agosto 23, 2013

[Resenha] Fale! – Laurie Halse Anderson

“Fale sobre
você… Queremos saber o que tem a dizer.” Desde o primeiro momento,
quando começou a estudar no colégio Merryweather, Melinda sabia que isso não
passava de uma mentira deslavada, uma típica farsa encenada para os calouros.
Os poucos amigos que tinha, ela perdeu ou vai perder, acabou isolada e jogada
para escanteio. O que não é de admirar, afinal, a garota ligou para a polícia,
destruiu a tradicional festinha que os veteranos promovem para comemorar a
chegada das férias e, de quebra, mandou vários colegas para a cadeia. E agora
ninguém mais quer saber dela, nem ao menos lhe dirigem a palavra – insultos e
deboches, sim – ou lhe dedicam alguns minutos de atenção, com duvidosas
exceções. Com o passar dos dias, Melinda vai murchando como uma planta sem água
e emudece. Está tão só e tão fragilizada que não tem mais forças para reagir. Finalmente
encontra abrigo nas aulas de arte, e será por meio de seu projeto artístico que
tentará retomar a vida e enfrentar seus demônios: o que, de fato, ocorreu
naquela maldita festa?
Jovem Adulto || 248 Páginas
||
Cortesia Editora Valentina ||
Skoob ||
Compare
& Compre
||
Classificação: 5/5 (Favorito).
Um
ano antes de ingressar o ensino médio Melinda era uma jovem sorridente e
alegre, porém uma fatídica noite de final de semestre mudou tudo: sua vida, suas amizades, sua relação
familiar e principalmente sua personalidade, foram agrupadas e transformadas em
um buraco negro de solidão, angústia e medo. Na festa organizada pelos
veteranos da escola para a comemoração da chegada das aguardas férias de verão,
Melinda chamou a polícia e acabou sendo taxada de dedo-duro, transformando-se em uma esquisitona e uma pária
social
. Mas afinal se ela não estava contente por que simplesmente não foi para
casa mais cedo? Por que chamar a polícia? Por que estragar a festa de seus
amigos?  Ninguém sabe o verdadeiro motivo
de Melinda ter chamado à polícia, mas sinceramente? Nenhuma pessoa parece se
importar verdadeiramente com seus
motivos. A transformação de Melinda é nítida, ela raramente fala, vive sozinha,
e não tem mais motivação para fazer as coisas que antes faziam parte de sua
rotina. Ela vive como uma sombra da garota que foi um dia, e sem ninguém para
ouvi-la ou para enxergar além das aparências, ela carrega sozinha o peso dos demônios
e das lembranças que a afligem.
“Tem um monstro nas minhas
entranhas, posso até ouvi-lo arranhando minhas costelas. Mesmo quando descarto
a lembrança, ela continua comigo, me ferindo.”

A
narrativa segue o fluxo do ano letivo, iniciando com o retorno das aulas após as
férias de final de semestre, nos permitindo então observar quão frio e
preconceituoso o ambiente escolar de Melinda é. A lembrança da festa já ficou
no passado, as férias provaram que os amigos da jovem se esqueceram de sua existência,
e seus pais fingiram que era absolutamente normal ela passar suas férias ficando
sozinha em casa, assim é com o retorno escolar que as coisas xingamentos, solidão, olhares maldosos e injustiças
ganham uma proporção maior. A dor de Melinda é nítida, ela se fechou para o
mundo, parou de se importar com quase tudo ao seu redor e aprendeu a
desempenhar o papel para o qual foi designada pelas outras pessoas: o papel de uma
ninguém. E então, em meio a tantos
conflitos, inseguranças e memórias dolorosas nos questionamos: – O que afinal aconteceu com Melinda?  
Angustiante,
reflexivo, envolvente…  simplesmente fui
arrebatada por essa história. A escrita da autora é simples e segue a linha de raciocínio
da personagem principal, o que faz com que todos os seus pensamentos, por mais
aleatórios, fantasiosos e assustadores
que pareçam, sejam descritos, fato que nos liga a personagem e dá cara ao seu medo. E aqui está o ponto
chave, a personagem não tem voz ativa: ela não fala de sua vida, dos seus
problemas e dos demônios que apertam seu coração e a sufocam a ponto de lhe
faltar ar, entretanto, graças à escrita astuta da autora nada passa
despercebido aos olhos do leitor e assim, conforme vamos aprendendo mais sobre
as dores de Melinda e descobrindo mais sobre os seus segredos é impossível não
tomar para nós as suas dores. Ao decorrer da leitura eu senti o que era ser Melinda, vivi sua angústia e me vi
petrificada com seu medo. É incrível o quão forte a trama é, o quão próximo ela
chega de tirar nosso chão, de dar um tapa na nossa cara e dizer: Ei, me diz, isso aqui parece que é só
ficção? ACORDA, quantas jovens como Melinda você acha que existem por aí? Fui
surpreendida, fiquei emocionada e no final só conseguia pensar na qualidade
desse livro. Uma obra profunda ao mesmo tempo em que é jovem: escrita de forma
jovem, com o objetivo de alcançar, preparar e conscientizar o jovem, mas nem por isso deixando de ser um relato simples,
direto e até mesmo divertido, da adolescência.
Vale
dizer também que o que colaborou diretamente para o meu encanto com a obra é
que eu não sabia nada sobre o livro, nunca tinha lido nada da autora e muito
menos sabia sobre sua propensão em escrever sobre temas polêmicos, desta forma tão
logo meus olhos lacrimejaram e eu entendi o que havia acontecido com Melinda eu
só conseguia pensar: – A autora está falando sobre isso como se estivesse dentro da mente de Melinda, ela não
fala da dor, ela demonstra a dor. E
bem, o quão impactante é você sentir a dor de um personagem ao invés de ler
sobre ela? Sim, extremamente impactante, por isso digo sem medo que esse livro
foi marcante, revelador, emocionante, uma das melhores leituras da minha vida e que me motivou a correr
ler outro livro da autora, O Garotas de
Vidro
, e eis meu veredito:
Laurie Halse Anderson tem talento de sobra.
Além
de tanta coisa boa ainda temos a diagramação da editora… Gente, eu não sou de
dar ênfase a esse aspecto do livro, mas a Valentina caprichou, e não só na
beleza do livro, mas na entrevista com a autora que o acompanha, no texto de
reflexão da obra escrito pela autora e principalmente, no poema que a mesma
escreveu com trechos de e-mails e cartas de leitores que ela recebeu ao longo
dos anos, o qual, se me permitem dizer, é no mínimo tocante, afinal, ler sobre
uma história de papel é bem mais
fácil do que ler sobre uma (ou milhares) de histórias verídicas. 
Agora
me diz, depois de tantos elogios o que você está esperando para ler esse livro?
Para
ler ao som de…

Para quem leu e gostou de…
Garotas de Vidro
Trecho (“os”, pois
foi impossível escolher um só) Marcante:
“A coelhinha foge em disparada, deixando rastros ligeiros na neve. Fugir
fugir fugir. Por que é que não corri desse jeito quando era uma
garota-falante-não-despedaçada?”
 “Não é possível que possam me
castigar por não falar. Superinjusto. O que é que sabem sobre mim? O que é que
sabem sobre o que se passa na minha cabeça? Relâmpagos, crianças chorando.
Atropelada por uma avalanche, morta de preocupação, contorcendo-me sob o peso
da dúvida e da culpa. Medo.”
 “Quando as pessoas não se
expressam, vão morrendo aos poucos. Você ficaria chocada se soubesse quantos
adultos estão realmente mortos por dentro, vivendo sem ter ideia de quem são,
só esperando que um câncer, um infarto ou um caminhão surja e acabe com eles.”
Outras Capas + aqui
  


confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

53 Comentários

  • Isadora Ribeiro
    06 outubro, 2013

    Sou louca pelo filme, é apaixonante,un dos meus filmes favoritos e consequentemente sou louca pra ler o livro. E sua resenha fez eu ficar mais curiosa ainda!

  • Gigi
    04 outubro, 2013

    A resenha me deu uma certa angustia e grande vontade de ler…adorei

  • Natalia W
    03 outubro, 2013

    Adorei sua resenha, você escreve muito bem, parabéns!
    Esse livro está sendo tão bem falado, não to aguentando de curiosidade pra ler, quero muito saber o que acontece rs Além disso, a capa ficou linda, né?
    beijo

  • Thaly Meirelles
    01 outubro, 2013

    To a cada dia mais apaixonada por suas resenhas! Não tinha ouvido falando sobre esse livros mais me deu muita vontade de ler. Beijinhos

    http://irr4diando.blogspot.com.br/

  • Lú Miranda
    28 setembro, 2013

    Todos estão falando muito bem, logo, eu estou morrendo de curiosidade!
    hahhaa
    Esse deve ser um daqueles livros que deixam uma marca em nós, assim eu espero.
    Sabe, a diagramação sempre é algo que chama a atenção, e quando a história é boa então… Pronto! É um prato cheio.

  • Lôh
    28 setembro, 2013

    Olá! +.+
    Apaixonada pela capa do livro, apesar de que a capa da versão em inglês é bem mais bonita, (minha opinião).
    Amei a resenha do livro, ele parece ser tão envolvente, forte e intenso como Garotas de Vidro, que passou a ser um dos meus livros favoritos! *-*
    Tomara que tenha mesmo as maravilhosas características de G. V. Um livro que meche com sua cabeça e que te assombra por dias á fio.
    Amo livros assim! E também que falem de emoções humanas, segredos e etc.
    Necessitada demais de lê-lo!
    Espero ganhá-lo, ou que eu consiga interceptar o cartão de um dos meus pais. *ü*
    Se só for possível o segundo caso, espero que o preço abaixe um pouco!

    Então é isso, que a sorte esteja a meu favor . ~.~
    xoxo ^.~)

  • Elisa da Luz Adorna
    28 setembro, 2013

    uma história tensa

  • Iarlla Vieira
    25 setembro, 2013

    Eu vi o filme e adorei. É realmente um história muito densa e tensa, mas que deveria ser conhecida por todo mundo, adolescente ou não. Quero ler o livro, pois sei que é melhor que o filme, tem mais detalhes e parece ser ainda mais comovente.

  • Larissa Gaigher
    25 setembro, 2013

    Eu geralmente não gosto de ler livros com esse tema, acho muito pesado, mas esse livro me interessou bastante. Só de ler a resenha já fiquei pensando "com quantas pessoas isso não deve acontecer?" Enfim, parece um livro muito interessante e fiquei com muita vontade de ler!
    Amei a sua resenha, ficou ótima (:

  • Cristiane de oliveira
    24 setembro, 2013

    É um tema forte mas estou bem curiosa pra ler o livor e ver o filme , todo mundo só fala desse livro que é muito válido, muitas pessoas passam por essa situação ainda mais num mundo como de hoje.Já li Garotas de vidro e gostei muito da escrita da autora então vou gostar muito desses também.
    Os trechos são muitos bons.

  • Manu Hitz
    24 setembro, 2013

    Achei o tema extremamente delicado e, por isso mesmo, válido. Mas desde que seja abordado com sensibilidade e tb força, para que não seja banalizado.
    Esse drama é tão comum entre meninas e tantas se calam, sem forças. Sei que vou chorar e sofrer com Melinda, desprotegida e com marcas que não se apagarão. Mas o crescimento e o amadurecimento virão e com eles a força que Melinda descobrirá ter. Quero demais ler!

  • Letícia Kartalian
    24 setembro, 2013

    Oi Pah, que linda a sua resenha.
    Deu mais vontade ainda de ler o livro.
    Já conhecia a história por causa do filme, um dos melhores (na minha humilde opinião de fã) da Kristen Stewart e sempre tive vontade de ler o livro, mas sempre fui insegura de ler o livro em inglês, com medo de de repente a linguagem ser muito complicada.
    Aí a Valentina anunciou que iria publicar e eu fiquei mais que ansiosa ainda para ler esse livro.

    Enfim, espero poder ler esse livro em breve, está na minha listinha de desejados e eu espero me emocionar tanto quanto você se emocionou e o quanto eu mesma me emocionei assistindo ao filme.

    Beijos!

  • B Anjos
    24 setembro, 2013

    Parece ser um livro bem interessante, daqueles que você não quer largar até saber, o que acontece afinal, fiquei bem curiosa pela leitura e Melinda com certeza é uma protagonista emocionante.

  • Franciele de Santana
    23 setembro, 2013

    Oh meu Deus! Já li outras resenhas, e cada vez mais eu fico com mais vontade de ler esse livro. Pela sua perspectiva me pareceu daqueles livros de dizer antes de ler esse livro eu pensava de uma forma e depois dele passei a pensar de outra totalmente diferente. Adorei a resenha, e aliás eu adoro comparar capas, a capa brasileira ficou mais bonita que as outras. Bjs

  • Camila Magalhães
    23 setembro, 2013

    Oi Pah !!
    Não tenho costume de comentar, mas dessa vez é mais do que imprescindível, desde que vi o filme baseado nesse livro estou louca para ler o livro Fale!.
    E com já li garotas de vidro sei que será uma ótima leitura!
    Sua resenha aumentou ainda mais a vontade de lê-lo, adoro esses temas que inevitavelmente te passam uma lição de vida, e nada melhor do que um suspense !
    bjus

  • Nessa
    23 setembro, 2013

    Oi Pah!
    Em primeiro lugar a minha maior curiosidade em ler esse livro foi porque ele é da mesma autora que Garotas de Vidro, e sei o quanto a narrativa da autora é boa, e Fale só pode ser igual ou melhor que Garotas de Vidro.
    Como você falou realmente não é só a Melinda que passa por bulling, muitas adolescentes por ai passam, ou vão passar por algo parecido. De verdade essa história é um belo tapa na cara da gente!
    Espero lê-lo em breve!
    Beijos 😉

  • Natália Fraga
    23 setembro, 2013

    Achei ótima sua resenha, já havia visto outras resenhas sobre o livro, mas confesso que a sua me conquistou por você imaginar que isso poderia ter acontecido com qlq pessoa, até com vc… Fiquei com ainda mais vontade de ler o livro.

  • Gabriella Flavia
    23 setembro, 2013

    Oi Paola, tudo bem? Bom, eu ja assisti o filme baseado no livro "Fale" (Speak) e sem duvidas é um dos melhores filmes, mais tristes e ao mesmo tempo com uma lição de vida e se tornou um dos meus preferidos com certeza, e não só porque quem faz a Melinda no filme é a Kristen Stewart (que sou bem fã dela desde 2008 rs) mas também porque eu fiquei realmente emocionada, intrigada e me envolvi no filme. Fiquei pensando "nossa, imagina se isso acontecesse comigo?" e por isso conseguir sentir o sofrimento da Melinda, pois me coloquei em seu lugar, e fiquei pensando em quantas meninas já não passaram por isso e nunca conseguiram contar para alguém por estarem tão assustadas com o que aconteceu com elas. Enfim, é uma grande historia, com um significado muito marcante, e imagino que o livro deve ser melhor ainda, por isso gostaria de ganhar rs. Beijos e boa sorte para mim e para todos! 😀

  • Mari Colombo
    23 setembro, 2013

    Adorei a resenha! Fiquei super curiosa pra ler.. Essa temática (escola, bullying, etc) não é minha preferida, mas o suspense me chamou a atenção.. Não parece ser um livro comum! Está na minha lista com certeza! E que capa linda! *-*

  • Julia Costa
    22 setembro, 2013

    Eu vi você falar desse livro no seu último video, to com muita vontade de ler! me coçando pra nao assistir o filme antes haha prefiro primeiro o livro, com certeza! parece ser bem legal. bjs!

  • Gabriela
    21 setembro, 2013

    Confesso que de início achei que não ia querer ler o livro porque desde que vi a capa achei feia e fiquei imaginando que era de auto-ajuda :/, porém depois de ler resenhas e perceber que estava muito enganada estou curiosa. Essa autora adora abordar temas mais pesados e acho que estou precisando no momento. Ainda mais depois de uma resenha dessas, quero que ele seja meu favorito também!

  • Larissa Lins
    20 setembro, 2013

    Já vi muita gente falando bem e me deu certa curiosidade, a sua foi a primeira resenha que li e nem preciso ler mais nenhuma, esta perfeita e aumentou à um nível considerável a minha vontade de ler esse livro,

  • Anônimo
    19 setembro, 2013

    Eu confesso que não gostei muito de Garotas de Vidro, por mais que tentasse não consegui entender e me simpatizar com a personagem principal. Mas com Fale! acredito que será diferente. Por toda a repercussão que seu lançamento gerou lá fora, vale a pena dar uma chance a ele. Estou ansiosa pela leitura!

    Bjs
    @tibiux

  • Rossana Batista
    19 setembro, 2013

    Espero ser também arrebatada com essa história que parece ser bem envolvente.
    Fiquei curiosa quanto aos motivos que fizeram a Melinda chamar a polícia. Algo aconteceu na festa! E é isso que me deixa mais curiosa!

  • Gabriel Barbosa
    19 setembro, 2013

    Gostei da resenha!

    Vejo tanta gente falando bem desse livro que estou louco para ler =D

    Gabriel – umpapoentrepaginas.blogspot.com.br

  • Fernanda Oliveira
    19 setembro, 2013

    A sua resenha do livro estava simplesmente genial !!! Pah você a cada dia esta escrevendo cada vez melhor . Lendo a sua resenha eu pudi sentir um pouco do que você sentiu ao ler o livro .
    Eu vi váááários blogueiros falando super bem do livro , mas eu não sabia do que o livro falava , e após ler a sua resenha eu estou simplesmente louca por ele *-*

  • Tâmara Moya
    19 setembro, 2013

    Oi Pah
    Fale! aborda um tema indigesto, emocionante e atual. Laurie Halse Anderson é conhecida por escrever histórias sobre adolescentes, mas chamando a atenção para YA.
    Com certeza os jovens podem ser cruéis quando eles se deparam com as diversidades das pessoas. Fico pensando o quanto Melinda mudou e os pais não perceberam? A negligência deles me incomodou um tanto!
    Parece que a autora conseguiu transmitir com maestria tudo que a protagonista sentia, seus medos, dúvidas, desânimos, frustrações, pensamentos sarcásticos e ácidos.
    Acredito que é um livro que irá perturbar muito de nós!
    Ótima resenha flor.
    Bjus

  • Ariana Oliveira Gomes
    19 setembro, 2013

    Quero muito ler este livro, essa autora parece ser incrível. Amei a resenha e só me motivou mais ainda a ler. Essa parte que você falou da dor me chocou um pouco…
    Entrou para minha lista de desejados.

  • Anônimo
    18 setembro, 2013

    Oi Pah!!
    Eu estou tão ansiosa pra ler esse livro! Fiquei bem curiosa pela leitura, e para saber se ela supera está dificuldade. Eu espero ler em breve, por que gosto desse tipo de leitura! Amei sua resenha!

  • Bruna Costenaro
    18 setembro, 2013

    Parece ser um livro que é carregado de humanidade e de reflexões, então fiquei bem curiosa p/ ler! Não tinha lido nenhuma resenha dele antes =P

    Miquilis: Bruna Costenaro

  • Anônimo
    17 setembro, 2013

    Muito boa a resenha. Além de falar da história pude conhecer a fundo todos os detalhes que o envolve.
    Já tinha ouvido falar desse livro e confesso que no primeiro momento pensei: bem feito, ninguém mandou dedurar.
    Mas assim, sem saber da história nem nada. haha

    Senti uma pegada de "Não sou este tipo de garota" em que a história se passa no ensino médio e termina com uma baita lição de moral.

    Enfim, fiquei super curiosa e quero lê-lo logo logo!!

  • Lanifer
    17 setembro, 2013

    Fiquei entusiasmada pra ler esse livro.Não vejo a hora de começar 🙂

  • EllenMaira
    17 setembro, 2013

    OMG! Esse livro parece tão intenso, parece ser aqueles livros que te envolvem totalmente nas história, depois dá sua resenha fiquei com mais vontade de ler esse livro
    bjubjubju

  • VANESSAANGELQ
    17 setembro, 2013

    Oi Pah,assisti o filme chamado O Silêncio De Melinda!Realmente não foi de uma hora para outra que Melinda ficou assim, foi depois de um acontecimento traumático que mudou a vida dela por completo,um livro para falar com os adolescentes e expor situações perigosas e atuais.
    Pretendo ler o livro porque pela resenha parece ser tocante e principalmente pela personagem e o abuso que sofreu e ficou tão traumatizada que não era mais como antes de tudo acontecer!
    Um tema forte,atual tratado com maestria e objetividade a história!

  • Ingrid Sodré
    17 setembro, 2013

    Ultimamente ando vendo muitos livros, em diversos blogs e a priori, nenhum me chamou muito a atenção. Esse livro foi um deles. Obviamente não devemos julgar um livro sem nem ao menos ler a resenha ou ver a opinião de quem o leu. Sendo assim, resolvi me informar e confesso que despertou meu interesse. Muitas pessoas estão falando bem dele, inclusive que é um dos melhores livros que já leram. Aprecio livros que me prendem, que emocionam, que são intensos e me façam pensar durante uns trinta minutos após terminá-lo. Aparentemente esse livro transmite essas sensações ao leitor. O livro relata também a outra face do ensino médio, da adolescência, que muitas vezes pode ser cruel, traumatizante. Me encontro curiosa. Enfim, futuramente irei lê-lo.

    http://umadosemaisforte.blogspot.com.br/

  • Taís Inácio da Silva
    17 setembro, 2013

    Muito linda a resenha. Só ouço falar bem desse livro, quero muito lê-lo, já está na minha lista de leitura, que aliás está enorme rssrsrsrs. Já tem o filme??

  • Maiary Rodrigues
    17 setembro, 2013

    Sua resenha me deixou curisa, mesmo eu já sabendo o que acontece e como é a história de Melinda. HAHAHA
    Vi o filme algumas vezes e tava doida pela publicação do livro aqui no Brasil. E agora que foi finalmente lançado não vejo a hora de ler!
    Beijos

  • Ludmila Campos
    05 setembro, 2013

    Que resenha linda! Adorei! Quero muito ler, mas fico um pouco receosa por ser um tema tão pesado.. Depois dessa resenha, acho que vou encarar! Beijos

  • Casa da Rê etc e tal...
    28 agosto, 2013

    Tinha lido sobre ele num outro blog dedicado a leitura, que tb falou maravilhas dele e que inclusive tem um filme com a garota do crepúsculo. Com certeza esse está na minha lista de compras futura
    bj

  • Thais Rory
    27 agosto, 2013

    Maravilhosa resenha, me deixou com um monte de vontade de ler e de me emocionar!!!
    Bjos

    Lendo e Bebendo
    (lendoebebendo.blogspot.com)

  • Ricardo Almeida
    27 agosto, 2013

    Oi Paola, te indiquei em uma #TAG.
    Espero que possa participar.
    Confere lá: http://www.bioleitor.com/2013/08/tag-incentivo-leitura.html
    Abraços

  • Evellyn
    26 agosto, 2013

    Oi Pah!

    Estou beeem curiosa para ler esse livro. Vc disse que a narrativa é simples mas mt real e acho que essa autora sabe mesmo escrever assim. Eu vi o filme e acho mt interessante, então, mesmo sabendo a ideia geral, tenho tm vontade de ler o livro.
    Acho otimo uma obra jovem conseguir ser profunda mesmo sendo direcionada para… jovens!
    Eu na verdade acho GV assustador.. A palavra certa é angustiante. E talvez essa autora tenha se especializado nisso.
    Ainda irei ler!

    bjs

  • ✿Nessa✿
    26 agosto, 2013

    Oi Pah!

    Nunca se deve julgar um livro pela capa, eu não me interessei pelo livro por causa dessa capa, sei lá não gostei dela. Mas lendo sua resenha me despertou curiosidade, parece ser bom.

    Beijos*

  • Jessinha Cruz
    26 agosto, 2013

    Tem um selino para ti com uma mini tag no meu blog 🙂
    http://fofocas-literarias.blogspot.pt/2013/08/tag-versatile-blogger-award.html

  • Erica Ferro
    24 agosto, 2013

    A tua resenha me lembrou um pouco do livro "Esperando por você", da Susana Colasanti.

    E que linda mesmo a diagramação desse livro. Eu gostaria de ler, Pah.

    Beijo!

    Sacudindo Palavras

  • Amanda T.
    24 agosto, 2013

    Já ouvi falar da autora por conta de Garotas de vidro, que tenho loucura pra ler. Nunca tinha escutado falar esse, mas fiquei intrigada. Quero saber o que aconteceu de tao intenso com Melissa, e vou tentar ler o mais rapido possivel pra descobrir!

    Beijos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

  • Ana Carolina
    24 agosto, 2013

    Oi Pah..

    Já tinha visto o filme… mas parece que o livro é mil vezes melhor.

    Louquinha para comprá-lo.

  • Mirelle Candeloro
    24 agosto, 2013

    Oh God Pah, é a terceira resenha que leio sobre esse livro e minha vontade de lê-lo só faz aumentar. Beijos, Mi

    http://www.recantodami.com

  • Anônimo
    24 agosto, 2013

    Não conhecia este livro e fiquei meia assim…sem saber o que pensar quando vi a capa, mas lendo sua resenha simplesmente me apaixonei por este livro!!

  • Aline T.K.M.
    23 agosto, 2013

    Li Garotas de Vidro e só posso dizer que me surpreendi com a forma como a autora conduziu a trama e como nos inseriu dentro da cabeça da protagonista. Pelo visto, segundo sua resenha, Fale! vai pelo mesmo caminho, o que é uma ótima notícia. Acho que é uma das primeiras resenhas que leio desse livro e gostei do que li; definitivamente é um livro que quero ler.

    Um beijo! Livro Lab

  • Matheus Abreu
    23 agosto, 2013

    Tenho muita vontade de ler esse livro por causa da adaptação cinematográfica coma Kristen. O livro grita para mim pedindo que o leia, porém ainda não tive oportunidade de encontrá-lo e comprá-lo. Amei sua resenha e não vejo a hora de ler.

    http://compulsivebookaholic.blogspot.com.br/

  • Livroterapias
    23 agosto, 2013

    Que resenha linda!
    Tinha visto esse livro, mas não imaginava que era bom!
    Vou ler, claro!
    Beijinhos
    Rizia – Livroterapias