outubro 13, 2012

[Resenha] Até Eu Te Encontrar – Graciela Mayrink

O
quanto uma mudança de cidade pode afetar uma vida? Você acredita em alma gêmea?
Como você se sentiria se não gostasse do grande amor da sua vida? É o que
Flávia vai descobrir ao deixar Lavras, onde mora com os tios desde o acidente
que matou seus pais, quando era criança. Aos dezoito anos, ela decide estudar
Agronomia na Universidade Federal de Viçosa, trocando o sul de Minas pela Zona
da Mata do mesmo Estado na esperança de uma “mudança de ares”. Em sua
nova vida, ela conhece Sônia, amiga de infância de sua mãe e agora sua vizinha,
que lhe conta a história de sua família materna, até então desconhecida para
Flávia. Embora o passado não seja sua maior preocupação, Flávia reluta em
aceitar seu destino e ainda precisa superar uma paixão não correspondida pelo
seu melhor amigo. Para se ver livre dessa rejeição, ela tenta atrair sua alma
gêmea para Viçosa e descobre que o grande amor de sua vida é uma pessoa que ela
não suporta.
312
páginas || Editora Vermelho Marinho||
Skoob|| Onde comprar?|| Leia o 1º Capítulo|| Classificação 4/5
(…) quem foi que
disse que é fácil entregar nosso coração para a nossa alma gêmea?
Uma das coisas que mais gosto na literatura em geral é a
capacidade que algumas histórias possuem de nos unir a uma determinada trama,
de nos envolver em situações e emoções. Por isso, logo que li as primeiras
páginas do livro Até eu te encontrar
me senti conectada a ele, aos acontecimentos narrados que não estão tão
distantes da minha realidade e das minhas experiências de vida: Campus universitário; pão de queijo da
cantina; longas conversas e intermináveis risadas com os colegas da
universidade; correria entre a semana de provas e os encontros com os amigos
.
Todos os detalhes utilizados para compor esse cenário me prenderam a história, a
trouxeram para perto de mim, ou me levaram até ela, se assim preferirem. Contudo,
de uma maneira ou de outra, a magnitude da história é óbvia para o leitor universitário,
que é atraído pela familiaridade do contexto descrito.

Entretanto, seria falho da minha parte dizer que fui envolta
apenas pelo cenário da história. O que realmente me encantou foi a narrativa da
autora, de forma simples e rápida ela nos guia por um mundo particular dos
personagens e ao mesmo tempo comum ao leitor. Os mistérios são tantos, que o
livro caminha entre os paralelos de contemporâneo e “sobrenatural” sem parecer
clichê, e os sentimentos são narrados de uma forma tão simples e objetiva que é
fácil acreditar na veracidade deles. Além disso, a autora aborda um tema sobre
o qual gostamos de ler, a força do destino e a intensidade do verdadeiro amor.
Suas palavras exaltam a pureza do sentimento, aquela sensação inexplicável que
temos quando nos deparamos com nossa alma gêmea, sem deixar de narrar também a
confusão de emoções que esse encontro pode gerar.
O livro gira em torno de Flávia, dos mistérios familiares que
envolvem seu passado e sua busca por uma vida nova. Forte, esperançosa e
determinada ela se deixa levar pelas novidades que a mudança da cidade de
Lavras e a sua ida para Viçosa acarretaram; local em que ela cria fortes laços
de amizade, descobre os mistérios ligados aos antepassados de seus pais, e finalmente,
encontra seu verdadeiro amor. Contudo, nada é tão óbvio quanto parece, afinal,
quem foi que disse que é fácil entregar nosso coração para a nossa alma gêmea?
Não é de hoje que sabemos que a linha que separa o amor do ódio é tênue, e é
exatamente no ponto comum entre esses dois sentimentos que Flávia se encontra,
e na dúvida, como ela poderia escolher a qual dessas emoções opostas se
entregar?
Com uma narrativa fluída, ótimos personagens e uma boa dose
de mistério, o livro Até eu te encontrar
pode ser classificado como uma história na medida
certa
para envolver e entreter o leitor. Alguns elementos são clichês,
confesso, contudo eles não mínimos quando comparados com o verdadeiro foco da
história, na construção do amor narrado e na concepção pura deste sentimento, e
na utilização simples do jargão de “amor
escrito nas estrelas
”. Para quem acredita em almas gêmeas, em um amor
único, aquele que é predeterminado para ser seu, o livro é um deleite para o
coração, uma representação clara das idas e vindas do destino.
O único ponto da narrativa que não me agradou foi o final,
abrupto em minha opinião. Quando chegamos ao ápice da narrativa a autora finalizou
o livro deixando claro o final dos personagens envolvidos, mas não nos dando
detalhes sobre o ocorrido. Sinto que mais explicações precisavam ser feitas, e
que merecíamos um pouco mais de romance. Contudo, acredito que isso é intrínseco
de cada leitor, levando em conta que sou sempre carente de romance em minhas
leituras. No geral, para concluir, agradeço minha gêmea Aione por me incentivar
a ler o livro e o recomendo a todos os leitores que gostam de narrativas
simples e românticas.
Quote preferido:
“Ela
fechou os olhos e sorriu. No exato instante em que o carro se aproximava, soube
quem o dirigia. Não pelo forte cheiro de perfume que dominou todo o lugar, mas
pelo ritmo acelerado com que seu coração começou a bater. – Você demorou (…)”.

confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

6 Comentários

  • Camila Fernandes
    17 outubro, 2012

    Oi Pah! Eu li esse livro e amei! Adorei a escrita da Graciela, adorei o tema e a história também. Eu li esse livro bem rápido porque eu queria saber o que ia acontecer no final e não me decepcionei. Muito bom o livro.
    Beijinhos!

    Camila.
    Loucura de Livros

  • Rayme
    15 outubro, 2012

    adorei o quote! depois de toda a resenha me deixou com mais vontade ainda de ler o livro! ;o

  • Aione Simoes
    Aione Simoes
    14 outubro, 2012

    Ai, gêmea, fico tão feliz que você tenha gostado!
    Eu me envolvi assim como você, eu fiquei maravilhada pela narrativa da Graciela e, claro, pelo tema do livro. Foi impossível não me identificar em vários pontos hehe!
    Eu concordo com você sobre o final, eu até falei isso pra autora, que eu queria mais romance nas últimas páginas. A gente espera tanto por ele o livro inteiro e, quando acontece, acaba. De qualquer forma, isso nem mudou minha visão sobre o livro, de tanto que amei!
    Owhn, obrigada por me citar, querida! Fico feliz que tenha gostado!
    Beijão!

  • Lili
    13 outubro, 2012

    Eu não conhecia o livro, mas que capa legal! Achei que ela me passou tudo o que escreveste nos primeiros parágrafos. Uma aproximação com minha vida e com meus momentos, foi aí que minha mente voltou ao ponto central e lembrou que era um romance e que estavas dizendo que tinha relação com o destino.

    Parece ser ótimo e ficarei ansiosa por ler.

    Lise
    liliescreve.blogspot.com

  • Anônimo
    13 outubro, 2012

    Adorei a resenha, parabéns!
    Já li o livro, e adoro!!!

    Beijo,
    http://www.estanteseletiva.com

  • Pati Peña
    13 outubro, 2012

    Não conhecia este livro, parece ser uma leitura bastante agradável!
    Bjs,
    @PatriciaADavis