[Resenha] Quarto – Emma Donoghue

Para Jack, um esperto menino de 5 anos, o quarto é o único mundo que conhece. É onde ele nasceu e cresceu, e onde vive com sua mãe, enquanto eles aprendem, leem, comem, dormem e brincam. À noite, sua mãe o fecha em segurança no guarda-roupa, onde ele deve estar dormindo quando o velho Nick vem visitá-la. O quarto é a casa de Jack, mas, para sua mãe, é a prisão onde o velho Nick a mantém há sete anos. Com determinação, criatividade e um imenso amor maternal, a mãe criou ali uma vida para Jack. Mas ela sabe que isso não é suficiente, para nenhum dos dois. Então, ela elabora um ousado plano de fuga, que conta com a bravura de seu filho e com uma boa dose de sorte. O que ela não percebe, porém, é como está despreparada para fazer o plano funcionar.

350 Páginas | Editora Verus | Skoob | Compare: SubmarinoSaraivaAmazon| Resenha da Day Farias
Quando vi o trailer de O Quarto de Jack (filme baseado no livro de Emma Donoghue) fui tomada por uma curiosidade que há muito tempo não sentia. E, mesmo não tendo os componentes que me atraem em uma história (como o romance e o lado sobrenatural) ainda assim fui naturalmente atraída pelo livro Quarto, que narra uma forte e real história que inevitavelmente me alcançou logo nas primeiras páginas.

Jack é um garotinho ingênuo e cativante que acaba de completar seus cinco anos. Tudo o que ele sabe é o que a mãe lhe diz, fora isso Jack não conhece nada no mundo além das quatro paredes que o cercam. Relativamente feliz, ele vive uma rotina diária ao lado de sua mãe que com todas as suas forças tenta dar a infância o mais normal possível a ele, sem incluí-lo no terror que ela vive há muito mais que cinco anos: vítima de um sequestro, Joy está encarcerada no porão de um homem que por anos vem abusando e prendendo-a no quarto sem esperança alguma de conseguir fugir. Porém, o desespero também é o criador da esperança, e é quando sua situação piora que Joy percebe que precisa escapar, não só por si mesma, mas também por Jack e a vida que ele nunca soube que tinha direito. Mas, será que ela avaliou bem os riscos que uma fuga pode gerar?
Narrado de maneira assustadoramente real, Quarto me envolveu logo de início. Senti-me participante da vida naquele quarto onde uma mãe tentava como podia livrar seu filho do trauma que ela mesma estava vivendo. Perturbadoramente, ao passar das páginas, a atmosfera claustrofóbica desse lugar se tornou cada vez mais real para mim, o que me deixou por vezes angustiada ao ponto de ter que me afastar do livro só pra ter certeza da minha própria liberdade. É inevitável nos colocarmos na pele da personagem e imaginar o quão enlouquecedor deveria ser ter que se manter normal do lado de fora, enquanto por dentro estava aterrorizada, unicamente por amor ao seu filho. E exatamente por esse motivo é impossível não se envolver e se comover com essa história tão reflexiva e angustiante.
No entanto, mesmo com esse início de história tão incrível e repleto de emoções, senti que na metade do livro a narrativa mudou de uma hora para outra: a escrita que tinha sido viciante até aquele momento, pareceu começar a girar tão lentamente que, se eu não estivesse tão curiosa pelo desfecho, provavelmente o teria abandonado a leitura – e isso definitivamente foi uma pena. Mas, mesmo com essa mudança que afetou meu ritmo de leitura, não consigo deixar de dizer que a leitura de Quarto vale a pena. A história não seguiu o rumo que eu esperava e isso foi meio decepcionante, porém o que marca é a mensagem que a autora quer passar ao leitor e sua capacidade de nos fazer refletir sobre vários pilares de nossa sociedade (e, principalmente, sobre as camadas obscuras da mente humana).
Mesmo que o livro nos deixe um tanto quanto paranoicos – risos! – não nego que se trata de uma leitura impactante, reflexiva, e ótima para aqueles que querem experimentar um gênero literário diferente. Enfim, eu indico o livro e adoraria saber o que acharam e se tiveram a mesma impressão que a minha. 
• Adaptação Literária •
Depois de ganhar o Oscar na categoria de melhor atriz, fala-se ainda mais de O Quarto de Jack. Mas para quem não viu o trailer, dá uma espiadinha:

Beijos,


Participe Aqui

33 comentários:

  1. Oi, Day! Já conhecia o livro antes mesmo de lançarem o filme e quero muito ler desde esse tempo, rsrs. Parece ser um livro bem tocante e impactante, realmente acho que marca o leitor. Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Estou com muito vontade de ler esse livro, e parece ser muito bom. E bem diferente do que eu estou acostumada.

    ResponderExcluir
  3. Já vi o trailler, o Oscar foi mais que merecido, essa história é realmente é emocionate, forte, os personagens são lindos e comoventes, curiosa pra ler o livro, beijoss...

    ResponderExcluir
  4. Ainda não conhecia esse livro, mas me interessei logo de cara. O assunto é bem diferente dos que estou acostumada a ler. Não gostei muito de saber que é narrado em primeira pessoa pelo garoto. Geralmente livros assim prefiro que seja em terceira pessoa. Mas quem sabe eu leia, pois me interessei bastante.

    ResponderExcluir
  5. Ooi Pah, tudo bem?
    É a primeira vez que vejo falar sobre esse livro (e filme), e simplesmente fiquei apaixonada e louca para poder ler o livro e ver o filme o mais rápido possível. Eu amo histórias deste tipo, que mostra como as pessoas tem garra quando querem que aconteça alguma coisa, me motiva de um jeito maravilhoso. Queria realmente te agradecer por me apresentar kkkk.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Confesso que nunca tinha ouvido falar no livro até ler essa resenha, e já anotei na minha listinha de compras. Adoro livros que retratam situações desse tipo, com todo o desespero envolvido, e acho que a presença do Jack deve tornar tudo muito interessante. Também quero assistir o filme, mas com certeza lerei o livro antes. =)

    ResponderExcluir
  7. Paola,essa história é totalmente impactante,só em ler a premissa do livro e vermos o trailer do filme sentimos a sua atmosfera.Quero muito ler e ver o filme e através dos olhos do menino sentir todo o clima que se passa na vida dessa mãe Joy e tudo que ela passa para manter o dia a dia da criança da melhor forma possível,pena que em uma parte você não tenha gostado da sequencia dada a narrativa.Ansiosa para conferir a ambos.Beijos!!!

    ResponderExcluir
  8. Não conheço essa autora... lendo a resenha e vendo o trailer no final a historia parece ser forte e extremamente emocional. Certamente é um bom livro!

    ResponderExcluir
  9. Eu só assisti o filme, e eu fiquei com os mesmo sentimentos que vc, no começo a historia é bem viciante, levando agente a querer saber logo o final, mas eu senti que no meio falto alguma coisa. Mas mesmo assim eu amei o filme e eu recomendo.

    ResponderExcluir
  10. É a primeira vez que ouço falar desse livro, e o achei apaixonante! Paree ter uma história cativante e um tema interessante, quero muito ler :)

    ResponderExcluir
  11. Uau. Tenho que confessar que essa resenha me deixou muito interessada no livro! Agora, estou com aquela coceira do tipo "preciso-deste-livro-agora"!
    O que mais me chamou a atenção foi por a trama parecer bem diferente de minhas leituras habituais. Adoro essas leituras que nos desafiam a enfrentar situações difíceis!
    Ah, e agradeço ao blog por permitir que pessoas como eu (que não tem Facebook O~o) participem dos sorteios!

    ResponderExcluir
  12. Assisti o filme primeiro e adorei, é triste, intenso e emocionante. Agora estou com muita vontade de ler o livro, sua resenha me deixou com mais vontade ainda hehe. Acho que o que me fez gostar mais foi o fato de não saber nada sobre a história quando assisti, mas imagino que isso não atrapalhe a leitura, estou ansiosa ^^

    Eating Peanuts

    ResponderExcluir
  13. Só de assistir esse trailer eu choro, a história é muito tocante, muito triste, ainda não li o livro, mas só de imaginar alguem criando um filho em cárcere privado é horrível.

    ResponderExcluir
  14. Eu vi o Filme, e é emocionante, não sabia que era baseado em um livro, e no filme também achei o começo melhor, do que do meio para o fim...

    Não vou me arriscar a ler o livro por que fiz isso com "Garota exemplar"( primeiro vi o filme para depois ler o livro), e até hije não consegui terminar o livro, fico com a cenas do filme na minha cabeça e dai não tem a menor graça.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Day
    Assim que vi o trailer também fiquei bem curiosa. Vou tentar resistir e não ver o filme antes de ler o livro. A narrativa parece ser assustadora mesmo e mexer realmente com o psicológico do leitor. Uma pena que o desenvolvimento foi tomando um ritmo diferente. De qualquer forma, ainda quero muito ler.

    ResponderExcluir
  16. Oi Day,
    Esse livro é muito lindo! Eu li no começo de 2015 e considero um dos melhores lidos do ano passado, e com certeza vou levar essa história para sempre, pois fiquei completamente envolvida com a história do Jack e sua Mãe, um livro tão tocante e intenso. Eu senti muitas emoções durante a leitura, momentos de alegria e tristeza, de angústia e reflexão, e achei simplesmente cativante acompanhar a descoberta do mundo aos olhos de Jack, com sua sensibilidade tão tocante e a sua inocência. Ainda não tive a oportunidade de assistir o filme, mas estou muito ansiosa pra ver, especialmente depois de ver no trailer “Uma adaptação do livro feita com maestria”, o que me deixou muito animada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Nossa! Fiquei louca pra ler esse livro ☺️
    Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  18. estou esperando ansiosamente para ver o filme e ler o livro!parecem ser ambos mto bons.. quando vi a capa e nao li a resenha nap achei que fosse este o tema e me surpreendi. achei mto diferente. deve ser otimo

    ResponderExcluir
  19. Day!
    Quero ler o livro para entender porque eles vivem dentro desse quarto durante tanto tempo.
    E claro que quero assistir o filme também.
    “Um amor, uma carreira, uma revolução: outras tantas coisas que se começam sem saber como acabarão.” (Jean-Paul Sartre)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de março com 4 livros 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  20. Nossa o livro realmente parece ser muito impactante, amei a resenha confesso que queria ver o filme, mas não sentia vontade de ler o livro, isso meio que deu uma mudada, fiquei curiosa para ler, mas ainda estou com um pé atras por você ter dito que na metade do livro, ele começa a ficar lento, quem sabe mais para frente, por enquanto fico só com o filme mesmo.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  21. Oi!
    Já conhecia esse livro e o filme e estou extremamente louca para ler/ver. Desda primeira vez que ouvi falar coloquei na minha listinha e assim que der VOU COMPRAR.
    Beijos.

    potato-purple.blogspot.com
    youtube.com/potatopurpleblog

    ResponderExcluir
  22. Menina, sabe que eu to loouca de vontade de ler e assistir esse filme. Pra mim ficou bem mais visível depois da indicação ao oscar e tanta gente comentou, que me interessei na hora, pois me pareceu ser uma historia linda, essa coisa de viver em uma quarto.
    Bjs

    ResponderExcluir
  23. Não sei o porquê, mas sempre achei que fosse um livro e um filme de terror e como eu odeio terror, nunca procurei saber, até agora e me arrependo bastante por não ter lido antes! Meu Deus, eu me emocionei lendo e ainda mais vendo o trailer... te toca de uma forma inimaginável.
    Vou correndo ver o filme e ler o livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  24. Oi!
    Conheci o livro pelo filme que quando vi o trailer também fiquei bem curiosa, mas lendo a resenha vejo que não é o tipo de leitura que gosto de fazer, mas quero assisti ao filme quem sabe não acabo lendo !!

    ResponderExcluir
  25. Ja tinha visto o livro ,mas so me interessei por ele depois de ver o cartaz do filme. Tem como não amar ? A proposta do livro é bem diferente de tudo que ja li.Então,com toda certeza eu o lerei.

    ResponderExcluir
  26. to doida pra ler esse livro. ainda não vi o trailler do filme. uma coisa de cada vez

    ResponderExcluir
  27. É a primeira vez que ouço falar desse livro , e até mesmo do filme , foi como você falou , ele livro é narrado de forma real ! porque é oque mais tem acontecido no mundo de hoje , violência e tudo de ruim , mais é de admirar o quão forte Joy estava sendo para não demonstrar todo o seu desespero para o pequeno Jack , acho que tentaria fazer o mesmo mais nao sei se iria conseguir ! Sua resenha me deixou bem curiosa a respeito do livro e a sua narrativa , apesar de nunca ter lido algo desse gênero !

    ResponderExcluir
  28. Estou muito ansiosa para ler o livro, realmente preciso de uma leitura diferente e impactante. Vou me segurar para não assistir ao filme antes!

    ResponderExcluir
  29. Fiquei arrepiada do inicio ao fim lendo essa resenha.
    Aquela vontade de entrar na amazon e comprar o livro nesse instante.

    ResponderExcluir
  30. Oii! Não sabia que tinha livro desse filme, vou querer ler sim! Ele foge dos livros que estou habituada, mas gosto de vez em quando pegar algo diferente para ler e ter uma perspectiva diferente. Beijos!

    ResponderExcluir
  31. Não conhecia o livro e nem a série, porém não curti a história do livro, não faz meu estilo de leitura, talvez eu assista o filme.

    ResponderExcluir
  32. O filme é lindo demais! Só descobri que tinha livro depois de assistir :/
    Por já ter visto o filme e por você ter dito que a segunda metade do livro é meio mais ou menos, não sei se lerei, mas ainda bem que foi adaptado para o cinema, as atuações foram maravilhosas, e apesar de não saber se foi fiel ao livro, sem dúvidas retratou incrivelmente a temática. Indico muito!

    ResponderExcluir
  33. Não achei que há uma quebra da escrita. Tampouco fiquei decepcionada com o final. Acho que o que faz a história ser extremamente cativante é a singularidade de o narrador ser o Jack e, mais que isso, de mostrar o que é o pós sequestro, como é o processo de reabilitação. É um livro que nos mostra a realidade sem medos nem nada velado. Adorei, indico e pretendo fazer um trabalho sobre.

    ResponderExcluir