Newsletter

assine a newsletter!

E receba a notificação de novos posts por e-mail



Oi, gente linda! Vamos prestar contas sobre o Desafio Fuxicando Sobre Chick-Lits?

Para cumprir a DÉCIMA meta, li em setembro Sem Clima Para O Amor, livro de Rachel Gibson publicado pela editora Jardim dos Livros, e, assim, risquei da lista o item #2: Ler um chick-lit que faça parte de uma série.


Bate um orgulho enorme quando nossos amigos queridos – por quem sempre torcemos e rezamos – superam seus medos e conquistam o mundo, não é mesmo? Ainda mais quando essas conquistas representam livros lindos e envolventes.

Desde que publiquei Volte para Mim tenho batido muito nessa tecla, mas a verdade é que escrever um livro é um processo desafiador de vencer inseguranças e oferecer para o mundo um pedaço da nossa alma. Nem sempre as histórias contadas por um escritor resumem suas experiências de vida, mas é fato que cada palavra escrita carrega uma parte da alma do autor: do que ele acredita, ama e sonha.

Por isso, no post de hoje quero apresentar três amigos que lançaram seus livros na Amazon e que possuem um denominador comum: todos eles começaram nesse mundo literário como blogueiros.

novembro 26, 2018

Como escrever um livro?

Por Paola Aleksandra




Desde que lancei Volte para Mim tenho recebido inúmeras perguntas sobre a produção de um livro: como escrever, como superar a falta de inspiração, como publicar e, principalmente, como tornar esse amor uma profissão. Confesso que não sei todas as respostas para essas perguntas, mas resolvi criar uma lista com algumas dicas que me ajudaram nessa jornada.

Assim como tudo da vida, as dicas que vou compartilhar com vocês não são unânimes. Mas, o mais legal sobre trabalhar com nossa arte é descobrir o que funciona ou não para cada um de nós. Trata-se de um processo de tentativa e erro, então espero que essas dicas ajudem ao menos aqueles que ainda não descobriram como começar.

Após anos se sentindo um completo estranho, Anthony pensa que poderá deixar o passado para trás ao ir para a faculdade. Tudo parece perfeito até que, durante um acampamento, ele e seus amigos presenciam a queda de um meteorito. Agora em posse de um colar feito de rocha estelar, Anthony passa a ter sonhos cada vez mais realistas com um mundo fantástico e sombrio, dominado por um Imperador que usou ciência para conquistar um reino antes repleto de magia. Neste mundo ameaçado, a magia está se esvaindo desde que os Titãs foram aprisionados nos céus por um feitiço que utilizou o sangue da fênix, a criatura mais poderosa do universo. Agora, com a ajuda de um grupo de aliados improváveis, Anthony tem a missão de romper os selos da fênix e descobrir quem ele realmente é.

Fantasia  Editora PenDragon • 286  Páginas • Classificação: 4/5
Skoob | Compre: Amazon • Editora

Você já teve algum sonho tão real que ao abrir os olhos pela manhã, mesmo que por um segundo, pensou que estivesse em uma nova realidade? 
Sonhos confusos e inexplicáveis aterrorizam as noites de Anthony. Toda vez que o jovem fecha os olhos é transportado para um mundo novo onde tudo é diferente e, ainda assim, mais parecido com a realidade do que sua própria vida. As noites mal dormidas deixam Tom confuso, mas nada supera a sensação de acordar com um corte na pele ou com as roupas sujas de terra por causa de coisas que aconteceram em seus sonhos, e não na vida real. Contudo, tamanha confusão é deixada de lado quando a vida real cobra seu preço: Anthony precisa deixar a família para trás e começar a faculdade. Porém, o que parece o desejo da maioria dos jovens da idade de Anthony é algo que desanima o rapaz. De certa maneira ele sente que não está vivendo, por isso, quando seus sonhos noturnos começam a virar realidade, Tom passa a imaginar se a vida real não seria de fato aquela que ele vive enquanto dorme. 


“Quando Tom finalmente abriu os olhos, ele sentiu como se estivesse recuperando o fôlego após um afogamento. Ele sentiu o ar entrando em seus pulmões e notou que estava no chão, coberto por seu lençol e sentindo uma dor horrível em todo o seu corpo.”

Com a ajuda do irmão do falecido noivo, Niven se muda para a região metropolitana para realizar o sonho de exercer a profissão na qual se formou. Mas tudo parece dar errado quando conhece o chef do restaurante para o qual foi contratada. Um começo desastroso faz com que ela o julgue mal e se coloque em péssimos lençóis. Nos dias que se seguem, a moça se vê dividida entre encontrar uma forma de se desculpar, comunicar-se com o chef, tentar não se apaixonar pela pessoa encantadora que ele demonstra ser e, especialmente, evitar que o cunhado, cada vez mais obstinado na ideia de conquistá-la, descubra os sentimentos dúbios que começa a nutrir pelo colega. Apesar dos traumas do passado e da ideia constante de que nunca os superaria, o contato com Ítalo desperta seus sentidos para um mundo novo, com dilemas e superações que jamais havia considerado, e a faz experimentar emoções de uma rica cultura que até então desconhecia.
Romance / Literatura Brasileira • 411 páginas • Classificação 5/5
Skoob • Compre e-book: Amazon  • Resenha de Marina Mafra

Oi, pessoal!

A resenha de hoje é de uma história que literalmente mexeu com todos os meus sentidos. A autora abordou um tema que muito me interessa, inclusão social! Ser diferente não deveria ser um problema, afinal, nem sempre a culpa é da pessoa e o mundo carece de empatia, mais do que imaginamos.

(...) sempre há uma chance para um novo começo enquanto respiramos… a chance de trilharmos um novo meio, de encontrarmos um novo final.


Quem mais está ansioso para a Black Friday? Nessa sexta-feira teremos uma das ações mais bacanas do comércio nacional e, consequentemente, muitas ofertas incríveis. Claro que nem todo site (ou loja física) aplica descontos atrativos, então é bom se preparar para realmente fazer ótimas compras.

Nesse post coloquei algumas dicas de como podemos aproveitar de forma consciente esse tipo de oferta. E, seguindo uma delas, resolvi montar minha lista de compras. Dessa vez, quero comprar só o que realmente estou precisando (quem me conhece das antigas, sabe que tenho um histórico condenável de compras por impulso). Por isso, nada melhor do que uma lista para nos ajudar a manter o foco, certo?


Escrito em 1985, o romance distópico O conto da aia, da canadense Margaret Atwood, tornou-se um dos livros mais comentados em todo o mundo nos últimos meses, voltando a ocupar posição de destaque nas listas do mais vendidos em diversos países. Além de ter inspirado a série homônima (The Handmaid’s Tale, no original) produzida pelo canal de streaming Hulu, o a ficção futurista de Atwood, ambientada num Estado teocrático e totalitário em que as mulheres são vítimas preferenciais de opressão, tornando-se propriedade do governo, e o fundamentalismo se fortalece como força política, ganhou status de oráculo dos EUA da era Trump. Em meio a todo este burburinho, O conto da aia volta às prateleiras com nova capa, assinada pelo artista Laurindo Feliciano.

Distopia Editora Rocco • 71 Páginas Classificação: 5/5
Skoob | Compre: Amazon

Faz algum tempo que terminei a leitura de O Conto da Aia, contudo, confesso que ainda me pego revivendo algumas das emoções que a trama gerou: angústia, surpresa, incredulidade, raiva e, principalmente, medo. Nessa obra somos convidados a imaginar um mundo em que a mulher perde todos os seus direitos, sendo rotulada de acordo com sua capacidade de ter filhos. Ou seja, enquanto lemos somos questionados sobre o papel da mulher na sociedade e a importância que damos aos direitos, sociais ou não, que demoramos séculos para alcançar – o que é, sem dúvida, muito assustador.

Todo mundo sabe que é uma honra para mim fazer parte do time de autores da Editora Planeta (não só por ver meu livro publicado, mas pela minha história com a editora). Anos atrás, lendo Muito mais que uma Princesa e logo em seguida Sedução, descobri meu amor pelos romances de época. Por isso, ter um livro meu publicado no selo Essência é mais que um sonho. 
Dentro dos livros de época eu encontrei um amor e uma profissão, por isso, toda vez que olho os livros da Editora Planeta, que são de época e do selo Essência, sinto-me agradecida. E hoje, para mostrar todo meu amor, vou contar para vocês alguns dos livros da editora que eu recomendo MUITO (que amo, indico, leio e releio, e não paro de falar deles no canal do Livros e Fuxicos). 

Resenhas

© Livros e Fuxicos • Por Paola Aleksandra – Desenvolvimento com por Subir