[Resenha] Tensão– Gail McHugh

Tensão - Após a morte da mãe, a vida de Emily Cooper vira de cabeça para baixo. Ela precisa de um novo começo, e Dillon Parker, seu namorado, a convence a se mudar para mais perto dele a fim de passarem mais tempo juntos. Em Nova York, Emily arranja um emprego temporário como garçonete em um restaurante no centro de Manhattan. Ao sair para fazer uma entrega logo no primeiro dia de trabalho, ela esbarra em Gavin Blake, um empresário sexy e bem-sucedido. Assim que seus olhares se encontram, há uma tensão no ar, mas nenhum dos dois consegue entender ou explicar essa forte conexão. Atormentada, Emily tenta não pensar muito naquele desconhecido que mexeu tanto com ela. Porém, ela descobre que Dillon e Gavin são amigos e que terá de conviver com ele muito mais do que poderia ter imaginado. Perdida em sentimentos confusos, Emily sente o desejo por Gavin crescer e se tornar mais ardente a cada vez que se encontram. Será que os dois vão resistir à tensão ou se entregar a essa paixão, apesar de todas as consequências?

New Adult | 336 Páginas | Cortesia Editora Arqueiro | Skoob | Compare & Compre: SaraivaSubmarinoAmazon| Classificação: 3/5
Tensão é o típico livro montanha russa. São muitas emoções, inúmeras idas e vindas, e incontáveis altos e baixos. Em alguns momentos eu amei a história; fiquei completamente cativada pela narrativa envolvente da autora, pelo mocinho charmoso e apaixonado, e pelo romance proibido. Contudo, em outros momentos me irritei demasiadamente com a leitura, com seu triângulo amoroso, com a insegurança da protagonista e, principalmente, com a repetição de vários clichês literários. O fato é que a primeira parte do livro é realmente incrível (do tipo que faz o leitor mergulhar na leitura e se envolver completamente com ela), porém o desenrolar na narrativa não é nenhum pouco satisfatório, pelo menos não sob o meu ponto de vista. Eu definitivamente esperava mais da obra, e não por ter criado falsas expectativas, mas sim porque as primeiras duzentas páginas me fizeram acreditar que o livro seria diferente, que a protagonista seria diferente. Infelizmente, me enganei.
A obra conta a história de Emily, jovem que concluiu a faculdade, perdeu a mãe para o câncer, e que, a pedido do namorado, mudou-se para Nova York para tentar recomeçar. Sua vida mudou completamente em um curto espaço de tempo e, para manter-se sã, ela usa seu relacionamento com Dillon como pilar de força e fonte de segurança. No entanto, o namoro deles é abalado quando Emily conhece Gavin, um rico e charmoso empresário que, ao botar os olhos em Emily, é cativado por sua beleza. Eles passam a se encontrar, criam um laço de amizade e, a cada novo dia, percebem que são feitos um para o outro. Eles deveriam estar juntos, mas Emily tem um namorado perfeito que esteve ao lado dela nos momentos mais difíceis de sua vida, e ela sabe que pode confiar em Dillon, que estar com ele é seguro como estar com Gavin nunca será. Sendo assim, o ponto central da história é que Emily está confusa sobre os seus sentimentos, mas ela nunca escolherá Gavin – o galã conhecido por usar as mulheres – e fará de tudo para manter a segurança que compartilha ao lado de com Dillon. 

Eis um fato sobre mim: eu odeio triângulos amorosos, só sou cativada por aqueles que são explorados ao ponto de convencer o leitor de que os personagens envolvidos realmente estão divididos. Mas, vou contar um segredo sobre Tensão, Emily não está dividida, ela apenas tem medo de ouvir seu coração. E foi isso que me irritou completamente. Você amar seu namorado e não querer se entregar a uma paixão momentânea é uma coisa, mas me enoja você estar completamente envolvida com outra pessoa e, ainda assim, continuar com seu relacionamento. Ao contrário do que pode parecer, quando Gavin descobre que Emily tem um namorado ele se contenta com sua amizade. Ele realmente se apaixona por ela e, apesar de sofrer, quer vê-la bem e feliz. O problema é que ela não está plenamente feliz, e eles sabem disso, da mesma forma que sabem que Emily nunca assumirá suas dúvidas e inseguranças. Tudo o que Gavin tem de cavalheiro, amigo e companheiro – porque acreditem, ele é um dos melhores mocinhos que já conheci –, Emily tem de fraca. Escrevendo essa resenha consigo perceber que foi ela que me incomodou tanto durante a leitura. Seu papel de coitadinha não me convenceu, e o fato dela não querer ver a verdade me deixou demasiadamente nervosa. Em contrapartida, Gavin é incrível, verdadeiro e, de certa forma, foge do estereótipo literário ao qual estamos acostumados.
A escrita é fluída e envolvente, a autora aborda com veracidade temas complexos e dolorosos como o câncer e o alcoolismo, o romance nasce e ganha força de uma maneira encantadora, o protagonista é – como já disse – puro charme e paixão, mas a mocinha e sua insegurança são um grande problema para a leitura. Não dá para simplesmente ignorá-los, mas dá para torcer para o mocinho encontrar uma pretendente melhor, não é mesmo? Risos. Estou sendo má, mas é que realmente não gostei de Emily, pelo menos não como achei que gostaria. Talvez o verdadeiro problema tenha sido eu e minhas expectativas infundadas. Ainda assim, me renderei a leitura do próximo livro na esperança de que, as dificuldades do primeiro volume, façam da mocinha alguém mais decidida e madura.
• Sobre a Série •

Tensão é o primeiro volume da duologia Collide, composta pelos livros Tensão e Pulse (que ainda não foi publicado no Brasil).
Beijos,


Participe Aqui

30 comentários:

  1. Acabei de ler ontem a noite ainda sem acreditar. Também já comecei a minha resenha, mas ainda não sei que nota dar, porque assim como você, fiquei muito envolvida no começo da história. O que mais me irritou foi sem dúvidas o comportamento da Emily, mas não apenas porque ela estava mais que apaixonada pelo Gavin mas com medo de largar o Dillon, a minha revolta era o comportamento do Dillon em relação a ela, a maneira como ele a tratava e ela achando que aquilo era normal, se contentando em ser mal tratada por um escroto, machista! (Desabafei! HAHAHA) O mais triste de tudo foi parar pra pensar que muitas mulheres vivem essa situação, mulheres próximas de mim sabe? A pessoa realmente não se dá conta que vive em um relacionamento opresso, e se contenta com tão pouco, muitas vezes por estar acomodada. Mas eu amei o Gavin<3 ele é muito fofo, e não é o típico bad boy que não quer compromisso que aparece na maioria dos romances do gênero.
    Beijos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você realmente me entende, Carla!
      Também fiquei revoltada com o comportamento do Dillon e com o fato da Emily se contentar com migalhas. É tudo tão obvio que não conseguia entender o motivo dela se submeter a tal tratamento. *SPOILER* Sabe o último momento dos dois? Achei aquilo horrível, foi quase um abuso! *Fim do SPOILER*.

      Só o Gavin salva mesmo, rsrs

      Beijos

      Excluir
  2. Já faz tempo que estou querendo ler esse livro, e realmente é só tensão na historia.
    Um triangulo amoroso, mas que também fala de carinho e amor.
    Emily tem uma decisão difícil, ficar com quem esteve ao seu lado em tosa os momentos ou em um homem que acabou de conhecer.
    Muito interessante a historia.

    ResponderExcluir
  3. Já faz tempo que estou querendo ler esse livro, e realmente é só tensão na historia.
    Um triangulo amoroso, mas que também fala de carinho e amor.
    Emily tem uma decisão difícil, ficar com quem esteve ao seu lado em tosa os momentos ou em um homem que acabou de conhecer.
    Muito interessante a historia.

    ResponderExcluir
  4. Olá Pah, só pela sinopse o livro não me pegou, pois tb odeio triângulos amorosos. Porém ao ler sua resenha e essas contradições de sentimentos que o livro lhe provocou, confesso que agora fiquei curiosa kkkkkkk

    ResponderExcluir
  5. Esse não é o tipo de leitura que eu gosto, maaaaaaas talvez a trama me interesse um pouco principalmente pelo fato da leitura ser fluída. É um problema mesmo quando criamos muitas expectativas para um livro e ele não é tudo aquilo que esperávamos,mas agente supera!
    Ótima resenha! Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Pah!
    Também detestei a Emily. Uma mocinha muito fraca, medrosa e insegura detesto quando as autoras criam protagonistas assim, fica parecendo que não se importaram em construir o personagem. Espero que o segundo livro melhore porque vou ler apenas pelo Gavin que me conquistou completamente! :)

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  7. Nossa, que emocionante! Mas ainda bem que eu nao estou no lugar da Emily! kkkk Ansiosa pela leitura!

    ResponderExcluir
  8. Esse não é o tipo de leitura que eu gosto, maaaaaaas talvez a trama me interesse um pouco principalmente pelo fato da leitura ser fluída. É um problema mesmo quando criamos muitas expectativas para um livro e ele não é tudo aquilo que esperávamos, mas agente supera!
    Ótima resenha! Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Nossa eu to querendo muito esse livro! Eu li só até o capítulo dois e fiquei super animadinha pra ler o resto mas to sem tempo pra nada agora. To esperando chegar dia 5 de abril pra ir na saraiva aqui da minha cidade pra ver o povo da intrínseca e já que vou ta numa livraria mesmo vou levar esse lindinho pra mim

    ResponderExcluir
  10. Oi Pah...
    Este livro não tem agradado 100%, mas tem agradado muitas pessoas. Uma pena que o livro comece bom, e depois de uma enrolada. Porque o bom seria acontecer o contrário né!?
    Mas que bom que a narrativa da autora pelo menos é boa.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Já tinha lido uma resenha sobre esse livro e ela tinha as mesmas opiniões.Também não gosto de triângulos amorosos, pelo que foi contado a protagonista é indecisa e isso também é bem chato. Porém o protagonista pareceu ser um bom personagem que vai além da imagem de bonito e rico.

    ResponderExcluir
  12. Oi Pah,
    Adorei a resenha.
    Esse não é o tipo de leitura que eu gosto, mas você me deixou curiosa, fiquei com vontade de ler.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  13. Oi, Pah!
    Então, eu ainda li nada de NA e não sei se vou gostar do gênero. Mas, comentando sobre esse livro... realmente não dá nem pra chamar de triângulo amoroso, já que a Emily mostra não ser assim tão apaixonada pelo Dillon, acho que ela mais se acomodou no relacionamento do que qualquer outra coisa. E o Gavin parece ser um personagem diferente dos bad boys, que são símbolo desses NA. Gostei dele.

    ResponderExcluir
  14. A verdade é que eu não curto esse tipo de livro, mas fiquei curiosa por causa do Gavin, haha. Eu me irrito bastante com ~mocinhas~ como a Emily.
    Uns meses atrás, li um livro em que a moça era insuportável pra todos os outros personagens, mas a vida lhe dá uma lição e ela muda no final. Mas eu tenho uma aversão tão grande por esse tipo de personagem, que mesmo que ela mudasse cem por cento, eu continuaria a detestá-la, haha. E tinha um carinha, que foi o salvador da história, porque se não eu teria jogado o livro longe de mim. Só li por causa dele.
    Então, eu até leria esse livro, por causa deste personagem que você descreveu.
    Kissus
    www.penseilciquei.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Então, não posso opinar concretamente sem antes ler o livro rsrs Não sei de que lado ficaria, mas particularmente não gosto muito de triângulos amorosos.. Sou mais do: "e foram felizes para sempre", ninguém atrapalhando romance alheio rsrs

    ResponderExcluir
  16. Ooi, tudo bem?
    Sinceramente nunca fui chegada muito a new adult, mas tento ler alguns de vez enquanto. Mas pelas sua resenha e sua classificação acho que não vou ler este livro tão em breve não.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Oi Pah
    já li algumas resenhas sobre esse livro, mas confesso que ainda não me interessei muito por ele, não sei se vale a pena a leitura, mesmo assim, vou procurar saber mais sobre ele!
    Abraços
    www.estantedepapel.com

    ResponderExcluir
  18. Já faz tempo que estou querendo ler esse livro,mais não tinha nada ou algo mais que me despertasse para querer mesmo de verdade, depois dessa resenha fiquei intrigada em conhecer realmente esse trabalho e conhecer mais a fundo a vida e a história de Emily.

    ResponderExcluir
  19. Pah!
    Quando uma protagonista é fraca, também não me atrai, principalmente com logo dois atrás dela e ela com falha de caráter, porque ficar com outro sabendo que é passageiro, enquanto tem um relacionamento sério.
    O livro é Tensão do início ao final pelo visto...kkkk
    Muita luz e paz! E um final de semana esplendoroso!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. um triângulo amoroso que fogem um pouco do convencional né?!
    não queria estar no lugar da Emily! kkkkk
    estou com este livro em casa e acho que começarei a ler amanha. espero não me decepcionar! ;s

    ResponderExcluir
  21. Olha
    terminei ontem e posso dizer que a menina me irritou mtu.... mas o livro é bom e fiquei apaixona pelo mocinho, pq ele é lindo demais, seria um ótimo genro!!!!!

    ResponderExcluir
  22. Oi Pah,
    Também não gosto muito de triângulos amorosos, acredito que para um livro ser bom ele não precise disso, basta o autor se empenhar no romance entre duas pessoas de forma a conquistar os leitores. No entanto, sempre vejo esses clichês em que é necessário ter uma terceira pessoa para tornar a história mais emocionante.
    Já li outras críticas parecidas com o sua e isso me desanimou a ler, mas espero que você tenha sorte com o segundo!
    Beijos,

    http://versosenotas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Oi pah.

    Bom eu estou muito entusiasmada para ler esse romance, porque eu adoro romances assim quando a personagem tem outro cara ai se apaixonam e sente uma quimica forte por outro bonitão, mas ele é impossível pois é amigo do seu namorado.

    ResponderExcluir
  24. Oi Pah!
    A cada dia me apaixono mais por você e por suas resenhas! Amei esta resenha, mais ai ta um problema! Eu fico vendo suas resenhas e só aumentando minha lista! O objetivo da Pah é me falir completamente!
    Beijooos <3

    ResponderExcluir
  25. Adorei, já quero o segundo... mas só acho tradução ruim!

    ResponderExcluir
  26. Gosto bastante do seu site!
    Sempre que vejo por ai algum livro que parece ser interessante, venho aqui antes para saber o que você acho...
    e todo que eu li, depois da sua resenha eu gostei!!!

    E gosto mais ainda porque você coloca o gênero do livro... ajuda muito!

    Obrigada

    ResponderExcluir
  27. Pah assim como você, não sou muito fã de livros sobre "Triângulos". A descrição do seus sentimentos foram os mesmo que senti quando li a série "Intendo Demais" ( transar com o outro, quando o namorado estava ao lado...) Essas indecisões, esse tipo de atitude me deixam irada.rs..rs..Estava afim de ler este livro, mas depois dessa resenha, vou pensar melhor se me arrisco ou não.

    ResponderExcluir
  28. Amei o livro e apesar da indecisão e sofrimento da Emily vejo q na vida real exitem mtos casos assim. Dou nota 10 a estória é mto envolvente, comecei a ler e não conseguia mais parar.

    ResponderExcluir
  29. Amei o livro e apesar da indecisão e sofrimento da Emily vejo q na vida real exitem mtos casos assim. Dou nota 10 a estória é mto envolvente, comecei a ler e não conseguia mais parar. Recomendo

    ResponderExcluir