[Fuxicando Sobre Chick-Lits] Desafio de Agosto: A Rainha da Fofoca Fisgada - Meg Cabot


"Chick-lit" é um gênero literário que abrange a vida da mulher moderna, sendo voltado, principalmente, para o sexo feminino. São romances leves, com um toque de humor, que narram o quotidiano e entram fundo nas dúvidas e emoções das personagens, transmitindo, normalmente, a sensação de estar lendo o relato de uma amiga. As história nesses livros poderiam facilmente ser uma conversa entre garotas ou mulheres, na qual há compartilhamento de sonhos, segredos, confissões.




Oi  queridos!

Mais um mês chega ao fim e, com meu último post do mês, chega a hora de falar sobre o Desafio Fuxicando Sobre Chick-Lits!
Em Agosto, a proposta era ler um chick-lit com mais de 400 páginas.
Minha ideia inicial era ler Los Angeles, da Marian Keyes, mas eu não resisti ao livro que fecha a minha trilogia favorita de chick-lits adultos da Meg Cabot: A Rainha da Fofoca Fisgada!

Lembrando que essa resenha já foi postada em meu blog, o Minha Vida Literária, então caso vocês já a tenham lido, não achem que é plágio!


No último livro da série best-seller do New York Times, a vida não podia estar melhor para Lizzie! Ela parece ter tudo o que sempre quis: conseguiu um emprego em Nova York, está fazendo aquilo que mais gosta trabalhando numa loja de restauração de vestidos de noiva e Luke, seu namorado gatíssimo e cheio da grana, finalmente a pediu em casamento.Mas por que será que Lizzie não consegue ficar satisfeita por estar a alguns passos do altar? Parece que ninguém está se importando com o que Lizzie quer fazer da vida! Só sua avó – com seu jeito peculiar –, suas funcionárias na Chez Henri e uma cliente celeb louca de pedra para clarear suas ideias e mostrar que seu futuro estava ali ao seu lado o tempo todo...

Chick-Lit || 448 Páginas || Galera Record|| Skoob || Compare & Compre || Classificação: 5/5  || Resenha de Aione Simões

Depois do final completamente inesperado de A Rainha da Fofoca em Nova York, estava extremamente ansiosa para a leitura de A Rainha da Fofoca Fisgada, volume que fecha a trilogia de Meg Cabot que, em minha opinião, é a sua melhor dentre seus chick-lits adultos.
Assim como nos dois primeiros livros, a narrativa nesse segue as características marcantes da autora - a fluidez e a leveza -, fazendo da leitura rápida por ser quase imperceptível notá-la e interrompê-la. Ainda, o humor, ponto alto da série, contribui ainda mais para o envolvimento do leitor e seu consequente divertimento.
O que também me agradou foram as dicas sobre planejamentos de casamentos dadas a cada início de capítulo, algo que já esteve presente no segundo volume da trilogia, e, também, curiosidades sobre a história dos casamentos, elucidando o porquê de muitas das tradições existentes nas comemorações clássicas da cultura inglesa dos dias de hoje.
Devo dizer que essa série foi uma das que mais chocou dentre as que já li do gênero, isso porque os chick-lits tendem a ser previsíveis e, ao iniciar A Rainha da Fofoca, eu jamais imaginaria que a série terminaria como, de fato, se encerra. Na verdade, diria que o primeiro volume pode muito bem ser lido de maneira isolada, porque não precisa, necessariamente, de uma continuação. Contudo, ele seria apenas mais um chick-lit – mesmo que um extremamente hilário -, uma vez que Meg desenvolveu a série e sua protagonista, Lizzie Nichols, ao longo dos três livros. Alguém que ler o primeiro livro sem fazer a leitura dos demais jamais imaginará tudo o que a autora reservou para o enredo. Em A Rainha da Fofoca Fisgada, Cabot não só deu um novo rumo para os acontecimentos como concluiu o aprofundamento iniciado em A Rainha da Fofoca em Nova York sobre os relacionamentos. Da mesma maneira que é possível ler o primeiro livro sem dar continuidade aos demais, é impossível ler o segundo sem querer – e precisar – ler o terceiro.
Olhando apenas para A Rainha da Fofoca Fisgada, ele me agradou por ter sido uma leitura extremamente prazerosa e fluida, cujos acontecimentos despertaram minha curiosidade e conseguiram me surpreender conforme apareciam no enredo, além de o humor ter conseguido me divertir em diversos momentos. Sobre a série, diria que Meg Cabot foi bastante audaciosa ao fazer tamanha reviravolta nos fatos, simplesmente porque a chance de desagradar alguém que tenha se apaixonado pela história da forma de como ela se inicia é bastante grande. Em minha opinião, contudo, foi exatamente esse o fator que mais me encantou, já que fui completamente surpreendida com a história de Lizzie.
Ainda considero A Rainha da Fofoca o livro mais engraçado da trilogia, e, por isso, provavelmente o que mais gostei, mas minha admiração fica para os três livros em conjunto, já que somente assim é possível enxergar a dimensão de todo o enredo criado por Meg Cabot.




Fez resenha para sua leitura do mês? Então já sabe, né? Deixe o link aqui embaixo :)




Beijos para todos!



7 comentários:

  1. Estou lendo meu preimeiro agora!
    E Estou adorando!
    Cheio de Charme

    Beijos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  2. Nunca li nenhum livro da Meg, e não sabia que essa série se tratava de uma trilogia. Adorei a resenha. Valeu a dica. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  3. Oi flor, eu nao li a resenha porque ainda nem comecei a serie e quero evitar spoilers, mas vou deixar registrado o quanto amo a Meg e que espero ler a trilogia logo logo!

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Meninas! Até eu fiquei chocada agora: como assim um fim imprevisível? Só a Meg mesmo para conseguir isso - acho. Se eu já tinha vontade de ler essa série dela antes, agora então entrou para a lista top. Ah, e eu juro que não sabia que era mais adulto - acho que a Meg se encaixa mais nas histórias adolescentes (pelo menos as que eu li).

    Beijões.

    ResponderExcluir
  5. Eu li o primeiro e QUERO muito ler esse, comprei no submarino, mas qndo chegou era a versão econômica, por enquanto estou tentando trocar.

    Fiquei ainda mais curiosa por saber que o final é imprevisível.

    bjo
    Pat
    Lendo e Escrevendo

    ResponderExcluir
  6. Oi Aione!! Eu adorei o primeiro livro e não cheguei a ler os demais :( todos sempre elogiam essa série e acho que eu acabei lendo alguns spoilers do segundo livro e fiquei triste com a continuação, acabei não lendo, mas eu vou ler! A minha preferida da meg é a série Heather Wells :) tô maluquinha esperando o lançamento do quinto livro :)
    beijos!

    ResponderExcluir
  7. Oi Aione, sou fã da Meg e li os livros acompanhando Lizzie em suas aventuras,adoro a personagem e que Meg tenha colocado muitas doses de humor!
    Também escolho o livro A Rainha da Fofoca como o melhor da trilogia!

    ResponderExcluir