Destaques

Newsletter

assine a newsletter!

E receba a notificação de novos posts por e-mail

maio 28, 2015

[Resenha] Uma longa Jornada – Nicolas Sparks

Por Paola Aleksandra

Aos 91 anos, com problemas de saúde e sozinho no mundo, Ira Levinson sofre um terrível acidente de carro. Enquanto luta para se manter consciente, a imagem de Ruth, sua amada esposa que morreu há nove anos, surge diante dele. Mesmo sabendo que é impossível que ela esteja ali, Ira se agarra a isso e relembra diversos momentos de sua longa vida em comum: o dia em que se conheceram, o casamento, o amor dela pela arte, os dias sombrios da Segunda Guerra Mundial e seus efeitos sobre eles e suas famílias. Perto dali, Sophia Danko, uma jovem estudante de história da arte, acompanha a melhor amiga a um rodeio. Lá, é assediada pelo ex-namorado e acaba sendo salva por Luke Collins, o caubói que acabou de vencer a competição. Ele e Sophia começam a conversar e logo percebem como é fácil estarem juntos. Luke é completamente diferente dos rapazes privilegiados da faculdade. Ele não mede esforços para ajudar a mãe e salvar a fazenda da família. Aos poucos, Sophia começa a descobrir um novo mundo e percebe que Luke talvez tenha o poder de reescrever o futuro que ela havia planejado. Isso se o terrível segredo que ele guarda não puser tudo a perder. Ira e Ruth. Luke e Sophia. Dois casais de gerações diferentes que o destino cuidará de unir, mostrando que, para além do desespero, da dificuldade e da morte, a força do amor sempre nos guia nesta longa jornada que é a vida.
Romance Contemporâneo | 368 Páginas | Cortesia Editora Arqueiro | Skoob | Compare & Compre: SaraivaSubmarinoAmazon | Classificação: 5/5
Mais uma vez fui arrebatada pelo talento do Nicholas Sparks. Além de ser transportada para belas e envolventes histórias de amor, ao decorrer da leitura de Uma longa Jornada me vi cercada de emoções que não sou capaz de descrever (pelo menos não em totalidade). E a grande surpresa é que raramente os livros do Sparks fazem isso comigo. Foi incrível não conseguir parar de ler; o sentimento de mergulhar nos mundos descritos e de me sentir parte da história tomou conta do meu coração, fazendo-me amar o livro desde o primeiro instante. Confesso que a obra é clichê e extremamente previsível, mas isso não diminuiu meu amor por ela, muito pelo contrário, provou que o Nicholas é muito mais do que melodrama barato – imagem que eu, infelizmente, tinha do autor – e que é capaz de criar histórias de amor que são boas mesmo quando não despedaçam nossos corações. Sendo assim, entre descobertas, segredos, recomeços, perdas e amores verdadeiros, acompanhamos dois casais – um construindo e outro relembrando – e suas respectivas histórias de amor.
“Se nós não tivéssemos nos conhecido, acho que eu teria compreendido que minha vida não estava completa. E teria perambulado pelo mundo a sua procura, mesmo se não soubesse o que estava buscando.”

maio 27, 2015

[TAG] 50 Perguntas em 5 minutos

Por Paola Aleksandra

Olá galera, tudo bem? Hoje vamos ter uma Tag bem divertida no canal! A ideia é responder 50 perguntas em 5 minutos. Será que eu consigo? Vem conferir:




Ou veja direto no Youtube: aqui.

maio 26, 2015

[Inspiração] Sala de Estar

Por Paola Aleksandra


Faltam três meses para o meu casamento e não estou me aguentando de ansiosidade. Entre os preparativos da festa, como a maioria de vocês já sabe, também estamos reformando nosso apartamento. – E ele está ficando tão lindo! Já quebramos paredes, colocamos os pisos novos, trocamos janelas e reformamos os banheiros. Agora precisamos decidir as cores de cada ambiente e começar a etapa da pintura. Dessa vez quero falar com vocês sobre nossa sala de estar. Vem conferir nossas principais inspirações para a decoração desse ambiente:

maio 25, 2015

[Resenha] A Morte de Sarai - J.A. Redmerski

Por Paola Aleksandra

A autora do best-seller de "Entre o agora e o nunca" e "Entre o agora e o sempre" traz uma história de paixão e sobrevivência. Sarai era uma típica adolescente americana: tinha o sonho de terminar o ensino médio e conseguir uma bolsa em alguma universidade. Mas com apenas 14 anos foi levada pela mãe para viver no México, ao lado de Javier, um poderoso traficante de drogas e mulheres. Ele se apaixonou pela garota e, desde a morte da mãe dela, a mantém em cativeiro. Apesar de não sofrer maus-tratos, Sarai convive com meninas que não têm a mesma sorte. Depois de nove anos trancada ali, no meio do deserto, ela praticamente esqueceu como é ter uma vida normal, mas nunca desistiu da ideia de escapar. Victor é um assassino de aluguel que, como Sarai, conviveu com morte e violência desde novo: foi treinado para matar a sangue frio. Quando ele chega à fortaleza para negociar um serviço, a jovem o vê como sua única oportunidade de fugir. Mas Victor é diferente dos outros homens que Sarai conheceu; parece inútil tentar ameaçá-lo ou seduzi-lo. Em “A morte de Sarai”, primeiro volume da série Na Companhia de Assassinos, quando as circunstâncias tomam um rumo inesperado, os dois são obrigados a questionar tudo em que pensavam acreditar. Dedicado a ajudar a garota a recuperar sua liberdade, Victor se descobre disposto a arriscar tudo para salvá-la. E Sarai não entende por que sua vontade de ser livre de repente dá lugar ao desejo de se prender àquele homem misterioso para sempre.
Romance Dark (+ aqui)| 255 Páginas | Cortesia Suma de Letras| Skoob | Compare & Compre: SubmarinoSaraivaAmazon | Classificação: 4/5
A narrativa de A Morte de Sarai me surpreendeu completamente; nunca havia lido um livro com um romance tão obscuro quanto esse. Confesso que criei expectativas demasiadas e que esperava algo diferente, contudo não nego que a surpresa foi boa. Foi incrível me deparar com uma história que emociona por ser cruelmente real. Não pensamos nisso com frequência, mas existem milhares de mulheres como a Sarai, protagonista do livro, espalhadas pelo mundo: crianças vendidas pela família, jovens que crescem em meio à escravidão, ao abuso e a violência, e mulheres que há muito perderam a esperança e deixaram-se contaminar pela realidade ao seu redor. Portanto, levando em conta a vida de Sarai, é óbvio que essa história é tudo menos romântica. Existe desejo e paixão, mas os personagens estão corrompidos demais para serem capazes de amar. E sabe o tal do clichê que diz que o amor cura tudo? Quando você passa anos sendo abusada física e mentalmente, vive no meio de drogas e corrupção e, para sobreviver, aprende a abrir mão dos seus valores, nada pode tirar a escuridão de você, mesmo que minimamente, o medo e a dor passam a correr em suas veias. Então não importa o quanto você seja amada, a podridão do passado ainda consumirá seu coração. Triste? Talvez sim, mas essa é a mais pura realidade. 
"Eu tenho medo de tudo. Do que o amanhã vai trazer e de não estar viva para viver. Tenho medo que Javier ou qualquer um entre por essa porta e me mate enquanto eu durmo. Tenho medo de nunca levar uma vida normal. Nem sei mais como é ser normal."

maio 22, 2015

[Resenha] Um mais Um – Jojo Moyes

Por Paola Aleksandra

Há dez anos, Jess Thomas ficou grávida e largou a escola para se casar com Marty. Dois anos atrás, Marty saiu de casa e nunca mais voltou. Fazendo faxinas de manhã e trabalhando como garçonete em um pub à noite, Jess mal ganha o suficiente para sustentar a filha Tanzie e o enteado Nicky, que ela cria há oito anos. Jess está muito preocupada com o sensível Nicky, um adolescente gótico e mal-humorado que vive apanhando dos colegas. Já Tanzie, o pequeno prodígio da matemática, tem outro problema: ela acabou de receber uma generosa bolsa de estudos em uma escola particular, mas Jess não tem condições de pagar a diferença. Sua única esperança é que a menina vença uma Olimpíada de Matemática que será disputada na Escócia. Mas como eles farão para chegar lá? Enquanto isso, um dos clientes de faxina de Jess, o gênio da computação Ed Nicholls, decide se refugiar em sua casa de veraneio por causa de uma denúncia de práticas ilegais envolvendo sua empresa. Entre ele e Jess ocorre o que pode ser chamado de ódio à primeira vista. Mas quando Ed fica bêbado no pub em que Jess trabalha, ela faz questão de deixá-lo em casa, em segurança. Em parte agradecido, mas principalmente para escapar da pressão dos advogados, da ex-mulher e da irmã — que insiste em que ele vá visitar o pai doente, Ed oferece uma carona a Jess, os filhos e o enorme cão da família até a cidade onde acontecerá o torneio. Começa então uma viagem repleta de enjoos, comida ruim e engarrafamentos. A situação perfeita para o início de uma história de amor entre uma mãe solteira falida e um geek milionário.
Romance | 320 Páginas | Cortesia Editora Intrínseca | Skoob | Compare & Compre: SaraivaSubmarinoAmazon | Classificação: 5/5
A leitura de Um mais um foi uma grata surpresa. Mesmo que a trama não tenha me surpreendido completamente, o alto teor emocional do livro me pegou desprevenida; não esperava que a obra, de aparência leve e superficial, fosse tão emocionante – e não uma emoção melodramática, mas uma chuva de sentimentos especiais e verdadeiros. Assim, o que realmente me encantou foi que através da leitura eu ri, chorei, suspirei e aprendi valiosas lições. Além disso, também me espantei com a capacidade da autora em descrever um cenário comum a milhares de mulheres: mulheres que precisam fazer o papel de mãe e pai, mulheres batalhadoras que lutam diariamente para pagar as contas e colocar comida na mesa, e mulheres que, mesmo constantemente pisoteadas pelas dificuldades do dia a dia, mantêm a esperança de uma vida melhor e de um futuro brilhante para os seus filhos. Mas não me entendam mal, a obra é repleta de bom-humor e romance, contudo seu enfoque está na luta de uma família que carrega o peso das contas acumuladas, do preconceito social, e do bullying em sua forma mais amedrontadora. Portanto, por mais fofa e apaixonante que a narrativa seja, ela possuiu um lado reflexivo que, além de me surpreender, me deixou apaixonada pela história.


"Chick-lit" é um gênero literário que abrange a vida da mulher moderna, sendo voltado, principalmente, para o sexo feminino. São romances leves, com um toque de humor, que narram o quotidiano e entram fundo nas dúvidas e emoções das personagens, transmitindo, normalmente, a sensação de estar lendo o relato de uma amiga. As história nesses livros poderiam facilmente ser uma conversa entre garotas ou mulheres, na qual há compartilhamento de sonhos, segredos, confissões. 


Oi queridos!

Para cumprir minha quinta meta do Desafio, li Conselhos amorosos de Emily Brontë, de Anne Donovan, que correspondeu ao item nº 8: Ler um chick-lit cujo primeiro nome da autora/do autor comece com a primeira letra do seu nome.

maio 20, 2015

[Resenha] 8 Segundos – Camila Moreira

Por Paola Aleksandra

O que fazer, quando dois mundos totalmente diferentes se chocam em uma realidade não esperada? Pietra sempre teve tudo o que desejava, mas após ser obrigada a passar trinta dias isolada em uma das fazendas da família, ela vai descobrir que nem tudo está ao alcance de suas mãos. Um peão de olhos azuis está tirando o sono da princesa da cidade. Lucas Ranger é um homem ligado às coisas mais simples da vida. Suas maiores paixões são o rodeio, o campo e os animais. Lucas não se deixa levar pelos lindos olhos verdes de Pietra, ele sabe que ela significa problema. Mas será que o cowboy indomável, irá se deixar laçar por uma menina de cristal? Oito segundos... uma história de amor e paixão superando as diferenças.
Romance Contemporâneo | 280 Páginas | Cortesia Suma de Letras | Skoob | Compare& Compre: SaraivaSubmarinoAmazon | Classificação: 4/5

A cada livro que leio da Camila Moreira me apaixono mais um pouco por sua escrita. 8 Segundos tem uma narrativa tão envolvente que não consegui parar de lê-lo. – Sério, estava caindo de sono e mesmo assim não fui capaz de interromper a leitura. A obra é divertida, romântica, sensual e muito emocionante; uma mescla perfeita de sentimentos que dão vida a uma história repleta de superação. E o melhor é que a autora nos engana direitinho! A trama começa com uma mocinha fútil, com os protagonistas em pé de guerra, e com um relacionamento puramente carnal. Entretanto, superando as expectativas, a obra logo revela sua real abordagem: um amor forte que ultrapassa as barreiras do preconceito e da vingança. E, mesmo permeada de clichês, é fato que adorei cada faceta dessa história.

5 Livros que todos jovens (ou não) deveriam ler!

Por Paola Aleksandra

Bom dia galera, tudo bem? Hoje vou indicar cinco livros – incríveis! – que todo jovem adulto (ou melhor, qualquer leitor) deveria ler. São livros que abordam temas complexos como bullying, abuso sexual, suicídio, preconceito e muito mais. Vem conferir:
Ou veja direto no Youtube: aqui.

maio 19, 2015

[Resenha] A Rainha Exilada - Cinda Williams Chima

Por Mayara R.

"A Rainha Exilada - Assombrado pela perda de sua mãe e irmã, a jornada de Han Alister rumo ao sul começa com seus estudos na Academia Mystwerk em Vau de Oden. Mas partir de Fells não significa que o perigo ficou para trás. Han é caçado a cada passo do caminho pelos Bayar, uma poderosa família de magos decidida a reaver o amuleto que Han roubou deles. E a Academia Mystwerk apresenta seus próprios perigos. Lá, Han conhece Corvo, um mago misterioso que concorda em ser seu tutor nas artes negras da feitiçaria – mas a barganha que eles fazem pode levar Han a se arrepender. Ao mesmo tempo, a princesa Raisa ana’Marianna foge de um casamento forçado em Fells, acompanhada de seu amigo Amon e seus cadetes. Agora o lugar mais seguro para Raisa é a Academia Wein, a academia militar de Vau de Oden."

Jovem Adulto
 | 456 páginas | Cortesia Suma de Letras | Skoob | Compare & Compre: Saraiva • Submarino • Amazon | Classificação: 5.5 + favorito | Resenhado por Mayara R. da Cruz 

A Rainha Exilada foi um livro que me prendeu do início ao fim, característica que eu senti falta no primeiro livro. Lembram que na resenha de O Rei Demônio (aqui) eu comentei que minhas expectativas eram muito altas e elas não foram alcançadas? Que senti falta de alguma coisa? Pois bem, em A Rainha Exilada eu fui sem expectativa, achando que seria no nível do primeiro volume, contudo fui arrebatada por uma história cheia de facetas surpreendentes, que com uma narrativa detalhista me fez mergulhar no universo dos Sete Reinos em uma sequência repleta de aventura, intrigas, magia, descobertas e crescimento.

maio 18, 2015

[Vem por aí] Novidades Literárias de Maio

Por Paola Aleksandra

Outro mês repleto de novidades literárias incríveis! Maio – é sério que estamos quase no meio do ano?! – trouxe o lançamento de séries eletrizantes e romances apaixonantes. Ansiosos? Então vêm conferir: 
Novidades Nacionais
Na lista de lançamentos nacionais, como já é de praxe, temos livros de vários estilos literários. Contudo, destaco dois romances históricos (): O Príncipe dos Canalhas e A Promessa da Rosa. O primeiro é de uma das autoras mais elogiadas quando o assunto é romance de época – tenho vergonha de ainda não ter lido nada dela – e o segundo é de uma autora nacional que promete emocionar e encantar seus leitores. Ou seja, nem preciso dizer que estou desesperada para ler tais histórias, certo?

maio 15, 2015

[Resenha] Eleanor & Park – Rainbow Rowell

Por Paola Aleksandra

Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.
Romance Jovem Adulto | 328 Páginas | Editora Novo Século| Skoob | Compare & Compre: SaraivaSubmarinoAmazon | Classificação: 5/5
Eis um livro que me deixou sem palavras. Minhas expectativas para a leitura de Eleanor & Park eram gigantes. Desde o início eu sabia que o livro seria triste e, exatamente por isso, li a obra preparada para chorar de soluçar. Ledo engano. A história é intensa, reflexiva e triste à sua própria maneira, contudo o final não foi nenhum pouco parecido com o que eu tinha em mente. Sendo justa, a culpa é dos milhares de comentários que li, todos destacando o quanto o desfecho da obra era deprimente – o que de fato ele é, mas não como eu esperava que fosse. Por isso ressalto que, pelo menos para mim, a leitura foi completamente inusitada e surpreendente.  Como já era de se esperar de um livro da Rainbow Rowell, a obra aborda temas reais sem cair na mesmice. Ao falar de pobreza, preconceito racial, bullying e abuso físico e moral, a autora cria um amor capaz do, até então, impossível: dar esperança aos corações de dois jovens solitários e maltratados pela vida. E mais, mostra que existem várias maneiras, verídicas por sinal, de experimentar o almejado final feliz.
Não existem príncipes encantados, pensou ela. Não existem finais felizes. Ela olhou para Park. Dentro dos olhos verdes dele. Você salvou minha vida, ela tentou dizer. Não para sempre, não definitivamente. Provavelmente, só por certo tempo. Mas salvou minha vida, e agora eu sou sua. O que sou agora é seu. Para sempre.

maio 14, 2015

[Resenha + Sorteio] Acesso aos Bastidores – Olivia Cunning

Por Paola Aleksandra

Myrna é professora de psicologia e fanática pela banda Sinners. Especialmente por Brian Sinclair, o guitarrista e compositor que, além de talentoso, é deliciosamente lindo. Ela se surpreende ao encontrar a banda no mesmo hotel em que está hospedada para participar de uma conferência. Mais surpreendente ainda é, após alguns drinques juntos, despertar o desejo de Brian. Ela sabe que a vida de astro de rock tem um preço e estaria feliz deixando essa paixão para trás. Mas será que Brian e Myrna conseguirão ficar separados? Quando o passado de Myrna ameaça sua vida, Brian precisa decidir se aquilo que tiveram juntos não é a resposta que ele buscava há tanto tempo.
Romance Contemporâneo (+18) | 328 Páginas | Cortesia Editora Paralela| Skoob | Compare & Compre: SaraivaSubmarinoAmazon | Classificação: 4/5
A leitura de Acesso aos Bastidores foi completamente surpreendente. Não por a história ser inesperada, o que de fato ela não é, mas por ser eletrizante do início ao fim. Independente dos clichês é fato que a escrita da autora Olivia Cunning é hipnotizante, do tipo que faz o leitor mergulhar de cabeça na leitura. Fazia tempo que não lia um livro tão sensual – até porque enjoei um pouco desse tipo de livro – mas a narrativa é tão cativante que simplesmente não consegui parar de ler. Os protagonistas são irreverentes, a mocinha é forte e decidida, o cenário musical descrito é de arrepiar e, além de romance, sensualidade e diversão, a autora aborda temas mais complexos como relacionamentos familiares abusivos. Ou seja, a obra é uma mescla perfeita entre paixão, superação e vários tipos de amor. E eu, como não sou boba, adorei isso!

maio 13, 2015

[Vídeo] 5 Coisas aleatórias que estou amando

Por Paola Aleksandra

Olá galera, tudo bem? Hoje vou contar para vocês quais são meus cinco vícios do momento. Tem maquiagem, roupa e até um canal do Youtube! Vem conferir:
Ou veja direto no Youtube: aqui.

maio 11, 2015

[Resenha] Minhas para Proteger – F.P. Rozante

Por Paola Aleksandra

Como superar o abuso do passado? Como esquecer o abandono, a reprovação e seguir em frente? Como sobreviver sozinha e grávida? Viviane Lopes está marcada por feridas que não cicatrizam, com medo de amar, de se entregar e machucar a si mesma e ao seu bem mais precioso. Ela jurou a si mesma que nunca mais confiaria em um homem. E sobreviveria sozinha. Augusto Romão pertence a uma família tradicional, regada de muito amor e harmonia. Homem apaixonado pela vida no campo, pela natureza e as coisas simples da vida. Sonha com o dia em que encontrará um amor como o de seus pais e então poder ter a sua própria família. Poderá Viviane quebrar suas próprias barreiras e se deixar levar? Romão encontrará seu amor?
Romance Contemporâneo | 209 Páginas | Editora Highlands | Skoob | Compare & Compre: Diretocom a Autora | Classificação: 4/5
Minhas para Proteger é o tipo de livro que faz o leitor acreditar em contos de fadas. Não importa o quanto você seja descrente, o fato é que essa história aquece nossos corações com a chama da esperança, dando-nos força para correr atrás do ansiado final feliz. Os protagonistas, Viviane e Romão, são do tipo sofrido que levaram vários tombos da vida, contudo eles encontram motivos suficientes para recomeçar, provando que assim como eles, mesmo após tantas dores e perdas, também podemos encontrar a felicidade. Abuso, morte, pobreza, desprezo, preconceito e amor verdadeiro... Eis um livro que, mesmo previsível e extremamente romantizado, cumpre o objetivo de provar a verdadeira força do amor. E mais, mostra-nos que ainda existem príncipes encantados por aí, que respeito, bondade, dedicação e gentileza não são virtudes completamente perdidas pela humanidade. Basta ter fé.

maio 08, 2015

[Resenha] Ligações – Rainbow Rowell

Por Paola Aleksandra

GEORGIE MCCOOL sabe que seu casamento está estagnado. Tem sido assim por um bom tempo. Ela ainda ama seu marido, Neal, e ele também a ama, profundamente – mas o relacionamento entre eles parece estar em segundo plano a essa altura. Talvez sempre esteve em segundo plano. Dois dias antes da tão planejada viagem para passar o Natal com a família do marido em Omaha, Georgie diz a ele que não poderá ir, por conta de uma proposta de trabalho irrecusável. Ela sabia que ele ficaria chateado – Neal está sempre um pouco chateado com Georgie –, mas não a ponto de fazer as malas e viajar sozinho com as crianças. Então, quando Neal e as filhas partem para o aeroporto, ela começa a se perguntar se finalmente conseguiu. Se finalmente arruinou tudo. Mas Georgie estava prestes a descobrir algo inacreditável: uma maneira de se comunicar com Neal no passado. Não se trata de uma viagem no tempo, não exatamente, mas ela sente como se isso fosse uma oportunidade única para consertar o seu casamento – antes mesmo de acontecer…Será que é isso mesmo o que ela deve fazer? Ou ambos estariam melhor se o seu casamento jamais tivesse acontecido?
Romance Contemporâneo | 304 Páginas | Cortesia Novo Século| Skoob | Compare & Compre: SaraivaSubmarinoAmazon | Classificação: 5/5
Que livro mais incrível! Sério, estou cada vez mais apaixonada pela escrita da Rainbow Rowell. Uma das coisas que aprendi após ler três livros da autora – além de ficar abismada com seu talento – é que suas histórias estão completamente voltadas para a vida real. Seus livros podem ser românticos, trágicos ou fantasiosos, mas, independente disso, nunca deixam de falar com propriedade sobre os relacionamentos humanos, sempre focando nas dificuldades que todos nós enfrentamos ao longo da vida. Em Ligações a autora discorre sobre o casamento, não como a versão de um ato jovem e impensado, mas como um enlace de quase quinze anos, como um relacionamento que perdurou, amadureceu, e que atualmente enfrenta uma crise que põe em risco sua legitimidade. Trata-se de uma história real, que poderia acontecer comigo ou com você, e que aborda as idas e vindas do amor; como uma espécie de tributo às dificuldades e às segundas chances proporcionadas pelo destino. Afinal, amar é se entregar, viver intensamente, perdoar e recomeçar.
Não dá para saber como é de fato entrar na vida de alguém e ficar lá. Não há como antever todas as maneiras com as quais você vai se entrelaçar, como vai conectar pele com pele. Como a ideia de ficar longe vai soar dali a cinco anos, dez... quinze.

[Minha Caixinha de Correio] Aquisições de Abril

Por Paola Aleksandra

Bom dia galera, tudo bem? Hoje vou mostrar tudo o que recebi no mês de Abril. Vem conferir:
Ou veja direto no Youtube: aqui.

maio 07, 2015

[Fuxicando Sobre-Chick Lits] Dicas para o desafio: Itens 7, 8 e 9

Por Aione Simões


"Chick-lit" é um gênero literário que abrange a vida da mulher moderna, sendo voltado, principalmente, para o sexo feminino. São romances leves, com um toque de humor, que narram o quotidiano e entram fundo nas dúvidas e emoções das personagens, transmitindo, normalmente, a sensação de estar lendo o relato de uma amiga. As história nesses livros poderiam facilmente ser uma conversa entre garotas ou mulheres, na qual há compartilhamento de sonhos, segredos, confissões. 


Oi pessoal!

Dando continuidade às dicas para o desafio, hoje exemplificarei os itens 7, 8 e 9!

[Promoção] 4 Anos do Conjunto da Obra

Por Paola Aleksandra


Olá queridos leitores!

Maio sempre é mês de festa no Conjunto da Obra, e em 2015 o blog completa 4 anos. Não podíamos deixar a data passar em branco, claro, por isso convidamos vários autores e blogs amigos para comemorar conosco. E a festa, é claro, é para vocês! Vem participar:

maio 06, 2015

[Resenha] Fury – Laurann Dohner

Por Paola Aleksandra

Ellie fica horrorizada ao descobrir que a companhia farmacêutica em que trabalha está fazendo experimentos ilegais. Cientistas da empresa têm fundido DNA humano com DNA animal, criando novas espécies exóticas. Um "experimento" captura o coração dela e ela vai fazer de tudo para salvá-lo, mesmo que ele a odeie por isso. Fury nunca conheceu compaixão ou amor. Ele passou sua vida em uma cela, acorrentado e abusado por seres humanos. A única mulher que se permitiu confiar o traiu. Agora ele está livre e fixado em vingança. Ele promete acabar com sua vida, mas quando ela finalmente está em suas mãos, prejudicá-la é a última coisa que ele quer fazer com esta pequena humana. Fury não pode resistir a Ellie - o toque de suas mãos, a boca em sua pele, em volta do seu corpo. Ele está obcecado com o cheiro de sua mulher. E Ellie quer Fury, sempre quis. Ela anseia por seu corpo grande e poderoso e quer curar o seu coração. Mas estar desoladamente apaixonada por Fury é uma coisa...domesticá-lo é outra.
Romance e Fantasia (+18) | 368 Páginas | Cortesia Universo dos Livros | Skoob | Compare & Compre: SaraivaSubmarinoAmazon | Classificação: 4/5

Quando o assunto é literatura fantástica é muito difícil para um autor conseguir fugir do esperado. Fantasmas, bruxas, vampiros, lobisomens, zumbis... esses temas já são velhos conhecidos dos leitores. Mas, homens geneticamente mudados por uma empresa medicinal? Isso sim que é novidade! Fora que não é algo que não consigamos imaginar, afinal uma das realidades de nossa sociedade é o avanço dos testes medicinais em homens e animais. Assim, o foco da série Novas Espécies está em um centro de pesquisa médico que, de forma completamente abusiva, brinca com o DNA humano, unindo-o aos genes de animais com o objetivo de criar pessoas mais fortes. Drogas para deixar um homem mais bonito e musculoso, remédios para a cura de doenças crônicas e seres humanos modificados geneticamente (para, claro, fortalecer a frente de combate do exército americano), são apenas algumas das pesquisas das indústrias Mercile. Financiada pelo governo a organização acha normal utilizar o DNA humano em suas pesquisas, considerando os frutos desse trabalho como nada mais do que um grupo de ratos de laboratório. Eles fingem que não veem o sentimento de medo, impotência e aflição nos olhos dos milhares de seres vivos criados e mantidos em cativeiro. Mas isso está prestes a mudar e logo a verdade libertará essa incrível e nova espécie.

[Resultado] Top Comentarista de Abril

Por Paola Aleksandra

Bom dia galera, tudo bem? Dessa vez eu fui bem rápida. Sem delongas, segue o resultado do Top Comentarista de Abril. Agradeço a todos que participaram dessa ação – fiquei muito contente com os comentários de vocês.
No total tivemos 58 inscrições, dentre as quais 20 participantes comentaram em todos os posts. Entre eles, como combinado, foi feito um sorteio para definir os vencedores. Confiram:

maio 05, 2015

[Resenha] A Odisseia de Homero – Gwen Cooper

Por Paola Aleksandra

Todo mundo que tem gatos sabe que eles são dotados de uma sensibilidade incrível e possuem uma forma peculiar de encarar a vida. Mas Homero tinha muito mais a ensinar. Abandonado, cego e rejeitado, ele tinha tudo para ser amuado e medroso. Ninguém imaginaria que um gato sem os olhos – que precisaram ser retirados cirurgicamente para garantir sua sobrevivência – seria capaz de levar uma vida normal, com a alegria e a esperteza características dos felinos. Contrariando todas as expectativas, Homero vivia como se seus olhos não lhe fizessem falta. Era bagunceiro, implicante, temperamental, divertido e dengoso como qualquer outro gato. Gwen Cooper fazia questão de afirmar que ele não era diferente. Mas ele era. Diferente não por causa da falta de visão, mas por sua capacidade de fazer aflorar nas pessoas o que elas tinham de melhor. Parecia haver em seu espírito uma sabedoria oculta e uma energia latente que inspiravam todos à sua volta. Homero se tornou o centro do mundo de sua dona. Foi se esforçando para garantir a segurança do seu gato que ela aprendeu a estabelecer a sua própria. Foi preocupando-se com a felicidade dele que Gwen percebeu quanto estava sozinha. E foi lhe oferecendo um amor incondicional que ela permitiu que esse sentimento entrasse em sua vida. Mais do que um livro divertido e comovente sobre as aventuras de um gatinho, A odisseia de Homero é uma história de superação, de autoconhecimento, de transformação e de crescimento pessoal. Ela vai fazer você rir, se emocionar e compreender que, para conseguir o que queremos da vida, muitas vezes precisamos dar um salto no escuro, da mesma forma que Homero: confiando em nossos instintos e acreditando que sempre cairemos de pé.

288 Páginas | Editora Sextante | Skoob | Compare & Compre: Amazon| Resenha da Kamila Mendes | Classificação: 5/5
Apenas um livro me fez chorar e sorrir na mesma medida como Marley & Eu: A Odisseia de Homero. Quem tem filhos de quatro patas sabe como um livro que aborda “a vida e obra” de um animal é capaz de ser tocante e inspirador. Comprei o exemplar em uma promoção e levei dois anos pra ler. Hoje me arrependo, porque foi uma das leituras mais gostosas e enriquecedoras que já fiz.
“... esse gatinho que ninguém queria – que apenas uma veterinária jovem e idealista acreditava que poderia vir a ter uma vida boa – se tornou uma fonte de pequenos milagres e de grande alegria, além de um exemplo concreto da mais valiosa das verdades: ninguém pode lhe dizer qual é o seu potencial” (pág. 278).

maio 04, 2015

Atualizando o Kobo: Lidos em Abril

Por Paola Aleksandra

Atualizando o Kobo é uma coluna feita para que eu possa compartilhar minhas últimas leituras realizadas no Kobo, priorizando os livros que ainda não foram (ou que não serão) resenhados no blog.

Entre as minhas onze leituras de Abril, quatro foram em formato digital. A maioria dos livros que li estavam na minha lista de “empacados na estante digital”.  Curiosos? Então vêm conferir:

Resenhas

© Livros & Fuxicos – Desenvolvimento com por Subir