[Resenha] Lost and Found - Nicole Willians

Depois de dor anestesiante nos últimos cinco anos com meninos, álcool, e toda a indiferença, ela se encontra em um ônibus para Montana no verão após se formar no ensino médio. Sua mãe concordou em pagar pelo sonho de escola de arte de Rowen se ela provar que pode trabalhar duro e ficar fora de problemas na fazenda Willow Springs. Fazer o café da manhã no início da madrugada para uma dúzia de fazendeiros que sujam as mãos nos estábulos são as últimas coisas no mundo que Rowen quer fazer no verão. Até Jesse Walker entrar em sua vida vestindo um par de jeans, um chapéu de cowboy, e um sorriso que faz algo em seu peito que ela pensou que estava congelado fazer boom-boom. Jesse é como nenhum outro, e certamente nada como ela. Rowen sabe que não existe um "felizes para sempre" para o menino de ouro e a menina rebelde, então ela tenta esquecer e ignorar o garoto que a faz sentir coisas que ela não tem certeza se está pronta para sentir. Mas quanto mais ela o empurra, mais perto ele parece ficar. Quanto mais ela se convence de que ela não se importa, mais ela se apaixona. Quando seus segredos obscuros se recusam a ficar trancados por trás das paredes que ela manteve durante anos, Rowen percebe que não é só com todo mundo que ela precisa ser honesta. É com ela mesma.

New Adult || 353 Páginas || Kindle Edition || Skoob || Goodreads || Compre na Amazon ou na Kobo Books|| Classificação: 5/5 || Resenha da Day Farias
Baseando o julgamento só na capa, sem ter lido a sinopse antes, no início pensei que esse livro se trataria de mais um bom e velho clichê – que, admito, sempre acaba dando certo pra mim – do tipo: mocinha certinha que só quer ficar longe de problemas encontra mocinho problemático com passado obscuro... Mas, então a autora vem e me surpreende com uma completa inversão de papéis, finalmente me tirando da ‘linha’ que vinha seguindo com livros que, em essência, eram muito parecidos entre si. E foi por isso, e por vários outros motivos que vou apresentar aqui, que a Nicole Willians me surpreendeu, me emocionou, me cativou, me fez rir, me fez suspirar, me fez ter muita raiva de como o mundo funciona às vezes, e então me fazer voltar a ter fé nele. E, quando um livro consegue te dar tantas experiências incríveis mesmo com um número limitado de páginas, existe alguma maneira de não colocá-lo entre os seus favoritos com um sorriso no rosto e uma vontade insana de entrar em contato com as editoras brasileiras para fazê-los publicaram esse livro porque o quero na minha estante pra já?! – risos.
Foi isso o que Lost and Found me fez sentir.
“Todas as manhãs nós temos uma chance de sermos diferentes. A chance de mudar. A chance e ser melhor. Seu passado é seu passado. Deixe-o lá.”
Rowen é uma garota que está além da salvação... ou pelo menos é isso que ela acha de si mesma. Depois de ter tomado todos os caminhos errados possíveis em sua vida, a única coisa que ela realmente quer é entrar em uma faculdade de arte e, além de viver seu sonho, se afastar do relacionamento conturbado e problemático que tem com sua mãe. Mas, pra isso, ela tem que cumprir sua parte do trato; passar o verão todo trabalhando no rancho Willow Springs que pertence a antiga melhor amiga de sua mãe, se manter longe de problemas e assim provar para a sua mãe que ela tem algum valor, que ela merece essa chance. Ela é apresentada a um mundo completamente diferente daquele ao qual está acostumada com direito a cowboys, animais e a oportunidade de conhecer pessoas que não a olharão como alguém que está sempre prestes a destruir algo. Um lugar para recomeços. Mas, uma garota com um visual carregado, quase punk, piercing e uma má atitude pode mesmo se encontrar em um lugar como esse? Talvez se, assim como ela, aquele lugar e aquelas pessoas tiverem muito mais a oferecer do que parecem se olharmos abaixo da superfície. Talvez, se um certo cowboy, finalmente mostrar que ela é sim digna de amor.

Eu realmente gostei da Rowen não importando o quão pessimista ela era acerca de si mesma. E, acredite em mim, ela realmente era. Pessimista, eu quero dizer. E embora de início eu possa tê-la considerado dramática demais acerca disso, com o decorrer da narrativa descobrimos pouco a pouco o que ela passou e o que sua mãe a fez passar, tornando-se impossível não compreendê-la. Rowen passou por coisas que uma garota de sua idade não deveria precisar passar e pra sobreviver a tudo isso ela ergueu muros deixando todas as pessoas de fora, fazendo de tudo para se proteger da dor... se tornou uma pessimista nata, acerca de si mesma, das pessoas e da vida. Sempre esperando o pior para evitar a dor de expectativas frustradas. Mas então o seu mundo, até agora tão sombrio e triste, se choca com esse novo cheio de luz, uma família cheia de amor e alguém, Jesse, o dono de um par de olhos azuis que consegue ver a vida de maneira totalmente contrária a dela, que consegue vê-la embaixo de todas as camadas de proteção que ela mesma criou e ainda assim amar oque vê. Mas, como convencer alguém que está acostumada a um mundo de desprezo, mágoas e indiferença a acreditar que é merecedora de algo assim?
Agora, para falar de Jesse... digamos que eu considerava aquela lei de possibilitar o casamento de pessoas reais com mocinhos de livros uma loucura, até que eu o conheci! Honrado, íntegro, compreensivo e especial de tantas formas... O suporte que ele dá a Rowen, o modo como ele a vê e como faz com que ela veja a si mesma através de seus olhos, tudo contribuiu para transformá-lo em um personagem que me arrancou muitos suspiros e muitos murmúrios do tipo “Por que alguém não me diz algo assim?!” – risos
Enfim, o livro é incrível! A autora conseguiu me ensinar muitas e muitas coisas através de sua história mas, ainda assim, sem me fazer sentir que estava ganhando uma lição de moral. O ritmo da escrita é ótimo, em nenhum momento se tornando entediante e conseguindo nos conectar a Rowen e a torcer por ela de uma maneira que poucos personagens conseguem cativar. E o que mais gostei foi o fato de que não se limitou a ser um romance como eu particularmente já li milhares de vezes... conseguiu me dar nessas páginas coisas em que pensar além de mudar a maneira como eu via certas pessoas e situações antes de tê-lo lido. Sabe quão raramente um livro consegue te alcançar assim?
“- Jess, por que você gosta de mim? – não fazia sentido pra mim. Nenhum. Sua mão se estabeleceu ao longo do meu queixo. Lentamente levantou minha cabeça até que eu olhei diretamente para ele, seus olhos brilhavam: - Por que você acha que eu não deveria?”
• Sobre a série •
Lost & Found – até agora uma trilogia – é composta pelos livros Lost and Found; Near and Far e Finders Keepers que já estou completamente ansiosa pra ler! O segundo livro ainda trata da história de Rowen e Jesse e dos novos desafios pelos quais eles terão que passar, já o terceiro fala de um personagem que já nos foi apresentado no primeiro livro e que eu realmente espero que ganhe minha simpatia até lá!
PS. A série , infelizmente, ainda não foi publicada no Brasil.
• Para ler ao som de •
E, parece que está virando uma espécie de mania!- risos Mais uma vez uma música me veio a mente quando eu terminei essa leitura e sei que nunca mais vou ser capaz de ouvi-la sem pensar nesse livro. Ela fala muito do modo como Rowen se vê.


“Seus olhos, eles brilham tanto
Quero guardar a sua luz
Não posso fugir agora
A menos que você me mostre como”







Participe Aqui

34 comentários:

  1. Oi, Day
    Adorei sua resenha. O gênero New Adult está virando o meu favorito. Adorei a sinopse desse livro, a troca de papéis, não mais a mocinha boazinha,sempre na linha, e o bad-boy. Deve ser de arrancar suspiros. Quero muito ler.

    ResponderExcluir
  2. A sua resenha está ótima e confesso que me fez pesquisar mais sobre essa série e esta mais por dentro do que se trata. Mas, o que mais me atraiu foi o fato de você falar que a autora não seguiu a linha dos clichês que tanto estamos acostumadas a ler. Mesmo não curtindo e books, vou dar uma chance para essa trilogia e espero gostar tanto quanto você gostou (:

    ResponderExcluir
  3. Esse livro até que me interessou, ele já foi lançado no Brasil? Não sou muito fã de e-books u.u prefiro mil vezes o livro físico. A-M-O Imagine Dragons <3 Uma das minhas bandas prediletas!

    E-mail: juliamariamoraes2013@gmail.com
    Nome de seguidor: Julia Moraes

    ResponderExcluir
  4. Não gosto do gênero, sei lá esse New adult não me conquistou, então não me interessei pelo livro.

    ResponderExcluir
  5. Amei tudo haha' a capa, a sinopse, a resenha e como sempre falo este livro eu quero ler rapidamente kkk e ainda por cima agora eu estou adorando esses tipos de livros New Adult, e sinceramente estou louca para poder ler kk
    Beijoos

    ResponderExcluir
  6. Oi Day, nossa, que livro ótimo! Fiquei com muita vontade de ler, mas vou ter que esperar lançar aqui no Brasil :/
    Mas a história parece ser ótimaaaaa e muito linda. Eu gostaria mesmo de ler, pois adoro esses tipos de new adults.
    Adorei a sua resenha.
    Beijos

    palacioliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Não creio que ainda não foi publicado aqui. Fiquei morrendo de vontade de ler, mas não gosto de e-books :( Espero que alguma editora faça isso logoo!!

    ResponderExcluir
  8. Oi Day, adorei sua resenha. Concordo, pela capa eu esperava algo bem clichê e fiquei encantada com a premissa da história. Doida para ler. Valeu a dica. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  9. já tinha ouvido falar nesta autora e nos livros dela, mas ainda não tinha lido nenhuma resenha. adoro, sou super fã e estou procurando livros e mais livros neste estilo. adorei a indicação e com certeza vou procurar para lê-lo em breve *-*

    ResponderExcluir
  10. Oi, amei a resenha, pena que não foi publicado no Brasil. Agora estou louca para ler mas não gosto de e-books , espero que alguma editora resolva publica-lo por aqui.

    ResponderExcluir
  11. Eu não gosto desses romances new adult de jeito nenhum, e nem desse estilo, li 50 tons de cinza e achei horrivel, fico pensando se todas as personagens são como Ana de 50 tons, chata de doer, por enquanto eu nao tenho interesse nesses livros, quem sabe mais pra frente eu dou uma oportunidade e acabe gostando do estilo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Douglas, tudo bem? Não veja 50 Tons como um modelo de new adult, na realidade o livro não se enquadra nesse gênero, ele é um adulto sensual. Já os livros new adults, mesmo tendo sensualidade, focam mais no emocional dos personagens.

      Excluir
  12. Confesso que adoro livros clichês, hahaha. E já pode fazer uma petição pra ser publicado aqui no Brasil?

    ResponderExcluir
  13. Oi Day ! Otima resenha.o genero new adult ja é um dos meus favoritos e confesso que sua otima resenha me fez ficar curiosa e pesquisar mais sobre a serie.
    Mas um para a lista de desejos !
    Beijos !

    ResponderExcluir
  14. Eu li esse livro e bem... adorei!! Sua resenha me deixou com uma visão perfeita do livro que é realmente bem denso e que nos faz refletir sobre muitos temas,adorei todos os personagens... quer dizer a maioria deles, com exceção de uma certa mãe de alguém, confesso que também fiquei meio chocada com tudo pelo que a Rowen passou e se deixou viver. Mas como toda boa história ela foi salva por um cara fofo, que a salvou do fundo do poço, o moço literalmente tomou o enredo em suas mãos e garantiu as emoções que todos os leitores amam viver.

    ResponderExcluir
  15. Eu nn gosto muito de livros desse gênero , mas a sua resenha me fez ficar bem curiosa eu até pesquisei mais sobre esse livro , vou esperar lançar no brasil vou comprar e vejo se compro a série ;)

    ResponderExcluir
  16. Parabéns pela resenha. Mas não sou muito fã da 'onda New Adult'. Não sei se foi por que o primeiro livro do gênero que li foi 50 tons e me decepcionei muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thaynara! :)

      Obrigada, fico feliz que tenha gostado *-*
      Mas, como a Pah até respondeu um comentário ali, 50 tons não é um New Adult não. É um adulto sensual super hiper carregado! haha' Entendo porque ficou com receio mas pode ter certeza que a experiência não vai se repetir com livros verdadeiramente da onda NA: eles tem sua carga de sensualidade, mas não deixam a história 'morrer' se limitando a ser só física. Tem realmente uma história, um drama, um passado a ser resolvido. Li 50 tons e entendo o seu medo! haha' Mas, saiba que se surpreenderia com livros que realmente pertencem ao gênero *-*

      Beijos! ;*

      Excluir
  17. Não fiquei interessada, na verdade, esse gênero não me chama muito a atenção. Mas fiquei tentada com sua opinião positiva, acho que quando um livro recebe uma nota destas, deve ter um motivo e uma razão especial. Se ele for lançado no Brasil, darei uma chance! =)

    ResponderExcluir
  18. Oi Day,

    Adorei a resenha *.*
    Já tinha visto essas capas por ai e acho lindas d+.
    Adoro esse gênero e só isso já me faz ter vontade de ler a trilogia, espero que elas possam ser lançadas no Brasil um dia.

    ps: amo muito essa música que você escolheu como "trilha" para esse livro

    bjs
    Tais
    http://www.leitorafashion.com.br

    ResponderExcluir
  19. Livros do gênero New Adult hoje em dia você encontra em qualquer lugar! Na minha opinião, acho que tem livros do estilo New Adult melhores que esse. Se ele já tivesse no Brasil, eu o compraria, mas não estaria no topo da minha lista de livros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Leonardo! :)

      Sim, esse gênero realmente está muito popular e estão sendo lançados aos montes ultimamente... mas, sinceramente poucos me tocaram e me fizeram pensar tanto quanto este. Como eu disse, meu queridinho ainda é Easy <3 haha' E provavelmente ainda existem mais NAs incríveis que ainda não descobri, mas mesmo ao conhece-los não acho que eles farão que esse perca seu valor pra mim *-*
      Espero que dê uma chance, :)

      Beijos!

      Excluir
  20. Ahh como assim ainda não foi lançado no Brasil? Quero assim que lançar!! Mas não gosto de e-books prefiro os livros físico :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Andryele, ^^

      Dá pra acreditar?? Também quero! \o/
      Eu também prefiro livros físicos, mas como tem tantos livros incriveis ainda não lançados... não resisto =P rsrs'

      Beijos!

      Excluir
  21. Bom dia, Day!
    Começando pela capa maravilhosa... Haha, também pensei que fosse um clichê (o que me cativa muitas vezes). Mas adorei que o livro seja diferente assim.
    Gostei bastante da resenha, então estou esperando uma ótima leitura!

    ResponderExcluir
  22. Que interessante! Me surpreendeu o fato de ser totalmente o contrário dos clichês que conhecemos. Nunca li nada onde a garota que é problemática e achei o enredo deste livro bem interessante. Adoro livros que passam uma mensagem ao leitor e gostei de saber que a autora soube fazer isso sem parecer ser uma lição de moral. Parece ser mesmo uma ótima leitura! :)

    ResponderExcluir
  23. Olá!
    Eu adoro essa autora, e esse é próximo livro dela na minha lista.
    Ler a resenha só me deixou mais ansiosa ainda para fazer a leitura!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  24. Conheci a Nicole através do Livros e Fuxicos, e desde então tem uma paixão por seus livros NA. Já estava de olho nessa série a um tempinho, e agora com sua resenha e nota vai pro topo de prioridades.
    bjs

    ResponderExcluir
  25. Algumas vezes, eu me sinto o diferente: não consigo gostar desse gênero. Os livros me parecem todos iguais. Muita gente que eu conheço adora, mas, não desce, sei lá.
    Gostei da forma que você expôs o livro na resenha, mas o enredo não me prendeu.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de Abril

    ResponderExcluir
  26. Esse livro parece ser interessante, a capa me interessou; é linda

    ResponderExcluir
  27. Não gosto muito desse tipo de livro, mais fiquei com vontade de ler por causa da sua opnião! Adorei resenha, bjoos!!

    ResponderExcluir
  28. Eu adoro new adult, e essa série parece realmente muito boa. Uma pena que ainda não tenha saído no Brasil. Acho que vou ficar só na vontade, já que inglês não é o meu forte...

    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
  29. Adorei a resenha e amo new adults, mas parece que todos tão virando trilogias. Correndo risco de parecer chata, to cansando disso já kk. Eu adoro continuações, pq sempre fica aquele gosto de quero mais, mas to desistindo de vários livros só de saber que tem continuação. É que na maioria das vezes o livro é tão bom, que o segundo já fica repetitivo e chatinho em alguns casos, e aí vc já fica "que que eles vão colocar num terceiro livro?". Não sei kkk. Mesmo assim, acho que vou ler ><

    ResponderExcluir
  30. Menina e você leu ele todinho em inglês?? hehehe :)
    Que bom que foge do clichê que normalmente esperamos... parece uma estória bacana, e a série toda então.. bem legal :D
    Abraços

    ResponderExcluir