Destaques

Newsletter

assine a newsletter!

E receba a notificação de novos posts por e-mail

fevereiro 27, 2015

[Resenha + Sorteio] Caixa de Pássaros – Josh Malerman

Por Paola Aleksandra

Caixa de Pássaros - Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois de o surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.
Suspense | 272 Páginas | Cortesia Editora Intrínseca | Skoob | Compare & Compre: SaraivaAmazonCultura| Classificação: 5/5
Que livro incrível! É difícil colocar em palavras o quão envolvente e impactante revelou-se a leitura de Caixa de Pássaros. Nunca havia lido algo assim: tão aterrorizante e angustiante. E mais, em nenhum momento imaginei que ao invés de torcer para não ficar amedrontada (o que, sem dúvida, seria o mais provável), eu vibraria com o terror presente na história. O fato é que o grande charme da obra é que ela é dolorosamente intensa. Cada emoção narrada – medo, confusão, desamparo, angústia – é descrita para que o leitor sinta na própria pele as experiências da protagonista; motivo pelo qual é impossível não devorar cada página dessa surpreendente e instigante história de suspense e cegueira.

fevereiro 26, 2015

[Fuxicando Sobre Chick-Lits] Desafio Fuxicando Sobre Chick-Lits: Austenlândia - Shannon Hale

Por Aione Simões


"Chick-lit" é um gênero literário que abrange a vida da mulher moderna, sendo voltado, principalmente, para o sexo feminino. São romances leves, com um toque de humor, que narram o quotidiano e entram fundo nas dúvidas e emoções das personagens, transmitindo, normalmente, a sensação de estar lendo o relato de uma amiga. As história nesses livros poderiam facilmente ser uma conversa entre garotas ou mulheres, na qual há compartilhamento de sonhos, segredos, confissões. 


Oi queridos!

Para cumprir a segunda meta do Desafio, li Austenlândia, de Shannon Hale, que se enquadrou no item nº 6: Ler um chick-lit cujo título seja formado por apenas uma palavra.

Quem quiser conferir, falei sobre o livro e o filme lá no Minha Vida Literária, e hoje também saiu a resenha da continuação, Meia Noite Na Austenlândia.  

fevereiro 25, 2015

[Resenha] Domado – Emma Chase

Por Paola Aleksandra

"Domado" é o terceiro livro da série Tangled, de Emma Chase. Neste volume, conheceremos melhor o casal Dee e Matt. Matthew Fisher é mais um sedutor de Nova York. Seu trabalho como agente de investimentos lhe permite desfrutar de alguns prazeres materiais e morar em um apartamento com vista para o Central Park. Matt também é um mulherengo incorrigível. Ele admite que, enquanto não encontra a Senhora Certa, se diverte com todas as Senhoras Erradas. Deloris Warren é uma garota diferente. Seu trabalho como química de combustíveis aeroespaciais não a impede de ser uma mulher bela, sensual e espontânea. Deloris é do tipo decidido, principalmente em relação a homens. Por ter tido seu coração partido, ela resolve não se envolver mais em compromissos e apenas aproveitar os encontros casuais pelas noites de Nova York. Ao se conhecerem, Matt percebe que Dee é especial e propõe à bela uma amizade um pouco mais colorida. A garota aceita, mas sob uma condição: ele não deve se apaixonar. Será que ambos vão conseguir cumprir essa promessa?

Romance Contemporâneo| 222 Páginas | Cortesia Universo dos Livros | Skoob | Compare & Compre | Classificação: 4/5

Domado não é um livro surpreendente – principalmente para aqueles que já leram os volumes anteriores a ele – entretanto, fazendo jus às peculiaridades da escrita da Emma Chase, a história é leve, romântica e extremamente divertida. O fato é que enquanto Drew e Kate resolviam seus problemas amorosos (relação que deu origem ao primeiro volume da série Tangled), seus melhores amigos se apaixonaram. Por isso, durante a leitura de Atraído, torna-se óbvio para o leitor que a relação entre Deloris e Matt faz o estilo cão e gato, contudo não sabemos ao certo o quanto eles sofreram para permanecer juntos. E esse é o grande charme da leitura de Domado: a perspectiva de Matt sobre o seu envolvimento com a durona e imprevisível, Dee. E sabe o que é melhor? Ainda temos como bônus a participação do Drew e da Kate, personagens que, com sua ironia deslavada, contagiam qualquer história.

[Resultado] Top Comentarista de Janeiro

Por Paola Aleksandra

Bom dia galera, tudo bem? Segue o resultado do Top Comentarista de Janeiro! Desculpem-me pela demora. Preciso conferir postagem por postagem, fato que demanda um tempo que, com a correria dos preparativos pro meu casamento, está cada vez mais escasso. Obrigada pela paciência e compreensão! Agradeço também a todos que participaram dessa ação – fiquei muito contente com os comentários de vocês.
No total tivemos 66 inscrições, dentre as quais 23 participantes comentaram em todos os posts. Entre eles, como combinado, foi feito um sorteio para definir os vencedores. Confiram: (Novamente não contei o número “um”. Alguns de vocês reclamaram que esse número é “café com leite” nos sorteios, então o deixei de bônus e, como de costume, segui a ordem de inscrição dos participantes).

fevereiro 24, 2015

[Resenha] Vinte mil léguas submarinas – Júlio Verne

Por Paola Aleksandra

Publicado em 1870, Vinte mil léguas submarinas é uma das obras de aventura quintessenciais da literatura ocidental. Mais do que isso, o francês Jules Verne ajudou a estabelecer um tipo de romance que, sem abrir mão por um segundo da mais eletrizante carga de entretenimento, apresentava e discutia as principais questões que norteavam o conhecimento científico de seu tempo. E ia além, perscrutando o futuro. A aventura começa quando Dr. Pierre Arronax é convidado pelo Secretário da Marinha dos Estados Unidos a participar de uma expedição de pesquisa naval a bordo do Abraham Lincoln. O objetivo é encontrar um monstro marinho, avistado no Oceano Pacífico. Durante o confronto, Arronax, seu criado Conseil e o arpoador canadense Ned Land são lançados ao mar, para serem subsequentemente resgatados pelo submarino do capitão Nemo, o Nautilus. Narrado por Arronax, o livro é um vasto passeio pelos oceanos do mundo e suas maravilhas submarinas, descritas em detalhes por Verne. Não é apenas a tecnologia que o interessa, mas também a fauna e a geografia marítimas, tudo reforçado em seu maravilhamento da imaginação - como no episódio da luta da tripulação do Nautilus contra uma lula gigante. Episódios de um romance que tem encantado gerações de leitores de todo o mundo há mais de um século.
512 Páginas | Cortesia Cia das Letras | Skoob | Compare & Compre| Resenha da Kamila Mendes | Classificação: 5/5
A aventura do professor Arronax começa quando um monstro marinho assola os mares e causa naufrágios ao redor do mundo. Histórias são contadas sobre a velocidade da besta e o aumento do número de embarcações danificadas por um infeliz encontro com o monstro provoca pânico na população mundial. As nações europeia e americana pronunciam-se considerando o monstro com um ser perigoso que precisa ser abatido. Acionado pelo governo americano, o navio Abraham Lincoln se lança aos oceanos Atlântico e Pacífico em uma caçada desenfreada pelo o que acreditam ser um monstruoso cetáceo. Juntam-se a essa aventura o professor naturalista Arronax, seu escudeiro fiel Conseil (significa Conselho) e Ned Land, famoso por sua habilidade com o arpão.

[Promoção] Aniversário LaGarota

Por Paola Aleksandra


Neste início do ano, o blog LaGarota vai completar o seu primeiro aniversário! E, junto com seus amigos blogueiros, resolveu comemorar presenteando seus leitores. São 15 livros incríveis. Vem participar: 

fevereiro 23, 2015

[Resenha] Anexos – Rainbow Rowell

Por Paola Aleksandra

Beth Fremont e Jennifer Scribner-Snyder sabem que alguém está monitorando seus e-mails de trabalho. (Todo mundo na redação sabe. É política da empresa.) Mas elas não conseguem levar isso tão a sério, e continuam trocando e-mails intermináveis e infinitamente hilariantes, discutindo cada aspecto de suas vidas. Enquanto isso, Lincoln O'Neill não consegue acreditar que este é agora o seu trabalho ler os e-mails de outras pessoas. Quando ele se candidatou para ser agente de segurança da internet, se imaginou construindo firewalls e desmascarando hackers e não escrevendo um relatório toda vez que uma mensagem esportiva vinha acompanhada de uma piada suja. Quando Lincoln se depara com as mensagens de Beth e Jennifer, ele sabe que deveria denunciá-las. Mas ele não consegue deixar de se divertir e se cativar por suas histórias. No momento em que Lincoln percebe que está se apaixonando por Beth, é tarde demais para se apresentar. Afinal, o que ele diria...?
Romance Contemporâneo | 219 Páginas | Cortesia Novo Século| Skoob | Compare & Compre | Classificação: 4/5
Apesar de já ter tido contato com a escrita da Rainbow Rowell, mais especificamente com um de seus contos, a primeira obra completa que li da autora foi Anexos. Confesso que esperava uma leitura leve, romântica e divertida, entretanto encontrei uma obra emocionalmente intensa, que surpreende ao abordar temas complexos e dolorosamente reais. – Não me entendam mal, o livro não faz o estilo melodramático, entretanto ele não é tão superficial quanto como aparenta. Aos vinte oito anos espera-se que sua vida esteja perfeitamente resolvida: um relacionamento sólido, um trabalho agradável e rentável, um bom convívio familiar, uma vida confortável...contudo, como bem sabemos o passar dos anos não garante a realização de todos os nossos desejos. Intercalando a história de três personagens a autora dá vida a uma trama que, antes de qualquer coisa, aborda as dificuldades diárias da vida adulta. Mostrando-nos que viver, independente da idade, nunca é fácil.
Amor. Propósito. Essas eram coisas para as quais não se podia planejar. Essas eram coisas que simplesmente aconteciam. E se não acontecessem? Você passava a vida toda ansiando por elas? Esperando para ser feliz?

fevereiro 20, 2015

[Resenha] Para onde ela Foi – Gayle Forman

Por Paola Aleksandra

Para Onde Ela Foi - Meu primeiro impulso não é agarrá-la nem beijá-la. Eu só quero tocar sua bochecha, ainda corada pela apresentação desta noite. Eu quero atravessar o espaço que nos separa, medido em passos não em milhas, não em continentes, não em anos , e acariciar seu rosto com um dedo calejado. Mas eu não posso tocá-la. Esse é um privilégio que me foi tirado. Com a mesma força dramática de Se Eu Ficar, agora pela voz de Adam, Para Onde Ela Foi expõe o desalento da perda, a promessa da esperança e a chama do amor que renasce.
Jovem Adulto Maduro | 219 Páginas | Cortesia Novo Conceito| Skoob | Compare & Compre | Classificação: 5/5
Para onde ela foi é uma leitura ainda mais devastadora do que a do seu antecessor, Se eu Ficar. Com as emoções à flor da pele, portanto com uma narrativa sensível e real, Adam descreve o quão despedaçado está desde o acidente que mudou completamente a sua vida. Foi Mia, sua namorada do colégio, que perdeu mais do que podia suportar, entretanto Adam também sofreu as consequências dessa tragédia e hoje, afogado em um poço de amargura e solidão, não sabe o que fazer para aliviar a dor que sufoca seu coração. Três anos se passaram; nesse período Adam largou a banda, voltou para a banda, explodiu nas paradas de sucesso, virou uma estrela do rock, passou a tomar remédios de ansiedade, se afastou de amigos e familiares, desenvolveu problemas sérios para dormir e, a cada novo dia, deixou a dor da perda parecer mais viva. Ele está desmoronando, vivendo como um espectro do que já foi, torturando-se com os fantasmas do passado. Por esse motivo o livro é, antes de qualquer coisa, um relato sobre dor, solidão, depressão e medo – medo de nunca mais amar ou de ser amado.
Sua voz me traz de volta à realidade. De volta à realidade do passado de três anos. Há tantas coisas que precisam ser ditas. Para onde você foi? Pensou alguma vez em mim? Você me arruinou. Você está bem? Mas, claro, não posso dizer nada disso.

fevereiro 19, 2015

[Resenha] Geek Love – Eric Smith

Por Paola Aleksandra

Geek Love - Eric Smith sabe mais do que ninguém que existem prazeres imensos na vida geek. Amigos incríveis, conversas até de madrugada sobre realidades alternativas ou até mesmo o simples prazer de ler aquele lançamento de quadrinhos. No entanto, chega um momento na vida de todo nerd em que o amor bate à porta e daí vem a hora de jogar o xadrez tridimensional que é o mundo dos solteiros. Não se desespere, jovem Padawan! Deixe Smith guiá-lo por esse caminho e descubra que amar é muito mais do que flores e bombons. Afinal, nada é normal na vida do nerd, e o amor não é senão o mais extraordinário dos fenômenos humanos.

208 Páginas | Cortesia Editora Gente| Skoob | Compare & Compre | Classificação: 3,5/5| Resenha da Day Farias
Como o próprio nome já diz, “Geek Love – O Manual do Amor Nerd” é um manual, um guia para um namoro bem sucedido direcionado a um geek. Cada capítulo tem em seu título uma referência ao mundo dos games e o leitor sempre é chamado de “Player 1”, assim somos incorporados a esse mundo nerd e apresentados a um “passo-a-passo” que nos levará ao tão sonhado “Nível do Chefão” ou, em bom português, o nível final para conquistar um amor.
“Então, com namorar num mundo em que as pessoas, até certo ponto, nem se encontram mais? Que se tornaram virtualmente próximas em vez de próximas na vida real, que se comunicam por meio de mensagens de texto em vez de conversas durante o jantar?”

fevereiro 13, 2015

[Vem por aí] Novidades Literárias de Fevereiro

Por Paola Aleksandra

Mais um mês recheado de novidades incríveis! São tantos livros bons que é difícil dizer quais são nossos favoritos. Duvidam? Então vêm conferir:
Novidades Nacionais
Na lista de lançamentos nacionais teremos livros para todos os gostos. Históricos, contemporâneos, sobrenaturais, new adults, juvenis, policiais...nessa listinha temos um pouco de tudo isso e muito mais! Estou de olho em duas aguardadas continuações: Inocência? (saga que eu adoro e que tem uma mocinha incrível ) e Para Sir Phillip com Amor, da diva Julia Quinn. Essas são minhas prioridades de leitura, então estou aceitando-os de presente, viu? Risos

fevereiro 12, 2015

[Fuxicando Sobre Chick-Lits] Meg Cabot: A Diva dos Subgêneros do Chick-Lit

Por Aione Simões

"Chick-lit" é um gênero literário que abrange a vida da mulher moderna, sendo voltado, principalmente, para o sexo feminino. São romances leves, com um toque de humor, que narram o quotidiano e entram fundo nas dúvidas e emoções das personagens, transmitindo, normalmente, a sensação de estar lendo o relato de uma amiga. As história nesses livros poderiam facilmente ser uma conversa entre garotas ou mulheres, na qual há compartilhamento de sonhos, segredos, confissões. 

Oi pessoal! Vocês se lembram de quando fiz dois posts (aqui e aqui) falando sobre os subgêneros dos chick-lits? Esses dias, após ter lido Ela Foi Até O Fim, comecei a pensar nas vastas publicações de Meg Cabot e cheguei a uma conclusão: é possível exemplificar quase todos os subgêneros apenas com obras suas! 

Vamos conferir?


fevereiro 11, 2015

[Resenha] Sem Esperança – Colleen Hoover

Por Paola Aleksandra


Sem Esperança - Assombrado pela culpa e pelo remorso por não conseguir salvar Hope nem Less, Holder desenvolveu uma personalidade agressiva. Mas, quando finalmente se depara com Hope depois de tantos anos, não poderia imaginar que o sofrimento seria ainda maior após o reencontro. Em Sem esperança, Holder revela como os acontecimentos da infância de Hope, que agora se chama Sky, afetaram sua vida e sua família, fazendo-o buscar a própria redenção na possibilidade de salvá-la. Mas é apenas amando Sky que ele finalmente será capaz de começar a se reconciliar com si mesmo.

New Adult | 320 Páginas | Galera Record | Skoob | Compare& Compre | Classificação: 5/5
Não nego que sou apaixonada pela narrativa da Colleen Hoover, até porque é fato que tudo o que ela escreve me encanta e emociona. Entretanto, depois de Um caso Perdido virar um dos meus livros favoritos, confesso que estava receosa em ler sua continuação – que nada mais é do que a recontagem da história sob a perspectiva do mocinho. Eu duvidava que um segundo livro seria capaz de acrescentar mais emoção à história de Holder e Sky. Contudo, como era de se esperar, eu estava errada. Mais uma vez, a Colleen mostrou a força do seu talento, me levando às lágrimas e inundando meu coração de amor e esperança. Tenho orgulho de dizer que a leitura de Sem Esperança é tão boa quanto à do seu antecessor. E mais, que a obra reserva inúmeras emoções, surpresas e reflexões. Preparem os lencinhos!

[Minha Caixinha de Correio] Aquisições de Janeiro

Por Paola Aleksandra

Olá galera, tudo bem? Hoje vou mostrar tudo o que recebi no mês de Janeiro (se preparem porque é muita coisa bacana!). Vem conferir:
Ou veja direto no Youtube: aqui.

fevereiro 10, 2015

[Resenha] Escola Noturna – C. J. Daugherty

Por Paola Aleksandra

Quando todos estão mentindo em quem você confia? Quando a adolescente problemática Allie Sheridan vai presa de novo, seus pais decidem que já estão fartos. Assim, ela é despachada para a Academia Cimmeria, um colégio interno bem distante dos seus amigos londrinos. A academia é uma bela construção, cheia de adolescentes lindos e milionários do tipo que viaja de jatinho, foi criado pela babá e só faz compras nos endereços mais exclusivos. Em Escola Noturna, primeiro volume de uma trilogia, Allie faz novas amizades e conhece Carter, um rapaz solitário com quem ela sente uma conexão imediata. Só que seus colegas, e talvez até alguns dos professores, estão protegendo um segredo sombrio. Quando o perigo começa a rondar os muros da escola e a violência se torna realidade, Allie terá que decidir em quem confiar, se quiser descobrir o que está acontecendo.

Jovem Adulto | 336 Páginas | Cortesia Suma de Letras | Skoob | Compare & Compre | Classificação: 4,5/5 | Resenha da Day Farias

Quando Allie adentra os portões de Cimmeria – o colégio interno para o qual é enviada como castigo pelos seus pais – tudo o que ela esperava encontrar por lá é um lugar cheio de regras e uma porção de alunos ricos e esnobes, sem saber que a escola é totalmente diferente do que ela imagina: há segredos a serem desvendados. Quem é o seleto grupo de alunos que participam da emblemática Escola Noturna? Por que algumas alas do colégio só são permitidas a eles? Essas perguntas rondam a cabeça de Allie, mas é só quando algo muito mais assustador acontece – o assassinato de uma aluna de maneira terrivelmente cruel – é que ela finalmente se cansa de permanecer “no escuro” e quer respostas... mas, se todos parecem esconder algo, quem a ajudará nessa busca? Em quem ela pode confiar?

fevereiro 09, 2015

Livros que quero ver no Brasil

Por Paola Aleksandra


Sabe aquele livro queridinho que ainda não foi publicado no Brasil? Pois bem, eu tenho vários deles na minha lista de desejados. Por isso, resolvi listar algumas das obras que eu gostaria que fossem publicadas por aqui – afinal, uma garota pode sonhar! Curiosos? Então vêm conferir:

fevereiro 05, 2015

[Resenha] Coração Ardente – Richelle Mead

Por Paola Aleksandra

No quarto volume da série Bloodlines, enquanto Sydney Sage esconde seu romance ardente com o vampiro Adrian Ivashkov, a ameaça de ser descoberta — e mandada para a terrível reeducação — é maior do que nunca. Criada desde criança para desprezar os vampiros, a alquimista Sydney Sage acabou vencendo seus preconceitos em sua última missão. Aos poucos, a garota não só criou laços de amizade com esses seres como acabou se apaixonando por um deles — o irresistível Adrian Ivashkov — e, surpreendendo até a si mesma, decidiu levar o relacionamento proibido adiante, em segredo. Tudo se complica quando Zoe, sua irmã, se junta à missão. Sydney precisa guardar seu segredo enquanto tenta fazer com que a caçula perceba como as crenças alquimistas estão equivocadas. Enquanto isso, Adrian sofre com os fortes efeitos do espírito — um elemento mágico que, ao mesmo tempo em que lhe confere poderes, pode levá-lo à loucura. Sydney é seu maior incentivo para abrir mão desses poderes e buscar uma saúde mental equilibrada, mas Adrian nem consegue imaginar como seria vê-la machucada e não poder fazer nada. Agora, ele precisa escolher entre sua sanidade e a capacidade de ajudar a todos — especialmente aqueles que amam. 

Jovem Adulto Sobrenatural | 416 Páginas | Cortesia Editora Seguinte| Skoob | Compare & Compre| Classificação: 5/5


Eu sabia que esse livro despedaçaria meu coração; instintivamente sempre estive ciente de que a narrativa de Coração Ardente mudaria completamente a vida da protagonista Sydney Sage. A saga Bloodlines fundamenta-se em um romance proibido e em uma guerra racial que envolve alquimistas, vampiros, dampiros, caçadores de vampiros e bruxas. Portanto, o foco da trama está no preconceito irrigado na cultura alquimista, que vê todos os vampiros (e/ou qualquer ato mágico e sobrenatural) como seres ruins e sem alma. O problema é que cabe aos alquimistas ajudarem os vampiros a não corromperem o mundo humano, tanto é que a atual missão deles é proteger uma princesa vampira, a qual está sob os cuidados da experiente senhorita Sage. Ao longo dos anos Sydney aprendeu a conviver com o sobrenatural, vendo nos vampiros e na magia muito mais do que maldade. Ao mudar sua visão ela também passou a questionar os ensinamentos alquimistas. Mas, como bem sabemos, questionar o poder nunca dá bons resultados. E nesse livro vemos exatamente isso: as consequências que a mudança do comportamento de Sydney gera. Ou seja, o leitor a vê sofrer por escolher acreditar na igualdade do amor.

fevereiro 04, 2015

Atualizando o Kobo: Lidos em Janeiro

Por Paola Aleksandra

Atualizando o Kobo é uma coluna feita para que eu possa compartilhar minhas últimas leituras realizadas no Kobo, priorizando os livros que ainda não foram (ou que não serão) resenhados no blog.

Entre as minhas doze leituras de janeiro, cinco foram em formato digital. O melhor desse mês foi poder ler obras que estavam na minha lista de leitura desde 2013. Curiosos? Então vêm conferir:

fevereiro 03, 2015

[Resenha] Sombras do Medo – Camila Pelegrini

Por Mayara R.

Em um futuro pós destruição em massa, provocada pelas guerras humanas e desastres naturais - para os quais os humanos também contribuíram grandemente - o mundo é dividido em 5 grandes regiões. Em cada uma delas vivem ordinários e singulares, pessoas com ambições completamente diferentes. Estes dominam o mundo. Aqueles tentam tão somente sobreviver. E ao viverem dessa forma, a bondade beira a extinção. O caos reina em seu lugar, despertando forças malignas que há muito esperam para serem alimentadas. A maior guerra de todos os tempos finalmente começa e a humanidade já se encontra em desvantagem. E em meio a tanto ódio e destruição, será o amor capaz de afastar as Sombras do Medo?
Distopia | 200 páginas |Cortesia da Autora | Compre Classificação: 3.5 | Resenha da May

fevereiro 02, 2015

[Resenha] Bom de Briga – Paul Pope

Por Paola Aleksandra

Os monstros tomaram a cidade de Arcopolis, sequestrando as crianças para seu submundo nefasto e instaurando um reinado de terror. Apenas um homem pode salvar Arcopolis: o vigilante Haggard West, um misto de cientista e super-herói que patrulha as ruas da cidade. Infelizmente, Haggard West está morto. Após a morte de seu herói, Arcopolis acorda em pânico. A cidade está desesperada, mas os deuses reagem à altura, enviando o garoto Bom de Briga para salvar o dia e derrotar os monstros. O semideus, que tem apenas doze anos e está tão surpreso quanto a população de Arcopolis, precisará se aliar à filha de Haggard West enquanto descobre seus próprios poderes e se prepara para a batalha final. É hora de conhecer um novo e eletrizante herói.
História em Quadrinhos | 208 Páginas | Cortesia Cia das Letras | Skoob | Compare & Compre| Resenha da Kamila Mendes | Classificação: 3/5

É muito difícil dizer o que senti ao longo da leitura de Bom de Briga. Então, primeiramente vamos falar das partes técnicas. A história é interessante, mas confusa. Tem momentos na trama que precisei voltar algumas páginas para entender do que se tratava. Além disso, o traço da HQ também não colabora muito para o desempenho da leitura. Entendo que o estilo das ilustrações depende do desenhista (o traço é praticamente uma digital de quem desenha) e é por meio delas que tal profissional ambienta a história no cenário caótico da cidade de Arcopolis, mas o fato é que, ao invés de ajudar, os desenhos atrapalharam a leitura.

Top Comentarista de Fevereiro

Por Paola Aleksandra

Quem está ansioso para o Top comentarista de Fevereiro? Vem conferir os prêmios e participar!
Gostou? Para se inscrever você deve:

fevereiro 01, 2015

[Sorteio] Aniversário do Estante Diagonal

Por Paola Aleksandra


Olá galera! Tudo bem? Em Fevereiro o Estante Diagonal completa um ano e, junto com vários blogs amigos, preparou uma grande festa! O sorteio estará no ar do dia 01/02 a 01/03, serão seis ganhadores, um para cada Kit. Vem comemorar com a gente:  

Resenhas

© Livros & Fuxicos – Desenvolvimento com por Subir