Resenha: Não sou este tipo de Garota (Siobhan Vivian)


Editora: Novo Conceito
Assunto: Literatura Estrangeira / Romance
Novo Conceito Jovem 
1ª. Edição  / 2011
248 Páginas



Sinopse: “Na minha visão de veterana, a orientação aos calouros é uma perda de tempo colossal. Se fosse por mim, as coisas seriam bem diferentes. Somente três coisas seriam transmitidas aos garotos para que vivessem uma experiência de sucesso no ensino médio: fazer a lição de casa, usar camisinha e passar desodorante nos sapatos de couro. Por outro lado, ao aconselhar as meninas, diria que confiar em garotos é igual a beber e dirigir. O fato de se tomar uma ou duas cervejas nunca parece perigoso no começo. Mas para mim, era óbvio: por que alguém iria correr o risco? (...) Era o tipo de informação que poderia salvar a vida de uma garota (...) Momentos constrangedores tinham uma vida útil surpreendente na escola (...)”

_______________


Não sou esse tipo de Garota é o primeiro livro publicado pela Editora Novo Conceito sob o selo: “Novo Conceito Jovem”, e após lê-lo posso dizer que o livro condiz exatamente com essa classificação. A autora, Siobham Vivian, soube sintetizar na história muitos dos conflitos vivenciados diariamente pelos jovens, tratando de aspectos como bullying, sexualidade, amizade, paixão, e principalmente, abordando sobre as dúvidas que os cercam no momento de escolher os caminhos que pretendem seguir.

Sob esse contexto, somos apresentados a Natalie, uma jovem muito inteligente e determinada, que parece saber muito bem o que quer da vida. Cursando o último ano do Ensino Médio, ela sabe o quanto é importante tomar boas decisões no presente para garantir seu futuro: O ingresso a faculdade de seus sonhos. Por isso, seus planos são práticos e objetivos – ela pretende ser eleita a presidente do Conselho Estudantil de sua escola, manter as boas notas e estudar para o exame de avaliação para a faculdade.  

Para Natalie, qualquer deslize cometido por uma garota pode manchar sua reputação para sempre, transformando-a em um alvo constante de fofocas e piadas. Por isso ela se esforça para manter sua imagem de boa moça, o que não é tão difícil, afinal ela não é o tipo de garota que se preocupa com futilidades e namoricos. Estudiosa e disciplinada, Natalie se considera exemplo para outras meninas de sua idade, por motivos pessoais ela sabe o quanto a sociedade é injusta com as garotas que se deixam levar pelo momento, assim nada a afasta de seus objetivos. Garotos, festas, flertes e produções de moda passam longe de suas prioridades.

[...] para a garota aquilo provocou mudanças. Em forma de andar, na frequência com que levantava a mão na classe, no que ousava colocar em seu prato no almoço. Ela nunca mais foi a mesma novamente. Não mesmo. (...) É por isso que confiar em garotos era igual a beber e dirigir. Claro, alguns correm o risco. O fato de se tomar uma ou duas cervejas nunca parece perigoso no começo [...]

É visível o quanto Natalie se preocupa com o que as pessoas pensam dela, não que isso seja importante, mas o fato é que ela tem medo da reprovação e do julgamento alheio, ela se inibe, pois sabe que se fizer algo fora dos padrões permitidos socialmente para uma garota, será julgada por isso. Bobagem? Não. Isso é real, está presente em nosso dia a dia, em nossa sociedade machista e preconceituosa.  Quando se atinge a idade da transição de jovem para adulto, é difícil aguentar a pressão e cobrança da sociedade, ainda mais quando se é mulher. Nós somos criadas para seguir um modelo de conduta “ético”, que não nos permite falar abertamente de nossa sexualidade, desejos e prioridades. Quando um homem sai com diversas mulheres ele é um garanhão, exemplo para outros rapazes, já quando esse papel é desempenhado por uma garota, do que a sociedade a rotula?

Natalie planeja suas ações para não correr o risco de errar, como já citei a sociedade não alivia, e ela sabe disso. Contudo, quando se trata de viver nada sai como o planejado, e fatos inesperados a conduzem por caminhos que a afastam de seus objetivos. Primeiro sua amizade com Autumn, sua melhor e única amiga, passa por momentos conturbados, depois ela tenta ajudar Spencer, uma garota mais nova que ela viu crescer, e que anda tomando caminhos perigosos para a reputação de uma mulher, e por fim, surge Connor, o cara totalmente errado e ao mesmo tempo, totalmente apaixonante.

“Talvez seja melhor eu ir com você – Spencer estava toda animada com essa possibilidade. – Daria o meu braço esquerdo por uma chance de falar com Connor Hunghes. Ele é... profanamente sensual. Parece que foi criado à base de leite e bolinhos caseiros de amora”.

Cheia de dúvidas Natalie tenta manter-se no caminho certo, mas seu coração clama para que ela sinta a vida, que deixe a razão de lado e passe a sentir e compartilhar sentimentos como amor, paixão, amizade.  Ela precisa fazer escolhas, decidir o que é mais importante, e o mais difícil, escolher ser quem ela realmente é, e não a garota que acha que as pessoas querem que ela seja.

“Desliguei todo aquele barulho para me fazer uma simples pergunta: O que realmente importa para mim?”

Com uma leveza a autora nos apresenta a personagens reais, fortes e muito engraçados. O livro nos faz rir, pensar e refletir sobre escolhas e prioridades. Foi fácil me ver (no passado já que eu já passei da adolescência) em Natalie. Todos nós somos constantemente bombardeados por dúvidas, pela pressão e a necessidade de sermos aceitos, contudo, isso não é o mais importante em viver, e o melhor do livro foi ver Natalie amadurecer o suficiente para perceber isso.

Claro que tenho que falar que me surpreendi com o livro, quando o li estava super sensível, por isso chorei horrores (já falei que sou super chorona...), o fato é que a lição de vida embutida no romance, na superação e na amizade contida na história é real o suficiente para nos tornar parte dela, é fácil se identificar com os personagens, errar e aprender com eles (E no caso do fofo do Connor, babar por eles, rs).  Independente da idade ou do gênero do leitor, o livro é capaz de nos fazer pensar, e ao mesmo tempo, se deliciar com a leitura. Por isso o recomendo a vocês, afinal, não existe nada melhor do que uma história leve ao ponto de divertir, mas forte o suficiente para marcar e ensinar.



Agradeço a querida Novo Conceito pelo livro, logo tem promoção de um kit para vocês!


19 comentários:

  1. Oi! Estou amando suas resenhas! Já li tanto desse livros, e faz um tempinho que quero lê-lo! A Novo Conceito arrasando, hein?

    Beijos

    http://so-soline.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela resenha Pah! Estou ansiosa para ler Não Sou Este Tipo de Garota. Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Que resenha maravilhosa! Já estava com vontade de ler esse livro agora estou mais por causa de sua resenha! rs

    Beijo
    http://manialiteraria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Eu gostei desse livro, achei a personagem bem parecida comigo mas o final não me agradou muito.

    Beijocas,
    Thais P.
    http://thaypriscilla.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Eu já vi esse livro ao vivo e devo dizer que a Novo Conceito está de parabéns! A arte está incrível e o material do livro é de ótima qualidade. Ai, só espero ler esse livro em breve!

    ResponderExcluir
  6. Oii, adorei a resenha! Ganhei o livro na bienal e ele é muito bonito! Confesso que não estava muito animada com a história, mas a sua resenha me deixou mais curiosa! É muito raro ver uma menina como Natalie hahah

    Bjs, @nathaliaduarte
    www.mentalmorfose.com

    ResponderExcluir
  7. Nossa Pah, você soltou o verbo, hem? Mas nossa sociedade é mesmo hipócrita, estamos sempre julgando e sendo julgadas. O pior é que eu também estou sempre planejando minhas ações com medo de errar, sendo bombardeado por dúvidas e sempre me preocupo se estou sendo bem aceita nos círculos que convivo. Será só e a Natalie?
    Eu ainda não li este livro, mas já li muitas resenhas dele, porém, você enfocou sua analise de maneira tão singular que eu vou ter que ler este livro. Adorei sua resenha.

    ResponderExcluir
  8. Oi oi

    haha! A cada resenha desse livro só aumenta minha vontade de lê-lo. *-*

    XoXo

    Samantha Monteiro
    Word in my bag.
    http://wordinmybag.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Eu estou louca pra ler o livro, Pah, e sua resenha só incentivou minha vontade!
    Adorei a reflexão que você fez sobre nossa sociedade machista e concordo completamente com você! Também sempre fui dessas de me preocupar com julgamentos e com a opinião dos outros sobre mim, então acho que, como você, eu também verei muito da Natalie na adolescente que fui!
    Amei sua resenha, pra variar!
    Você escreve super bem ^^
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Dez que foi lançado não sou este tipo de garota que to louca para ler.já tinha visto o kit em outros blog e amei,tem gente que odeia ou ama este livro,mas cada um tem a sua opinião,só lendo para saber amei a sua resenha.


    Jayane.

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Já vi muitas resenhas sobre este livro e hj so aumentou a vontade de ler!!
    A novo conceito é d+, bjinhus
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Olá!!!!



    Gostaríamos de convidar vc e todos seus frequentadores para participarem dos sorteios literários que estão acoontecendo em nosso blog. Ficaríamos muito felizes com a visita de vcs e a participação!!!!!





    Desde já, agradecemos a atenção!!!!





    Beijinhos!!!!





    Vivian Pereira / Irene Moreira



    www.vitrinedepromocoes.blogspot.com

    www.twitter.com/vitrinedepromos

    ResponderExcluir
  13. Parabés pela resenha!
    Fiquei curioso.

    Bjos.

    ResponderExcluir
  14. esse livro parece ser bem interessante. adorei a resenha amiga!!!!
    beijos

    ResponderExcluir
  15. Eu adorei a capa do livro e estou louca para ler!
    Bjs *-*
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Olá flor adorei a resenha,te vi la no blog Estante seletiva e vim conhecer seu blog e adorei,belo trabalho parabéns e ja estou te seguindo e te convido a conhecer meu cantinho,se puder seguir tbm,será super bem vinda,desde já agradeço sua atenção,bom domingo,bjus
    http://blogdasonhagleide.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Eu vou ler esse com certeza. Passei para dar uma olhada nas novidades porque sou fã do seu blog.
    Beijos
    Nathal
    http://mromances.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. sou louca pra ler esse livro, inclusive já está na minha listinha de compras, rs! amei a resenha!

    ResponderExcluir