[Resenha] Contra Todas as Probabilidades – Renata R. Corrêa

A vida profissional de Ana, uma jovem e solitária decoradora de interiores, órfã de pai e mãe, estava ótima, já sua vida pessoal andava de mal a pior. Até que um certo dia, após ouvir uma bela canção de amor no rádio, começou a se sentir diferente, quando teve um pressentimento de que sua vida estava prestes a mudar, como se aquela melodia, cantada por uma incrível voz rouca, tivesse tocado seu coração. Ela se apaixona então, platonicamente, pelo músico Marcus, o vocalista da banda que tocava na rádio, e acaba o conhecendo de uma forma inusitada. Depois desse encontro, sua vida nunca mais será a mesma. Contra todas as probabilidades faz referência à improbabilidade da história de amor entre Ana e Marcus, por viverem em realidades diferentes, cidades diferentes, estarem envolvidos em relações diferentes e, mesmo assim, unirem seus corações. É uma história bonita de amor, de dor, de sofrimento, mas principalmente de aprendizado e de recomeços. O livro inspira esperança porque permite ao leitor acreditar que tudo pode melhorar desde que não se desista, mesmo contra todas as probabilidades.
Romance Contemporâneo | 206 Páginas|  Skoob | Amazon | Classificação: 4/5 | Conheça a Autora e Suas Obras
Contra todas as Probabilidades é um romance que dá voz às imprevisibilidades do amor. Ao unir duas pessoas de mundos completamente divergentes – uma decoradora de interiores e um astro do rock – a autora mostra que não existem barreiras quando o amor é verdadeiro. E mais, leva o leitor a experimentar as graças de um amor que nasce da troca de olhares, de longas conversas, do companheirismo, dos sonhos em comum e dos segredos compartilhados.


Ana carrega nos olhos a dor da perda. Ainda menina ela perdeu os pais de uma forma dolorosa e abrupta. E aos dezoito anos, depois de ser criada por avós amorosos e presentes, os perdeu também. Órfã e solitária, Ana passou a se apoiar no trabalho – que vai muito bem, obrigada! – e nas duas melhores amigas (que sempre estiveram ao seu lado). Contudo, apesar de levar uma vida boa e ter alcançado o sucesso profissional, Ana sonha com o momento em que o amor baterá em sua porta e mudará completamente o rumo da sua vida. O único problema é que ela não fazia ideia de que isso ia acontecer através da voz roca e apaixonante de um cantor famoso. O que começa com uma paixonite platónica acaba ganhando proporções gigantes quando Marcus, vocalista da banda “300 Hertz”, tromba com Ana e desestabiliza ainda mais sua vida. Tudo que Marcus quer é aproveitar o sucesso ao lado de alguém que tenha os mesmos sonhos que ele – que queira construir uma família, que acredite na força do amor e que, principalmente, aceite e apoie sua profissão. Assim, depois de um rompimento doloroso seus caminhos se trombarão com os de Ana e, com a ajuda do destino, a história deles se entrelaçará.
Ana traz no íntimo algo muito real e tocante – que facilmente nos conecta com a personagem: a vontade de amar e ser amada e, consequentemente, de construir uma família. A jovem está em um momento da vida, depois de ter alcançado o sucesso profissional, que anseia pelo amor. Contudo, diariamente ela toma decisões erradas (ao confiar no cara que parecia um príncipe mas que no fundo era um canalha) e se afasta do amor, mas ainda assim mantem no coração a vontade de se entregar completamente. Nesse ponto é impossível não nos vermos na jovem, nos seus sonhos e dilemas – até porque todo mundo já viveu um momento em que necessitada do amor ou de alguém com quem compartilhar a vida. Além disso, e o que achei mais incrível no livro, é que sentimos o mesmo no personagem masculino. Marcus, apesar da boa aparência, do sucesso com as mulheres e da recente fama, quer alguém para compartilhar uma vida. Foi notável encontrar no personagem um nível altíssimo de sinceridade com relação aos seus sentimentos – apesar de curtir a juventude e o sucesso, ele não desrespeita os valores que carrega no peito, bem diferente de alguns protagonistas masculinos que vemos por aí. Foi facílimo adorar Ana e Marcus separadamente, mas foi ainda mais simples amá-los como casal. Desde as primeiras páginas sentimos que eles foram feitos um para o outro, então é impossível não torcer para que ambos tenham um final feliz.
Gostei dos protagonistas, do romance que eles constroem, e gostei de como a autora abordou a recente fama do Marcus. Além disso, adorei a narrativa intercalada, os encontros e desencontros dos dois personagens, as citações musicais (que são simplesmente incríveis), as viagens pelo país nas quais acompanhamos os shows da banda “300 Hertz” (eles passam por várias cidades e foi legal a autora ter mostrado, através da visão de Marcus, um pouco das nossas belezas nacionais) e, principalmente, o fato do romance ser real e sem dramatização excessiva. Claro que algumas coisas, pelo meu ponto de vista, deixaram a desejar: diálogos formais em demasia (que não pareciam condizer com a idade dos protagonistas), um suspense final previsível, e acima de tudo um desfecho rápido demais. Nas últimas páginas senti que a autora facilitou as coisas para que o casal alcançasse seu almejado final feliz, o que não é de todo ruim, afinal é isso que o livro propõe: uma história de amor sobre recomeços, encontros e desencontros, e digna de um conto de fadas moderno.
Para finalizar digo que a narrativa é rápida e fluida, que o romance é cativante e envolvente, e que os protagonistas são extremamente apaixonantes. Para quem gosta de romances fofos e com um toque musical, vale a pena dar uma chance ao livro e para a escrita da Renata.
• Sobre a Autora •
Contra todas as Probabilidades é o primeiro romance que a autora escreveu e foi publicado de forma totalmente independente, em uma edição limitada especial.
Seu segundo romance, “As coisas não são bem assim”, sairá no final do primeiro semestre de 2017 pela Editora Pandorga.


Beijos,






Participe Aqui

14 comentários:

  1. Mais um romance pra listinha de leituras haha
    Fiquei encantada por tudo que conhecia aqui e me bateu uma super vontade de conhecer a obra.
    Parece ser uma leitura demais de apaixonante!!!
    E o que falar dessa capa? Um AMOR <3
    Estou adorando ver bastante obras nacionais sendo divulgadas aqui <3
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que linda, Caroline! Obrigada! Sou a autora! Leia sim, espero que goste! Beijos!

      Excluir
  2. Pah!
    Achei que o romance foi um tanto comum, o que não quer dizer que é ruim, mas como teve um desenrolar com certo suspense, talvez a leitura seja boa, embora tenha feito algumas ressalvas relevantes, não gosto de finais corridos também.
    Bom carnaval e moderação, hein?
    “Não basta saber, é preferível saber aplicar. Não é o bastante querer, é preciso saber querer.” (Johann Goethe)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Em relçao a personagem Ana eu irei adorar ela logo de cara, por causa da sua historia de vida e tal. Achei um pouquinho surreal essa coisa ouvir musica no radio e depois do nada esta envolvendo com o cantor. Mas apesar de tudo, achei interessante a lição que se pode tirar do livro das coisas vão melhorar desde que não desistimos. Sobre a capa achei lindinha e bem fofa

    ResponderExcluir
  4. Oi Paola, a capa tá tão fofa quanto parece ser a história e gostei muito da resenha, como é o primeiro livro da autora e este saiu em e-book e edição limitada fiquei atenta a detalhes como escrita e desenvolvimento e pelo que li na resenha, ambos são bons, o que me deixa feliz e interessada no romance dela que será lançado pela Pandorga. Sobre os protagonistas dessa história, Ana parece ser adorável e Marcus foge do esterótipo de músico "galinha" e complicado e curti demais isso. Ótima resenha e desejo muito sucesso pra autora :D

    ResponderExcluir
  5. Amei a resenha! O livro é realmente uma delícia, me diverti muito lendo! Beijão! :-)

    ResponderExcluir
  6. Páh,, quero muito ler essa história da Renata, já tentei imaginar ao ler a premissa como o amor verdadeiro vence as diferenças de mundos e realidades tão diferentes,amo histórias de recomeços.Gostei de saber que o amor entre os personagens é construído a partir das troca de olhares,apesar da voz do mocinho já ter conquistado a mocinha.Gostei da personagem sonhar em construir uma família e do personagem Marcus querer alguém para compartilhar sua vida.Pena o desfecho ter sido rápido demais,amo romances fofos e com toque musical.Irei conferir.😘❤

    ResponderExcluir
  7. Oi, Paola! O romance da Ana e do Marcos me parece bem fofinho 😍 É sempre bom, para eu, ler livros que envolvam música ou astros deste gênero, por isso adicionei à listinha. Não sei se já disse aqui antes, mas estou fugindo de romances por enquanto, então quando voltar, tentarei dar uma chance a ele :3

    Abs.

    ResponderExcluir
  8. Resenha fofa demais *_* julgando o livro pela capa eu não leria.. imaginei um drama.
    Esse desejo de ser amada é realmente muito forte e acho que todo ser humano vai sentir uma ligação com a personagem. Saber que a narrativa da autora é boa, só contribuiu para eu querer a história

    ResponderExcluir