fevereiro 10, 2016

[Resenha] Estrelas Perdidas – Claudia Gray

Ciena Ree e Thane Kyrell se conheceram na infância e cresceram com o mesmo sonho: pilotar as naves do Império. Durante a adolescência, sua amizade aos poucos se transforma em algo mais, porém diferenças políticas afastam seus caminhos: Thane se junta à Aliança Rebelde e Ciena permanece leal ao imperador. Agora em lados opostos da guerra, será que eles vão conseguir ficar juntos? Através dos pontos de vista de Ciena e Thane, você acompanhará os principais acontecimentos desde o surgimento da Rebelião até a queda do Império de um jeito absolutamente original e envolvente. O livro relata, ainda, eventos inéditos que se passam depois do episódio VI, O retorno de Jedi, e traz pistas sobre o episódio VII, O despertar da Força!

446
Páginas
| Cortesia
Editora Seguinte
| Skoob | Compare & Compre: SubmarinoSaraiva
Amazon| Resenha da Kamila Mendes | Classificação: 5/5

O primeiro pensamento que tive ao
virar a última página do livro foi:
uma mulher conseguiria escrever um romance tão bom que se passa no meio de uma
guerra galáctica!
Estrelas Perdidas faz parte do novo Cânone de Star Wars (livros, HQ’s, animações e filmes que contam, em ordem cronológica, os acontecimentos que levaram até o Episódio VII – O Despertar da Força) e conta a história de dois amigos de infância, a garota Ciena Ree e o menino Thane Kyrell, que entram para a Academia Imperial. Sendo assim, a história perpassa acontecimentos dos filmes Episódio IV (Uma Nova Esperança), Episódio V (O Império Contra-ataca) e o Episódio VI (Retorno de Jedi) até o momento em que abre espaço para os acontecimentos do novo filme da franquia Star Wars. 

Vindos de Jelucan, um planeta considerado “caipira”, Ciena e Thane precisam vencer o preconceito entre os povos de seu planeta natal e entre os cadetes da Academia – que são em sua maioria filhos de oficiais de altas patentes do Império Galáctico – para se formarem na Academia e servirem o Império. Ciena, ligada às tradições de seu povo, leva o juramento de lealdade ao Império ao extremo, enquanto Thane é cético e não acredita que o Império possa realmente ser a salvação da Galáxia. Por meio dos personagens é possível entender as táticas usadas pelo Imperador Palpatine para manter o Império unido: medo, opressão, fanatismo, escravidão. Ao perceber a mão de ferro com que o Império governa a Galáxia, Thane deserta e revela seu amor Ciena. Mas agora o casal está lutando em lados oposto: Ciena, com sua fé cega no Império, acredita que a escravidão e a opressão são reflexos da corrupção que se instalou em alguns escalões do poder e que logo Palpatine dará um jeito em tanto sofrimento. Já Thane não vê mais razões para servir ao Império e não demora muito para se juntar a Aliança Rebelde.

O
romance é mantido em segredo e vivido apenas em momentos roubados quando os
dois protagonistas deixam suas diferenças de lado e declaram seu amor. Não
preciso dizer que me apaixonei por Thane e a todo momento quis estapear Ciena
pela estupidez cega! Porém, ao mesmo tempo em que duvidei da jovem, também pude
entender o quão difícil é pra ela entender que uma boa parte de sua vida foi
desperdiçada acreditando nas pessoas e no governo errado. – Quantos de nós
ainda fazemos isso ao defender partidos políticos corruptos, acusando apenas
alguns de altos cargos e negando que a sujeira vem desde o berço? Thane, por outro
lado, parece mais real, mais palpável. Ele vê tanto o Império quanto a Rebelião
como formas de governos com pontos falhos. Mas ele pensa que é melhor lutar
contra opressão do Império do que não fazer nada.
O
romance é intenso tanto quanto as descrições de batalhas aéreas e terrestres.
Prendi a respiração em diversos momentos, mesmo sabendo o que iria acontecer
por já ter visto aquelas cenas nos filmes. Mas no livro não estamos ao lado de
Luke Skywalker e companhia, estamos observando os acontecimentos pelos olhos
dos soldados e pilotos secundários que se sacrificaram por ambos os lados. Chega
a ser desesperador a fé cega dos imperialistas e a esperança quase inatingível
dos rebeldes. Mas se tivesse de escolher, assim como eles, preferia morrer lutando
ao lado dos rebeldes do que deixar um universo inteiro ser destruído pela
ambição de tão poucos que concentram o poder em suas mãos. 
Dou
cinco estrelas com louvor! O livro me arrancou lágrimas nos momentos certos.
Indico para todos os fãs de bons romances – não só para os apaixonados por Star
Wars.
Beijos,



Participe Aqui

confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe uma resposta para Crika ReginaCancelar resposta

22 Comentários

  • Crislane Barbosa
    16 março, 2016

    Oi, Kamile!
    Amei esse livro também. Queria muito uma continuação.
    SPOILER!
    Será que Ciena vai sobreviver. Acredito que o filme VI não mostre esses personagens e gostaria muito de saber como tudo ficou entre eles depois da batalha. E o que vai acontecer a ela??
    Beijão!

  • Bianca Viegas
    01 março, 2016

    Olá!
    Já tentei ver os filmes de Star Wars, mas acabei achando um pouco chato e nunca os vi até o final.
    Por isso também, não me interessei em ler os livros que estão sendo lançados.
    Mas lendo sua resenha achei a história legal e fiquei curiosa para saber mais sobre a Ciena e Thane. Vou dar uma chance ao livro e vou ler.

  • Paloma Monteiro
    29 fevereiro, 2016

    Só eu nunca me interessei pela serie Star Wars (a diferentona kkk) gostei da resenha mais não me despertou em nada a curiosidade de ler ou conhecer a série, simplesmente não é para mim esse gênero rsrs.

  • suzana cariri
    26 fevereiro, 2016

    Oi!
    De todos os livros que vi até agora sobre o universo Star Wars, Estrelas Perdidas foi o que mais gostei, a historia me conquistou e gostei que dar para ler mesmo sem assistir ao filme e até ajuda para se conhecer um pouco mais da historia, se tiver oportunidade quero ler !!

  • Leticia Golz
    21 fevereiro, 2016

    Oi, Kamila
    Como não sou a maior conhecedora de Star Wars, não sabia que tinha um livro escrito por uma autora. Adoraria ler esse romance nesse universo, e acho que é uma ótima dica para quem ainda está começando a desbravar Star Wars. Sem contar que você elogiou tanto o livro.
    Um dia ainda pretendo ler, mesmo que demore um pouquinho.

  • Jessica Lisboa
    17 fevereiro, 2016

    Gente só eu que ainda não compreendo bulhufas sobre o assunto Star Wars, mas espero que logo eu passa entender sobre essa saga!

  • Rhoana Lersch
    15 fevereiro, 2016

    Oi Kamilla!! Amo Star Wars, confesso que comecei a me envolver nesse universo há dois anos apenas, e vi todos há pouco tempo também. Durante o lançamento do episódio VII vi que os livros começaram a fazer muito sucesso e procurei saber mais sobre eles, ainda não tenho nenhum mas pretendo lê-los logo! Adorei a resenha e pretendo ler Estrelas perdidas logo, principalmente por ser da Claudia <3 beijos.

  • Dan Igor
    13 fevereiro, 2016

    Muito interessante uma história de romance habituada no universo de Star Wars! Acho que até para quem, assim como eu, não leu/assistiu nada da saga, pode ser de fácil entendimento. Abraços, amei a resenha ^^

  • Fernanda Martins
    12 fevereiro, 2016

    Oi kamila, sinceramente tanto a serie de livros quanto os filme de Star Wars não me chamam a atenção não é o tipo de gênero literário que que leio bjs.

  • Crika Regina
    11 fevereiro, 2016

    Oi Kamila!
    Não curto Star Wars, então não me animei com a resenha a querer ler o livro depois, mas penso que pra quem gosta desse assunto e, principalmente, aos fãs da série, deve ser bem legal acompanhar um romance em meio a tantas batalhas acontecendo.

  • Micheli Pegoraro
    11 fevereiro, 2016

    Olá Kamila.
    Adoro Star Wars, não sou fã de carteirinha mas sempre gostei de assistir os filmes, mais ainda não li nenhum livro, preciso corrigir isso o quanto antes! Pretendo ler todos os livros que envolvam a saga, e esse livro parece ser bem mais empolgante do que a trilogia original da série de filmes, pois tem romance (que adoro), como também drama e muita ação. A cada resenha que leio de um dos livros da saga fico mais empolga pra começar a leitura.
    Beijos

  • Maria Fernanda Medeiros
    11 fevereiro, 2016

    Estou amando as resenhas sobre Star Wars, ainda mais essa que trata do novo Cânone. Quero todos! Comprei recentemente "Star Wars: a trilogia", a edição é maravilhosaaaa. Capa dura e detalhes dourados… Super indico!

  • Lara Cardoso
    11 fevereiro, 2016

    Amei a resenha! Sucinta e esclarecedora. Estou terminando de ler a recente "trilogia" do novo cânone (Arma de um Jedi, Alvo em Movimento e Missão Contrabandista), esse e o Aftermath serão os próximos.

  • Denise Crivelli
    11 fevereiro, 2016

    Oi
    Ainda não li nenhum livro que envolva esse mundo, mas tenho curiosidade e esse parece ser um bom livro, que bom que gostou da leitura e como você acho que teria a mesma reação com a Ciena, legal que esse envolve mais os soldados.

  • Anônimo
    11 fevereiro, 2016

    Kamilia, gostei muito da sua resenha, principalmente por você ser curta e direta. E caramba, fiquei com uma vontade enorme de dar uma chance a esse livro (por mais que ele seja bem diferente de tudo o que tenho lido atualmente, ou seja, escapa a minha zona de conforto). Mas com certeza entrou para a minha lista de próximas leituras. Um grande abraço.

  • Sandra
    10 fevereiro, 2016

    Não aprecio livros de ficção, nem nada do gênero. Mas para os que apreciam vale sua dia "..O livro me arrancou lágrimas nos momentos certos. Indico para todos os fãs de bons romances – não só para os apaixonados por Star Wars.."

  • Potato Purple Blog
    10 fevereiro, 2016

    A história é bem interessante, talvez eu leria. Nunca li/vi Star Wars, então acho que ficaria meio boiando nesta leitura. A capa é linda né. Beijos.

    potato-purple.blogspot.com
    youtube.com/potatopurpleblog

  • Cristiane Dornelas
    10 fevereiro, 2016

    É um baita livro pelo jeito e uma obra digna aos fãs que querem mais desse universo. Eu não li e nem vi filme algum ainda, mas dá pra ver que as tramas são muito boas e dão emoção. Esse livro é bem feito mesmo e toda resenha que vejo dele é falando super bem. Dá vontade de conferir, se não pra conhecer a história ao menos pra se encantar com essas jornadas magnificas. É pra quem é fã e quem ainda não conhece bem.

  • Jesica Duarte
    10 fevereiro, 2016

    Quero ler de mais os livros de Star Wars, a cada resenha lida de um dos livros me apaixonou mais. Adorei a resenha.

  • Theresa Cavalcanti
    10 fevereiro, 2016

    Nunca li nada de Star Wars, mas quero muito ler. Não tinha muita vontade antes, mas agora, todo mundo falando. Kkkk

  • Veronica Vieira
    10 fevereiro, 2016

    Sou bem curiosa sobre esse mundo Star Wars, ainda não vi todos os filmes, mas acho que não vou me aprofundar tanto e ir para os livros não…

  • Aciclea vieira
    10 fevereiro, 2016

    kamila,amei a premissa desse livro e já li várias resenhas e estou ansiosíssima para fazer a leitura e conhecer de perto a história de Ciena e Thane.Achei lindo Thane deserta e revela seu amor a Ciena.Gostei muito de saber que apesar do amor,Thane vai para Aliança Rebelde.Amor em segredo vividos em momentos roubados,que lindo!Ciena possui realmente uma estupidez cega.Sim,também acho que morrer lutando ao lado dos rebeldes seria a escolha mais certo.Amei saber que lhe arrancou lágrimas.Beijos!!!