agosto 04, 2015

[Resenha] Boa noite, estranho – Jennifer Weiner

Para Kate Klein, que, meio por acaso, se tornou mãe de três filhos, o subúrbio trouxe algumas surpresas desagradáveis. Seu marido, antes carinhoso e apaixonado, agora raramente está em casa. As supermães do playground insistem em esnobá-la. Os dias se passam entre caronas solidárias e intermináveis jogos de montar. À noite, os melhores orgasmos são do tipo faça você mesma. Quando uma das mães do bairro é assassinada, Kate chega à conclusão de que esse mistério é uma das coisas mais interessantes que já aconteceram em Upchurch, Connecticut, nos últimos tempos. Embora o delegado tenha advertido que a investigação criminal é trabalho para profissionais, Kate se lança em uma apuração paralela dos fatos das 8h45 às 11h30 às segundas, quartas e sextas, enquanto as crianças estão na creche. À medida que Kate mergulha mais e mais fundo no passado da vítima, ela descobre os segredos e mentiras por trás das cercas brancas de Upchurch e começa a repensar as escolhas e compromissos de toda mulher moderna ao oscilar entre obrigações e independência, cidades pequenas e metrópoles, ser mãe e não ser.


Chick-Lit (+Suspense) | 432 Páginas | Cortesia Editora Novo
Conceito
| Skoob | Compre: SaraivaSubmarinoAmazon |
Classificação: 4/5 |
Resenha
da
Day
Farias
Assim
que ouvi falar do lançamento, fiquei curiosa a respeito da história de Boa
Noite, Estranho
. Nunca tinha conferido essa mistura de mistério e bom
humor e, como só tinha visto comentários positivos sobre a autora Jennifer
Weiner, apostei minhas fichas nessa leitura que me envolveu ao ponto de ser uma
grata surpresa.


Kate é
a mãe de três fofas crianças rebeldes, esposa de um marido ausente, dona de
casa e, claro, também é aquela que acabou de encontrar o corpo da sua vizinha
assassinada… e é aí que essa história começa! Cansada da rotina em que vive,
Kate vê nessa morte a coisa mais contraditória possível: a possibilidade de
finalmente voltar a se sentir viva! Engraçada e muito real, a personagem nos
leva a uma série de interrogatórios desastrosos alternados entre louças para
lavar e filhos peraltas para alimentar. Mistura que, mesmo que não pareça, dá
uma ótima história.

De
maneira divertida e fluída, mas sem perder o tom investigativo e misterioso, Jennifer
cria não só um crime a ser desvendado como também uma personagem pra, nessas
páginas, se tornar uma amiga com a qual facilmente nos envolvemos. Quase sem
perceber, somos levados a torcer para que ela pare de se contentar com o que a
faz infeliz e, de fato, viva. Como eu disse anteriormente, Kate é uma
personagem tão real que é fácil se identificar com ela durante a leitura; todos
já passaram ou temem passar por um momento em que olhem para suas próprias
vidas e percebam que não é exatamente o que gostariam de estar vivendo,
certo?  Que a jovem que um dia foram, não
teria orgulho de ser mãe de três filhos com um marido ausente e uma rotina
extremamente repetitiva. Então, em meio a uma vida infeliz e insuficiente, quão
estranho seria para Kate se uma morte fosse a responsável por fazê-la viver?
O livro
traz uma história cativante e bem escrita, que com muito bom humor aborda o
mistério central da narrativa sem deixar que a atmosfera da leitura fique
pesada – como normalmente acontece no gênero de suspense. Na verdade, ficamos
tão envolvidos com a vida de Kate e com a felicidade que passamos a desejar pra
ela, que o mistério por vezes aparece apenas como o pano de fundo da história. E
talvez, contraditoriamente, esse também tenha sido o ponto que mais me decepcionou
ao final; o modo como a história que abriu tantas possibilidades para Kate,
terminou não passando a sensação de que todas as mudanças valeram a pena e,
principalmente, de que todos os riscos despertaram uma Kate melhor e mais
confiante. E esse também é o motivo pra eu desejar realmente uma continuação
para a obra! – risos.
Mas,
mesmo assim, o livro é mais do que indicado por mim; divertido e envolvente
cativa o leitor em poucas páginas nos envolvendo de forma simples. Vale a pena
conferir!
Beijos,


Participe Aqui

confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

22 Comentários

  • Ycaro Brito
    28 agosto, 2015

    Já havia lido uma resenha sobre esse livro e não me interessei muito, Mas com sua resenha, Pah, me interessei bastante. Mãe de três filhos e detetive criminal? Que premissa maravilhosa essa trama de Boa noite, estranho trás para nós, leitores.

  • Fernanda Mendonça
    28 agosto, 2015

    Eu também ouvi falar muitoven drsse livro, mas na verdade não me dou muito bem com chick-lits, por mais q tenha uma pitade de mistério. Não digo q eu não leria, mas eu com certeza não estou ansiosa e eu não comprarja o livro hehehehehe

  • sara sem h
    27 agosto, 2015

    Haha, que mistura!! A capa não diz nada a respeito da história; pensei que se tratava de um livro romântico, hahaha. Que legal, me interessei!
    ~lembrei de uma série que comecei a assistir, Os mistérios de Laura hahaha~

  • Rayme
    20 agosto, 2015

    Oi Day,
    desde que este livro foi lançado eu também estou curiosa para ler! hehe
    parece ser ótimo, adoro suspense 😛
    não sabia que tinha humor envolvido também hahaha
    parece ser ótimo ;~~

  • Veronica Vieira
    20 agosto, 2015

    Não fui muito com a cara dele…
    mas a história parece ser boa.

  • Julia Barbosa
    08 agosto, 2015

    Tô louca pra ler esse livro, a cada resenha que leio fico mais curiosa, ainda mais por não ser um gênero que eu goste muito, mas como gostei da sinopse vou dar uma chance. Ótima resenha!!!

  • Ana Paula Mertins Zawatski
    07 agosto, 2015

    Olá, Day 🙂
    Quando vi o livro como lançamento eu logo não me interessei, fui bem por aparências, a capa não me conquistou, mas agora, lendo primeiramente a sinopse vejo que pode ser uma trama bem boa, porém volto atrás lendo tua resenha, não sei o porquê, mas a história não me convenceu, ainda mais tu comentando que o final deixa a desejar. Então passo a leitura ):
    Beijos

  • RUDYNALVA
    07 agosto, 2015

    Day!
    Em termos de divertimento o livro o livro é hilário, principalmente os filhotinhos da Kate, agora espera mais da parte do mistério, achei que ficou bem a desejar.
    Não foi um dos melhores livros que li, mas valeu a pena.
    “A minha vontade é forte, mas a minha disposição de obedecer-lhe é fraca.” (Carlos Drummond de Andrade)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

  • Barbarah
    06 agosto, 2015

    Pela Capa a gente não percebe que envolve crime, mas parece ser uma boa leitura, vou pensar seriamente em ler!

  • Julia Duarte
    06 agosto, 2015

    Acho que o tipo de leitura que estou mais precisando nesse momento é essa, suspense e diversão, adorei a dica, entro para a listinha.

  • Anne Karolline Santiago
    05 agosto, 2015

    Assassinato, crime, mistério?!Sinônimo de uma leitura agradabilíssima pra mim 🙂

  • Aline Stroeher
    05 agosto, 2015

    Oi!
    Esse livro tem cara de ser muito engraçado!
    Lendo a sinopse e a resenha na hora me veio na cabeça a série Os Mistérios de Heather Wells, da Meg Cabot!
    Já leu? São livros muito engraçados! A Heather só se mete em confusões por querer ajudar a desvendar os crimes que insistem em persegui-la! Hehe!
    Gostei do livro! Fiquei curiosa!
    Vou colocar na wishlist já! 🙂
    Beijinhos!

  • Leticia
    05 agosto, 2015

    OI Day…
    Eu também fiquei bem curiosa assim que lançou. Confesso que vi poucas resenhas sobre ele, e só agora estou sabendo que um chick lit misturado com suspense, achei que era só o segundo.
    Mas já vale a pena por ser divertido e tudo mais. Que pena que o final não te agradou tanto.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

  • Larissa Belmok
    05 agosto, 2015

    Nunca tinha lido resenha sobre esse livro, mas depois da sua confesso que estou extremamente curiosa pra saber o verdadeiro mundo dessa história.

  • Evellyn Mendonça
    05 agosto, 2015

    Oo,
    Já tinha visto esse livro em algumas livrarias e em blogs, mas nunca tinha parado para ler a sinopse ou alguma resenha sobre ele, nem imaginava que fosse um livro com assassinato e tal.
    Nunca li nada dessa autora, mas fiquei curiosa sobre esse livro.
    Bjs

  • Rafaela Lima
    05 agosto, 2015

    Eu vi o livro em alguns blogs, mas nem parei pra ler porque achei que fosse aqueles romances melosos. Por isso que não é bom julgar o livro pela capa! Até porque pela capa não consegui imaginar que fosse um livro de mistério de um assassinato e tal.
    Hahah
    Nunca li nada da autora, mas agora fiquei com uma grande vontade de ler esse livro. Não sei se vai dar pra ler agora, porque estou pegando livros da biblioteca da escola e acredito que lá não tenha esse livro. 🙁 Mas já deixei na listinha de desejados!
    Gostei do livro por ter essa mistura de mistério e bom humor.

  • Becca Martins
    04 agosto, 2015

    Oi Day!
    Eu já tinha visto algumas pessoas falarem a respeito do livro, mas nunca tinha parado para saber sobre a história.
    Posso confessar que o que mais me chamou atenção foi a parte do humor no mistério? Bem diferente! Nunca vi nenhum livro assim e vou ler este para tentar ver como é.
    Beijos!

  • sirlene aparecida
    04 agosto, 2015

    Nossa.. o livro parece ser perfeito, preciso ler ele logoo..

  • sirlene aparecida
    04 agosto, 2015

    Nossa… o livro parece ser perfeito… adorei preciso ler logo…

  • Maria Alves
    04 agosto, 2015

    Ele ta na minha lista de compras, parece ser bem divertido e misterioso, um crime que dá uma nova motivação para uma dona de casa sair da rotina é um acontecimento e tanto. Espero que tenha continuação já que os fatos do final te decepcionou.

  • Curtindo os Livros Adoidada
    04 agosto, 2015

    Ainda não conhecia esse livro, nem essa autora, mas como boa amante dos livros de suspense (meu gênero literário favorito), com certeza fiquei curiosa pra conhecer essa história mais a fundo. Certeza que lerei.

  • Mariele Antonello
    04 agosto, 2015

    Fiquei muito interessada por esse livro, adoro livros com mistério e que desvendam crimes.
    Adorei sua resenha e pretendo ler o livro.