Fuxicando Sobre Chick-Lits: Nacionais

"Chick-lit" é um gênero literário que abrange a vida da mulher moderna, sendo voltado, principalmente, para o sexo feminino. São romances leves, com um toque de humor, que narram o quotidiano e entram fundo nas dúvidas e emoções das personagens, transmitindo, normalmente, a sensação de estar lendo o relato de uma amiga. As história nesses livros poderiam facilmente ser uma conversa entre garotas ou mulheres, na qual há compartilhamento de sonhos, segredos, confissões.




Oi gente!

Como vocês estão?

Primeiro de tudo, quero agradecer pelos comentários nos posts, fico feliz que vocês estejam gostando da coluna!
Hoje resolvi embarcar em um tema que ainda envolve muito preconceito pela maioria das pessoas: a literatura nacional. Muitos optam por não ler algo que é nosso simplesmente por terem como base os livros obrigatórios nas escolas e vestibulares. Estes, por sua vez, também estão longe de não serem bons, mas a obrigatoriedade e o sistema de ensino acabam por torná-los enfadonhos ao invés de interessantes.
Voltando ao foco do tema, a maioria dos chick-lits conhecidos, assim como quase todos os livros mais falados por ai, são estrangeiros. Dessa maneira, é muito mais fácil imaginarmos que os chick-lits não nasçam em terras brasileiras.
Hoje trago uma lista de chick-lits nossos, brasileiríssimos, que retratam a nossa cultura e, por isso, causam uma aproximação muito maior na hora da leitura! 

Devo ressaltar que li apenas 2 dos livros citados e os outros estão na minha wishlist, como muito desejados.

Vamos conferir?


Pobre Não Tem Sorte - Leila Rego 

 

Toda garota do interior sonha em se casar com o cara de seus sonhos, ter uma casinha, filhos e ser feliz até que a morte os separe, certo? E se esse cara for lindo, rico, super fashion e divertido? E se tal "casinha dos sonhos" for um mega apartamento no melhor bairro da cidade?
Uau! Mariana encontrou o cara perfeito e vai se casar com ele!
E nada de casinha! Isso é coisa de gente que pensa pequeno. Mariana vai ter o apartamento dos sonhos que já vem incluso no pacote: case com um homem rico e vá morar em grande estilo. E quanto a filhos e ser feliz até que a morte os separe... Bem, ela ainda não pensou nesses detalhes. Afinal as prioridades vão para as coisas bem mais interessantes como, por exemplo, o vestido de noiva perfeito, o que o colunista vai dizer sobre o seu casamento no tablóide de domingo, o que as amigas e inimigas irão comentar, quem entrará na lista de convidados para sua despedida de solteira, etc. Mas isso só sura até um dia em que Mariana... Bom, leiam o livro e descubram.

(sinopse retirada do Skoob)

Esse é um dos livros que não li, mas pelas resenhas que já vi sobre ele, é uma leitura que certamente vale a pena, além de parecer ser divertidíssimo!


Antes tarde do que mais tarde - Liana Cupini





Depois de completar trinta anos, tudo acontece de uma vez na vida de Karla Kristina! Uma avalanche de novidades que antes pareciam impossíveis! Uma repaginada completa, novos amigos, novos amores, reconciliação, reviravolta no trabalho, viagens... Não há limites para ser feliz, sonhar e se divertir, nesta deliciosa comédia romântica assinada por minha grande amiga Liana Cupini. “Karla é um pouco de toda mulher moderna: em suas virtudes, aflições, defeitos, sonhos... Seu desejo de felicidade é universal, e reflete um pouco nos desejos de cada mulher." Allan Pitz




(sinopse retirada do Skoob)

Lido, aprovado e recomendado! 
Leitura rápida, ágil e pra lá de divertida, através da linguagem direta de Liana Cupini!


Fazendo meu filme - Paula Pimenta




Tudo muda na vida de Fani quando surge a oportunidade de fazer um intercâmbio e morar um ano em outro país. As reveladoras conversas por telefone ou MSN e os constantes bilhetinhos durante a aula passam a ter outro assunto: a viagem que se aproxima.
“Fazendo meu filme” nos apresenta o fascinante universo de uma menina cheia de expectativas, que vive a dúvida entre continuar sua rotina, com seus amigos, familiares, estudos e seu inesperado novo amor, ou se aventurar em um outro país e mergulhar num mundo cheio de novas possibilidades. 






 (sinopse retirada do Skoob)

Devo dizer que estou DOIDA pra ler esse livro! Não vejo uma pessoa reclamar dos livros de Paula Pimenta, a opinião de como incríveis são seus livros é unânime! E, portanto, a série não poderia faltar aqui, certo? 
Os outros livros da vida de Fani já foram lançados, confiram:




Você tem meia hora - Camila Nascimento 



Na noite de réveillon, Bia, a aeromoça sensível e romântica, é abandonada por Arthur, o namorado de três anos com quem já morava há dois e pretendia se casar em um. Aos vinte e nove anos essa é a maior tragédia que pode acontecer na vida de uma mulher, pois à beira dos trinta o que era para dar certo já tinha que ter dado, o que deu errado, não dá mais tempo de consertar e o que se espera que aconteça, talvez não vá mais acontecer, ou seja se não se casar até os trinta, Bia estará condenada ao calabouço da solteirice, brigando pelo buquê nas festas de casamento e conhecendo homens que mentem a idade, o estado civil e a foto nos sites de relacionamento. Mariana acha que a melhor amiga está exagerando e só precisa de uma mudança radical, pois até um pé na bunda te empurra para frente. "Reiventar-se" é A palavra! Porém para isso, Bia precisa ir para o lugar onde todo mundo vai quando dá essas loucas. Londres. E concorrer à vaga de emprego mais disputada do século XXI. Mas será que uma mudança pode mesmo dar certo quando se leva na bagagem uma estória tão mal resolvida? Voltado para o público feminino, VOCÊ TEM MEIA HORA é um romance sobre recomeços, amor e amizade, apostando numa narrativa leve e densa, dramática e bem humorada, provocante e recatada, envolvente e cheia de contradições exatamente como qualquer mulher.


(sinopse retirada do Skoob)

Sou completamente suspeita para falar desse livro. Virou um dos meus livros favoritos entre todos! 
É engraçado, cativante, emocionante. Terminei a leitura em êxtase, banhada em lágrimas e completamente surpreendida! Livro mais do que recomendado, é leitura obrigatória aos amantes do gênero e apreciadores da literatura nacional!


Perdida - Carina Rissi


Sofia vive em uma metrópole, está habituada com a modernidade e as facilidades que isto lhe proporciona. Ela é independente e tem pavor a menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são os que os livros lhe proporcionam. Mas tudo isso muda depois que ela se vê em uma complicada condição. Após comprar um novo aparelho celular, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século XIX, sem ter ideia de como ou se voltará. Ela é acolhida pela família Clarke, enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de voltar para casa. Com a ajuda de prestativo Ian, Sofia embarca numa procura as cegas e acaba encontrando algumas pistas que talvez possam leva-la de volta para casa. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos...


(sinopse retirada do Skoob)

Mais um livro que promete e que não vejo a hora de ler! 
Além de todos os milhões de comentários positivos sobre ele, essa capa é lindíssima!



Essas foram apenas algumas indicações. Felizmente, o cenário da literatura nacional está se modificando cada vez mais e a cada dia descobrimos novos livros por ai!
Entre eles, é claro, cresce a lista dos chick-lits nacionalíssimos e não haveria como citar todos já lançados, portanto, preferi me ater aos que já li e aos que mais quero ler!

Espero que tenham gostado do post!

Beijos a todos e até o próximo Fuxicando Sobre Chick-Lits!










10 comentários:

  1. Ótimo post Mi, adorei ver os livros que mais quero ler aí ahsaushua
    Já vi muitas resenhas positivas sobre o livro Fazendo meu Filme e não há nenhum comentário negativo sobre a Paula Pimenta. Também adorei a capa de Perdida, achei muito linda e aquele vestido branco com all star vermelho é um luxo!
    hehehe
    Você tem meia hora também deve ser ótimo, já li muitas resenhas sobre ele e Antes tarde que mais tarde, resenhas positivas também e adoro a capa deles. Pobre não tem sorte deve ser muito bom, louca pra ler!

    Beijos e ótimo fim de quinta.
    http://laco-de-cetim.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post
    Eu quero ler esse livro : Perdida
    Mas não conhecia os outros livros

    bjo*

    ResponderExcluir
  3. Olá, Aione e Pah!
    Eu vi dois livros que ainda não li que tem como protagonista mulheres que se chamam Mariana! Preciso ler e conferir de perto alguns dos livros citados, mas já tive a oportunidade de conferir de perto os 2 primeiros livros da série FMF e simplesmente recomendo a leitura para todos.
    Bjos.

    Mariana Ribeiro
    Confissões Literárias.

    ResponderExcluir
  4. Mi,
    Mostrar os chick-lits nacionais é uma ótima forma de incentivar as pessoas a lerem os nossos livros, brasileiríssimos, e não menos valiosos que muitos best-sellers americanos por aí.
    Particularmente falando, não é o meu gênero predileto, mas acho uma graça, uma delícia. É impossível não nos conectarmos às personagens, não sentirmos as mesmas emoções que elas na condição de mulher. Ainda mais tratando-se dessa mulher por nós tão conhecida, a brasileira. As várias Marianas do interiorrrrr, Karlas Cristinas, Fanis... Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais...
    Nossos próprios retratos feitos pela sensibilidade de nossas autores.
    Da sua lista, tenho enorme vontade de ler a série FMF e "Você Tem Meia Hora".

    Beijinhos,
    Ana - Na Parede do Quarto

    ResponderExcluir
  5. Olá Aione!

    Dos que você apresentou, só li "Pobre não tem sorte" e adorei! Estou louca por "Perdida" e a série "Fazendo meu filme". Acho que você destacou muito bem no início do post os motivos pela qual muita gente não apoia a literatura nacional. Mas a cada novo lançamento de autores brasileiros temos a oportunidade de mudar isso.


    Beijo!
    ~.~
    http://janinestecanella.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Ai quero muito ler algum chick list nacional,gostaria muito de ler Fazendo o meu filme,podre não tem sorte e Perdida,já li outros livros nacionais e gostei acho que as pessoas tem que da mais valor para a nossos escritores.

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Este livros são maravilhosos, mas dentre estes eu li ATM e Você tem meia hora. O livro você tem meia hora eu amei, ele me marcou e para mim foi o melhor que li este ano! Super recomendo! bjinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Parabéns Aione! sempre indicações incríveis.
    Desses eu já tinha visto Perdida, pq adorei a capa, e fui ler algumas resenhas (com muitos elogios) mas não tinha sacado que era um Chick-lit tupiniquim!

    Bjokas

    ResponderExcluir
  9. ah, eu nunca li um chick-lit nacional! =\
    Já me indicaram vááá´rios, mas ainda não li!
    espero poder fazer isso logo, logo! =D

    ResponderExcluir
  10. Não sou tão fã de chick-lit, mas confesso que sou louca pra ler Fazendo Meu Filme! Acho que é pq todo mundo fala tão bem desse livro, e as capas são lindinhas *-*

    ResponderExcluir