[Resenha] Entre a Ruína e a Paixão – Sarah Maclean

Uma noiva desaparecida na véspera de seu casamento. Um poderoso duque acusado de assassinato. Uma noite que mudou duas vidas para sempre. Temple viu seu mundo desmoronar quando acordou completamente nu e desmemoriado em uma cama repleta de sangue. Destituído de seu título e acusado de assassinato, o jovem duque foi banido da sociedade. Doze anos depois, recuperado em sua fortuna e seu poder como um dos sócios do cassino mais famoso de Londres, sua redenção surge quando a única pessoa que poderia provar sua inocência ressurge do mundo dos mortos. Após doze anos desaparecida, Mara Lowe se vê obrigada a reaparecer quando seu irmão perde toda a fortuna da família nas mesas do cassino do homem cuja vida ela arruinou. Temple quer provar a todos que é inocente e, sobretudo, se vingar e destruir a vida daquela mulher, enquanto Mara precisa enfrentar o passado para recuperar seu dinheiro. Assim, os dois formam um acordo obsceno que os une em um jogo de poder e sedução. Mas ambos descobrem que a realidade esconde muito mais do que as aparências revelam e eles se veem em uma encruzilhada na qual precisam escolher entre lavar a honra do passado e garantir o futuro ou ceder ao desejo de se entregarem de vez à irresistível atração que sentem um pelo outro, mas que pode arruiná-los para sempre.
Romance de Época| 304 Páginas | Editora Gutenberg| Skoob | Compare & Compre: BuscapéSaraivaAmazon | Classificação: 5/5
Já disse que estou completamente apaixonada por essa autora? A cada livro que leio da Sarah Maclean fico mais encantada por seus personagens, principalmente por suas heroínas. Chega a ser irônico quando consideramos o quão irrelevante era o papel da mulher na sociedade do século XIX, porém é impossível negar a força das suas protagonistas – mulheres que, mesmo em uma sociedade preconceituosa e desigual, não se deixam intimidar e lutam com todas as forças por seus direitos. E talvez seja isso que mais me encanta nessa série: ela traz a história de amor de homens que foram renegados pela sociedade londrina, mas em suas vidas quem rouba a cena, assim como em seus corações, são as mulheres que aparecem em seus caminhos e modificam completamente seus destinos. Amo a ideia de o amor ser capaz de mudar a vida de alguém, mas amo ainda mais o fato de existirem mulheres tão fortes e determinadas, mulheres que mesmo em suas inseguranças e medos não abaixam a cabeça, seja para outras mulheres, para os homens que querem subjugá-las, ou principalmente para a sociedade que teima em rotulá-las. Portanto, Entre a ruína e a paixão é mais um livro da Sarah Maclean em que somos contemplados pela força de uma personagem batalhadora e inspiradora.

O livro gira em torno da história de Temple, um dos sócios do cassino mais renomado do submundo de Londres, o Anjo Caído. Temple é um duque, dono de um dos nomes mais poderosos de Londres e detentor de uma imensa fortuna. Por causa do título ele tinha uma vida incrível pela frente: convite para todas as festas, inúmeros bajuladores ao seu redor, sorrisos onde quer que passasse, e muitas mulheres. Porém, antes de tudo isso se concretizar sua vida virou de pernas por ar. Em uma noite divertida, Temple se envolveu com uma mulher bela e misteriosa, mas o que era para ser um enlace de prazer e aventura acabou em sangue. Depois disso ele nunca mais foi o mesmo, principalmente quando a sociedade passou a chamá-lo de “o duque assassino”. Portanto, ao invés de uma vida fácil e bela, Temple acabou escondido no submundo de Londres, onde se tornou rico e poderoso – só não o suficiente para afastar os olhares de medo dos nobres que tinham certeza que Temple possuía sangue em suas mãos. Até o próprio Temple acreditava que era um assassino... pelo menos até seu passado bater em sua porta. Mara queria mais da vida, então na calada da noite ela bolou um plano mirabolante e simplesmente fugiu do destino. Em doze anos ela construiu a vida que sempre quis, tornando-se mais do que a mulher de alguém. Porém, quando seu irmão perde a fortuna da família (e o dinheiro que Mara lutou tanto para conseguir), ela fica sem saída a não ser voltar para a sociedade e pedir ajuda a Temple, o único que pode perdoar a dívida do seu irmão e, coincidentemente, o único que ela destruiu quando optou em fugir. Agora ele quer vingança e ela perdão, porém aos poucos eles vão perceber que querem muito mais um do outro.
Temple é um personagem incrível. Sua força é digna de nota, mas o que me surpreendeu é como ele lida com as dificuldades da vida. Seu título, assim como qualquer outro título de nobreza, poderia lhe dar tudo. Porém, depois de ser taxado como assassino e de acreditar verdadeiramente que era um, Temple não quis as regalias por trás do poder de um duque. Chega a ser engraçado vê-lo culpando a sociedade por privá-lo de seu futuro quando foi ele, e sua dignidade enorme, que escolheu se afastar. O ponto é que ele não acreditava ser digno de regalias, afinal tinha assassinado uma mulher, então é envolvente mergulhar em sua dor e perceber o quanto ele se pune por algo que nem tem certeza de ter feito. Já Mara é simplesmente maravilhosa. Existem poucas mulheres, principalmente naquele período, que abandonariam sua segurança financeira e sua posição na sociedade para correrem atrás do que acreditam. Mas ela não só deixou tudo para trás, como também virou uma mulher diferente: uma mulher que trabalha, que luta por seu sustento e pela sobrevivência do seu negócio, um abrigo para jovens bastardos. O que mais gostei na personagem é que ela faz várias escolhas erradas em nome do seu futuro, mas ainda assim não deixa de lutar. Mara poderia ter casado e vivido uma vida de regalias, mas ela queria mais, e não se importou nenhum pouco em abandonar a vida que levava antes. Não até o irmão colocar seu orfanato em risco e, mesmo que ela custe a admitir, seus pecados ficarem pesados demais para carregar. Amo quando as mocinhas são assim: fortes, decididas, independentes. Mas também amo que essa independência cobre um preço e que a autora foque no quanto essas mocinhas precisam lutar para ser quem realmente querem ser. A vida de Mara é gratificante e inspiradora, assim como a de todas as protagonistas da Sarah Maclean.
Além dos personagens, também é impossível não amar o romance. Existe um toque de redenção que une Temple e Mara – os dois erraram e os dois precisam de perdão, um perdão que só um pode conceder ao outro. E isso me emocionou bastante, fazendo com que eu os entendesse e torcesse enlouquecidamente por um final feliz. Fora que adorei como o relacionamento entre eles começa com vingança, com Temple querendo fazer Mara sofrer como ele sofreu em doze anos, mas acaba evoluindo para muito mais que isso (é clichê e previsível, mas eu gosto). Isso sem mencionar as cenas, hilárias no mínimo, em que Mara enfrenta Temple publicamente (nessas horas só conseguia pensar “garota, você sabe como provocar a fera, te adoro por isso!” Risos). Eles combinam perfeitamente, tanto em erros quanto em acertos, então é claro que os amamos do início ao fim. E se me permitem mais elogios, quero comentar também sobre a escrita fluída, divertida e reflexiva da autora, e sobre como ela não deixa nenhum ponto de sua história ser mais importante que o outro, tornando o livro um conjunto de paixão, romance, diversão, superação e reflexão.
Entre tantos pontos positivos só posso terminar dizendo: leiam esse livro, leiam as obras dessa autora, leiam os livros dessa série. Sem dúvida, ela virou uma das minhas tramas preferidas entre os romances de época. Estou completamente apaixonada!
Sobre a Série • 

Entre a ruína e a paixão é o terceiro volume da série The Rules of Scoundrels. A saga é composta por quatro livros, todos de casais diferentes. Entretanto, as histórias estão interligadas pelo fato dos protagonistas serem da realeza do submundo de Londres e devem ser lidos na ordem.
No Brasil a Gutenberg já lançou os três primeiros volumes da saga (resenhas aqui).
Beijos,




Participe Aqui

33 comentários:

  1. E a cada livro dessa série que você lê, eu fico mais em depressão... mas só falta chegar esse e daí ninguém me segura!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Quero ler esse, gostei muito dos dois primeiros livros, indicação sua, terminei o primeiro e fui direto para o segundo livro gostei de mais...

    ResponderExcluir
  3. Oii Pah, comecei ler romances históricos faz pouco tempo por conta de suas resenhas no blog, que são excelentes! E essa série eu já comprei o primeiro livro e estou para ler, parece que ela só fica melhor!

    ResponderExcluir
  4. Essa sim é uma série de romance de época que me cativa cada vez mais a ler! As histórias parecem ser ótimas, com vários climas diferentes. Por se passarem em Londres já é outro motivo para eu querer ler ! Adorei a resenha, abraços.
    bookdan.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Perfeito... Adoro histórias de época...

    ResponderExcluir
  6. Oi, Pah!
    Queria muito começar essa série. Essa autora parece que te fisgou mesmo de jeito.
    Também amo essas mulheres fortes e determinadas. Acho que ia adorar a mocinha. Assim como você, eu gosto de tramas clichês, afinal, a vida é um pouco assim.
    Fiquei mega curiosa para ler essa série. Linda resenha, como sempre!

    ResponderExcluir
  7. Oii Pah!
    Desde a sua resenha do primeiro livro da série essa autora já chamou a minha atenção, mesmo lendo poucos romances históricos ( não me pergunte o porque ) sei que mulheres fortes e determinadas a tomar o controle da própria vida, muda de bom para uma história maravilhosa, então é claro que eu já to mega ansiosa pra mais esse livro da autora, espero lê-lo em breve!

    ResponderExcluir
  8. Nossa oor indicacao tua li entre o amor e a vinganca da sarah e fiquei imensamente encantada. Eh perfeito mais que perfeito. De vdd eu amei. Que mocinha mais forte e o mocinho com toda ctz nos encanta apesar de tentar resistir. Estou enlouquecida ora continuar a serie mas fico triste de serem apenas 4.. fico com pesar no coracak pq queria que fossem uns 10

    ResponderExcluir
  9. Sim Pah você já disse que é apaixonada pela autora ahahaha, e me fez ler um livro dela e acho que me apaixonei tbm, essa historia é bem irresistível e bate uma curiosidade para saber o que acontece ou como vai se desenrolar. Gosto muito de romance de época, e ainda tendo Londres como ambiente? já me conquistou!

    ResponderExcluir
  10. Paola,ainda não li nenhum livro dessa autor,mas após sua resenha fiquei apaixonada por essa trama e ela entrou rapidamente em minha lista de que preciso ler urgentemente.Amo personagens fortes.Fiquei curiosa para conhecer Temple e Mara e como tudo se desenvolverá entre eles.Amo personagens diferentes e mocinhas fortes,decididas e independentes.Mil beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  11. Mais romances de época Amo.Só com essa sinopse já fiquei mega curiosa e agora com a sua resenha to louquinha para ler.Uma pessoa acusada por uma coisa que não fez é tenso né.Vou procurar mais coisas sobre essa autora

    ResponderExcluir
  12. Não li nenhum livro dessa autora, e é a primeira vez que ouvi falar dela aqui com essa resenha. Amei a história, amei os personagens, e com certeza é minha prioridade ler logo esses livros.

    ResponderExcluir
  13. Quando eu li Entre o amor e a vingança, não esperava muito, mas a autora surpreende mesmo pois ela muda totalmente a mocinha da história. Quando terminei de ler,fiquei com uma sensação de querer todos os livros da autora. Lendo suas resenhas, só me faz querer ler todos os livros da autora. Não vejo a hora de ler todos os livros da autora.

    ResponderExcluir
  14. Gente, eu não conhecia a autora *-* vou pesquisar mais livros dela agora mesmo! Adorei a sua resenha, deu para perceber que você gostou do livro. Fiquei animada para ler :)

    ResponderExcluir
  15. Não conhecia essa série e nem a autora e as capas me lembrou uma versão adulta da Seleção! Não é bem o tipo de livro que eu leio, mas parece interessante.

    Beeijo
    Resenhando Sonhos

    ResponderExcluir
  16. Amo as capas desses livros! Estou louca para ler!

    ResponderExcluir
  17. Oi. Os romances históricos que vão sendo lançados já entram direto na minha lista de livros que quero ler e quando é resenhado por aqui, já fico logo curiosa :)
    Amei sua resenha e fiquei empolgada com mais um romance de época onde a mocinha é decidida, o último amei e favoritei que foi o da Tessa "Uma Semana Para Se Perder", também pela Gutenberg, aliás essa editora tem me feito muito feliz ultimamente com seus lançamentos que chegam bem rápido as lojas assim como você disse. Então vou ler e volto pra te contar o que achei. ;)

    ResponderExcluir
  18. Já falei aqui que tenho muita vontade de ler essa série, até porque já ouvi muitos elogios à escrita da autora.Amei a resenha e a capa !!!

    ResponderExcluir
  19. Eu tô passada com essa resenha kkk
    ela se fez de morta pra fugir das convenções da época e ainda arruinou a moral do pobre conde hahaha essa autora é louca, já quero!

    ResponderExcluir
  20. Não gostei muito dessa história, não sei se não me concentrei direito na hora de ler a resenha/sinopse, mas não gostei, não me interessou muito. A capa é linda e o título interessante. Mas não pretendo ler este livro. Beijos.

    potato-purple.blogspot.com.br
    youtube.com/potatopurpleblog

    ResponderExcluir
  21. Adorei as capas... essa serie paresse ser super enteressante.

    ResponderExcluir
  22. Oi Pah,
    Sarah Maclean será umas das autoras que com certeza irei conhecer esse ano! Sou fã de romances de épocas, ainda mais quando a protagonista é uma mulher forte, determinada e decidida. Como estou participando do desafio de históricos, essa série fará parte das minhas leituras. De todas as resenhas, esse terceiro volume foi o que mais me envolvi, ansiosa pra conferir esse amor de redenção.
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Não conhecia a série, até agora. Bem profunda essa história de Temple e adorei saber que Mara é uma mulher forte, adoro quando as mulheres do século passado fogem dos padrões da sociedade.
    Ah, bem diferente a série ser composta por protagonistas diferentes em cada volume e mesmo assim se interligarem :)

    ResponderExcluir
  24. Eu tento fugir das séries, mas elas me encontram!!! E a Paola ainda escreve essas resenhas de um jeito que deixa a pessoa sem saída! T.T

    ResponderExcluir
  25. Minha lista só cresce. :( rsrsrsr

    ResponderExcluir
  26. Eu já amo romance histórico, e fiquei totalmente louca para ler essa serie e conhecer a história de Temple que parece ser um personagem maravilhoso.

    ResponderExcluir
  27. Ooi Pah, você me deixou super curiosa para ler esse livro.
    Vou tentar ler, já que quero ler mais romances históricos esse ano.
    Bjs

    ResponderExcluir
  28. Fiquei curiosa desde a sua primeira resenha dessa série, quem sabe esse ano eu dê uma chance

    ResponderExcluir
  29. Eu preciso ler esse livro o mais rápido possível, primeiro porque eu amooooo históricos hehehe, amei o enredo, e o que mais achei interessante no livro é que ele retrata o submundo coisa que não havia visto ainda em nenhum livro do gênero.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  30. Oi!
    Ainda não li nenhum livro da Sarah Maclean mas fiquei muito interessada nessa serie dela, gostei de temos mulheres fortes e independente e fique principalmente achei em legal termos um duque sem o prestigio do titulo deixando a historia em interessante, já coloquei essa autora na minha lista de leitura !!

    ResponderExcluir
  31. Sim, sim, eu também amo essa autora!!! Já li os dois primeiros e agora estou com o terceiro na fila dos que eu ainda tenho que ler em janeiro e fevereiro... Ai meu Deus é muito livro para pouco tempo, claro que depois de ler a sua resenha a minha vontade de furar a fila aumentou... kkkkkkkk Bjinhos Pah, adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  32. Pah, acredita que ainda não li nenhum livro dela??
    Pois é kk porém, to amando cada resenha que leio, parece que as personagens são incríveis, fortes, bem desenvolvidos, divertidos e apaixonantes.
    O Temple parece ser uma gracinha, aiiiin, agora queria ler agora!!! kkkk
    bjoss

    ResponderExcluir
  33. Amo históricos, vou adicionar para as minhas próximas leituras =)

    ResponderExcluir