[Fuxico] Enganada por uma capa #9


“Coluna em que mostro diferentes livros pelo mundo que utilizam imagens iguais (ou semelhantes), com o intuito de divertir e surpreender o leitor com tais paridades. Saiba mais AQUI”.
Olá galera, tudo bem? Hoje é dia de ‘Enganada por uma capa’! Faz tanto tempo que não posto essa coluna no blog que imagino que muitos de vocês tenham se esquecido dela – ou tenham imaginado que nunca mais me deparei com capas repetidas, o que definitivamente continua a acontecer. Como dois e dois são quatro, é certo que vire e mexe encontro capas semelhantes em livros diferentes, o que sem dúvida confunde e me diverte muito. Então vem comigo se surpreender ao conferir alguns dos meus últimos achados literários.
  
Sabe qual é o problema de livros com modelos nas capas? É que, pelo menos na maioria das vezes, as imagens são compradas de ensaios disponíveis em bancos de dados digitais, o que dá margem para a repetição: troca-se o fundo, acrescenta-se uma tatuagem, opta-se por mudar a cor do cabelo, mas ainda assim a base fotográfica é a mesma. Eu não vejo problema nisso, não mesmo, mas algumas vezes fico impressionada com a falta de criatividade no tratamento de uma imagem. Quer comprá-la em um banco online? Tudo bem, mas por favor, padronize-a de acordo com o livro. No caso da modelo ruiva só houve uma mudança de cenário – sem contar que o quê cargas d’água significa essa capa estranha de Solstice? Era para ficarmos com medo? Pelo amor! O vestido florido da mocinha realmente me deixou apavorada ¬¬.
Outros exemplos nesse estilo são as capas com os modelos de Música do Coração. Se vocês repararem a capa nacional é igual a internacional que, por sinal, é semelhante a inúmeras outras capas americanas. E sabe o que é pior? Quase todas são de new adults! Agora me diz, como é que não vou me confundir? É impossível não associar esses livros e imaginar que todos falem da mesma coisa. O mesmo vale para as capas semelhantes de The Marriage Bargain (adoro esse livro, e só por causa da capa fico na esperança de que seus “comparsas” sejam tão bons quanto ele), Wallbanger (que tem uma capa linda e simples, diferente de seu livro sósia que com uma mudança de fonte conseguiu deixar a capa brega – Pelo menos é o que eu acho! Risos), e A Mediadora (que, por favor, como um livro juvenil sobrenatural consegue ter a mesma capa que um romance sensual contemporâneo? Juro que não entendo a lógica por trás desse tipo de escolha).


  
 
    
 
 

Do outro lado da moeda temos capas com modelos que foram alteradas de uma maneira até que positiva, afinal o que conta não é a repetição, mas os detalhes de padronização. Por exemplo, as capas de Estrela e de Retribution, ambas usaram a mesma foto de base, mas com efeitos diferenciados deixaram as capas especiais e belas. Outro caso é essa da mocinha dos romances históricos (percebeu como unimos os livros? Nem tenho certeza se Lembre-se de morrer é histórico, mas acabei classificando-o como um com referência nas outras obras citadas), que de um mesmo ensaio deu vida a capas e livros diferentes. 
   
    
E por fim, a minha preferida, a de Near & Far. A imagem é de banco de dados, mas com a padronização olha como ela ficou bonita! Quando comparada com sua gêmea fica óbvio a diferença que um bom tratamento de imagem faz para a criação de uma capa. E vai, não é algo tão difícil assim, certo? 
  
Agora me digam, deu para se confundir, ou sou apenas eu que estou bancando a palhaça? O que eu não duvido, confesso, mas adoro essas confusões e trapalhadas!
Vale lembrar que essa coluna não tem a intenção de julgar as editoras envolvidas. O trabalho de produção de uma capa pode seguir três linhas: comprar os direitos autorais da capa original, produzir uma nova capa com imagem própria ou comprar uma figura em um banco de dados virtual para trabalhar em uma nova capa para o livro. Sendo assim, podem sim ocorrer coincidências entre as imagens provenientes dos bancos de dados do tipo online, fato que não desmerece o trabalho editorial de um livro.
Beijos,





Participe Aqui

34 comentários:

  1. Pelo menos na A mediadora retiraram um pedaço da capa, pq na outra o nariz ficou estranho o.O
    E no caso das 2 primeiras a de O segredo de Ella e Micha ficou legal, a outra realmente não faz sentido

    bjos
    Pah
    Lendo e Escrevendo

    ResponderExcluir
  2. Oi Paola!
    Adoro essa coluna! É muito legal (de uma forma estranha) comparar essas capas, e algumas bizarrices... :P Por falar em bizarrices, o que é essa capa de Solstice, hein? Viagem pura! o.O
    Realmente, quando é feito um bom tratamento na imagem, dá uma boa diferenciada da original... bem que todos podiam fazer isso ao usar imagens de bancos de dados!
    Bjuss...
    Paty Algayer - magicaliteraria.com

    ResponderExcluir
  3. Eu estava com saudades dessa coluna <3
    Concordo com você, um bom tratamento de imagem pode fazer milagres! Near & Far ficou divino, enquanto Solstice ficou um horror! hahaha

    Beeijos, Dreeh.
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  4. Nossa, confesso que eu nem sabia que isso acontecia.. fiquei surpresa e chocada!
    Mas claro, se é feito a compra num banco de dados óbviamente situações assim estão sujeitas a acontecer!
    Gostei da coluna :)
    Abs

    ResponderExcluir
  5. Oi Pah, tudo bem?

    Eu acho muito bizarro quando encontramos livros com os mesmos modelos na capa. No caso de Ella e Micha, pelo menos tem uma mudança para a capa de Solstice. Mas já A Mediadora e o livro da Lori Foster... só o que muda é o título ¬¬"

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  6. Nossa, já vi tantas capas iguais que realmente chega a ser engraçado. Ainda bem que nunca associo os modelos de capa aos personagens, sempre eu mesma imagino como eles são, porque senão, imagina a decepção de ter vários iguais? kkk

    ResponderExcluir
  7. Oi Pah,

    Realmente o banco de imagens causa uma confusão danada com capas semelhantes né?
    Gosto muito quando as editoras acabam optando por um outro recurso e a capa fica mais exclusiva.
    Falando em The Marriage Bargain gostei muito da capa que a editora Leya colocou no livro, se não me engano eles pegaram a capa usada em Portugal e ficou mil vezes mais bonita e divertida do que a americana.

    bjs
    Tais
    http://www.leitorafashion.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá, Paola
    Essa coluna é bem divertida. Dos casos que você mostrou o pior é o da mediadora e Beguiled, nada mudou, apenas o título.

    ResponderExcluir
  9. Oi Pah, já estava com saudade desse post. Amaram a segunda fotooo kkk quatro livros! Pessoal! Que falta de criatividade kk #vamosmelhorar Pelo menos na terceira foto esta em angulos diferentes kkk Realmente o angulo do nariz ficou muuito estranho haha Ficou um orifício meio grande Pah hahaha

    ResponderExcluir
  10. Oi Pah, já estava com saudade desse post. Amaram a segunda fotooo kkk quatro livros! Pessoal! Que falta de criatividade kk #vamosmelhorar Pelo menos na terceira foto esta em angulos diferentes kkk Realmente o angulo do nariz ficou muuito estranho haha Ficou um orifício meio grande Pah hahaha

    ResponderExcluir
  11. Oi.
    A capa de O Segredo de Ella & Micha - que na minha opinião é muito mais bonita que a de Solstice - pode até ter a mesma foto da modelo, mas a capa de Solstice é muito estranha.Ainda estou tentando entender o significado dessa capa.
    Adorei a capa de Near & Far e concordo com você : faz muita diferença o que um bom tratamento de imagem faz para a criação de uma capa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Nossa, já sabia que isso acontecia, mas nunca tinha parado para ler algo sobre isso. Dá sim para confundir haha Cá pra nós, eu não suportei a capa de "Solstice"...

    beijos :)

    ResponderExcluir
  13. Amei esse post! cai na gargalhada aqui. E concordo com você em relação a livros de new adults que parece que todas as capas são iguais, eu fico perdida!
    kkk

    bjos
    Leitura de Ouro
    https://leituradeouro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Por incrível que pareça, nunca encontrei por mim mesma capas repetidas. Ou encontrei e não reparei, não sei, mas adoro ver as repetições, e é incrível mesmo a diferença de Near & Far e a sua gêmea haha. Adoro essa coluna

    ResponderExcluir
  15. Nao savia que tinha isso , nossa fica bem confuso mesmo essas capas e o pior e que tem capas que pareçe photoshop tipo só pego colo e fez. bagunças no fundo '--'

    ResponderExcluir
  16. Adorei a coluna! eu nem tinha ideia de que isso acontecia. Sei que não se pode julgar um livro pela capa, mas acho que eu não leria Solstice... muito bizarra a capa!! rsrs

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  17. Cara que coisa bizarra haha! Como eu nunca tinha reparado isso? Confesso que tenho abuso de capas com pessoas/modelos.... acho que por isso nunca reparei essas repetições que em muitos casos só ressaltam o capricho (ou a falta) que algumas editoras tem com os seus livros

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Eu já havia percebido a semelhança da mocinha dos livros históricos a um bom tempo e fiquei bem empolgada e curiosa sobre como foi a escolha da capa.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  19. Nunca tinha reparado nesses detalhes, mas certamente que também considero um fato estranho utilizar modelos de capas iguais em livros diferentes... de qualquer forma não acho isso legal, perde-de a originalidade. Se existe mesmo um banco de imagens, deveria ser obrigatório informar se já foi usada e onde foi usada assim evitaria esse tanto de capas iguais.

    ResponderExcluir
  20. Oi Pah!

    Acho que sou a pessoa mais desligada do mundo só quando eu vejo a coluna percebo as capas iguais...kkkkkk
    A diferença entre Near & Far e sua sósia é gritante..e viva o tratamento da imagem hehehe
    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Adorei a coluna. Não a conhecia e gostei da forma como ela é feita.
    Realmente, tratar uma imagem em photoshop não é difícil. Pra quem mexe com isso, haha.
    Tem algumas capas que até ficam legais, são dados efeitos que dá pra diferenciá-las, agora outras que só rindo mesmo. Pelamor! Tipo a de Solstice.

    ResponderExcluir
  22. Oi Pah,
    Toda vez que leio essa coluna, eu só penso no trabalho que ela dá, só nisso.
    Mas eu gostei, e cara, fico surpresa como as editoras são capazes de contratar designers que fazem tanta besteira nas capas.
    Parabéns pelo post,
    Ana.
    http://www.umlivroenadamais.com/

    ResponderExcluir
  23. aaah, que saudade que eu estava desta coluuuuuna ;~~
    nossa, essa capa de Solstice não combinou nada... achei horrivel!
    tem algumas tão parecidas, mas tãããão parecidas, que se não olhar o nome do autor nem dá para perceber que não é o memso livro :S:S

    ResponderExcluir
  24. Olá Pah!
    Uau, nunca tinha ouvido falar nessa coluna, até porque eu sou um leitor novo do blog, mas eu adorei de verdade. Nunca reparei que existem capas "parecidas". Sempre achei que era ilegal ou algo do tipo. Enfim, essa capa do livro Solstice ficou beeeem estranha rsrs...
    Amei as comparações, continue fazendo essa coluna!

    ResponderExcluir
  25. Nhaaa! Eu não me esqueci dessa coluna, não, senhora! Haha
    Acho que a menina ficou com uma coloração meio estranha em Solstice, mas acabei gostando mais dessa capa.
    Então, pra mim esse negócio de livros do mesmo gênero e com capa igual realmente deixa duas impressões: uma negativa, porque parece que é tudo a mesma coisa e tal; e uma positiva, pois é algo que pode incentivar a ler e esperar que a história seja tão boa quanto a do seu xará de capa.
    Achei Estrela e Retribution muito lindas, independente de terem a mesma foto de base.

    ResponderExcluir
  26. Oi Pah! Nossa fiquei impressionada com algumas, na verdade eu sou da opinião que as capas deveriam ser feitas exclusivamente para o livro =/

    Amei o post! Parabéns!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  27. Não consigo não me irritar com esses capas "repetidas", sério! Principalmente quando me deparo com capas exclusivas criadas para os livros como os de A Seleção, com sessões de fotos elaboradoras, modelos escolhidas a dedo. Se estão investindo num projeto, por que não terem o mesmo cuidado e carinho? Ok, sei que para autores indie o furo é mais embaixo e tudo muito caro, mas para grandes editoras? Pelo menos podiam ter mais criatividade. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  28. É um horror isso, cadê a criatividade gente? isso é muito feio, quando vi esse psot achei que era a comparação de capas do mesmo livro, mas depois que vi q eram livros diferentes... ¬¬

    ResponderExcluir
  29. Oi!
    Um dos motivos que eu não gosto dessas capas com pessoas da série A mediadora é que elas não passam nada sobre a história. Só faz a gente confundir com algum romance mais caliente.

    Beijão!

    ResponderExcluir
  30. No quesito capa grande parte das editoras estão de parabéns aqui no Brasil. Muito linda a capa da Mediadora!

    ResponderExcluir
  31. Adorei o post. Confesso que nunca havia me deparado com essa situação.
    Sabe quando também pode ser uma saia justa? Nas gincanas de blogs literários em que há desafio de capas... rsrs

    Bjok

    ResponderExcluir
  32. Sou tão "nova" no mundo literário que nem sabia que isso acontecia! :( Ahh até concordo que pode acontecer, que poderiam trabalhar mais em uma foto comum, mas no fundo meu sentimento foi de que parece desdém não se preocuparem em colocar uma capa única, especial, escolhida pelo contexto.. acho que sou mesmo é uma sonhadora romântica.. :(

    ResponderExcluir
  33. Oii Pah!
    Adoroo essa coluna! haha
    Capas parecidas me confundem também, sempre tenho que prestar bastando atenção!
    Essa capa de Solstice ficou bem estranha mesmo kkkk

    Beijos!

    ResponderExcluir
  34. Nossa eu nem sabia que isso acontecia antes de ver esse post. Muito estranho isso de trocar o fundo, o cabelo ou colocar uma tatuagem.
    Fiquei até decepcionada quando vi a capa de Solstice, porque eu acho a capa de O Segrado de Ella & Micha muito linda, e foi só trocar o fundo e o cabelo que a capa ficou feia.
    Amei o post !

    ResponderExcluir