[Resenha] Matéria Escura - Blake Crouch

Essas são as últimas palavras que Jason Dessen ouve antes de acordar num laboratório, preso a uma maca. Raptado por um homem mascarado, Jason é levado para uma usina abandonada e deixado inconsciente. Quando acorda, um estranho sorri para ele, dizendo: “Bem-vindo de volta, amigo.” Neste novo mundo, Jason leva outra vida. Sua esposa não é sua esposa, seu filho nunca nasceu e, em vez de professor numa universidade mediana, ele é um gênio da física quântica que conseguiu um feito inimaginável. Algo impossível. Será que é este seu mundo, e o outro é apenas um sonho? E, se esta não for a vida que ele sempre levou, como voltar para sua família e tudo que ele conhece por realidade? Com ritmo veloz e muita ação, Matéria escura nos leva a um universo muito maior do que imaginamos, ao mesmo tempo em que comove ao colocar em primeiro plano o amor pela família. Marcante e intimista, seus múltiplos cenários compõem uma história que aborda questões profundamente humanas, como identidade, o peso das escolhas e até onde vamos para recuperar a vida com que sonhamos.
Ficção Científica| 352 Páginas|  Cortesia Editora Intrínseca| Skoob | Compare & Compre: SaraivaSubmarinoAmazon| Classificação 4,5/5
Matéria Escura é uma loucura de leitura. Com uma premissa cativante e uma narrativa instigante, Blake Crouch criou uma história que prende o leitor do início ao fim, gerando valiosas reflexões e surpreendendo ao apresentar um desfecho alternativo e inesperado. Quem me conhece sabe que não sou uma grande fã de livros de ficção científica – apesar de lê-los ocasionalmente – mas a obra de Blake mexeu comigo por unir dois pilares reais (e que me agradam muito): um belo e sólido amor familiar, e uma valiosa discussão sobre o quanto estamos dispostos a sacrificar em nome do sucesso profissional. Ou seja, fui surpreendida por um livro de ficção com muita aventura, mas que também traz aspectos reais do nosso cotidiano como adultos inseguros, sonhadores e constantemente confrontados pelo destino.


Jason se considera um homem de sorte. Bem casado, com Daniela o amor da sua vida, pai de um ótimo filho e professor em uma boa faculdade, ele não sonha com mais do que dias tranquilos rodeados pelo amor de sua família. Contudo, uma parte de Jason – aquela que ficou no passado, sob a perspectiva de um jovem físico sonhador e talentoso – não pensa da mesma forma. Em outra realidade Jason deixou as emoções de lado, não casou com Daniela e nem teve um filho, mas fez uma das maiores descobertas científicas da atualidade e provou a teoria de que existem infinitas realidades paralelas ao nosso mundo – cada vez que você fica em dúvida e precisa tomar uma decisão, cria-se uma nova realidade. E o problema é que Jason descobre isso da pior forma possível: sendo roubado da sua realidade e tendo que assumir, mesmo amedrontado e confuso, o lugar de outro Jason, de outra parte dele que ele nem ousava imaginar que existia. Agora Jason precisa descobrir qual o seu verdadeiro lugar no mundo, a qual realidade ele pertence e quer pertencer, e como lutar pelo futuro que deseja. – Será que ele lutará por sua família? E mais, será que conseguirá fugir dessa nova realidade tão diferente e assustadora?
Uma das grandes sacadas do autor é que, apesar de estar falando de uma teoria física e trabalhando com infinitas realidades, ele traz uma escrita fácil e fluida. Em nenhum momento me senti perdida, muito pelo contrário, a cada página (as quais praticamente devorei) parecia mais e mais inserida no pavor vivido por Jason. Foi angustiante entender, junto com o personagem, que ele havia sido roubado de sua própria vida. Logo nas primeiras páginas sentimos o assombro desse homem, sua confusão e, ao mesmo tempo, seu orgulho em saber que outro Jason foi capaz de revolucionar o mundo científico e construir um império com base nos seus estudos da época da faculdade. E o ponto é que é esse clima de dúvida e confusão que cativa o leitor. Tudo o que queremos é ver o que Jason irá escolher para o futuro e descobrir como ele sairá de tal enrascada. Fora que é incrível vê-lo encontrando outros mundos e confrontando outros Jasons que existem nessas realidades surpreendentes e inexplicáveis.
Além da escrita cativante e do clima de suspense que permeia a obra, também gostei das reflexões que ela gera. O autor trabalha muito bem o conceito de família versus carreira, e mostra que desistir de algo em nome do amor não é sinônimo de fracasso – pelo menos não se esse for o seu verdadeiro desejo. Também tenho que dizer que Jason é um personagem incrível. Desde a primeira página senti o amor fluir dele: o amor por seu trabalho, por sua família e por sua vida. O personagem luta pelo que acredita e pelas pessoas que ama de uma forma contagiante, e isso fez com que eu torcesse ainda mais por sua felicidade.
Trata-se de um livro rápido e instigante de ler. Os personagens, tanto Jason quanto Daniele, são ativos e carismáticos. As reflexões são verdadeiras e sinceras. E, como é de se imaginar, as realidades paralelas criadas no livro (e a teoria de que existem muitos mundos aí fora) são bem trabalhadas e surpreendentes. Deixo uma única ressalva: o final, apesar de diferente e inesperado, foi um pouco mais ou menos. Na minha visão senti que o ritmo da narrativa diminuiu nas páginas finais e que as teorias do autor acabaram entrando em confronto. Ainda assim, é um livro que eu indico muito para os fãs de ficção e de livros que seriam ótimos filmes. 

Beijos,



Participe Aqui

13 comentários:

  1. Olá,
    No momento que vi esse livro fiquei batente curiosa por querer ler ele. A capa além de ser bem simples mas totalmente linda, tem uma história bem envolvente e cativante. A trama é super legal de querer demostrar como as pessoas ficam divida entre a profissão e a família é algo muito interessante porque hoje em dia pode realmente se passa isso.

    ResponderExcluir
  2. Oi Pah! Adorei conhecer suas impressões sobre essa obra que eu amei. Não tinha muito contato com ficção científica, mas de fato essa premissa fisga a gente!
    Diferente de você, eu senti que a Daniela não foi tão bem trabalhada quanto deveria/poderia. E siimmm, aquele final NOSSA, foi surpreendente mas um pouco frustrante também.
    Como meu sistema de classificação é meio doido, eu dei 5 estrelas mas não favoritei rs
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Pah,
    Faz tempo que um livro de ficção cientifica me atrai tanto assim, a premissa intrigante me chamou atenção na hora, mas ao decorrer da resenha essa história me interessou ainda mais. Que leitura marcante e reflexiva, deve ser bem angustiante tentar entender junto com o personagem o que aconteceu, e acompanhar o rumo que a vida dele seguirá. Adorei as reflexões que o livro traz sobre a família e a carreira. Pelo jeito é um livro bem surpreendente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Pah!
    O que achei fabuloso foi o autor pegar uma ideia que realmente existe no mundo da física, e transformá-la em um livro de ficção, originando os mundos paralelos. Misturou realidade com fantasia o que torna o livro mais crível.
    Sem contar com os questionamentos que o livro levanta, porque deve ser difícil ser tirado de sua vida e família e ir parar em outra dimensão sendo apenas um profissional bem sucedido.
    Curiossa para fazer a leitura.
    Desejo uma semana tranquila!
    “Uma pergunta prudente é metade da sabedoria.” (Francis Bacon)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Pah, também não sou fã de ficção científica mas achei a ideia desse livro super interessante, pois sim, já imaginei o que poderia ter acontecido se eu tivesse tomado uma decisão de forma diferente e esse livro nos apresenta exatamente isso na forma de realidades paralelas. Gostei de saber que a história tem um andamento fluído e de fácil envolvimento e claro nem comecei a ler e já torcendo pra que ele fique com a família rsr :)

    ResponderExcluir
  6. Oi Paola! Ótima resenha!
    Eu também não sou uma grande fã de ficção científica e dificilmente leio algo do gênero. Mas gostei muito da premissa deste livro! Parece ser uma história muito empolgante e envolvente. Fiquei curiosa para fazer a leitura :)
    Bjos!

    ResponderExcluir
  7. Também não sou de ler muito esse gênero, mas alguns cativam a gente e valem a pena ser lido. Percebi que esse é um desses livros, voce disse que prende o leitor, e isso é uma característica muito positiva !
    Pela sinopse e também pelo decorrer da resenha, imaginei que o livro é bem confuso, não para entender, mas o tema em si, eu gostei e com certeza daria uma chance ao livro. Acompanhar o personagem e saber como vai ser o final é bem cativante ;)
    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Amei a resenha, e fiquei muito curiosa para ler esse livro, principalmente pelo fato dessa teoria que parece ser um tanto quanto maluca, mas muito interessante. Esses questionamentos do personagem, deixam o livro com um aspecto mais real, por fazer parte do nosso cotidiano, estou super curiosa para saber como acaba a história e amei a resenha!
    http://porcimadacabeceira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Pah.
    Eu adoro esse premissa em especial esse clima de suspense que o livro trás a coisa toda é bem bizarra sem deixar de see interessante claro, eu ja estou encantada com os personagens e curiosa para saber o que ele vai fazer.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Acho que ele ira querer voltar para a realidade normal dele, mas achei muito interessante. Desde a primeira vez que vi sobre esse livro que eu quis ler, e a cada resenha a vontade aumenta, gostei de saber que é uma leitura facil.

    ResponderExcluir
  11. Gosto muito de livros de ficção científica, mas fiquei triste ao saber q o final é mais ou menos. Mesmo assim, fiquei muito interessada na história, vou acrescentar na minha listinha gigante!!

    ResponderExcluir
  12. Oi Pah ^^
    Ficção científica também não é o gênero que eu costumo ler. Leio aqui e aculá pra sair de uma ressaca literária rsrs Eu acho interessante quando o autor usa analogias do mundo ficção com o mundo terreno. Geralmente eu consigo extrair alguma mensagem que o autor quer passar. Tem uma dose de romance, o que eu gostei *-* vou deixar para leituras futuras!
    Bjus

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia a obra ainda e o que li aqui me deixou bem curiosa, confesso!
    Parece ser uma leitura bem envolvente, uma aventura e tanto.
    E apesar de não gostar muito de thrillers, fiquei interessada nesse.
    A edição parece estar bem caprichada mesmo.
    Espero poder conferir em breve.

    ResponderExcluir