[Resenha] Ligeiramente Casados – Mary Balogh

À beira da morte, o capitão Percival Morris fez um último pedido a seu oficial superior: que ele levasse a notícia de seu falecimento a sua irmã e que a protegesse Custe o que custar!. Quando o honrado coronel lorde Aidan Bedwyn chega ao Solar Ringwood para cumprir sua promessa, encontra uma propriedade próspera, administrada por Eve, uma jovem generosa e independente que não quer a proteção de homem nenhum. Porém Aidan descobre que, por causa da morte prematura do irmão, Eve perderá sua fortuna e será despejada, junto com todas as pessoas que dependem dela... a menos que cumpra uma condição deixada no testamento do pai: casar-se antes do primeiro aniversário da morte dele o que acontecerá em quatro dias. Fiel à sua promessa, o lorde propõe um casamento de conveniência para que a jovem mantenha sua herança. Após a cerimônia, ela poderá voltar para sua vida no campo e ele, para sua carreira militar. Só que o duque de Bewcastle, irmão mais velho do coronel, descobre que Aidan se casou e exige que a nova Bedwyn seja devidamente apresentada à rainha. Então os poucos dias em que ficariam juntos se transformam em semanas, até que eles começam a imaginar como seria não estarem apenas ligeiramente casados... Neste primeiro livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos apresenta à família que conhece o luxo e o poder tão bem quanto a paixão e a ousadia. São três irmãos e três irmãs que, em busca do amor, beiram o escândalo e seduzem a cada página.
Romance de Época| 288 Páginas|  Cortesia Editora Arqueiro| Skoob | Compare & Compre| Em oferta na Amazon | Classificação 4/5
É impossível resistir aos romances que, assim como Ligeiramente Casados, são construídos com o passar do tempo. O foco da história de Mary Balogh está no casamento de conveniência. Contudo, por mais previsível que o enlace romântico pareça, a trama conquista o leitor ao dar vida a um relacionamento que cresce e floresce na sinceridade do convívio diário, e não na centelha de uma paixão instantânea. Unindo duas pessoas completamente diferentes – com sonhos, prioridades e de classes sociais distintas – a autora leva o leitor a experimentar o que o amor tem de melhor: sua capacidade de derrubar barreiras sociais e emocionais.  

O Coronel lorde Aidan foi encarregado de transmitir a informação da morte do capitão Percival Morris e de cuidar, custe o que custar, de sua jovem irmã. Tal promessa faz com que ele tire dois meses de licença em seu posto de combate e parta em direção ao solar da família da senhorita Eve Morris. O motivo do encontro deixa a jovem desconcertada com a perda de seu querido irmão e assustada com a perspectiva do futuro que a aguarda. O fato é que a morte precoce de Percival deixou Eve, e todos aqueles que ela mantem sob sua proteção, sem teto e sem a quem recorrer – afinal, seguindo o testamento de seu falecido pai, por não ser casada ela perderá toda a fortuna da família. Aidan, tomado pelo senso de obrigação de cumprir a promessa que fez, pede Eve em casamento, propondo um enlace de aparências que seja forte o suficiente para não deixar a jovem desamparada, mas que não siga as linhas tradicionais do matrimônio. A sugestão é simples: eles se casam, celebram com os amigos e familiares a união para comprovar sua legalidade, e na manhã seguinte Aidan partirá e eles nunca mais precisarão se ver. Acordo que sabemos que, de maneira alguma, irá funcionar. 

O ponto alto do livro é que a característica que pensamos ser previsível, que é o romance, faz-se totalmente inesperada ao longo da narrativa. Aidan e Eve não são tomados pelo desejo assim que se encontram, existe interesse e cortesia entre o dois, mas o acordo que firmam não passa disso, um acordo. Em nenhum momento o casal pensa em tornar sua união verdadeira, por isso é surpreendente e encantador ver o convívio – que vai ser imposto a eles graças aos seus familiares amorosos e intrometidos – mudar o que sentem. E mesmo que o leitor espere que isso aconteça, a personalidade antagônica dos protagonistas torna a união admirável. Isso porque Aidan é frio e impessoal, enquanto Eve é calorosa e amorosa. Ele é de uma família tradicional da nobreza, não planeja ter uma família e muito menos pensa em abandonar seu trabalho. Já ela é a filha de um burguês, sonha com o amor e com o dia em que terá seus próprios filhos. De fato, eles não são compatíveis, mas ainda assim aprenderam a reconhecer no outro aquilo que seu coração mais deseja: amor verdadeiro, respeito, companheirismo e compreensão mútua. E é tão bonito ver eles cederem ao amor, abrindo seus corações para a enxurrada de sentimentos que estão experimentando. Fora que nesse processo passamos a conhecer mais de seus anseios e medos, o que faz o leitor se conectar completamente com o casal. Fato que eu adorei!
Em linhas gerais a narrativa da autora é rápida e envolvente, fugindo do clichê e descrevendo sentimentos reais e emocionantes. E indo além do romance e dos personagens principais, a obra encanta por ser mais tradicional com os costumes de época e por apresentar histórias paralelas a do casal (nesse ponto saliento para os vários irmãos de Aidan, que colaboram para o desfecho do romance entre Eve e Aidan). Portanto, entre tantos pontos positivos, só posso dizer que adorei a obra e a escrita da autora. Foi uma bela surpresa a emoção contida nessas páginas, mas sou suspeita pois adoro livros desse gênero.
• Sobre a Série •
Ligeiramente Casados é o primeiro volume da saga Os Bedwyns, composta no total por seis livros, cada um narrando a história de um casal diferente. 

Beijos,


Participe Aqui

30 comentários:

  1. Oi Pah, ainda não conheço a escrita da autora, mas estou doida para ler este livro dela! *-*
    não sabia que a série seria tão grande assim, imaginava 3 ou 4 livros só kkkkk
    adoro essas autoras que fazem um livro para cada casal. é tão lindo! *-*
    e este tipo de trama que a autora faz também me agrada demais. tipo, é impossível eu não me animar com uma leitura dessas! ;~~

    ResponderExcluir
  2. Ahh como quero esse livro! Ele parece ser tudo que eu espero, essa cortesia que existe antes me chama muita atenção. Não tenho dúvidas que ia gostar de ler ele.
    E ainda tem uma mistura de costumes da época, o que melhora mais ainda.
    Amei a resenha Pah!

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Pá, falei de você no meu blog...
    Sabe eu não gosto de livros épicos, mas o fato de serem vários livros, ah isso eu gosto.
    Então talvez, seja um livro que eu venha a ler futuramente, já que venho muitas resenhas sobre.
    Beijos
    www.estilogisele.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Pah, sabe que, por mais que eu curta amores explosivos, prefiro muito mais esses que surgem aos poucos, da convivência diária. Para mim, são os mais duradouros e verdadeiros. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  5. Esse livro deve ser muito bom!!!!! Adorei a resenha!!!!

    http://bookaholicteam.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Pah, estou louca por esse livro, para mim, foge do comum, já estou cansada de livros em que todos estão sedentos por uma atração, ou que ficam escondendo sentimentos. Esse livro tem tudo que eu gosto, algo inusitado os une por conveniência e honra, e o amor vem paulatinamente, amo quando isso ocorre, amo quando nasce e floresce o amor, e nada tão mágico e rápido. Estou ansiosa por essa leitura! Agora fiquei mais ainda!

    ResponderExcluir
  7. Olá, Pah.
    A premissa do livro é bem comum e clichê, mas aposto no bom desenvolvimento da autora para que o livro fiquei muito interessante. E, confesso, às vezes é até bom ler alguns livros que já imaginamos o final desde o início. rs
    Espero gostar tanto do livro quanto você.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de dezembro

    ResponderExcluir
  8. O que achei muito legal nesse livro foi que o amor que nasce entre o casal não é instantâneo, pois odeio isso.
    Gostei também do fato da autora fugir dos clichês.
    A resenha tá excelente! Bjs, Pah <3

    ResponderExcluir
  9. Eu estou tentando abrir um pouco o leque dos gêneros que eu gosto e os romances de época estão ganhando meu coração http://luanna-porto.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Parece ser uma linda estória adoro livros em que o sentimento cresce aos poucos e ao longo do tempo mas eu não costumo muito ler livros de época espero que eu goste.

    ResponderExcluir
  11. Estou doida pra ler esse livro, curto muito romance de época e esse parece ser ótimo, essa série promete!

    ResponderExcluir
  12. Acho esses livros em que ambas personagens sentem uma atração instantânea soa como algo um tanto digamos que superficial na trama. Acho que esse livro tem tudo para ir pra minha lista de favoritos, embora AINDA não o possua, a sinopse parece ser bem convidativa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. As capas dessa série lá fora são tão feinhas. Tenho muita vontade de ler esse livro, apesar de achar bem previsível a história, parece ser um romance super gostoso.

    ResponderExcluir
  14. Oi Pah, tudo bem?
    Estou começando a ler romances históricos agora e estou juntando algumas das suas indicações e resolvi acrescentar esse livro à lista. Ótima resenha.
    Beijoss,
    Natasha

    ResponderExcluir
  15. Ahhhh Pah eu adorei o livro, ele me fez eu me apaixonar ainda mais por romances históricos! E estou louca pelo próximo já! Mesmo com toda a frieza do Aidan ele me conquistou! Amei amei!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  16. Oi Pah,
    Ahh, eu adoro romances de época, é tão bom!!
    Estou me "segurando" para não comprar este livro, pois pretendo esperar o lançamento dos demais livros para ler na sequência (é torturante ter que esperar, mesmo que as histórias sejam independentes). rs
    Este livro me lembrou o Pode Beijar a Noiva. Você já leu?
    Adorei a resenha!
    Beijos,

    versosenotas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem Pah?
    Nao conheço a autora, e ainda não li nenhum livro dela.
    Já havia visto o livro mas não tinha me interessado pela historia, confesso que pensava que a trama era bem previsível e a narrativa meio lenta por ser um romance de época, mas ver a sua resenha aqui me fez mudar de opinião. Parece uma história muito cativante e linda de se ler! *---*
    Só me desanimou pois achava que era um livro único, não uma serie ainda por cima de seis livros ! Kkkkk
    Mas deve ser uma serie lindíssima e apaixonante ainda mais por cada livro contar a historia de cada casal <3
    Mal posso esperar pra ler.
    Bjs

    ResponderExcluir
  18. amei amei ameiii!! amei a forma como encaram o casamento, já que nessa época era algo muito importante, um laço para a eternidade..
    Amei a trama, ansiosa para ler! Realmente pela resenha aqui me conquistou, acho que vale muito a pena ler
    Confesso que desanimei com tantos livros, mas se for tão boa quanto parece sei que vou querer mais e mais

    ResponderExcluir
  19. Uma vez eu assisti um filme que tinha uma história semelhante, e eu gostei bastante! Por isso, acho que eu vou amar esse livro! Haha
    www.s2nopiquedamoda.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Olá, gostei da resenha eu tenho muita vontade de ler vários livros que se passam em épocas diferentes como essa, parece ser um livro gostoso de se ler, assim que der vou me render a histórias assim.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Oiee ^^
    Não sabia que esse livro fazia parte de uma série, agora fiquei ainda mais curiosa para lê-lo. Gosto bastante de livros desse gênero, mas confesso que estava com um pé atrás por conta de algumas opiniões que vi a respeito desse livro.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Ótima resenha como sempre, como sou fã de romances e curto muito, adorei este e claro mais um para minha imensa lista... PIRANDO, vou tirar dinheiro da onde para tudo isso kkk

    ResponderExcluir
  23. Ja disse em outras resenhas do tipo, que detesto romance, mas não sei o porque me senti cativado por essa resenha, talvez por se tratar de uma obra que não segue a linha convencional dos romances, recheados de clichê, gosto de histórias de época, acho elegante e esperançosa, e quando se trata de algo fora do comum, que não segue o eixo romance água com açúcar é melhor ainda, tentarei ler esse livro.

    Julielton Souza - Dialética Proposital

    ResponderExcluir
  24. Já li esse livro e gostei muito da narrativa da autora, mas acho que sou suspeita para falar, pq adoro romances de época. Ansiosa pelo p´roximo livro Ligeiramente maliciosos, que sai em abril.

    ResponderExcluir
  25. Oi Paola, tudo bem? Gostei bastante da sua resenha, e já vi diferentes resenhas falando bem do livro, e que é um romance de época que foge um pouco dos clichês. Bom, não costumo ler esses romances de época e não me interesso muito, mas gostei de saber que o romance entre os protagonistas acontecem aos poucos, e que eles tem personalidades opostas, isso torna ainda mais incrível quando eles começam a se relacionar realmente.

    Adorei a resenha!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  26. Parece muito interessante. Li algumas resenhas e comentários sobre os livros desta autora e todos eram positivos, dizem que a autora faz de tudo para tornar os personagens mais reais, e eu adoro romances deste tipo então com certeza já está na minha listinha...

    ResponderExcluir
  27. Estou ansiosa para ler esse livro, vi que é um dos lançamentos da editora e muitos blogs falaram bem dele. A sua resenha está incrível e a capa lembra muito os da Jane Austen!
    Beijos e feliz ano novo

    www.gemices.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  28. uhuhuhuh ,Estou anciosa para ler o resumo me deixou encantada ,essa menina é muito coragosa para não perder sua herança ela tem a ousadia de casar? uhuhuhuh curtir o resenho.

    ResponderExcluir
  29. Paola, esse livro tem a mesma essência da série Os Bridgertons, de Julia Quinn? Estou orfã da série até que saia o sétimo livro e estou procurando uma leitura parecida. Adoro suas resenhas, as melhores! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gabi! Obrigada pelo carinho. Os livros da JQ são ótimos, não é mesmo?

      Então, esse livro não é tão irônico ou divertido, mas ainda assim tem romance e um forte laço familiar. Acho que vale a pena arriscar na leitura :)

      Beijos

      Excluir