[Vem por aí] Novidades Literárias de Julho

Olá galera, tudo bem? Hoje é dia de conferir as novidades literárias do mês de Julho. Tem tanta coisa boa, principalmente para os fãs de romance, que fica impossível não PIRAR com todos esses lançamentos. Vem ver:
Novidades Nacionais
Sabe quando você ama uma autora e não vê a hora dela ser publicada no Brasil? Pois bem, esse é o resumo da minha história com a Elizabeth Hoyt e com a Suzanne Enoch. Conheço o trabalho delas há anos, desde quando os romances de época só eram publicados por aqui através dos livros de banca, e estou mais que contente em saber que verei essas histórias lindas na minha estante. Já falei de O Príncipe Corvo por aqui (e tem até um sorteio rolando, já estão participando?) e logo falo mais do Herói nas Highlands. Mas fica a dica: podem ler sem medo!

Eu só leio Romance? (Debate sobre preconceito e estilo literário)

Oi galera! Tudo bem com vocês? Hoje vamos conversar sobre literatura de entretenimento e a importância de lermos o que nos faz bem – independente de gênero ou estilo literário. Espero que gostem desse vídeo, foi muito importante gravá-lo.

Ou veja direto no Youtube: 
aqui.

[Resenha] A Guerra Que Salvou a Minha Vida – Kimberly Brubaker Bradley

Ada tem dez anos (ao menos é o que ela acha). A menina nunca saiu de casa, para não envergonhar a mãe na frente dos outros. Da janela, vê o irmão brincar, correr, pular – coisas que qualquer criança sabe fazer. Qualquer criança que não tenha nascido com um “pé torto” como o seu. Trancada num apartamento, Ada cuida da casa e do irmão sozinha, além de ter que escapar dos maus-tratos diários que sofre da mãe. Ainda bem que há uma guerra se aproximando. Os possíveis bombardeios de Hitler são a oportunidade perfeita para Ada e o caçula Jamie deixarem Londres e partirem para o interior, em busca de uma vida melhor. Kimberly Brubaker Bradley consegue ir muito além do que se convencionou chamar “história de superação”. Seu livro é um registro emocional e historicamente preciso sobre a Segunda Guerra Mundial. E de como os grandes conflitos armados afetam a vida de milhões de inocentes, mesmo longe dos campos de batalha. No caso da pequena Ada, a guerra começou dentro de casa. Essa é uma das belas surpresas do livro: mostrar a guerra pelos olhos de uma menina, e não pelo ponto de vista de um soldado, que enfrenta a fome e a necessidade de abandonar seu lar. Assim como a protagonista, milhares de crianças precisaram deixar a família em Londres na esperança de escapar dos horrores dos bombardeios. Vencedor do Newbery Honor Award, primeiro lugar na lista do New York Times e adotado em diversas escolas nos Estados Unidos.
Juvenil; 2ª Guerra Mundial | 240 Páginas|  Editora DarkSide Books| Skoob | Compare & Compre: SaraivaSubmarinoAmazon| Classificação 5/5
Já disse várias vezes que amo livros narrados por crianças, não é mesmo? Adoro a maneira sincera que esses personagens descrevem o mundo, indo contra os pré-conceitos da sociedade e simplesmente seguindo seus corações. Portando, já adianto que amei Ada e Jamie – os protagonistas de A Guerra que Salvou a Minha Vida – desde o primeiro instante. Existe algo de peculiar, e incrivelmente cativante, na personalidade desses dois jovens. É através deles que mergulhamos em uma história direta, dolorosa e incrivelmente madura, afinal estamos falando da Segunda Guerra Mundial e das consequências que essa batalha gerou. Eles são apenas crianças, mas mesmo assim mostram a crueldade por trás da guerra, emocionando, chocando e incitando no leitor a vontade de transformar nossa sociedade e acabar, de uma vez por todas, com as disputas políticas movidas pela ganância e sede de poder.


[Dica] O Príncipe Corvo - Elizabeth Hoyt (Discussão + Sorteio)

Olá, galera! Como vocês estão? Aproveitando muito esse final de domingo? A dica de hoje é para quem gosta de romances de época emocionantes, sensuais e extremamente envolventes. Sempre fui apaixonada por O Príncipe Corvo e, depois de relê-lo nessa edição linda da Record, resolvi falar um pouco mais a respeito dessa história tão especial. Vêm ver:



Ou veja direto no Youtube: 
aqui.

Book Haul| Aquisições de Junho

Olá, galera! Como vocês estão? Passando para avisar que hoje é dia de Book Haul! O vídeo está cheio de livros especiais. Vêm conferir:
Ou veja direto no Youtube: aqui.

[Resenha] Outros jeitos de usar a boca - Rupi Kaur

Outros jeitos de usar a boca é um livro de poemas sobre a sobrevivência. Sobre a experiência de violência, o abuso, o amor, a perda e a feminilidade. O volume é dividido em quatro partes, e cada uma delas serve a um propósito diferente. Lida com um tipo diferente de dor. Cura uma mágoa diferente. Outros jeitos de usar a boca transporta o leitor por uma jornada pelos momentos mais amargos da vida e encontra uma maneira de tirar delicadeza deles. Publicado inicialmente de forma independente por Rupi Kaur, poeta, artista plástica e performer canadense nascida na Índia – e que também assina as ilustrações presentes neste volume –, o livro se tornou o maior fenômeno do gênero nos últimos anos nos Estados Unidos, com mais de 1 milhão de exemplares vendidos.
Poemas | 208 Páginas|  Editora Planeta| Skoob | Compare & Compre: SaraivaSubmarinoAmazon| Classificação 5/5
Não é segredo o quanto amo narrativas reais e reflexivas. Mesmo que os temas abordados sejam dolorosos ou que a história pareça cruel, amo a sensação de vivenciar as emoções descritas nas páginas de um livro. Portanto, não é surpresa nenhuma o fato de eu ter amado a intensidade por trás da narrativa de Outros Jeitos de Usar a Boca. Lê-lo foi como mergulhar de cabeça nas dores, medos e inseguranças que afligem qualquer ser humano. Os temas abordados não são belos e leves mas, ainda assim, é bonito ver como a autora transforma dores e lembranças ruins em algo bonito e sincero. Resumindo: Estou irremediavelmente apaixonada.


Romances para ler em 1 Dia

Oi galera! Tudo bem com vocês? Hoje trago uma lista com algo que amo: romances rapidinhos de ler. Muitas vezes tudo o que precisamos é de um bom e velho clichê – do tipo que envolve do começo ao fim, não é mesmo? Pensando nisso reuni livros que li em um dia e que possuem algo em comum: muito romance Espero que gostem!

Ou veja direto no Youtube: 
aqui.

Meus livros Favoritos de Todos os Tempos

Oi galera! Tudo bem com vocês? Desde que comecei a devorar livros criei o costume de marcar as melhores leituras do Skoob e, para a minha surpresa, atualmente descobri que possuo mais de CENTO E CINQUENTA livros favoritos Como muitos de vocês me perguntam sobre eles, resolvi mostrar – só mostrar, viu? Prometo! – essas histórias em um único vídeo. Vem ver que tem muita coisa boa reunida:

Ou veja direto no Youtube: 
aqui.

Tem que ler: Os Bridgertons, Julia Quinn (Romance de Época)

Oi galera! Tudo bem com vocês? No vídeo de hoje vou falar sobre três coisas que eu amo: Romance de época, Julia Quinn e os Bridgertons! A série, composta por nove livros, é uma das minhas preferidas e merecia um vídeo só dela aqui no canal. Espero que gostem!

Ou veja direto no Youtube: aqui.

Livros parados no Kindle: Qual devo ler primeiro?


Já falei várias vezes por aqui do meu atual estado de amor pelo Kindle. A comodidade de levá-lo para todo lugar (sem pesar ou ocupar muito espaço na bolsa) e a possibilidade de ler nos momentos livres que tenho ao longo do dia, sem dúvida, fizeram meu ritmo de leitura crescer consideravelmente. Afinal, para quem trabalha o dia todo, mantem um blog e um canal, e ainda inventou de escrever um livro – sim, essa sou eu – qualquer minutinho livre é lucro.

Mas não é por isso que apareci por aqui, na realidade resolvi contar para vocês quais são os livros que estão empacados no meu Kindle. 90% dessas obras foram adquiridas com o serviço do Kindle Unlimited (no qual pagamos um valor fixo por mês e temos ao nosso dispor mais de 8 Mil histórias). Adoro o serviço, mas o problema é que tem tanta coisa boa nele que fico MEGA perdida. Por isso vim compartilhar com vocês minhas opções e pedir ajuda para decidir qual deve ser minha próxima leitura. Vem ver:

Meus Hábitos de Leitura: Rotina, Organização e Manias

Oi galera! Tudo bem com vocês? A grande novidade de hoje é que durante essa semana – de segunda a sexta – teremos vídeos TODOS os dias. E, para começar com o pé direito, resolvi compartilhar com vocês um pouco dos meus hábitos de leitura: organização, manias, amor por post-its e muito mais. Espero que gostem!

Ou veja direto no Youtube: 
aqui.

[Resenha] Codinome Lady V – Lorraine Heath

Cansada de rejeitar pretendentes interessados apenas em seu dote escandalosamente vultoso, Minerva Dodger decide que é melhor ser uma solteirona do que se tornar a esposa de alguém que só quer seu dinheiro. No entanto, ela não está disposta a morrer sem conhecer os prazeres de uma noite de núpcias e, assim, decide ir ao Clube Nightingale, um misterioso lugar que permite que as mulheres tenham um amante sem manchar sua reputação. Protegida por uma máscara e pelo codinome Lady V, Minerva mal consegue acreditar que despertou o desejo de um dos mais cobiçados cavalheiros da sociedade londrina, o Duque de Ashebury. E acredita menos ainda quando ele começa a cortejá-la fora do clube. Por mais que ele seja tudo o que ela sempre sonhou, Minerva não pode correr o risco de ele descobrir sua identidade, e não vai tolerar outro caçador de fortunas. Depois de uma noite de amor com Lady V, Ashe não consegue tirar da cabeça aquela mulher de máscara branca, belas pernas e língua afiada. Mesmo sem saber quem ela é, o duque nunca tinha ficado tão fascinado por nenhuma outra mulher antes. Mas agora, à beira da falência, ele precisa arranjar muito dinheiro, e rápido. Sua única saída é se casar com alguma jovem que tenha um belo dote, e sua aposta mais certeira é a Srta. Dodger, a megera solteirona que tem fama de espantar todos os seus pretendentes.
Romance de Época | 256 Páginas|  Editora Gutenberg| Skoob | Compare & Compre: SaraivaSubmarinoAmazon| Classificação 4,5/5
Que tal um romance de época inusitado, divertido e reflexivo? Logo nas primeiras páginas fui surpreendida pela escrita da Lorraine Heath que, indo muito além do romance, debate as regras sociais que regiam a Inglaterra do século XIX na intenção de mostrar o quanto as mulheres eram sobrepujadas e discriminadas. Assim, em Codinome Lady V encontramos romance, paixão, desejo, diversão, planos mirabolantes e, principalmente, uma importante reflexão sobre o papel da mulher na sociedade. Ou seja, durante a leitura mergulhamos em uma jornada de igualdade, amadurecimento e luta pelo amor próprio – e é óbvio que eu amei isso.


Top Comentarista de Julho

Boa Tarde, galera! Tudo bem com vocês? Está no ar a edição do Top Comentarista de Julho! Dá uma espiadinha nos incríveis prêmios desse mês:


Gostou? Então vem participar!