se adequar da maneira que pode: anotando todas as dúvidas e curiosidades em seu inseparável caderno de investigação, andando sempre com sua ficha de expressões – Quem é que imaginou que existiriam tantos sorrisos diferentes no mundo? –, e enfrentando de cabeça erguida as piadas, os esbarrões, e o preconceito que o rodeia.

maio 19, 2014

[Resenha] O Teorema Katherine – John Green

Por Paola Aleksandra

Após seu mais recente e traumático pé na bunda - o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine - Colin Singleton resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo no carona, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam. Uma descoberta que vai entrar para a história, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera.
Jovem Adulto || 304 Páginas|| Editora Intrínseca || Skoob  || Compare & Compre|| Classificação:4/5 || Resenha da Priscilla Gonçalves
Após ler inúmeras críticas positivas com relação à escrita do John Green decidi comprar A Culpa é das Estrelas e quando vi O Teorema Katherine (que era lançamento na época) não resisti e levei também. Às vezes sou um pouco resistente a ler alguns livros que são modinha, então optei por ler esta obra antes mesmo de ACEDE e posso dizer que não me arrependi. Eu discordo de algumas resenhas na blogosfera e inúmeras opiniões no Skoob dizendo que este é o livro mais fraco do John Green. Dos que eu li até hoje achei que foi o melhor.
“É possível amar muito alguém. Mas o tamanho do seu amor por uma pessoa nunca vai ser páreo para o tamanho da saudade que você vai sentir.”

maio 18, 2014

[Livros para Refletir] Fale! Contra o Abuso

Por Paola Aleksandra

Eu já disse isso antes, mas repito, o que mais gosto na literatura é de sua capacidade de reflexão. Muitas vezes lemos sobre realidades infinitamente distantes da nossa, aprendendo novas culturas, redescobrindo preferências, repensando nossos valores e, principalmente, refletindo sobre as particularidades discrepantes de nossa sociedade – tanto em seu lado positivo (como a variedade cultural disseminada pela globalização, por exemplo) quanto em seu lado negativo (como a pobreza, o preconceito, o abuso sexual, fatos, infelizmente, comuns em nosso cotidiano social). A questão é que, não importa qual seja a sua realidade social, existem livros que podem te transportar para cotidianos diferentes, te ensinando a ver o mundo com outros olhos, abrindo sua mente para situações e casos que você nunca imaginou vivenciar. Claro que ainda se trata de ficção, mas dependendo do livro a história narrada é profunda e sentimental o suficiente para te fazer pensar e questionar. E hoje, dia 18 de Maio – dia nacional do combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes – vamos nos interrogar sobre essa dura realidade e sua presença na literatura.

maio 16, 2014

[Vem por aí] Novidades Literárias para Maio

Por Paola Aleksandra

Olá galera, tudo bem? As novidades para o mês de Maio estão incríveis, então se preparem para surtar com a quantidade de livros bons que logo, logo dominaram as prateleiras das livrarias de nossa cidade . E atenção, se você não está disposto a gastar (ou se como eu não poderia nem pensar em gastar), esse post não é recomendável para você. Ok, você vai teimar e dar uma espiadinha não é? Tudo bem, só não diga que eu não avisei!

Novidades Nacionais

[Resultado] Top Comentarista de Abril

Por Paola Aleksandra

Bom dia galera, tudo bem?

Segue o aguardado resultado do Top Comentarista de Abril! Obrigada a todos que participaram dessa ação; fiquei muito contente com os comentários de vocês. Agradeço também pela paciência no aguardo do resultado – esse começo de mês foi uma loucura, então valeu por entenderem a demora. Mas agora chega de enrolação e vamos aos sortudos:

maio 15, 2014

[Resenha] Uma Razão Para Respirar – Rebecca Donovan

Por Paola Aleksandra

Na cidade de Weslyn, Connecticut, onda a maioria das pessoas se preocupa em ver e ser vista, Emma Thomas preferia não ser percebida de forma alguma. Ela está mais preocupada em fingir perfeição enquanto puxa as mangas da blusa para baixo para esconder as marcas roxas, não querendo que ninguém perceba quão longe da perfeição ela realmente está. Sem esperar, ela encontra o amor. O amor a desafia a reconhecer seu valor, mas correndo o risco de revelar o terrível segredo que esconde. O livro "Uma razão para respirar" é eletrizante da primeira à última página; uma história ímpar sobre mudança, crueldade inesperada e uma garota se agarrando à frágil esperança. Uma Razão para respirar não é só um romance é um livro que aborda a violência doméstica e todos os dilemas que as crianças e adolescentes que passam por isso precisam enfrentar. A personagem principal vive esta realidade e tenta tornar-se invisível para que as pessoas a sua volta não a percebam. E por meio da amizade e amor ela tenta superar cada dia doloroso até que consiga escapar desta rotina. Uma história forte, emocionante, dura, real, meiga, triste e doce ao mesmo tempo, que vai mexer com os sentimentos do leitor. Uma leitura envolvente do inicio ao fim.
New Adult || 496 Páginas || Editora Pandorga|| Skoob || Compare & Compre || Classificação: 4,5/5 || Resenha da Day Farias
Se você observasse Emma Thomas atravessar os corredores do seu colégio seria isso o que você veria: uma garota bonita, talvez tímida e quieta demais, mas que sorria ao lado da sua melhor amiga, Sara. Uma ótima esportista, totalmente focada em seus estudos e com nenhuma vida amorosa sobre a qual comentar. Você não notaria a dor nos olhos dela, a qual ela aprendera a esconder, e não veria as manchas roxas cobrindo várias partes da sua pele sob suas roupas...e ela também não permitiria que você chegasse perto o suficiente para ver. A menos que você fosse Evan Mathews e não tivesse nenhuma intenção de desistir dela.
“Ninguém nunca tentou se envolver comigo e me mantive sozinha. E assim as coisas deveriam se manter: seguras e simples. Como Evan Mathews conseguiu revirar completamente minha plana existência em apenas um dia?”

maio 14, 2014

[Resenha] Just Listen – Sarah Dessen

Por Paola Aleksandra

Depois de ter sido pega com o namorado da melhor amiga numa festa, Annabel Greene começa o ano letivo sozinha e sendo ignorada pelo resto da escola. Mas o que realmente aconteceu naquela noite ainda é segredo, que ela não se arrisca a contar para ninguém. Os problemas de Annabel são explicitados pela recusa da família em admitir os próprios problemas, a fissura da mãe para que as filhas virem modelos famosas e Whitney, a irmã do meio, que sofre de anorexia. Uma amizade com Owen, o DJ da rádio comunitária, que tenta constantemente ampliar os gostos musicais de Annabel, fará a tímida jovem aprender a falar a verdade, doa em quem doer.
Jovem Adulto || 308 Páginas || Cortesia Farol Literário|| Skoob || Compare & Compre|| Classificação: 5/5
Just Listen me deixou sem palavras. Eu já imaginava que a história ia além das aparências e dos clichês enraizados na literatura juvenil, contudo não esperava uma narrativa tão verídica sobre temas polêmicos e, infelizmente, tão presentes na nossa sociedade como a depressão, a anorexia e o abuso sexual. Logo de início eu fui sugada pela história, compartilhando as aflições, as inseguranças e os medos narrados pela protagonista, experimentando-os com uma mistura de compreensão e horror. Vivendo em uma casa de mulheres belas e sorridentes, em uma família perfeita e unida, Annabel descreve o quanto as aparências podem enganar e como os sorrisos – mesmo os mais admiráveis – podem esconder segredos extremamente dolorosos, e o fato é que independente do nível de envolvimento do leitor, é simplesmente impossível não se compadecer com sua história.
“Mas mudei também, mesmo sendo a única a perceber isso. Eu estava diferente. Tão diferente quanto minha família naquela noite em que tudo começou. Nós cinco éramos diferente dos que parecíamos para alguém que passava de carro, olhava para dentro da casa e via uma família feliz com todos sentados em volta da mesa de jantar na nossa casa de vidro”.

maio 13, 2014

[Fuxicos e Vícios #18] Os Instrumentos Mortais...

Por Mayara R.

Os Instrumentos Mortais da autora Cassandra Clare foi uma série que me conquistou aos poucos, lembro que ao terminar o primeiro livro, apesar de ter ficado curiosa para a continuação, a sensação foi de decepção, pois eu esperava muito dele e o seu início foi bem lento (o que todo mundo reclama nas resenhas por aí...), mas como eu sou brasileira e não desisto nunca eu persisti na série e não me arrependo, até porque hoje ela é uma das minhas séries PREFERIDAS, e infelizmente está chegando ao fim com Cidade do Fogo Celestial no mês que vem, e é por isso que hoje eu venho listar alguns motivos para você não perder esta série maravilhosa que conquistou, não só o meu, mas o coração de milhares de leitores pelo mundo...

maio 09, 2014

[Resenha] Como Viver Eternamente - Sally Nicholls

Por Paola Aleksandra

Sam ama fatos. Ele é curioso sobre óvnis, filmes de terror, fantasmas, ciências e como é beijar uma garota. Como ele tem leucemia, ele quer saber fatos sobre a morte. Sam precisa de respostas das perguntas que ninguém quer responder. ”Como Viver Eternamente”, é o primeiro romance de uma extraordinária e talentosa jovem autora. Engraçado e honesto, este é um livro poderoso e comovente, que você não pode deixar de ler. A autora tem apenas 23 anos e embora seja seu primeiro livro, ele está sendo lançado em 19 países, dirigido a crianças, adolescentes e adultos.
Sick-lit || 232 Páginas || Cortesia Geração Editorial|| Skoob || Compare& Compre || Classificação: 5/5
Como viver Eternamente me surpreendeu – e muito – ao tratar de um assunto tão sério como o câncer com a leveza típica de uma criança de onze anos. Sam foi diagnosticado com leucemia três vezes: nas primeiras duas vezes ele e sua família embarcaram em um longo tratamento que os encheu de esperança, contudo, na terceira vez os medicamentos foram reduzidos sob a perspectiva de manter Sam vivo e não de curá-lo. O fato é que às vezes a leucemia é curada e nunca mais volta, porém em outras vezes a doença retorna ainda mais forte. Por isso, depois de tantas injeções, das longas conversas com o médico, das sessões de quimioterapia, e dos incontáveis dias de dor e choro Sam, mesmo tão jovem, percebeu que dessa vez os remédios só iriam retardar o inevitável, que só iriam prolongar o momento de sua morte. Contudo o que é a morte para uma criança? Se para um adulto já é difícil compreender os mistérios da morte e do amor de Deus, imagine para alguém de pouco mais de dez anos?  
A leucemia sempre volta. Eles pensam que já curaram, mas ela volta. Não para todo mundo. Fato: oitenta e cinco por cento das pessoas ficam curadas para sempre. (...). Isso quer dizer a maioria das pessoas. Porém, no meu caso ela sempre volta.

maio 08, 2014

[Fuxicando Sobre Chick-Lits] Notícia: O Retorno da Princesa Mia Thermopolis

Por Aione Simões



"Chick-lit" é um gênero literário que abrange a vida da mulher moderna, sendo voltado, principalmente, para o sexo feminino. São romances leves, com um toque de humor, que narram o quotidiano e entram fundo nas dúvidas e emoções das personagens, transmitindo, normalmente, a sensação de estar lendo o relato de uma amiga. As história nesses livros poderiam facilmente ser uma conversa entre garotas ou mulheres, na qual há compartilhamento de sonhos, segredos, confissões.





Os fãs de O Diário da Princesa puderam se deliciar essa semana com uma notícia divulgada no Wall Street Journal: serão publicados dois spinoffs da série!

Meg, após cinco anos da publicação do volume final da série, Princesa Para Sempre, anunciou sobre os dois novos livros como forma de comemorar os 15 anos de O Diário da Princesa. Contudo, ao invés, dessa vez, de serem voltados para o público Young Adult, suas novas obras pertencerão aos gêneros Adulto e Juvenil.

Promoção de Aniversário Este Já Li

Por Paola Aleksandra

O blog Este Já Li está completando 3 anos neste mês de maio e junto dos blogs Brincando com Livros, In Bookshelf, Livros e Fuxicos, Escondidos no Livro, Babi Lorentz e da autora Sabrina Castro vai sortear 7 livros (divididos em 2 kits) para comemorar. Claro que quem vai ganhar presentes aqui é você, leitor!



Para participar, preencha o Rafflecopter abaixo e boa sorte! A primeira entrada é livre e, para mais chances, preencha as outras opções.

maio 07, 2014

[Minha Caixinha de Correio] Aquisições de Abril

Por Paola Aleksandra

Olá galera, tudo bem? Hoje é dia de Caixinha de Correio, vem conferir o que recebi de bacana no mês de Abril:

E então eu assisti Vampire Academy

Por Paola Aleksandra

Academia de Vampiros é uma das minhas séries literárias favoritas. Romântica, surpreendente, repleta de ação e mistério e – claro – com uma mocinha incrível, a trama me conquistou completamente. Sendo assim, desde que a Richelle Mead (autora da saga) divulgou a notícia de que seus livros seriam adaptados para as telonas meu coração ficou esperançoso; eu não via a hora de ver a Rose e o Dimitri nas telinhas, arrebatando corações de telespectadores do mundo todo. Contudo, conforme as notícias a respeito do filme começaram a aparecer nas redes sociais eu fiquei com medo, muito medo... O elenco não me agradou, principalmente a escolha do casal principal, e o lado cômico da história sobrepondo o clima de tensão e ação me deixou enfurecida! Nesse momento, após vários trailers suspeitos e uma bilheteria mundial pouco atrativa, a Diamond Filmes deu a notícia de que não iria distribuir o filme no Brasil, nota para a qual eu nem liguei, afinal já estava esperando uma tragédia de adaptação. Porém, agora que eu assisti o longa-metragem confesso que estou tentada a pensar que essa não foi uma decisão (por parte da Diamond) tão sábia assim.

maio 06, 2014

[Resenha] O Códex dos Caçadores de Sombras – Cassandra Clare, Joshua Lewis

Por Paola Aleksandra

A Clave tem o prazer de anunciar a mais nova edição no mais antigo e famoso manual dos Nephilim: o Shadowhunters’ Codex. Desde o século XIII, o códex vem sendo o mais jovem amigo de todo Caçador de Sombras. Quando você está cercado por demônios, é muito fácil esquecer os pontos mais obscuros da linguagem demoníaca ou a maneira mais rápida de parar um ataque de demônios Raum. Com o códex, entretanto, você nunca vai precisar se preocupar. Agora em sua vigésima sétima edição, o códex abrange tudo: a história e as leis do nosso mundo; como identificar, conviver com, ou se preciso, matar a maioria dos coloridos habitantes deste mundo; qual ponta da estela você deve usar para se marcar. Suas tentativas de matar um vampiro ou um feiticeiro não serão mais atrasadas por intermináveis perguntas de seus recrutas: O que é um Pyxis? Por que não usamos armas de fogo? Se não posso ver um símbolo de um feiticeiro, há alguma forma educada de perguntar a ele onde a marca está? Onde conseguimos toda nossa água benta? Apostilas de geografia, história, magia e zoologia, todas juntas em uma só, o códex está aí para ajudar novos Caçadores de Sombras a navegar no belo, às vezes brutal, mundo que habitamos.
Sobrenatural; Jovem Adulto|| 288 Páginas || Cortesia Galera Record || Skoob || Compare & Compre|| Classificação: 4/5 || Leia um Trecho
O Códex dos Caçadores de Sombras é um manual de introdução ao mundo Nephilim. Feito para acompanhar e preparar os jovens caçadores de sombras que acabaram de descobrir sobre o mundo sobrenatural, o livro traz dicas valiosas sobre a história, as diretrizes, os objetivos e a luta que permeia a vida dos Shadowhunters. Dividido em oito módulos o manual responde as perguntas básicas de um novo caçador de sombras, revelando os mistérios do mundo dos Nephilins, dos integrantes do submundo, e até mesmo dos demônios. Portanto, se você é um caçador de sombras em iniciação – ou se pretende se tornar um – esse manual servirá para tirar suas dúvidas a respeito do que realmente é ser um caçador de sombras.
Bem vindo e Parabéns. Você foi escolhido para se tornar um dos Nephilim. Em breve, se é que ainda não o fez, beberá do Cálice Mortal, ingerindo o sangue dos anjos, e se tornará um dos “Caçadores de Sombras”, batizados com o nome do fundador da nossa ordem. Você é protetor, defensor, cavaleiro errante em nome dos anjos. Será treinado para combater demônios, proteger mundanos e negociar com a complexa variedade de integrantes do Submundo. Sua vida será dedicava à busca do angelical contra o demoníaco. E quando morrer, será com glória.

maio 05, 2014

[Resenha] O Enigma das Estrelas – F.T Farah

Por Paola Aleksandra

Uma aventura eletrizante, um enigma perturbador Antes de ser queimado em praça pública, um padre amaldiçoa Morro do Ferro. Pouco depois, luzes misteriosas começam a perseguir seus moradores. O vilarejo mineiro, cercado por erosões sinistras, é o destino das férias de julho de cinco amigos: Jonas, Alfredo, Carola, Carmem e Vicentinho. No primeiro volume da saga Clube dos Mistérios, a turma é encorajada a acampar no topo do Morro dos Anjos. Uma experiência do outro mundo marcará suas vidas. Para sempre. Prepare-se para desvendar o enigma das estrelas. Mas tome cuidado. Alguém pode estar observando seus passos.
Juvenil || 160 Páginas || Cortesia Geração Editorial|| Skoob || Compare & Compre || Resenha da Day Farias
O motivo de eu ter pego esse livro pra ler, para começar, é o fato de que a sinopse dele me lembrou – e muito – um dos primeiros livros que li, reli e que acabou me marcando de verdade, o Além da Neblina. Embora eu não consiga explicar exatamente porque essa obra foi um “divisor de águas” para o meu eu leitor, que inegavelmente foi impactado por tal livro, foi a partir dessa história que eu finalmente percebi que livros podem não se limitar a ser um passatempo, podem ser uma porta para algo muito maior e mais incrível do que se pode esperar. Sou encantada por Além da Neblina até hoje – embora tenha medo de relê-lo agora e ele não ser mais tão incrível pra mim – e, por causa dele, sempre gosto de dar chance aos livros mais juvenis, mesmo que eles estejam totalmente fora dos meus gêneros favoritos atuais, e foi assim que meu caminho se cruzou com O Enigma das Estrelas.

Resenhas

© Livros & Fuxicos – Desenvolvimento com por Subir