[Resenha] Entre a culpa e o Desejo - Sarah Maclean

Seu próximo experimento científico? Entregar-se a um canalha! Lady Philippa Marbury não é como as jovens de sua época. A brilhante filha do marquês de Needham e Dolby se preocupa mais com seus livros e experimentos do que com vestidos e bailes. Para ela, um laboratório é muito mais atraente que uma proposta de casamento, e é por isso que, ao ser prometida a um noivo com quem não tem nada em comum, Pippa tem apenas duas semanas para empreender seu último experimento: descobrir todos os prazeres e todas as delícias da vida antes de passar o resto de seus dias ao lado de alguém que ela mal conhece. Como boa cientista que é, Pippa investiga a vida do homem que parece ser a cobaia ideal para realizar suas experiências: Sr. Cross, o atraente sócio do cassino mais famoso e cobiçado de Londres, um libertino cuja má-fama foi cuidadosamente construída sobre o vício e a devassidão. Um canalha perfeito para explorar suas fantasias e satisfazer sua curiosidade sem manchar sua reputação de moça de família. Mas o que Pippa não sabe é que, por baixo das aparências, Cross esconde segredos obscuros e que, ao receber a proposta da garota, ele está diante de uma oferta que pode destruir tudo aquilo que durante anos ele se esforçou para proteger. Terrivelmente tentado a se envolver nessa aventura que promete o mais puro prazer sem qualquer outra emoção, tudo o que Cross deseja é dar a Pippa exatamente o que ela quer, mas ele sabe que ninguém sai ileso do caminho da satisfação e, assim, Cross terá de usar cada miligrama de sua força de vontade para não perder o controle e resistir à tentação de entregar à jovem muito mais do que ela ousa imaginar.
Romance de Época| 304 Páginas | Editora Gutenberg| Skoob | Compare & Compre: SubmarinoSaraivaAmazon | Classificação: 5/5
Fofo, tão fofo! Entre a culpa e o Desejo é uma leitura completamente deliciosa. A narrativa é envolvente e desafiadora, e ao contrário do primeiro livro da série, está longe de ser previsível. Uma das características da escrita da Sarah Maclean é focar na personalidade de suas protagonistas, tanto que esse livro é todo sobre a mocinha e sua personalidade incomum. E o bacana é que ao focar em protagonistas femininas fortes e diferentes dos padrões (tanto em beleza quanto em comportamento) estabelecidos pela sociedade, a autora faz luz ao ideal feminino de podermos ser quer quisermos, independente da época em que vivemos. Claro que a questão é romantizada, afinal estamos falando de uma história de amor no século XIX, ainda assim é gostoso pensar que certas mulheres não se deixariam levar pelas convenções sociais e batalhariam pelos seus sonhos, mesmo aqueles considerados absurdos – como, por exemplo, uma mulher dada aos estudos científicos em geral. Sendo assim, com muita diversão, sensualidade, romance, superação e um toque de reflexão, tal história é um deleite de emoções que nos cativa no início ao fim. Eu mesma fui completamente capturada por essa obra irreverente e inteligente. – Sarah Maclean, você acabou de ganhar uma nova fã!

A obra gira em torno da relação entre Philippa e Cross. A jovem está prestes a se casar: depois de um desastre social vivenciado pela irmã mais velha (que é a protagonista do livro anterior, Entre o Amor e a Vingança), Pippa perdeu a esperança de contrair um bom casamento. Além disso, a moça é diferente – estudiosa, louca por biologia, botânica, e tudo que envolve estudos científicos – e sabe que por esse motivo precisa se contentar com o único pedido de casamento que recebeu. Todo mundo sabe que seu noivo não é muito inteligente, entretanto para ela o que conta é o fato dele ser gentil e gostar de animais. Porém, prestes a se casar, Pippa começa a ficar paranóica com a mecânica do casamento; ela precisa entender como o relacionamento físico entre homem e mulher funciona, como cientista ela precisa dos fatos para estar verdadeiramente preparada para assumir o matrimônio. E o fato é que como ninguém está disposto a explicar para ela como tal relação funciona, ela recorre ao famoso libertino do submundo de Londres: O famoso conquistador, o Cross. Em uma proposta inconveniente, ela pede que Cross explique certas coisas que mulheres na sua idade já deviam saber, mas o problema é que ele não é quem ela imaginou. Reticente a se envolver com uma mulher pura demais para ele, Cross tenta afastar Pippa a todo custo, ensinando para ela as piores regras de ser um canalha: apostar, não confiar e nunca se entregar. O problema é que ela é tudo o que ele não imaginou querer, tudo aquilo que os erros do passado nunca o deixaram ter. O que significa que, por mais que tente ou se sinta culpado, Cross não conseguirá ficar longe dela.
De longe o que mais amei nesse livro foi a personalidade de Philippa. A jovem está longe de ser como as outras mulheres da sua idade; seu pensamento é mais racional e seus valores são completamente diferentes. Porém, em alguns momentos o fato de ser única pesa em seus ombros, o que torna o casamento um fardo e uma obrigação social, algo que Pippa sabe que deve fazer mas que não compreende como um todo. Assim, o ponto bacana de reflexão é que a jovem é racional em demasia, ela não acredita no amor e não entende sensações como desejo ou afinidade entre homem e mulher. E isso permite que a autora aborde vários temas reflexivos como aceitação, beleza além das aparências, casamentos de conveniência e até mesmo empoderamento feminino. – Tudo o que Pippa quer é aprender mais sobre a vida; ser mulher não pode tirar isso dela! Por isso, quando a protagonista encontra Cross já sabemos onde o relacionamento deles irá dar, porém o que não imaginamos é o quanto os dois se tornam dependentes. Pippa experimenta ao lado de Cross emoções e sensações que ela nunca imaginou existir, enquanto ele tem a esperança de que ela enxergue o quanto ele faz mal para as pessoas ao seu redor e o deixe em paz – o que significa que ele só quer alguém capaz de vê-lo além do passado e das aparências, que no fundo ele quer que Pippa lute por ele e o faça enxergar que ele tem valor. Sendo assim, o romance entre eles foge do convencional, entretanto (como muitos outros romances do gênero) foca no fato do amor curar corações e possibilitar belos recomeços. O que eu ADORO!
Além de uma mocinha forte e decidida, de um mocinho injustiçado de coração gigante, e de um romance belamente construído, também temos uma narrativa fluída, emocionante (derrubei algumas lágrimas, confesso) e muito divertida. O fato de Pippa ser diferente abre infinitas possibilidades para a história, ou seja, coloca a mocinha em várias trapalhadas! Fora que é incrível vê-la lutando por suas crenças e sonhos; geralmente são os mocinhos que lutam pelas mocinhas, mas percebi que os livros da Sarah fogem à regra, pois apresentam mulheres determinadas a obter o melhor dos seus companheiros: elas lutam, com tudo o que têm, em nome do amor (mesmo que para isso precisem quebrar um milhão de regras de etiqueta - mas quem é que liga para a sociedade? Elas com certeza não!). 
No geral eu ri, chorei, suspirei e me deixei cativar por essa linda história de amor. Achei esse volume muito melhor que seu antecessor (que já havia adorado) e achei os personagens extremamente bem construídos. O único defeito é saber que não poderei acompanhar mais deles, porque eu definitivamente passaria anos lendo as aventuras de Pippa e Cross. 
Sobre a Série •
Entre a culpa e o Desejo é o segundo volume da série The Rules of Scoundrels. A saga é composta por quatro livros, todos de casais diferentes. Entretanto, as histórias estão interligadas pelo fato dos protagonistas serem da realeza do submundo de Londres.
No Brasil a Gutenberg já lançou os dois primeiros volumes da saga.
Beijos,



Participe Aqui

27 comentários:

  1. Eu adoro livros que a leitura flui bem e são bem humorados.
    Eu já tinha lido a resenha de Entre o Amor e a Vingança e tinha adorado, mas agora depois de ler a de Entre a Culpa e o Desejo preciso urgentemente ler a série The Rules of Scoundrels!
    Gostei muito do fato da protagonista ser ela mesma e não ligar para os tabus impostos pela sociedade londrina do século XIX.

    ResponderExcluir
  2. Eu, particularmente, não gosto dos romances de época. Mas, Entre a Culpa e o Desejo me encantou de algumas maneiras. Sarah McLean conseguiu chamar a minha atenção para os personagens bem construídos dos livros, mocinhas não tanto indefesas, que chegam a se transformar em ratas indefesas e galanteadores não-machistas. A história, no geral, acabou me agradando.

    ResponderExcluir
  3. Amei! Achei que está longe de ser um clichê, como pensei que seria. Interessei-me completamente pelo enredo, achei-o, de uma certa forma, com uma pitada de diversão.
    Fiquei extremamente curiosa em relação à abordagem da aceitação e da beleza além das aparências, pois sou fissurada por temas assim.
    Com certeza, já está na lista de desejos! Amei, Pah! Beijos <3

    ResponderExcluir
  4. Não consigo ler livro de época...=/

    ResponderExcluir
  5. Oi
    Depois que eu li o primeiro fiquei louca para ler esse, só que ainda não comprei
    e essa resenha só serviu para me deixar bem mais curiosa, os personagens parecem ser interessantes e eu já tinha ficado intrigada com a Philippa no livro anterior mesmo aparecendo pouco, mais achei ela diferente das garotas da época.
    Gostei muito da sua resenha.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Adoro quando a protagonista é uma mulher forte e de opinião, e essa ainda é cientista e gosta de biologia! Amei. Nunca fui muito fã de livros de época, mas não custa tentar!!

    ResponderExcluir
  7. me apaixonei por essa resenha, gostei ainda mais do que do primeiro livro... queria começar por esse, mas vou me segurar e começar pelo primeiro livro, quem sabe essa não vira minha primeira série, de romances históricos.

    ResponderExcluir
  8. O que me irrita em certos livros é a falta de personalidade das protagonistas. Mas, pelo que foi dito na resenha, no caso de "Entre a culpa e o desejo", a personagem principal foi bem construída e tem uma personalidade forte. Ponto pra autora!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. é incrivel como eu sempre acabo ficando com dpl depois de ler romances de epoca. mas estes nao parecem ser assim.. desde que vc mencionou e fez a resenha de entre o amor e a vingança e madrugadas de desejo eles estao em minha lista de desejados.... e este é mais um.. gosto de como as personagens de sarah sao diferentes. ousadas e tudo mais... este parece ser bem interessante apesar de ja prevermos o final.. adorei a 'mocinha' deste tbem de ser estudiosa...

    ResponderExcluir
  10. Gente que fofura adoro protagonistas cheia de energia e diferentes lol to com orgulho e preconceito pra ler e comecar a minha aventura nesse genero


    http://estilodenerd42.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Nunca li esse livro e confesso que tinha pouco conhecimento sobre a sinopse e a trama que envolve essa história, mas que diante dessa resenha maravilhosa estou a um passo de adquiri-lo futuramente.

    ResponderExcluir
  12. Quando a resenha é boa e dá vontade de ler o livro haha
    Já estava procurando romances de época pra ler, vou procurar pelo primeiro livro dessa série.. achei bem legal

    http://www.cantodajanela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Pah, adorei a resenha! A historia parece ser bem diferente do que estamos acostumadas ler, acho que vou me apaixonar pelo casal! Ainda tenho que ler o primeiro livro da série, espero fazer isso na próxima semana!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Quanto mais você escreve sobre essa série de livros mais eu tenho vontade de ler. Adoro livros que tratam e frisam numa protagonista feminina e mostram toda a sua força mesmo em meio a todo romance. Quero ainda mais ler essa série!

    ResponderExcluir
  15. Oi, a capa do livro é linda mas sinceramente o livro não me despertou vontade de ler-lo o personagem masculino parece ser bem chato, mas brigada pela dica bjs.

    ResponderExcluir
  16. Ele já tem uma vantagem que é ser romance de época. Algumas características que voce citou, me lembrou muito o Tentação ao Por do Sol da Lisa Kleypas, contanto que o nome da mocinha também começa com " p " rsrsrs . Mas com certeza, ele estará na minha lista de 2016, pois em 2015 já estou falida kk

    ResponderExcluir
  17. Nossa Pah, acho que já estou ficando esgotada so de ler resenhas românticas kkkkkk
    Não ando mais tenho tanta empolgação que tinha no começo.
    Coincidentemte, lia uma resenha do primeiro livro hoje, mas como disse, estou meia esgotada. Acho que preciso de um tempo de romance, se não nem os que tenho em casa vou conseguir ler kkk
    De qualquer forma, saturadao ou não, é uma serire que darei chance com certeza, eua adoro livros que saem do convencional e principalmente apresentam mulheres tao determinadas.

    Bjss

    ResponderExcluir
  18. Opa que desse tipo de romance eu adooooro! Pah amei esse livro, assim como amei o primeiro e o terceiro!!! Nossa, é uma série maravilhosa e já tinha lido antes de terem lançado porém não consegui encontrar o quarto sendo que é dele que eu espero mais para quebrar todo esse mistério de cavalheiro misterioso que aparece nos três livros anteriores sobre o quarto e principal fundador do "Anjo Caído". Mas também gostei muito do terceiro "O bom duque fica impune", achei ao mesmo tempo engraçado, meloso, dramático e clichê, mas amei mesmo assim.
    Um beijo da sua fã.

    ResponderExcluir
  19. Romances históricos <3 graças a resenhas como essa que eu venho me apaixonando cada vez mais pelo gênero, espero comprar logo algum livro da Sarah, amo mocinhas fortes e essa série parece ser incrível!!! Grande beijoo

    ResponderExcluir
  20. Romances de época estam virando febre mesmo kkkk Mas acho eles lindos e não sei como explicar, parece que você viaja para outro mundo, amei a resenha e amei mais ainda saber da relação mocinha e suposto canalha kkk já me apaixonei só por isso, mais um livro para a minha lista, estou curiosa pelo Senhor Cross <3

    ResponderExcluir
  21. Realeza!!!! ❤❤❤❤❤❤
    Sou completamente apaixonada por romances históricos e esse com certeza já entrou pra minha lista de 2016. ❤

    ResponderExcluir
  22. Oi Pah!
    Eu li pouquíssimos romances históricos, mas te acompanho a um bom tempo no seu canal e sei que é o seu gênero preferido, e eu amei a sinopse desse livro, sério, tem tudo que eu gosto. Amo personagens que tem personalidade forte e buscam sair de um sistema imposto pela sociedade, e esse romance então, tenho certeza que vai me fazer suspirar!

    ResponderExcluir
  23. Oi Pah,
    Estava em busca de uma nova série de romances históricos para ler ano que vem e essa com certeza vai pra lista! Gostei de saber que a autora Sarah Maclean foca em protagonistas femininas com personalidades fortes e marcantes o que torna a leitura envolvente e divertida. Suas resenhas como sempre são um arraso.
    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Nossa, Pah! Imagina se agora eu não quero ler o livro mais do que nunca?
    Gosto quando as personagens são assim também, verdadeiras independente da sociedade em que vivem. Parece que a autora trabalhou tudo perfeitamente! O amor que cura tudo, amo isso também.
    Uma pena que ainda não li o primeiro livro, mas ele está aguardando ser lido. Amei a resenha! Linda! <3

    ResponderExcluir
  25. Oi!
    Faz um tempo que estou interessada nessa serie e a cada resenha gosto mais das historia, gosto de livros de época e achei as historia da Sarah Maclean diferentes que quebram os padrões sociais da época e com personagens que nos conquistam se tiver oportunidade irei ler !!

    ResponderExcluir
  26. Um dos gêneros que amo são romances históricos,e esse livro me parece ser incrivel, gosto de mocinhas fortes e determinadas... E é lindo quando acompanhamos todo aquela entrega por parte do mocinho, quando quer dar uma de durão, mas que acaba não resistindo ao amor, é incrivel <3

    ResponderExcluir
  27. De cara já amei a série, e quero muito ler. A resenha me deixou curiosa pela história, com certeza vou ler no próximo ano.

    ResponderExcluir