[Resenha] Gregor e a segunda profecia- Suzanne Collins

Sinopse: Nos meses que se seguiram desde que Gregor encontrou o estranho Subterrâneo debaixo de Nova York, ele jurou jamais voltar. Mas quando outra profecia, desta vez sobre um misterioso rato branco chamado Bane, declara ser necessária a ajuda de Gregor, os Subterrâneos sabem que a única maneira de fazê-lo participar da aventura é raptando sua irmã menor, Boots. Agora a nova missão de Gregor faz com que o menino reencontre o morcego, Ares, e a rebelde princesa Luxa, assim como novos aliados. Todos precisarão atravessar o vasto Caminho d'Água em busca de Bane, e enfrentar os perigos mortais que ele oculta. Gregor então enfrentará a possibilidade de perder o que mais importa em sua vida, e terá de fazer escolhas de vida ou morte, que vão determinar o futuro do Subterrâneo. Seu coração lhe diz que está fazendo o que é certo - mas será que ele sobreviverá para descobrir? Gregor e a SegundaProfecia é o segundo volume da série iniciada por Gregor, o guerreiro da Superfície. Os leitores de todas as idades irão se emocionar e perder o fôlego com essa nova aventura de Gregor, Boots, e todos os mistérios e belezas do mundo do Subterrâneo.
Cortesia Editora Galera Record
286 Páginas || Skoob || Juvenil || Compre Aqui ||



_________
Gregor e a segunda profecia é o segundo volume da série “Underland Chronicles”, em português livre, Crônicas do Subterrâneo. Quem leu a resenha do primeiro volume da série que eu postei no blog já faz um tempinho (aqui), sabe o quanto me surpreendi com a história. Suzanne Collins me ganhou com sua narrativa rápida e bem construída em Jogos Vorazes, mas me conquistou definitivamente com a história de Gregor, o guerreiro da superfície, um jovem determinado, esperançoso, de coração puro e incrivelmente forte. De início, confesso, minha curiosidade com relação a série era plenamente baseada em uma busca pela confirmação do talento de Suzanne Collins, contudo logo após a leitura do primeiro capítulo do livro “ Gregor, o guerreiro da superfície”, me vi apaixonada e completamente surpresa com esse novo mundo criado pela autora, fato que não poderia deixar de ser diferente no segundo livro da série.
A narrativa gira em torno, como o nome do livro já revela, de uma segunda profecia, a “Profecia da Perdição”, um prenúncio das dificuldades que os habitantes do subterrâneo terão que enfrentar, envolvendo assim, novamente, Gregor em uma grande aventura. Sob esse contexto a autora nos apresenta a novos mistérios, segredos sobre Gregor, novos personagens e muita, muita ação. Quando tudo parece previsível ou logicamente claro, ela acrescenta informações que são suficientes para nos deixar presos a trama de uma forma incrível, e é exatamente isso que me fez se apaixonar pela série, entre as situações mais adversas ou mais óbvias a autora sempre nos surpreende - nada é o que parece, pois, naqueles de feições mais sombrias, podemos encontrar os corações mais amorosos, nos de sorriso fácil, podemos deparar com vidas de sofrimento, e principalmente, podemos nos deparar o inimigo onde menos esperamos.
Como uma boa continuação o livro nos permite conhecer melhor a vida dos personagens principais e aos poucos, alguns deles se transformam aos nossos olhos, se mostrando muito mais do que inicialmente aparentaram ser. Gregor, por exemplo, se fez ainda mais forte, aqui, assim como acontece em Jogos Vorazes, o personagem principal carrega nos ombros a responsabilidade das dificuldades enfrentadas por sua família, as contas que se acumulam, a pouca comida, a preocupação com os irmãos mais novos, e como tantos jovens da sua idade que se encontram nessa mesma situação, ele tenta proporcionar o melhor para aqueles que ama, mesmo que para isso, suas vontades precisem ser deixadas de lado. Boots, sua irmã mais nova, também tem um papel fundamental na trama, ela representa o amor de Gregor por sua família, o carinho dele com a pequena é tocante e a capacidade que ela tem de suavizar os momentos mais fortes da história é, no mínimo, maravilhosa. Outro personagem que me ganha a cada novo livro da série é o morcego Ares, no primeiro volume achamos que sabemos tudo sobre ele, mas é na continuação da trama que compreendemos suas verdadeiras motivações.
Outro ponto positivo do livro é a narrativa da autora. Quem já conhece um pouco sobre a série sabe que ela possui como foco principal o público juvenil, e por esse motivo é simples e rápida o suficiente para prender os leitores mais jovens, entretanto, mesmo eu, em minha maior idade, me envolvi com a trama, me emocionando, me surpreendendo e principalmente, torcendo por um final feliz. Assim, tenho que ressaltar o fato de que a qualidade da narrativa da autora é indiscutível, mesmo acelerando os acontecimentos para prender seu publico alvo, ela escreve com uma quantidade suficiente de detalhes para nos apanhar nas teias de sua história.
Por esse motivo, além dos personagens incríveis, de uma trama repleta de mistérios e de uma narrativa envolvente, o livro conta com uma riqueza descritiva impressionante, sempre que virava uma página me perguntava – Como a autora foi capaz de criar esse mundo?  De onde surgiram tantos detalhes?. Para quem lê fica claro que existiram muitas influências literárias que levaram Suzanne a criar o mundo paralelo onde Gregor se aventura, entretanto, o que realmente surpreende é clareza dos detalhes, é fácil visualizar o mundo criado pela autora e por esse motivo, é ainda mais fácil se apaixonar por ele.
Para concluir, só posso dizer que os faz de Jogos Vorazes vão se deleitar com o talento de Suzanne Collins e que os apaixonados por literatura fantástica repleta de ação, facilmente, se encantaram com Gregor e com as criaturas do subterrâneo.
Capas pelo mundo:
  

Quotes preferidos:
“Luxa se levantou, com o rosto mais pálido que o normal. (...), sentou-se ao lado dele, e o abraçou. Pressionando a testa no ombro dele, Luxa disse: - Ela voará com você sempre. Você sabe disso. Ela voará com você sempre.”
“O verso ribombou na cabeça do menino. IRÁ O GUERREIRO DRENAR SUA LUZ? Gregor começou a pressentir algo muito ruim.”
“Morre o bebê, morre seu coração,
Morre sua mais essencial parte e condição.
Morre a paz que comanda o viver.
Roedores possuem sua chave para o poder.”



6 comentários:

  1. Boa noite Pah, tudo bem? Ainda não tive a oportunidade de ler nenhum dos livros dessa série, mas parece ser bem interessante. Parabéns pela resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Pah, eu quero muito o primeiro livro. Já tinha me interessado pela série desde a primeira resenha que li.
    Mês passado comprei o segundo numa promoção (por acaso) por 12,90. Agora preciso do primeiro.

    Sua resenha só me fez me sentir mais triste na tentação hehe

    Boa semana.
    liliescreve.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, parace bem legal.
    Mais nao adoço minha curiosidade!

    Bacio, Selene Blanchard
    Modaeeu.blogspot.com
    Espero sua visita

    ResponderExcluir
  4. parece alucinante , adoro livros de aventura ...

    ResponderExcluir
  5. Essa série parece ser muito boa!
    Quero ler! :D

    ResponderExcluir
  6. Pah, faço das suas as minhas palavras!
    Da trilogia, esse foi o que eu menos gostei, mas, ainda assim, o livro é excelente, a qualidade da escrita da Suzanne é indiscutível!
    Não tem como não se encantar com essa série ^^
    Beijão!

    ResponderExcluir