Resenha: Pegue seu parceiro (Gena Showalter)




Sinopse: Jillian Greene sempre é pega no ato — é o seu trabalho! Trabalhando na Pegue seu Parceiro, Jillian é paga por receosas esposas para sorrir, paquerar e provar que não se pode confiar no sexo oposto. Sua única regra básica? Nada de sexo. Até que um magnífico eletrizante homem entra em cena… Marcus Brody acaba de ser contratado como chamariz para provar a fidelidade feminina. A última coisa que Jillian precisa é um sócio… especialmente um exasperante, irresistível homem que a faz fantasiar arrancar sua roupa. Pode uma inteligente mulher moderna encontrar a felicidade com o homem mais tentador que alguma vez tenha conhecido? Existe tal coisa como um homem totalmente monógamo?

Pegue seu parceiro é um romance escrito pela autora Gena Showalter para nos divertir e emocionar – uma obra envolvente que conta com personagens fortes e muito irônicos. O livro narra à estória de Jillian Greene, uma mulher madura e decidida, que não se envolve amorosamente por um único motivo – Ela acredita que TODOS os homens são uns porcos. Para ela os homens não são dignos da confiança feminina, pois em qualquer instante e por qualquer motivo, eles acharam uma forma de magoar as mulheres, traindo-as. Jillian é assim por motivos do passado, ela e sua família já foram traídos por um homem, e as consequências dessa traição foram tão fortes que tornaram Jillian uma mulher desconfiada e desacreditada no Amor, por isso, ela resolveu trabalhar na “Pegue seu parceiro”, local onde ela poderia provar o quão porcos e desonestos todos os homens são.


“Já que os homens eram uns porcos, era justo dizer que ela era o açougueiro. Jillian felizmente cortava os diferentes tipos de toucinho e os servia a seus donos em bandeja de prata. Este era seu trabalho e seu maior prazer”.

Na “Pegue seu parceiro”, o trabalho de Jillian era provar para as esposas que seus maridos a estavam traindo, as mulheres que estivessem desconfiadas poderiam contratar os serviços da agência, que designava uma mulher (uma chamariz) para cada caso, de acordo com o “gosto” e as “preferências” de cada esposo. Na grande maioria das vezes as mulheres ficavam desoladas com o resultado do teste, e Jillian ficava satisfeita em provar para essas esposas o caráter baixo de seus maridos, ela gostava tanto do que fazia que seu sonho era comprar a “Pegue seu parceiro”, e tentar expandir a agência. Contudo esse sonho é deixado de lado quando sua chefe, Anne, decide por si própria promover umas mudanças na agência, contratando um chamariz homem, para que a “Pegue seu parceiro” passasse a testar tanto homens, quanto mulheres.  Jillian não aceita a ideia, e as coisas pioram ainda mais quando o novo chamariz, Marcos, se torna seu parceiro. A relação dos dois é movida a brigas, Marcos é lindo, a “encarnação do pecado”, mas também é presunçoso e vê as mulheres como aproveitadoras e mentirosas. Marcos é a versão masculina de Jillian, ele também já foi traído, e essa mágoa o fez alguém fechado e distante sentimentalmente das mulheres.

—As mulheres são as estelionatárias e as mentirosas —disse— Não os homens. Elas alegremente esquecem sua moralidade quando acreditam que vão conseguir um orgasmo. Ou um homem com mais dinheiro. Ou um homem que estupidamente faça tudo o que pedirem. E a lista poderia seguir e seguir.

Jillian piscou de novo quando a compreensão se fechou sobre ela de repente. Oh, que ironia. Riu, incrédula. Marcus Brody era a versão masculina dela mesma. Este espécime ferozmente lindo pensava que as mulheres eram umas vulgares. Incrível. Incompreensível. Não tinha preço. 

As constantes brigas levaram Marcos e Jullian a loucura e não porque elas se tornaram insuportáveis, mas sim porque moviam outro sentimento, o de luxuria, desde a primeira vez em que eles se encontram, uma grande atração os atingiu, e por mais que eles tentassem fugir, esse sentimento não os deixou em paz. Em pouco tempo, a aproximação dos dois fez com que eles expusessem suas dores e medos, mostrando que no coração deles existiam mágoas muito profundas e difíceis de curar.

A estória se passa em um período curto de tempo, e narra as inconstâncias do amor. Jillian e Marcos se apaixonam, mas possuem tanto receio desse sentimento que, em muitos momentos escolhem não vivenciá-lo. Em cada página lida me envolvia com os sentimentos expostos, e não só torcia pelo amor entre o casal, mas também para que eles amadurecem e que fossem capazes de superar seus medos e dores do passado.  

“(...) Porque aquele breve momento entre seus braços, depois que eles fizeram amor, outorgou-lhe um vislumbre de algo precioso. Algo que necessitava desesperadamente em sua vida… mas que também tinha tido medo de perseguir.”

O livro fez com que eu me entregasse a estória, os personagens são envolventes e suas magoas do passado, me fizeram como leitora pensar em minhas próprias feridas, todos nós possuímos uma dor intocada, uma mágoa que ainda não foi curada, e como Jullian e Marcos, enquanto lia esse livro, me perguntei constantemente o quanto essas mágoas nos afastam da verdadeira felicidade. Além desse amplo leque de sentimentos, o livro é leve e engraçado. Jillian e Marcos são personagens maravilhosamente cômicos, me diverti muito com eles. Também devo citar que é um livro extremamente Hot. Então se você quer ler um bom romance, engraçado e picante, “Pegue seu parceiro” é uma ótima escolha.



O único problema é que ele ainda não foi lançado no Brasil, mas por ser escrito por uma autora tão consagrada como a Gena Showalter, tenho certeza que não demorará muito para que alguma editora nacional compre os direitos autorais da obra.

Tem um detalhe no livro que ADOREI, cada capítulo do livro se inicia com uma “cantada” diferente, são aquelas frases que quando escutamos não acreditamos no quanto são bobas, mas mesmo assim, nos divertimos com elas. Aqui vão algumas delas:

“Acredita em amor a primeira vista ou deveria te olhar uma segunda vez?”

“Se me desfizesse de meu ursinho de pelúcia, você dormiria comigo?”

“Essas calças são espaciais? Porque seu traseiro é de outro mundo.”

“Uau. Você com essas curvas e eu sem freios…”

Espero que gostem da dica!








7 comentários:

  1. Olá, Pah!!
    Achei a história bem interessante e divertida, espero que alguma editora se interesse em publicá-lo aqui no Brasil.
    Adorei a sua resenha!!
    Bjos.

    Mariana Ribeiro
    Confissões Literárias.

    ResponderExcluir
  2. Oii.
    Adorei o livro, eu geralmente gosto dos livros mais picantes da Gena e esse promete.
    Agora é esperar sair em português pra matar a curiosidade.

    Beijos,
    Mah | Livro e Coração

    ResponderExcluir
  3. Ai que ótimo!
    Adorei |º/
    Lembrou um pouco o teste de fidelidade do kleber, sem a vulgaridade!
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Parece ser incrível Pah!
    a Jillian e o Marcos são personagens que parecem ser maravilhosos, acho que eu amaria eles *--*
    quando ele for lançado no Brasil com certeza vou querer ler ;D

    queria te agradecer também pela visita lá no meu Blog, seu comentários são sempre incríveis e me deixam super feliz!

    beijo.

    ResponderExcluir
  5. Adorei a resenha, parece um livro leve, divertido e muito hot.
    Estou lendo Senhores do mundo subterraneo e amando, esse tb vai para a lista dos desejados.
    Bjkas,

    Monique Martins
    MoniqueMar
    @moniquemar

    ResponderExcluir
  6. Hey flor, adorei a resenha. Sério mesmo vc me deixou aqui morrendo de ler esse livro!!
    Ahh, e sabe que eu amo livros divertidos e com pitadas picantes para ficar mais interessante. kkk
    Beijos querida ;))

    Delírios de Salomé

    ResponderExcluir
  7. Nossa, eu ADOREI o fato de cada capítulo começar com uma cantada!
    Gostei da temática do livro, acho que vai fazer muitas mulheres se identificarem, não exatamente pela traição, mas pelas mágoas intocadas mesmo.
    Parabéns pela resenha e espero que o livro seja lançado no Brasil!
    Beijos!

    ResponderExcluir