outubro 29, 2014

[Resenha] Garota Exemplar – Gillian Flynn

Uma das mais aclamadas escritoras de suspense da atualidade, Gillian Flynn apresenta um relato perturbador sobre um casamento em crise. Com 4 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo o maior sucesso editorial do ano, atrás apenas da Trilogia Cinquenta tons de cinza , “Garota Exemplar” alia humor perspicaz a uma narrativa eletrizante. O resultado é uma atmosfera de dúvidas que faz o leitor mudar de opinião a cada capítulo. Na manhã de seu quinto aniversário de casamento, Amy, a linda e inteligente esposa de Nick Dunne, desaparece de sua casa às margens do Rio Mississippi. Aparentemente trata-se de um crime violento, e passagens do diário de Amy revelam uma garota perfeccionista que seria capaz de levar qualquer um ao limite. Pressionado pela polícia e pela opinião pública e também pelos ferozmente amorosos pais de Amy , Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamentos inapropriados. Sim, ele parece estranhamente evasivo, e sem dúvida amargo, mas seria um assassino? Com sua irmã gêmea Margo a seu lado, Nick afirma inocência. O problema é: se não foi Nick, onde está Amy? E por que todas as pistas apontam para ele?

Thriller | 448 Páginas
|
Cortesia Editora Intrínseca |
Skoob | Compare & Compre | Classificação: 5/5
Ainda estou surpresa com a magnitude dessa história. Eu sou
uma garota de romances, de histórias previsivelmente encantadoras e perfeitas,
do tipo que terminam de uma maneira bela, feliz e eterna. Entretanto, mesmo
receosa, fui conquistada pela narrativa inovadora da autora Gillian Flynn, que optou por mostrar
uma faceta obscura e psicótica dos casamentos, indo muito além do “viveram
felizes para sempre”. A trama é intensa, confusa, surpreendente e dolorosamente
real. Aqui as aparências enganam, a lógica é trapaceada pela imaginação, e os
personagens são de carne e osso: rancorosos, vingativos, mentirosos… Nunca
imaginei que diria isso, mas Garota
Exemplar
é um dos melhores e mais verdadeiros livros que já li. E isso não
significa que a história seja um reflexo puro de nossa sociedade, mas sim que a
trama é capaz de mostrar com veracidade a obscuridade da mente humana – o que,
sem dúvida, dá margem para infinitas reflexões sobre quem nós verdadeiramente
somos sem máscaras e sem falsidades.

O amor faz você querer
ser um homem melhor – certo, certo. Mas talvez o amor, amor de verdade, também
lhe dê permissão para ser apenas o homem que é.

O livro é narrado sob duas perspectivas (intercaladas entre
presente e passado): a de Nick, que descobre que sua mulher desapareceu e segue
os dias a procura dela; e a do diário de Amy, que retrata o casamento dos dois,
mostrando as falhas de Nick como marido e dando vida ao medo que ela estava
sentindo de seu esposo. De começo a leitura é meio arrastada entre as reflexões
emocionais de Nick, entretanto em menos de cinquenta páginas o clima do livro
esquenta e as dúvidas começam a afligir o leitor. O fato é que os pontos de
vista dos protagonistas são completamente discrepantes, de forma que enquanto
Nick descreve uma esposa fria e um casamento desmoronando, Amy escreve sobre
amor, recomeços, e um Nick alheio às tentativas de reconciliação de sua esposa.
Portanto a grande dúvida da trama não é apenas a respeito do que realmente
aconteceu com Amy, mas sim de quem, nesse emaranhado de emoções e lembranças,
está dizendo a verdade: Nick, com sua frieza e indiferença calculada, ou Amy,
com seu sorriso dócil e memórias calorosas? E o charme da história é que,
independente de nossas teorias, a autora consegue surpreender completamente o
leitor, deixando-nos de queixo caído com seu talento e criatividade. 

Essa era minha décima primeira mentira. A Amy de hoje era
agressiva o suficiente para você às vezes querer machucá-la. (…). Minha
esposa não era mais minha esposa, mas um nó de arame farpado me intimando a
desfazê-lo, e eu não estava à altura do trabalho, com meus dedos grossos,
insensíveis e nervosos.

Por tratar-se de uma narrativa intercalada cada capítulo me
fez acreditar em um final diferente. Em um primeiro momento eu acusei Nick pelo
sumiço de sua esposa, depois quis de todo meu coração que a culpa não fosse
dele, só para em um novo momento querer estapeá-lo com todas as minhas forças –
sendo sincera, cheguei ao ponto de ofendê-lo com nomes pouco bonitos. Já Amy sempre
foi uma incógnita, me conectei com seus diários, com as lembranças de seus pais
carinhosos e ainda assim abusivos, com suas reflexões a respeito dos
relacionamentos amorosos, e com sua esperança em salvar seu casamento. Como já
disse, eu sou a garota dos romances, e foi deliciosamente emocionante ver a
personagem detalhar seu amor por Nick: o primeiro encontro, o primeiro beijo,
as piadas internas, as noites de riso e cumplicidade. Porém, mesmo torcendo por
ela, a Amy descrita por Nick me enojava, então eu não sabia em quem acreditar,
o que esperar ou, principalmente, o que supor que aconteceria com eles. E tal
confusão só fica mais intensa com o passar das páginas e conforme a autora vai
revelando a mente inteligente e monstruosa de seus personagens. Tal leitura foi
completamente misteriosa e inesperada, simplesmente não tenho palavras para
descrever a intensidade dramática e emocional contida nessas páginas. Ou
melhor, talvez eu tenha uma palavra: majestosa.  
Além do romance, do mistério, da crítica velada às
aparências, e da construção de personagens reais e psicologicamente perturbados,
a autora também faz uma boa crítica às convenções sociais, as mídias televisivas
mentirosas e gananciosas, e a mudança na forma de propagação da informação – fato
que eu apreciei porque dá abertura para a discussão de profissões como o
jornalismo, por exemplo, que sofreu (e ainda sofre) com a era digital. Outro
ponto positivo é o final impactante que a trama reserva. Nunca imaginaria algo
assim, tão comum e perturbador. Fiquei horas refletindo, dissecando e tentando
compreender os motivos por trás das ações de Amy e Nick, mas, ainda assim, não obtive
sucesso. E esse é o diferencial da narrativa da autora, ela gera reflexão,
confusão e, de certa maneira, a aceitação do impossível, a banalização das mentes
insanas. Sem contar que essa leitura marca
o leitor pelo fato de enganá-lo, confundi-lo e surpreendê-lo repetitivamente,
de forma que o sentimento final é: como é que eu não pensei nisso antes?
De fato Garota
Exemplar
possui tantas camadas que é possível compreendê-lo e lê-lo de
diversas maneiras. É como se cada palavra tivesse mil significados
contraditórios, fazendo com que cada leitor enxergue a trama de um modo
diferente. Eu mesma, por exemplo, vi aqui romance, mentira, destruição, verdade
nua e crua, e loucura. Já vocês poderão tirar conclusões completamente
diferentes. E isso é tão grandiosamente incrível, pois torna o livro ainda mais
humano e único, porque é definitivamente isso que o livro aborda: as nuances
diferentes e incompreensíveis da mente humana, mentes maníacas, mas ainda assim
humanas. Simplesmente amei!
• Adaptação
Cinematográfica •
O livro Garota
Exemplar
, como a maioria de vocês já sabe, foi adaptado para o cinema. A
estreia ocorreu no início de outubro e, pelo menos até o momento, a adaptação ganhou
ótimas críticas dos fãs e da Academia – dizem as más línguas que o filme será
um dos grandes indicados para o Oscar. O fato é que eu ainda não assisti ao
longa-metragem e que estou MUITO ansiosa para fazê-lo. Dá uma olhadinha no
trailer:
Incrível, não é mesmo?
Beijos,

Participe Aqui

confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe uma resposta para Nathalia SimiãoCancelar resposta

33 Comentários

  • Reinaldo Mortari JR
    25 outubro, 2015

    Fiquei com vontade de ler este livro. Acabei de ler A Garota na Teia de Aranha, Será que vou gostar deste?

  • Reinaldo Mortari JR
    25 outubro, 2015

    Acho que vou comprar esse livro, acabei de ler A Garota na Teia de Aranha, será que vou gostar deste?

  • Reinaldo Mortari JR
    25 outubro, 2015

    Fiquei com vontade de ler este livro. Acabei de ler A Garota na Teia de Aranha, Será que vou gostar deste?

  • Hellen Bressan
    06 abril, 2015

    Ameeei esse livro, preciso procurar ele para ler aqui na minha cidade.. Adoro romances, mas gosto mais ainda de um drama bem feio <3

  • Denise Crivelli
    03 novembro, 2014

    A curiosidade para ler esse livro é enorme, parece ser uma história tensa na qual faz você devorar o livro. Gostei da resenha e isso me deixou mais curiosa ainda, quero assistir o filme parece ser bom.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

  • Gabriela Eing
    03 novembro, 2014

    Eu nunca li livros desse tipo, mas já assisti a muitos filmes e eu amo esse tipo de história! Eu acho que vou amar esse livro!
    http://www.s2nopiquedamoda.blogspot.com.br

  • Gabriela Eing
    03 novembro, 2014

    Eu nunca li livros desse tipo, mas já assisti a muitos filmes e eu amo esse tipo de história! Eu acho que vou amar esse livro!
    http://www.s2nopiquedamoda.blogspot.com.br

  • Anne Viana
    02 novembro, 2014

    Tenho esse livro aqui a um tempinho mas ainda não li…preciso ler logo pra ver o filme =P
    não curti essa capa do filme..prefiro a capa original 🙂

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

  • Rafaella Abreu
    02 novembro, 2014

    Não vejo a hora de ler esse livro, ainda mais sabendo que já tem a adaptação, me deixa muito animada!!! Gosto desses livros que nos fazem refletir, assim como você disse na resenha Pah, com certeza vou ler com expectativas!

  • LivrosSeries Melodias
    01 novembro, 2014

    Quero muito ler e ver o filme, me disseram que são bons os dois. Queria ver o filme primeiro.

  • Crislane Barbosa
    01 novembro, 2014

    Oi!
    Esse livro é incrível!
    É uma história perturbadora, mexeu comigo. Assim como acho que mexeu com muita gente.

    Spoiler!
    Amy é uma mulher extremamente perturbada. Como ela funciona? Que mente brilhante e perturbadora essa mulher tem. tadinho do Nick ter que ficar com ela depois de tudo que ela fez.
    Fim de spoiler!

    Pah, já assistiu o filme? O que achou?
    Muita coisa foi tirada e modificada, o filme assim mesmo ficou incrível. Rosamund Pike deu vida a uma ótima Amy.
    Beijos!

    • Paola Aleksandra
      Paola Aleksandra
      03 novembro, 2014

      Oi Cris!

      Pois é, que mente essa personagem tem! É estranho dizer que, em alguns momentos, admirei ela? rsrs
      Ainda não vi o filme, mas estou MUITO ansiosa! Pena que parou de passar no cinema da minha cidade 🙁

      Beijos

    • Crislane Barbosa
      04 novembro, 2014

      kkkkkkkkkk
      Acho que é não é estranho não. Queria ter a mente brilhante dela, mas usaria para o bem. 😉
      Ah! Que pena, Pah.

  • DeebAmorim
    01 novembro, 2014

    Sei que esse livro tem sido sensação, mas nunca tive vontade de ler. Pensei que fosse alguma história massante sobre casamento, mas pela sua resenha parece que é muito mais que isso! Aguçou minha curiosidade, e muito! Pretendo ler antes de ver o filme 😛

  • BiaRoz
    31 outubro, 2014

    Haaaaaaaaaa… Consegui pedir o meu, agora é aguardar chegar ler e depois curtir o filme.
    Ansiosa.

  • Estante Diagonal
    31 outubro, 2014

    Este filme é um conflito sem fim, quando achamos que já sacamos tudo vem outra coisa e te surpreende, amei o filme o que me fez querer ler o livro para obter mais detalhes!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

  • Rayme
    30 outubro, 2014

    já eu só tenho conhecimento da história através do filme. não li o livro ainda, mas assisti ao filme e amei.
    aparentemente as histórias são bem parecidas, mas eu pretendo ler ele ainda! 😀
    tive essas mesmas sensações que você enquanto assistia o filme e via o Nick, até compreender tudo o que estava se passando na realidade.
    ainda não sei se tenho mais raiva dela ou dele no final das contas kkkkkk

  • Nathalia Simião
    30 outubro, 2014

    A primeira vez que eu vi esse livro eu jurava que era um romance, fiquei até boba de descobrir pelas resenhas o que o livro trás. Eu meio que já sei o que acontece e fiquei mais boba ainda mas mesmo assim ainda quero muito ler pra descobrir tudo o que a autora montou, tudo o que os personagens dela pensam e são.

  • Ingrid Moitinho
    30 outubro, 2014

    Esse livro me chamou atenção desde que eu li a sinopse pela primeira vez e o fato de ter sido adaptado para o cinema o torna ainda mais instigante para ser lido, Ele é bastante interessante, ainda mais por não ser um romance fantasioso e sim mais pro real. Me deixa bastante curiosa e agora com mais uma resenha positiva minha vontade de lê-lo só aumenta.

  • Desbravadores de Livros
    30 outubro, 2014

    Eu tenho muita curiosidade sobre esse livro, até porque ele carrega as características que eu adoro: narração intercalada, personagens perturbadores e reais e análise psicológica.
    Sua resenha ficou muito bem feita e, sem dúvidas, me convenceu a ler a obra.
    Já coloquei na minha listinha de desejados.

    M&N | Desbrava(dores) de livros – Participe do nosso top comentarista de outubro

  • Anônimo
    30 outubro, 2014

    Maior e mais verdadeiro livro? Sim e pela nota parece ser incrível mesmo, já vi outras resenhas sobre o livro, que parece ser bem elaborado com tramas, dramas e incríveis reviravoltas, que surpreende mesmo! O trailer me deixou meia confusa, mas tenho certeza de que o livro parece ser bem melhor!
    Beijos Paola, ThaynáQ.

  • Aline Machado
    30 outubro, 2014

    Oi Pah!!
    Assim como você também sou uma garota de romances e finais felizes mas não resisti à "Garota Exemplar". Nossa esse livro me deixou boba, eu imaginei mil coisas para o desfecho da história e confesso que apesar de não ter gostado muito do final (pois não era exatamente o que queria depois de todos os acontecimentos) eu amei a nerrativa da autora, todos os acontecimentos que me envolveram demais…enfim…o final que não me agradou muito foi pequeno perto desse grande livro. Eu amei!! O meu é com a capa antiga, eu bem queria essa com o Ben Afleck hahahahahaha…Não assisti ao filme ainda, louca pra ver!!
    Beijos!! 🙂

  • Juliana Holdefer
    30 outubro, 2014

    Louca pra assistir o filme, mas por mais que ele me pareça legal, não sinto uma vontade gigante de ler o livro :/ EU adorei as duas capas que o livro tem agora, tanto a preta, quanto essa do filme *-*

  • Leticia
    30 outubro, 2014

    Oi Paola
    Sabe que eu até gosto de personagens psicologicamente perturbados..rs
    Eu ainda não tinha visto uma resenha tão completinha desse livro até agora.
    Até me convenceu a ler o livro.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

  • Neny
    30 outubro, 2014

    Eu quando comecei a ler não conseguia largar e ficava ohh ohh ohh o tempo todo rs,
    a autora criou uns personagens tão bons, eu amei.
    Quando foi chegando no fim e fiquei agora chega, mas vai a autora e me surpreende novamnete, que final foi aquele O.O adorei do começo ao fim,
    o filme não vi ainda, espero que tenha bem feito,
    beijos.

  • RUDYNALVA
    30 outubro, 2014

    Pah!
    Pelo que senti foi totalmente arrebatada pelo livro e é tão bom quando um livro nos causa essa sensação.
    O livro tem um tema diferenciado e quando vem acompanhado do lado psicológico dos protagonistas e da mídia, fica ainda mais emocionante.
    Não li o livro… ainda.
    Não vi o filme… ainda, mas já amei a música She, adoro!
    cheirinhos
    rudy

  • Bárbara Carollo
    30 outubro, 2014

    Oi Pah!
    Eu não conhecia esse livro até a divulgação do filme rolar. Depois que você comentou sobre ele em um dos seus vídeos fiquei com vontade de lê-lo, mas só vou colocá-lo em minha lista agora, depois de ler sua resenha 🙂
    Adoro livros que mexem com nossas emoções, que tem mistério, romance e um final que não conseguimos prever. Este parece ter todas essas características!
    Gostei muito da resenha e obrigada pela dica! Vou tentar ler o mais rápido possível para assistir o longa 😉
    Beijos,

    versosenotas.blogspot.com.br

  • Amália Teles Machado
    29 outubro, 2014

    Já estava super ansiosa para ler esse livro, mas sempre deixava para depois e ia lendo os que já tinha, mas depois dessa resenha, amanhã mesmo vou comprar. Fiquei curisa para ler!!

  • Suelen Mendes
    29 outubro, 2014

    Duas coisas me fazem desejar esse livro pra ontem,primeiro que lançaram o filme e segundo que a capa que lançaram nova por conta do filme não é mto bonita a velha é beeeeeeeeeeeeeeeeeem melhor e quero comprar antes que saia de linha kkk
    O livro tenho certeza que vou amar,só ouço elogios.
    Bjus

  • Ana Carolina
    29 outubro, 2014

    Oi Pah!
    Confesso que quando lançou Garota exemplar não dei muita bola, passou um tempo e veio a noticia que o livro iria para a telona e então eu vi o trailer e pensei comigo "o pq eu ainda não tinha lido o livro". Agora estou super curiosa pra ler e quero muito ver o filme.
    Beijos.

  • Andréia Renata
    29 outubro, 2014

    Oi Pah, tudo bem?
    Estou com muita vontade de ler esse livro! Raramente leio algo do gênero pois não curto muito ficar aflita com as minhas leituras, sabe? E Garota Exemplar me dá essa impressão, mas a cada resenha que leio fico mais e mais curiosa.
    P.S. Te mandei um e-mail.
    Abraços,
    Andréia – StarBooks

  • Planet Pink
    29 outubro, 2014

    Oi Pah!
    Eu to muito curiosa/ansiosa por esse filme! Pra ler o livro então, nem se fala. Ele parece muito bom e instigante.
    Beijos

  • Segredos em Livros
    29 outubro, 2014

    Tenho taaanta vontade de ler esse livro. Está na minha lista de desejados faz tempo. Adorei a sua resenha e fiquei ainda mais curiosa sobre a trama. Quero ler logo para poder ver o filme. Beijos, Fê