Newsletter

assine a newsletter!

E receba a notificação de novos posts por e-mail

outubro 29, 2015

[Resenha] A Febre – Megan Abbott

Por Paola Aleksandra

Na Escola Secundária de Dryden, Deenie, Lise e Gabby formam um trio inseparável. Filha do professor de química e irmã de um popular jogador de hóquei da escola, Deenie irradia a vulnerabilidade de uma típica adolescente de 16 anos. Quando Lise sofre uma inexplicável e violenta convulsão no meio de uma aula, ninguém sabe como reagir. Os boatos começam a se espalhar na mesma velocidade que outras meninas passam a ter desmaios, convulsões e tiques nervosos, deixando os médicos intrigados e os pais apavorados. Os ataques seriam efeito colateral de uma vacina contra HPV? Envoltos em teorias e especulações, o pânico rapidamente se alastra pela escola e pela cidade, ameaçando a frágil sensação de segurança daquelas pessoas, que não conseguem compreender a causa da doença terrível e misteriosa.
Suspense | 272 Páginas | Cortesia Editora Intrínseca | Skoob | Compare: SubmarinoSaraivaAmazon| Classificação: 3,5/5
A narrativa de A Febre seguiu um rumo completamente diferente do qual imaginei. A sinopse da história foca no misterioso caso de garotas que, em um surto inexplicável, começam a apresentar sintomas semelhantes: convulsões, dores de cabeça, perda de memória, medo, mania de perseguição, inquietação e muitos outros. A especulação parece girar em torno do que está afetando essas jovens – já que os laudos médicos não encontram uma conclusão lógica. Entretanto, por mais que a trama foque nesse misterioso acontecimento, sinto que a verdadeira mensagem do livro está na abordagem das relações tipicamente juvenis, ou melhor, em como os relacionamentos afetivos podem modificar e nublar as escolhas de um jovem. Por isso A Febre recebeu comparações com o aclamado “Garota Exemplar”, porque a obra vai além do mistério ao descrever dramas dolorosamente reais que, infelizmente, acompanham o desenvolvimento dos adolescentes da atualidade.
Será que pareço diferente? Então se lembrou de ter se perguntado a mesma coisa dois dias antes. Como saber, se as coisas não param de acontecer, provavelmente deixando marcas de formas que não conseguimos enxergar?

outubro 28, 2015

[Resenha] Não Se Iluda, Não – Isabela Freitas

Por Paola Aleksandra

Depois de passar um ano sem namorado, Isabela está determinada a realizar o grande sonho de ser uma escritora reconhecida. Resolve dar os primeiros passos anonimamente, criando um blog onde assina como 'A Garota em Preto e Branco'. Em seu diário virtual, ela desabafa, fala dos amigos, dos não tão amigos assim, e confessa suas aventuras e desventuras amorosas. Assunto é o que não falta. Durante uma temporada agitada em Costa do Sauípe, na Bahia, acompanhada por Pedro, Amanda e sua insuportável prima Nataly, Isabela conhece o irresistível Gabriel, um sujeito praticamente perfeito, a não ser por um pequeno detalhe... Entre shows e passeios na praia, Isabela precisa admitir para si mesma que sente uma atração cada vez maior pelo seu melhor amigo. Em seu segundo livro, Isabela Freitas dá sequência às histórias dos personagens de 'Não se apega, não'. Dessa vez, com a cabeça nas nuvens e os pés firmemente no chão, a personagem Isabela vai em busca daquilo que seu coração realmente deseja, mesmo quando seu caminho é bem acidentado e cada curva parece esconder uma nova surpresa.
Chick-Lit (+Autoajuda) | 272 Páginas | Editora Intrínseca | Skoob | Compare: SubmarinoSaraivaAmazon| Classificação: 3,5/5
Uma das características mais marcantes dos livros da Isabela Freitas é que eles misturam realidade com ficção. O fato é que são as experiências da autora que conduzem a vida de sua protagonista, também chamada de Isabela. Assim, seguindo o mesmo modelo do livro anterior, a narrativa de “Não se iluda, não” recria momentos da vida da autora com a ideia de mostrar os romances que ela protagonizou e os ensinamentos que tirou deles. E como tanto a autora quanto a protagonista são garotas como nós – inseguras, imperfeitas, estabanadas, platônicas, sonhadoras, corajosas e tudo mais o que somos no nosso íntimo – ao narrar sua história, Isabela Freitas permite que os leitores aprendam com seus erros e se divirtam ao descobrir que não somos os únicos que levamos vários tombos da vida, da mesma forma que também não estamos sozinhos na nossa luta em dar a volta por cima. Portanto, visto como uma obra que tenta ensinar valiosas lições para suas leitoras, o livro tende a desagradar (até porque não existem regas para ser feliz, para amar, para não se iludir ou para não se enganar). Contudo, do aspecto de entretenimento o livro cumpre seu objetivo, pois além de divertir ele nos envolve no crescimento da protagonista, fazendo com que passemos a ver de forma diferente algumas das barreiras que encontramos em nosso caminho.

outubro 27, 2015

[Resenha] Lembra de mim? – Sophie Kinsella

Por Paola Aleksandra

Lexi desperta em um leito de hospital após um acidente de carro, pensando que está em 2004, que tem 25 anos, uma aparência desleixada e um namoro desastroso. Mas, para sua surpresa, ela descobre que está em 2007, tem 28 anos, é chefe de seu departamento e sua aparência está impecável. E ainda é casada com um lindo milionário! Ela não pode acreditar na sorte que teve. Mas conforme ela descobre mais sobre a nova Lexi, nota problemas graves em sua vida perfeita. E, para completar, uma revelação bombástica pode ser sua única esperança de recuperar a memória.
Chick-Lit| 400 Páginas|  Editora Record| Skoob | Compare & Compre: Submarino SaraivaAmazon|  Classificação: 4/5
Uma das graças da vida é saber que temos a capacidade de nos reinventar. Hoje sou uma mulher diferente da que era ontem e ainda mais distante da que fui três anos atrás. Afinal, o tempo passa e o dia a dia nos ensina infinitas lições, mudando nossa forma de sentir e reagir ao ambiente em que estamos inseridos. Dito isso, imagine acordar de um acidente e perceber que você esqueceu dos seus últimos três anos. Assustador, não é mesmo? Pois essa é a realidade da protagonista de Lembra de Mim?. Depois de um acidente Lexi não lembra de nada dos seus últimos anos: o enterro do pai é uma incógnita, o visual novo é surpreendente, e a aliança de casamento no seu dedo é muito mais que apavorante. E o pior não é não se lembrar, e ter que voltar para uma vida que ela não lembra de ter construído. Assim, entre idas e vindas do destino, o livro nos faz mergulhar em uma história divertida, reflexiva e para lá de emocionante. Sem dúvida, uma das minhas histórias preferidas da Sophie Kinsella.

Uma terra marcada por guerras recentes e amaldiçoada por uma misteriosa névoa do esquecimento. Uma população desnorteada diante de ameaças múltiplas. Um casal que parte numa jornada em busca do filho e no caminho terá seu amor posto à prova - será nosso sentimento forte o bastante quando já não há reminiscências da história que nos une? Épico arturiano, o primeiro romance de Kazuo Ishiguro em uma década envereda pela fantasia e se aproxima do universo de George R. R. Martin e Tolkien, comprovando a capacidade do autor de se reinventar a cada obra. Entre a aventura fantástica e o lirismo, "O gigante enterrado" fala de alguns dos temas mais caros à humanidade: o amor, a guerra e a memória.
396 Páginas | Cortesia Editora Cia das Letras | Skoob | Compare & Compre: SubmarinoSaraivaAmazon| Resenha da Kamila Mendes | Classificação: 4/5
Comecei a leitura de “O Gigante Enterrado”, de Kazuo Ishiguro, sem muita pretensão. Trata-se de uma obra de leitura fácil e diálogos bem autoexplicativos. Confesso que em determinados momentos os diálogos ficam maçantes, quase forçados, como se fosse uma tentativa de explicar detalhes do livro que passaram despercebidos na hora da discrição. Mas, com exceção desses pequenos deslizes, a história é intrigante e prende a atenção do leitor. E um dos diferenciais é que a história criada por Kazuo é desenvolvida na Grã-Bretanha pós a queda do Rei Arthur. Um mundo permeado por fantasia e seres míticos, como ogros, bruxas e dragões.

outubro 23, 2015

[Resumo do Mês] Leituras de Setembro

Por Paola Aleksandra

Oi galera! Tudo bem com vocês? Hoje vou de contar quais foram as minhas leituras de Setembro – nem acredito que li tanta coisa boa! Vem ver:


Ou veja direto no Youtube: 
aqui.


"Chick-lit" é um gênero literário que abrange a vida da mulher moderna, sendo voltado, principalmente, para o sexo feminino. São romances leves, com um toque de humor, que narram o quotidiano e entram fundo nas dúvidas e emoções das personagens, transmitindo, normalmente, a sensação de estar lendo o relato de uma amiga. As história nesses livros poderiam facilmente ser uma conversa entre garotas ou mulheres, na qual há compartilhamento de sonhos, segredos, confissões. 



Oi queridos!

Para cumprir minha décima meta do Desafio, li no mês mais lindo do ano Ligações, da Rainbow Rowell. Estava doida para ler esse livro, meu primeiro contato com a autora, então aproveitei que o ganhei de presente da minha gêmea linda e eliminei da lista o item nº 2: Ler um chick-lit sem pessoas ou desenhos de pessoas na capa.
Para quem quiser conferir, tem resenha da Pah sobre ele aqui, e a minha no Minha Vida Literária. A Pah também fez um vídeo falando sobre todos os livros da autora, para quem quiser checar!

outubro 21, 2015

Tag: Outubro Rosa Literário

Por Paola Aleksandra

Boa tarde, galera! Tudo bem com vocês? Outubro é o mês da campanha de conscientização contra o Câncer de Mama e, na intenção de falarmos mais sobre esse tema tão importante, vou responder uma Tag bem bacana que une livros e prevenção. Vem conferir:


Ou veja direto no Youtube: aqui.

outubro 20, 2015

[Resenha] Legend – Marie Lu

Por Paola Aleksandra

Ambientado na cidade de Los Angeles em 2130 D.C., na atual República da América, conta a história de um rapaz – o criminoso mais procurado do país – e de uma jovem – a pupila mais promissora da República –, cujos caminhos se cruzam quando o irmão desta é assassinado e a ela cabe a tarefa de capturar o responsável pelo crime. No entanto, a verdade que os dois desvendarão se tornará uma lenda. O que outrora foi o oeste dos Estados Unidos é agora o lar da República, uma nação eternamente em guerra com seus vizinhos. Nascida em uma família de elite em um dos mais ricos setores da República, June é uma garota prodígio de 15 anos que está sendo preparada para o sucesso nos mais altos círculos militares da República. Nascido nas favelas, Day, de 15 anos, é o criminoso mais procurado do país; porém, suas motivações parecem não ser tão mal-intencionadas assim. De mundos diferentes, June e Day não têm motivos para se cruzarem – até o dia em que o irmão de June, Metias, é assassinado e Day se torna o principal suspeito. Preso num grande jogo de gato e rato, Day luta pela sobrevivência da sua família, enquanto June procura vingar a morte de Metias. Mas, em uma chocante reviravolta, os dois descobrem a verdade sobre o que realmente os uniu e sobre até onde seu país irá para manter seus segredos.

Distopia | 256 Páginas | Editora Rocco | Skoob | Compre: SaraivaSubmarinoAmazon | Classificação: 5/5 | Resenha da Day Farias
Amo distopias – isso já é um fato sobre mim! risos – mas, realmente demorei para enfim ler Legend e um dos principais motivos é que sou naturalmente “repelida” quando um livro se torna alguma espécie de “modinha” e, na época em que ouvi falar dessa trilogia, ela era o alvo da maior parte das resenhas em blogs literários. Deixei o tempo passar, mas quando vi dois livros da trilogia em promoção no Submarino, simplesmente não resisti e tive que comprá-los... e que ótima escolha eu fiz!

Olá galera, tudo bem? Hoje é dia de conferirmos as novidades literárias de Outubro (mês mais lindo do ano ♥). Como sempre o mês está repleto de lançamentos incríveis. Vem ver:
Novidades Nacionais
Percebi que dessa vez os lançamentos estão mais equilibrados, o que significa que teremos publicações de vários gêneros literários e que também gastaremos bem mais ao longo do mês, risos. Como vocês já devem imaginar, entre as novidades nacionais minhas prioridades de leitura são: Felizes para Sempre (porque eu amo tudo o que envolve o cenário de A Seleção) e Entre a culpa e o Desejo (porque estou LOUCA por essa série). Meu aniversário foi no começo do mês, então ainda consigo pedi-los de aniversário, não é mesmo? (Gritos ao fundo: Amor, pode comprar para mim!).



Final de semana chegou, então que tal aproveitar para pegar um cineminha? Semana passada eu e o Manu resolvemos assistir o filme “Um Senhor Estagiário” e, como já era de se esperar, gostamos tanto do longa-metragem que resolvi indicá-lo para vocês. Vem saber um pouquinho da trama:

outubro 16, 2015

Home Tour: Sala e Escritório

Por Paola Aleksandra

Boa tarde, galera! Tudo bem com vocês? Vocês pediram e nós gravamos: finalmente vamos mostrar um pedacinho do nosso lar. Dessa vez mostraremos a Sala e Escritório. Vem conferir:


Ou veja direto no Youtube: aqui.

Este não é um livro qualquer. É um espaço de memórias e sonhos, um mundo de possibilidades. Aqui você vai se encontrar em páginas repletas de histórias, ilustradas por mim e feitas para você. Este é um livro sobre todos nós e sobre o jeitinho com que levamos a nossa rotina. O Rotina & Rabisco é um livro para inspirar, sonhar, fazer acontecer. Feito para gente sensível, que ri sem motivo e gosta de ver o lado bom das coisas. Estamos felizes de te ver por aqui! Então entra e fica à vontade, que a vida é toda nossa.
180 Páginas|  Cortesia Editora Agir Now | Skoob | Compare & Compre: Submarino SaraivaAmazon| Classificação: 5/5


O livro Rotina & Rabisco é fruto do talento da ilustradora Bruna Vettori. Sua página na internet, também intitulada Rotina& Rabisco, reúne frases e desenhos que nos levam a refletir sobre os verdadeiros valores da vida. Assim, ao celebrar o que nos faz bem através de belíssimas ilustrações e versos, Bruna fez com que os leitores amassem cada dia um pouco mais o seu trabalho. Tanto é que, refletindo o empenho e a graça de suas ilustrações, o projeto saiu nas páginas da internet para figurar as páginas de um livro repleto de amor, doçura e beleza.

Noah e Jude competem pela afeição dos pais, pela atenção do garoto que acabou de se mudar para o bairro e por uma vaga na melhor escola de arte da Califórnia. Mal-entendidos, ciúmes e uma perda trágica os separaram definitivamente. Trilhando caminhos distintos e vivendo no mesmo espaço, ambos lutam contra dilemas que não têm coragem de revelar a ninguém. Contado em perspectivas e tempos diferentes, EU TE DAREI O SOL é o livro mais desconcertante de Jandy Nelson. As pessoas mais próximas de nós são as que mais têm o poder de nos machucar.
Jovem adulto maduro| 384 Páginas|  Cortesia Editora Novo Conceito| Skoob | Compare & Compre: Submarino SaraivaAmazon | Classificação: 5/5
Por mais que eu tente superá-la a leitura de Eu te darei o Sol permanece em minha mente, dominando e assombrando meus pensamentos. Ainda consigo sentir o turbilhão de emoções geradas pela obra: confusão, espanto, medo, raiva, paixão, cumplicidade e o mais belo tipo de amor. São poucos os jovens adultos que abocanham meu coração, contudo quando isso ocorre é para sempre – o que me faz ter a certeza que carregarei essa leitura comigo para onde é que eu for. A história é mágica, singular e, o mais importante de tudo, extremamente real. Ao descrever uma família corrompida pelas mentiras e pelo ciúme, Jandy Nelson dá vida a uma história reflexiva e tocante que, além de divertir e emocionar, debate temas como: preconceito, bullying, traição, homossexualidade, abuso, e inúmeros outros tópicos complexos e dolorosos. Sendo assim, com uma escrita poética e inteligente, a autora nos faz mergulhar em uma leitura incrivelmente peculiar e marcante. – E não estou falando da boca pra fora; até sinto que faltaram elogios nesse parágrafo.

outubro 14, 2015

[Minha Caixinha de Correio] Aquisições de Setembro

Por Paola Aleksandra

Boa tarde, galera! Como vocês estão? Hoje é dia de caixinha de correio. Vou mostrar tudo o que recebi no mês de Setembro (e se preparem porque tem MUITA coisa boa!). Vem conferir:
Ou veja direto no Youtube: aqui.


Alyssa Gardner tem uma vida conturbada, ela ouve vozes de insetos e flores. A garota mora apenas com o pai pois a mãe foi internada e considerada insana e instavel, e alegava ouvir as mesmas vozes que Alyssa sabe que são verdadeiras. Em uma das visitas, ela descobre que cada dia sua mãe pior, e que o pai havia concordado com o médico em aplicar um tratamento de choque, o que não apenas poderia transformar sua mãe em outra pessoa, como também poderia matá-la. Para impedir isso, Alyssa terá que mergulhar no obscuro mundo do País das Maravilhas e consertar os erros que a verdadeira Alice deixou pra trás, dessa forma quebraria a maldição sobre sua família. Mas a verdade é que o País das Maravilhas foi totalmente distorcido por Lewis Carrol, e Alyssa vai descobrir um lado sombrio do conto de fadas.

Jovem Adulto | Cortesia Editora Novo Conceito | Skoob | Compare & Compre | Classificação: 4/5 | Resenha da May

Alyssa vem de uma família cuja linhagem descende de Alice, de Alice no País das Maravilhas de Lewis Carrol, e traz consigo um fardo que acomete a todas as mulheres da família: a loucura. Alyssa consegue ouvir as plantas e os insetos, e por este motivo as mulheres de sua família ao longo do tempo são diagnosticadas como loucas; sua mãe está internada e ela não deseja ter o mesmo destino. Então para aliviar a tensão dessas vozes que a perseguem ela as captura e faz destas plantas e insetos quadros extremamente diferentes do mundo em que vivemos e que remetem a um universo diferenciado e singular.

Débora estava prestes a viver o dia mais feliz de sua vida. Tudo estava pronto para o casamento perfeito com Felipe, o noivo mais lindo e fofo que alguém poderia ter. O apartamento estava arrumado, e todos os detalhes da lua de mel na Grécia, acertados. Até um novo emprego na redação de uma revista feminina a esperava na volta da viagem. Seria o começo de uma nova etapa de uma vida com a qual ela sempre sonhou. Na véspera da cerimônia, o noivo precisou ficar até mais tarde no escritório para resolver as últimas pendências, e ela resolveu fazer uma surpresa e aparecer sem avisar. Mas quem foi surpreendida foi ela: pegou Felipe em flagrante com a irmã do sócio, na situação mais comprometedora possível. O que fazer? Armar um escândalo e terminar tudo? Esquecer o que viu, casar e ser feliz para sempre? O que fazer quando se sente, ao mesmo tempo, um amor profundo e um ódio avassalador? Para Débora, a resposta é: criar um plano maluco para sair dessa situação e dar a volta por cima!
Chick-Lit| 240 Páginas|  Cortesia Editora Gutenberg| Skoob | Compare & Compre: BuscapéSaraivaAmazon
Eu odeio te Amar é um romance repleto de reviravoltas. Com uma escrita leve e divertida, Liliane Prata ressalta o fato de que, por mais difícil que nossa situação seja, sempre podemos dar a volta por cima. Assim como acontece com Débora, nossa protagonista, que está prestes a se casar. Ela conhece o noivo desde a adolescência e confia nele plenamente. Sabe aquele namorado fofo e atencioso? Pois bem, esse é o Felipe. Além de invejar o relacionamento dos dois, todo mundo sabe o quanto eles se amam... Contudo, tal certeza vai para os ralos quando Débora faz uma visita ao escritório do noivo nas vésperas do casamento. Sem querer ela descobre que vive uma mentira, que o amor que Felipe alega sentir não é verdadeiro – afinal, ela praticamente o pega com a boca na botija (não vou contar o que ela viu, então criem suas próprias teorias, risos). Magoada, desolada, confusa e com muita raiva, Débora decide que não vai cancelar o casamento e que fará Felipe pagar, na mesma moeda, pelo que fez com ela. Agora ela quer vingança e seu plano é fazer Felipe sofrer. O único problema é que Débora o ama... mas não dizem que o amor e o ódio caminham juntos?


"Chick-lit" é um gênero literário que abrange a vida da mulher moderna, sendo voltado, principalmente, para o sexo feminino. São romances leves, com um toque de humor, que narram o quotidiano e entram fundo nas dúvidas e emoções das personagens, transmitindo, normalmente, a sensação de estar lendo o relato de uma amiga. As história nesses livros poderiam facilmente ser uma conversa entre garotas ou mulheres, na qual há compartilhamento de sonhos, segredos, confissões. 





Algum fã ai da Shopaholic mais querida de todas? Confiram, então, algumas curiosidades sobre a série!

outubro 07, 2015

Eu e os livros da Rainbow Rowell

Por Paola Aleksandra

Boa noite, galera! Tudo bem com vocês? Hoje vou falar sobre os livros de uma das minhas autoras preferidas, a Rainbow Rowell. Vem conferir:


Ou veja direto no Youtube: aqui.

Determinada a levar o mesmo estilo de vida do assassino que a libertou do cativeiro, Sarai resolve sair sozinha em missão, com o propósito de matar o sádico e corrupto empresário Arthur Hamburg. No entanto, sem habilidades nem treinamento, os acontecimentos passam muito longe de sair como o planejado. Em perigo, Sarai nem acredita quando Victor Faust aparece para salvá-la — de novo. Apesar de irritado pelas atitudes inconsequentes dela, ele logo percebe que a garota não vai desistir de seus objetivos. Então não há outra opção para ele a não ser treiná-la. Com tamanha proximidade, para eles é impossível resistir à atração explosiva. Nem Victor nem Sarai podem disfarçar o que sentem, ou negar o desejo que os une. No entanto, depois de tantos anos de sofrimento e tantas cicatrizes emocionais, será que eles conseguirão lidar com um sentimento como amor? Só que Sarai — novamente na pele de Izabel Seyfried — ainda terá que passar por um último teste; um teste para provar se conseguirá viver ao lado de Victor, mas que, ao mesmo tempo, poderá fazê-la questionar os próprios sentimentos e tudo que sabe sobre esse homem.
Romance Dark (+ aqui)| 232 Páginas | Cortesia Suma de Letras| Skoob | Compare & Compre: SubmarinoSaraivaAmazon | Classificação: 3,5/5
Quando li A Morte de Sarai fiquei completamente encantada. A obra é intensa, dramática, reflexiva e dolorosa de uma maneira inusitada. A questão central é que o romance difere da maioria dos livros que lemos. Afinal, em que realidade um assassino profissional e uma fugitiva seriam aceitos como o casal dos sonhos? Além disso, a obra surpreende por dar vida a personagens politicamente incorretos – que nada mais são do que o reflexo das dores e dos traumas que carregam no peito. E é exatamente por isso, pelo trunfo da história estar na personalidade obscura de seus protagonistas, que fiquei com muito medo de ler O Retorno de Izabel. Por mais que eu quisesse torcer pela redenção dos personagens principais, no fundo sempre soube que para manter a qualidade da série a autora teria que ir até o fim e cultivar, ao invés de curar, seus traumas. Mas, por mais que a J.A. Redmerski tenha mantido a parte obscura da história, nesse segundo volume a trama seguiu um novo rumo ao focar no amor e na capacidade que esse sentimento tem, não apenas de curar, mas também de unir duas pessoas com um mesmo objetivo. Sendo assim, em O Retorno de Izabel, Victor e Sarai embarcam em uma missão que mudará completamente o rumo, profissional e amoroso, de suas vidas.

[Resultado] Top Comentarista de Setembro

Por Paola Aleksandra


Bom dia galera, tudo bem? Segue o resultado do Top Comentarista de Setembro! Agradeço a todos que participaram dessa ação – como sempre, fiquei muito contente com os comentários de vocês.
No total tivemos 96 inscrições dentre as quais 31 participantes comentaram em todos os posts. Entre eles, como combinado, foi feito um sorteio para definir a postagem premiada e os vencedores. Confiram:

outubro 05, 2015

Ação: 4 Blogueiras e 5 Motivos

Por Paola Aleksandra

Oi, galera! Tudo bem com vocês?
Ao longo dessa última semana, o Livros & Fuxicos em conjunto com os blogs Minha Vida Literária, Em Cada Página e La Garota realizou a ação 4 Blogueiras e 5 Motivos. Por meio dela nós tivemos a oportunidade de indicar diferentes livros do gênero Young Adult, dando 5 motivos para os quais cada um deles deve ser lido. Foi muito gostoso falar de livros que gostamos tanto, por isso deixo aqui os vídeos dessa ação para quem quiser conferir. Vem ver:

outubro 04, 2015

[Promoção] Aniversário Livros & Flores

Por Paola Aleksandra



Oi, gente! Tudo bem com vocês? Dia 04 de outubro o Livros e Flores comemora seu primeiro ano de vida! E para comemorar o blog e seus amigos se juntaram para fazer uma grande festa. E vocês, leitores, são nossos convidados. São 30 livros e muitos marcadores para 5 ganhadores. Não deixe de participar e de conferir as regras.

Boa tarde, galera! Tudo bem com vocês? Hoje vou falar sobre a, incrível e conflituosa, leitura de Eu te darei o Sol. Acho que me empolguei, mas isso não é novidade, não é mesmo? Risos. Vem conferir:


Ou veja direto no Youtube: aqui.

Toda vida tem um divisor de águas, um momento súbito, empolgante e extraordinário que muda a pessoa para sempre. Para Michael Stirling, esse instante ocorreu na primeira vez em que pôs os olhos em Francesca Bridgerton. Depois de anos colecionando conquistas amorosas sem nunca entregar seu coração, o libertino mais famoso de Londres enfim se apaixonou. Infelizmente, conheceu a mulher de seus sonhos no jantar de ensaio do casamento dela. Em 36 horas, Francesca se tornaria esposa do primo dele. Mas isso foi no passado. Quatro anos depois, Francesca está livre, embora só pense em Michael como amigo e confidente. E ele não ousa falar com ela sobre seus sentimentos – a culpa por amar a viúva de John, praticamente um irmão para ele, não permite. Em um encontro inesperado, porém, Francesca começa a ver Michael de outro modo. Quando ela cai nos braços dele, a paixão e o desejo provam ser mais fortes do que a culpa. Agora o ex-devasso precisa convencê-la de que nenhum homem além dele a fará mais feliz. No sexto livro da série Os Bridgertons, Julia Quinn mostra, em sua já consagrada escrita cheia de delicadezas, que a vida sempre nos reserva um final feliz. Basta que estejamos atentos para enxergá-lo.
Romance de Época| 304 Páginas|  Cortesia Editora Arqueiro| Skoob | Compare & Compre: SaraivaSubmarinoAmazon| Classificação 5/5
Eis um fato: a Julia Quinn nunca me decepciona. Suas histórias sempre inundam minha alma de alegria e diversão, portanto desde o início eu sabia que adoraria a leitura de O Conde Enfeitiçado – só não imaginava que me apaixonaria pela obra com tanto fervor! Foi amor à primeira vista: assim que iniciei a leitura, ou melhor, assim que conheci o protagonista, eu soube que até o final do livro meu coração (e com sorte o da mocinha também) seria dele. Amei a condução dos fatos, amei os personagens principais, amei o papel que o tempo desempenhou na história, e amei como a autora foi capaz de criar uma trama repleta de aceitação, perdão e, principalmente, infinitos amores. – E sim, o plural é um dos grandes diferenciais da história. Além disso, a obra gira em torno dos recomeços que só o amor é capaz de gerar, o que faz esse romance ser reflexivo, real e inspirador. Ou seja, depois dessa leitura é impossível deixar de ter fé na imensidão do amor.

Top Comentarista de Outubro

Por Paola Aleksandra

 

Olá, galera! Tudo bem com vocês? Começamos o mês mais lindo do ano (sim, faço aniversário em Outubro, por isso tanto amor ) com um Top Comentarista muito chegado. Vem conferir os prêmios e participar!

Resenhas

© Livros & Fuxicos – Desenvolvimento com por Subir