janeiro 08, 2016

[Resenha] Auggie & Eu – R.J Palacio

A história de Auggie Pullman, o menino de aparência incomum que tem encantado milhares de leitores desde o lançamento do romance Extraordinário, em 2013, ganha agora novas perspectivas: Julian, Christopher e Charlotte, personagens da vida de Auggie, narram nos três contos reunidos no livro Auggie e eu seus encontros e desencontros com o amigo extraordinário. O capítulo do Julian dá voz a um personagem controverso: o menino que liderava o bullying contra Auggie na escola. Enfim temos a oportunidade de entender o que o levou a agir dessa forma e o que Julian pensa das próprias ações. Em Plutão, o narrador é Christopher, o primeiro amigo de Auggie. Os dois meninos compartilham lembranças da infância e, apesar de terem se distanciado, aprendem que boas amizades sempre valerão um esforcinho a mais. Shingaling mostra Auggie pelos olhos de Charlotte, a única menina entre as três crianças escolhidas para apresentar a Auggie sua nova escola. Com ela entramos no universo das garotas e vemos como a chegada de Auggie afetou as relações entre elas. Para quem sente saudades do menino cativante de feições e personalidade extraordinárias e tem curiosidade em saber mais sobre sua história, Auggie & eu é um verdadeiro presente.


326
Páginas
|
Cortesia Editora Intrínseca |
Skoob | Compare: SubmarinoSaraivaAmazon | Classificação:
4
/5

Auggie
& Eu
reúne três contos do universo de Extraordinário: O Capítulo de Julian, Plutão e Shingaling. Depois
do sucesso de Extraordinário, J. R Palacio conta que foi bombardeada de pedidos
por uma continuação da incrível história de Auggie, entretanto por não ver necessidade
de uma sequência, a autora optou por apresentar diversos pontos de vistas sobre
a vida desse garotinho extraordinário. Assim, suprindo a necessidade de uma
continuação ao mesmo tempo em que acalma o coração de seus fãs, Palacio escreveu
contos narrados por personagens fundamentais na vida de Auggie, mostrando-nos
como a convivência ao lado dele modificou a vida de Julian, Christopher e
Charlotte.


O primeiro conto, como o próprio nome diz, é narrado pelo
Julian. Em Extraordinário o
personagem é um dos grandes vilões da
história, afinal ele lidera o movimento de bullying contra Auggie. Porém, ao
mergulharmos em seu dia a dia conseguimos observar o garotinho com outros
olhos.

Em meu primeiro contato com a obra de J. R. Palacio, Julian
me fez duvidar da educação que damos às crianças de hoje em dia. Constantemente
me questionava o motivo de um menino de apenas dez anos não conseguir aceitar o
diferente e, exatamente por isso, encher de insultos aqueles que não são como
ele. Foi fácil ver Julian como um valentão, com um garoto sem limites e sem
educação. Porém, me surpreendi ao ler seu conto e me deparar com uma criança
normal: confusa, insegura, repleta de medos e que só quer se divertir com os
amigos. Ao mergulhar em sua narrativa pude descobrir os motivos por trás de
suas ações, e mesmo que nada disso justifique a prática do bullying, pude ao
menos dar um voto de confiança a esse jovem – assim como todos ao seu redor.

Esse foi, sem dúvida, o melhor conto do livro. Mergulhar na
mente de Julian deu outro panorama à história de Auggie, além de permitir que o
leitor visualizasse melhor as dificuldades que sempre vão tornar o protagonista
de Extraordinário diferente. O conto também nos mostrou que ninguém pode ser
julgado, que antes de qualquer coisa precisamos entender o que motiva cada
indivíduo, principalmente quando estamos falando de crianças que cometem byliing
– todos nós erramos e sempre temos a possibilidade de mudar, basta tentar.


Já o segundo conto narra a história de Christopher, melhor
amigo de Auggie desde que eles estavam na barriga de suas mães. Ao focar nas
dificuldades que Christopher tem que enfrentar para ser amigo de Auggie, a
autora mostra que ás vezes a amizade requer muitos sacrifícios.

Esse é um dos contos mais reais da coletânea. É normal que o
leitor se apaixone por Auggie e sinta-se melhor amigo dele – ao acompanharmos
suas aventuras queremos fazer parte de sua vida, defendendo-o e protegendo-o
constantemente. Entretanto, não entendemos todas as consequências desse laço,
até porque criamos uma imagem incrível de Auggie, o que está longe da realidade
quando o quesito é aparência. O ponto é que as limitações de Auggie afastam as
pessoas, o que significa que não é fácil estar do lado dele e escolher ser seu
amigo. E esse é exatamente o dilema de Chris: ele está cansado de escolher
Auggie, de ver sua mãe priorizar o amigo por causas de suas limitações, de ver
as outras crianças colocarem ele de lado por causa da presença de Auggie…
Assim, ao se mudar para outro bairro, Chris aproveita o distanciamento para
aliviar a pressão que essa amizade causa. Porém, em um momento de dor, ele vai
perceber que as melhores amizades são as que estão longe de serem fáceis.

Adorei esse conto. Senti em Christopher uma naturalidade
incrível para falar das dificuldades de ser amigo de Auggie. Ele não tem papas
na língua, assim como todas as crianças, e é sincero ao expressar seus
sentimentos. Chris é um bom garoto, mas ás vezes ele preferiria não ser amigo
de Auggie – e, ao contrário do que possa parecer, isso não o torna cruel.
É
lindo
vê-lo descobrir o que são as verdadeiras amizades, e vê-lo perceber que o amor
requer decisões difíceis nos dá uma bela lição sobre força e amadurecimento.


Por fim, o último conto é narrado por Charlotte. Ela foi
designada como membro do comitê de boas vindas do Auggie, sempre foi muito
educada com ele e nunca disse nada maldoso a seu respeito. Entretanto, a jovem
também nunca fez um esforço para ser amiga de Auggie, para defendê-lo dos
insultos, ou para ser verdadeiramente gentil com ele. Assim, eu seu conto vamos
conhecer mais sobre como ela se equilibra em uma corda bamba para agradar todos
ao seu redor.

O legal desse conto é que ele traz uma perspectiva
completamente diferente do colégio para o qual Auggie vai: as panelinhas.
Agora, no quinto ano, ficou ainda mais claro como os alunos se dividem em
grupos, e como são os populares que se destacam. Portanto, acompanhamos
Charlotte na tentativa de descobrir onde se encaixa, observando como ela tenta
se manter neutra para agradar e ser aceita por todos ao seu redor – isso até o
momento em que ela percebe quem é e quem realmente quer ser.

Senti que esse conto não tem tanta relação com Auggie, mas
sim com as divisões sociais que fazem parte do mundo atual. As dúvidas de
Charlotte são típicas de crianças nessa idade: a vontade de pertencer, de ser
aceita e notada. E o bacana é que a partir disso a autora trabalha com o
conceito de aparência, mostrando que não somos o que aparentamos, que vamos
muito além dos nossos rostos ou dos apelidos que recebemos. E no geral o livro
é exatamente sobre isso, sobre Auggie ser mais do que as deformações no seu rosto,
sobre Julian ser mais do que um praticante de bullying, sobre Charlotte ser
mais do que a garota aparentemente gentil, e sobre nós sermos bem mais do que
pensamos que podemos ser.


Assim como tudo que envolve essa autora e esse universo, Auggie & Eu é uma leitura linda,
inteligente e repleta de ensinamentos. Vale muito a pena ler!

• Sobre a Série •


Auggie
& Eu
é um livro da série de Extraordinário, não uma continuação,
mas uma obra complementar. Para quem leu Extraordinário, diria que é uma
leitura obrigatória.
Beijos,


Participe Aqui

confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

37 Comentários

  • Maíra Souza
    24 agosto, 2016

    Acabei de ler Extraordinário, adorei! E já estou doida pra ler Auggie e eu! =]

  • Rafaella Abreu
    01 fevereiro, 2016

    Extraordinário é tão maravilhoso que qualquer livro relacionado á ele é obrigatório para as minhas próximas leituras =)

  • Ana I. J. Mercury
    01 fevereiro, 2016

    AAAh, Pah, ameeeei demaaais Extraordinário,porém ainda não li nenhum conto kkkkkk tenho o do Julian em e-book faz um tempo, mas ainda está por ler.
    Quero muitoooo ler principalmente o Plutão que pra mim, pareceu ser o mais diferente.
    Esse ameeei que a Intrínseca lançou a coletânea num só volume!!!

    bjos

  • Curtindo os Livros Adoidada
    01 fevereiro, 2016

    Sou apaixonada pelo universo Extraordinário, e este foi mais o livro que me apaixonei, Foi muito bom conhecer parte da estória pelo lado deles, e conhecer os personagens que não foram tão aprofundados no livro.

  • Junior Lobo
    31 janeiro, 2016

    Quero muito ler esse livro

  • camila rosa
    29 janeiro, 2016

    Oiieee, tudo bom?
    Amei a resenha já li Extraordinário e que livro lindo, eu amei poder conhecer o Auggie e estou louca para ler esse de contos e 365 dias extraordinários também esta na minha lista, ser cheios de ensinamentos é um dos motivos que tornam a historia de Auggie maravilhosa.
    Beijos *-*

  • Raissa Albuquerque
    29 janeiro, 2016

    Fiquei muito curiosa sobre o conto da Charlotte. Extraordinário <3

  • Maria Fernanda Medeiros
    25 janeiro, 2016

    Meu Deus, preciso urgentemente ler Extraordinário!!! o.o

  • Thayane Leandro
    19 janeiro, 2016

    Extraordinário é um dos meus livros favoritos, foi muito bom conhecer o Auggie. Ele me fez sentir muitas emoções e acho que esse conto não será diferente

  • Potato Purple Blog
    19 janeiro, 2016

    Oi! Não sabia da existência deste livro até então, tenho vontade de ler Extraordinário, mas ainda não tive a oportunidade. E adorei esta "continuação", fique com vontade de lê-la também. Adorei a resenha. Beijos.

    potato-purple.blogspot.com
    youtube.com/potatopurpleblog

  • cantinho da anny
    17 janeiro, 2016

    Agora já quero saber tudo dessa historia, ainda não tive a oportunidade de ler extraordinário mas só vejo resenhas boas sobre o livro.

  • suzana cariri
    17 janeiro, 2016

    Oi!
    Já ouvi falar muito desse livro do J. R. Palacio, ainda não conheço a historia mais estou com Extraordinário para ler e gostei de saber que temos esse livro com capítulos de outros personagens !!

  • Amanda Souza
    16 janeiro, 2016

    Oii Pah!
    Ainda não li Extraordinário, e sinceramente não sei o por quê, vejo voce e diversos outros booktubers falarem coisas incríveis dessa obra, pois tenho certeza que ela é isso tudo mesmo, mas ainda não li, mesmo assim, quando fiquei sabendo que iam laçar um novo livro voltado pra esse personagem incrível fiquei mega feliz, e fico contente por voce ter gostado da obra, com certeza entra pra minha wishlist!

  • Carla Zambotti
    15 janeiro, 2016

    Desses só li até agora o capítulo de Julian, e que capítulo! Me emocionou demais! Estou louca por esse livro e pra saber as outras duas versões.

  • Leticia Golz
    14 janeiro, 2016

    Oi, Pah
    Não sabia que a autora tinha publicado mais este. Li Extraordinário e também acho que os livros que vem depois dele são leituras obrigatórias. Acho que ver o Auggie do ponto de vista de Julian, deve ser bem interessante. Também fazia as mesmas perguntas que você.
    Queria, claro, ver os outros pontos de vistas também.
    Linda resenha!

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

  • Josiane
    14 janeiro, 2016

    nunca li nenhum livro dessa série. Mas lendo a resenha e os comentários me deu uma vontade.

  • Micheli Pegoraro
    13 janeiro, 2016

    Olá Pah,
    Extraordinário com certeza será um dos livros que vou levar pra vida toda! Foi uma das leituras que mais me marcou, me emocionei demais ao ler a história de vida do Auggie, fui completamente cativada pelo personagem. Quero ler tudo que esteja relacionado ao Auggie e as pessoas envolvidas, Auggie & Eu será uma das minhas leituras desse ano.
    Beijos

  • Emylainne Lemos
    13 janeiro, 2016

    Extraordinário está há muito tempo na minha lista de leituras, mas acabo sempre acabo deixando-o de lado, já vi várias resenhas muito boas a respeito desse livro, e ele parece incrível! Agora com sua resenha desse novo livro de contos, me deu mais vontade de ler!

  • Evellyn Mendonça
    13 janeiro, 2016

    Ooi Pah, ainda não li Extraordinário, mas quero muito ler esse ano, e quero ler os contos também.
    Bjs

  • Bruna Helena
    12 janeiro, 2016

    Tive o prazer de ler Extraordinário, e a única palavra que consigo usar para classificar esse livro é: extraordinário. Amei a escrita da R. J. Palacio e me toquei com a narrativa do Auggie. Pretendo ler esse novo livro também. Mas tenho medo de me cansar da história. Sinto que só o primeiro livro já me satisfez.

  • Letícia Rodrigues
    12 janeiro, 2016

    Extraordinário foi o segundo livro que li este mês. Me emocionou de tal forma, que terminei a leitura do livro no mesmo dia. Confesso que não sabia da série, comprei o livro após ouvir alguns comentários sobre ele. Agora já estou louca pelos outros.

  • Karen
    11 janeiro, 2016

    Li Extraordinário por indicação de uma amiga e foi uma leitura incrível, me tocou de muitas formas. Pela sua resenha, tenho certeza que Auggie & Eu vai me encantar e me tocar também. Entrou para a minha lista de leituras.

  • Bárbara Carollo
    11 janeiro, 2016

    Oi Pah!
    Li "Extraordinário" no final do ano passado e me surpreendi com os ensinamentos presentes. Apesar dos vários elogios que a obra recebe eu demorei muito a ter vontade de lê-lo, mas ele foi, com certeza, a melhor leitura de 2015.
    Dos três contos eu estou mais curiosa para ler o do Julian. Só consigo imaginá-lo como o valentão que não gostava do doce Auggie.
    Beijos,

    http://versosenotas.blogspot.com.br/

  • Jaíne Alves
    11 janeiro, 2016

    Poxa vida da pra acreditar q eu ainda não li extraordinário?
    Mas vou ler, tenho fé que esse ano eu consigo, vamos torcer para que isso aconteça, ai leio a serie de vez. rs.

  • Jess M.
    11 janeiro, 2016

    Eu até agora só li O Capitulo de Julian, já que foi lançado um livro com todos os contos, vou esperar para tê-lo físico e ler.
    Extraordinário não faz meu estilo de leitura, mas eu me surpreendi muito ao gostar e me emocionar com ele e agora quero todos.
    De certa maneira entendo o Christopher, não é fácil, mas a lição que ele recebe sobre amizade, pelo o que você disse, é linda.
    Deve ser interessante ver o auto-descobrimento da Charlotte.
    Pra essa edição ficar mais bonita, só faltava ser capa dura. Ia combinar muito!

  • Josiane
    11 janeiro, 2016

    acabei de anotar o nome, esta em minha lista de leitura para 2016

  • Jesica Duarte
    10 janeiro, 2016

    O livro Extraordinário me emocionou muito, pois mostra uma história de superação e coragem de um menino.E sei que esse também vai me conquistar.

  • KAMILA BORGES
    10 janeiro, 2016

    Adorei as fotos e o a resenha bem detalhada. Li Extraordinário e me emocionei muito com a leitura, faz a gente repensar nossos julgamentos e atitudes. Estou louca para ler Auggie & Eu, já ta na listinha desse ano.

  • Jéssica Dias
    09 janeiro, 2016

    Gente, essa série é tão amor que quase não cabe dentro de mim! As ilustrações são uma fofura e a história é totalmente envolvente! É aquele tipo de livro que te faz parar para pensar no mundo, em suas ações, nas pessoas, nos sentimentos… em tudo!

  • Lara Cardoso
    09 janeiro, 2016

    Acredita que ainda não tive oportunidade de ler nenhum dos livros Extraordinário?
    Todo mundo fala que é um livro incrível, então eu acho que ele e esse me agradariam bastante pelos ensinamentos que trazem e a forma como as narrativas são conduzidas. Só pela sua resenha já deu para ter certeza disso. Amei a capa!

  • Williane Viana
    09 janeiro, 2016

    Além da obra aparentar ser muito boa, a criatividade de R.J é extraordinário, nunca li um livro de contos, não que me lembre, mas pretendo,já que mudar o gênero literário pode ser crucial.

  • Dan Igor
    09 janeiro, 2016

    Li O Extraordinário e é um livro fascinante, fantástico! Muito emocionante e rápido, além de leve, para se ler. Os contos parecem ótimos e condizentes com a bela história de Auggie, quero ler principalmente o de Julian para ter uma visão do vilão da história, o que parece interessante.
    Abraços, adorei a resenha ^^

  • Aciclea vieira
    09 janeiro, 2016

    Paola,amei saber desse lançamento que reúne três contos do universo Extraordinário.Legal saber quanto Auggie modificou a vida de Julian,valentão,sem educação e sem limites como um menino normal,confuso, inseguro e repleto de medos.Amei também saber que através da história de Chrístopher que a amizade requer sacrifícios.Fiquei curiosa pelo conto da Charlotte que mostra que somos mais que a nossas aparências.Ansiosa para ler.Mil beijinhos!!!

  • Amanda Ferreira
    09 janeiro, 2016

    Comprei Extraordinário pela capa, nem li a sinopse mas fique me perguntando por que a capa tinha uma criança de apenas um olho? Por que ela era tão diferente? E me surpreendi com a história, me apaixonei por Auggie e suas atitude. Estou louca para comprar Auggie & Eu porque sei que a leitura não irá me decepcionar, mesmo sabendo que ele não será o narrador do livro, estou muito curiosa para lê-lo e até agora sabia que eram os capítulos de Christopher, Julian e Charlotte mas não sabia como realmente era o livro, adorei saber e fiquei com mais vontade ainda de comprá-lo 🙂

  • Três Livrólatras
    08 janeiro, 2016

    Confesso que não gostei muito quando li Extraordinário, acho que eu esperava mais dele de tanto as pessoas falarem. Mas adoro contos e acho que daria uma chance para esse livro também.

  • Larissa Dutra
    08 janeiro, 2016

    Amo o livro "Extraordinário", e é claro que estou louca por esse livro! Fiquei muito feliz quando soube que a Intrínseca iria lançá-lo

    Beijos,
    Duas Livreiras

  • Veronica Vieira
    08 janeiro, 2016

    Extraordinário é tão lindo…
    Eu ainda não "Auggie e Eu", mas quero ler, saber um pouquinho mais…