Na lista de Favoritos: Arrow e Nashville

Fora do universo literário uma das minhas grandes paixões, ou vícios se assim preferirem, são os seriados de TV. De fato, se não estou mergulhada nas páginas de um livro, estou vidrada acompanhando algumas das minhas séries preferidas. Sendo assim, desde o meio do ano (quando a divulgação das novidades foi intensificada) estou de olho nas apostas dos canais pagos para esse tipo de entretenimento. Em outubro e novembro desse ano tivemos várias estreias, muitas delas consideradas fontes de sucesso certo por seus produtores, e atenta a esse grupo de novidades, estava ansiosa por 10 novas séries: The New Normal; Revolution (Segundo fontes, essa série é baseada em Jogos Vorazes, e ao ver o primeiro episódio senti uma pequena semelhança com a trilogia); 666 Park Avenue (Medo define!); The Mindy Project; Arrow; Chicago Fire; Hunted (Ótima série! Vai ter post dela aqui no blog);Nashville; Beauty and the Beast e Elementary.
Quando assisti ao episódio piloto dessas 10 séries tive reações adversas. Algumas delas eu amei logo de cara, outras demoraram a me convencer de sua qualidade e ainda, algumas delas me fizeram mergulhar em “limbo” de neutralidade: um pouco divertidas, um pouco misteriosas, um pouco autenticas, mas nada ao extremo, por isso concluí que não gostei nem desgostei delas, e que só os episódios futuros poderão me dizer se continuarei ou não, a acompanhá-las. Mas o que interessa mesmo são as séries que me deram frio na barriga, as que me ganharam por completo logo nos 20 primeiros minutos de seus episódios de lançamento. Tem coisa melhor do que um seriado que lodo de cara gera um turbilhão de emoções? Raiva, frustração, curiosidade, bom humor... Simplesmente mergulhei de cabeça nas histórias criadas e por isso elas entraram para a minha lista de favoritos.

Arrow é uma série de televisão americana de drama e fantasia baseada na história em quadrinhos do Arqueiro Verde - Definitivamente, os heróis de quadrinhos estão em alta! Ela estreou em 10 de Outubro de 2012 na emissora americana The CW e já é considerada pela mesma o grande acerto do ano. A série narra a vida do playboy Oliver Queen (interpretado pelo lindo Stephen Amell) que depois de cinco anos de um acidente que o fez ser dado como morto, retorna de uma ilha deserta para combater o crime e a corrupção da cidade (Fonte). Tal série me ganhou pelo alto índice de drama familiar da trama. Por mais que a ação reine em todos os episódios da produção, as atitudes de Oliver, nosso misterioso arqueiro verde, são fruto de enlaces familiares complexos e misteriosos. Sem contar que o tema “fazer justiça com as próprias mãos”, por mais clichê que possa parecer, sempre tende a nos entreter. Os pontos altos, a meu ver, são:
·      O roteiro: Muito bem escrito, repleto de segredos e mistérios, de forma que sentimos que a série sempre terá muito a nos oferecer;
·     O elenco: Um charme a parte, se me permitem a observação. Poucos dos atores principais podem ser classificados como atores conhecidos, fator que de certa forma, aumenta o índice de originalidade da trama;
·        Stephen Amell: (SIM, ele merece um tópico só para ele). É só procurar algumas imagens da série pela internet para ter certeza de que o ator é um dos pontos altos da trama, sem mencionar sua atuação que é digna de elogios; e
·       Os efeitos especiais: Muito bem elaborados eles fazem com que as cenas de luta pareçam reais, sem contar no jogo de luzes utilizado que dá todo um ar sombrio a trama.




 
Com uma grande variedade de cenas de luta, mistérios, um personagem principal cativante e uma carga considerável de segredos familiares, Arrow entrou para a minha lista de séries prioritárias ao lado de TDV e Hart of Dixie. Fala aí se não é uma responsabilidade imensa fazer parte desse time?

Nashville é uma série de televisão americana de drama musical do canal ABC, ela estreou em 10 de outubro desse ano com mais de 8,93 milhões de telespectadores. O tema central da trama é o contraste existente entre as duas estrelas da música country Rayna James (Connie Britton) e Juliette Barnes (Hayden Panettiere). Enquanto a primeira é considerada a rainha desse estilo musical, mas tem seu novo álbum “empacado” nos pontos de venda, a segunda é o fenômeno musical jovem da atualidade, e emplaca um sucesso atrás do outro. Ambas estrelas de uma mesma gravadora, a solução para que as duas ganhem mais dinheiro seria uma turnê conjunta, opção que dá liga nas idas e vindas da trama (Fonte).
Quem ama musicais? EU! Sou louca por séries que envolvem o mundo da música (não estou falando do tipo de produções em que do nada a galera começa a cantar no meio da rua, mas daquelas que utilizam trilhas sonoras para expressar sentimentos e conflitos da trama). Um bom exemplo dessa predileção é a paixão que nutro por Glee (Tá que essa temporada ainda não está tão boa, mas mesmo assim a série é ótima), por isso quando soube do lançamento de Nashville pirei de curiosidade e criei muitas expectativas, que por sinal, foram todas supridas até agora. Connie Britton está incrível, bela e talentosa ela representa bem as cantoras que já atingiram o pico do sucesso e que agora, depois de anos, enfrentam uma crise em sua vida profissional. Ao contrário do que se espera ela não faz o gênero “preocupada com a fama”, o que importa é cantar e ter uma carreira que não comprometa seus valores e ideais (pensamento que é difícil de manter quando se tem uma família que depende de você). Já a Hayden Panettiere tem um papel difícil, criei uma antipatia enorme por sua personagem, apesar de que as coisas estão caminhando para que possamos conhecer seu lado mais “humano”, de qualquer forma, a definiria (pelo menos nos seis episódios em que eu já vi) como um baita bitch. Para você terem uma ideia, geralmente queria entrar na telinha e lhe dar uns belos tabefes.



 
Além do super elenco e da trama bem elaborada, temos um GRANDE ponto forte: as músicas. Não tem como não se apaixonar ou se emocionar com canções tão belas. A maioria já está na minha lista de reprodução. Aqui vale ressaltar o papel do Charles Esten como Deacon Claybourne, ex-namorado e atual companheiro de banda da Rayna. Tiro o chapéu para as músicas que ele interpreta, as letras e melodias são lindas, me apaixonei por seu estilo musical. E o mais legal desse lado musical da série é que seus produtores apostam em músicas originais (de autoria própria) e que exatamente por isso, estão sempre ligadas a momentos da trama. Achei no YT duas das minhas preferidas:



Para quem gosta de séries repletas de intrigas, fofocas, paixões não correspondidas e muito drama musical, corre porque Nashville promete!







8 comentários:

  1. Oi gêmea linda!
    A primeira não me chamou muito a atenção, mas a segunda faz totalmente meu estilo!! Fiquei bem curiosa pra ver!
    Estou acompanhando Glee e Once Upon a Time e ambas vão entrar no período de férias. Quero ver se, enquanto estiver sem elas, consigo assistir PLL, só vi o episódio piloto até hoje e morro de curiosidade pra ver os outros!
    Eu quero muito ver Beauty and The Beast, já viu?
    Beijão!

    ResponderExcluir
  2. Realmente, têm muitas séries novas e interessantes. Espero não me apaixonar e saber que será cancelada na primeira temporada.
    Gostei muito do seu ponto de vista, assim, eu que não esperava assistir Nashville, fiquei bem interessada!!!

    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Oi Pah!
    Te confesso que eu assisto pouco tv! A única série que eu posso dizer que eu já assisti e mesmo assim não estou aompanhando é TVD, adoro série de vampiros!
    Ainda quero conseguir os dvds da série!
    Gostei das dicas!

    Bjinhs*

    ResponderExcluir
  4. não sou muito vidrada nessas series novas pq não tenho muito tempo de acompanhar, apenas umas 5 ou 6 que acompanho vidradamente, mas já sao antigas :P
    essa Arrow eu ainda não conhecia e me interessei bastante por ela!!!
    Nashville não me interessou pois não costo de musical :S

    ResponderExcluir
  5. Comecei a ver Arrow mais parecei no 3 tem tanta coisa para fazer e ainda acompanha as series antigas que fica difícil de ver outras novas,a segunda ainda não tinha visto falar Nashville e é com a Connie Britton que fez American historie horror,agora só quero ver por causa dela,essa serie.

    ResponderExcluir
  6. Também é uma das minhas paixões!Adoro os posts das séries!

    Dessas 10 novas séries: The New Normal,Revolution,666 Park Avenue, The Mindy Project,Arrow,Chicago Fire,Hunted, Nashville, Beauty and the Beast e Elementary.
    Assistindo:The Mindy Project,Arrow, Chicago Fire,Hunted, Nashville, Beauty and the Beast e Elementary
    Minhas preferida estão sendo: Hunted,The Mindy Project,Arrow,Nashville.
    Mas parece que algumas vão ser canceladas:The New Normal e 666 Park Avenue
    O negócio é que um pouco já não é muito,então se não conquistar no Pilot, fica difícil!

    ResponderExcluir
  7. Paaaaaaaah, tbm estou vidrada em Arrow!!! Foi uma das pessoas coisas - se nao a única- que conseguia me fazer parar de estudar para o concurso! comecei vendo os episódios da warner, acho que os 3 primeiros, mas agora nao consigo mais esperar kkkk lança na net meu namorado já está baixando! O bom é que ele tbm ta curtindo, entao assistimos juntos ;)Daqui a pouquinho ele está colando aqui pra gente assistir ao 8º. eheheh
    Bom saber que vc tb curte ;D

    Beijao, estava com saudades daqui!

    ResponderExcluir
  8. Oi Pah!
    Eu tava pensando em começar assistir Arrow. Acho que eu vou gostar =D
    Eu já acompanho Glee e tava querendo mesmo dicas de outras séries legais!

    Adorei o post!
    Beijos.

    ResponderExcluir