[Resenha] Cadê Você, Bernadette? - Maria Semple

Bernadette Fox é notável. Aos olhos de seu marido, guru tecnológico da Microsoft e rock star do mundo nerd, ela se torna mais maníaca a cada dia; para as demais mães da Galer Street, escola liberal frequentada pela elite de Seattle, ela só causa desgosto; os especialistas em design ainda a consideram uma gênia da arquitetura sustentável, e Bee, sua filha de quinze anos, acha que tem a melhor mãe do mundo. Até que Bernadette desaparece do mapa. Tudo começa quando Bee mostra seu boletim (impecável) e reivindica a prometida recompensa: uma viagem de família à Antártida. Mas Bernadette tem tal ojeriza a Seattle - e às pessoas em geral - que evita ao máximo sair de casa, e contratou uma assistente virtual na Índia para realizar suas tarefas mais básicas. Uma viagem ao extremo sul do planeta é uma perspectiva um tanto problemática. Para encontrar sua mãe, Bee compila e-mails, documentos oficiais e correspondências secretas, buscando entender quem é essa mulher que ela acreditava conhecer tão bem e o motivo de seu desaparecimento. Maria Semple revela, em seu segundo romance, a influência de grandes escritores contemporâneos como Jonathan Franzen e Jeffrey Eugenides, ao mesmo tempo que se afirma como uma voz original, marcada pelo melhor humor das séries de TV norte-americanas. Sem sentimentalismos, mas com muita empatia, Cadê você, Bernadette? trata do amor incondicional de uma filha por sua mãe imperfeita. Leia um Trecho
Romance || 376 Páginas || Cortesia Companhia das Letras || Skoob || Compare & Compre|| Classificação: 5/5 || Resenha da Kamila Mendes
Cadê você Bernadette? me surpreendeu de formas variadas. Quando peguei o livro pela primeira vez fui tomada pela sensação de que seria mais um livro chato, contudo fui enganada pelo meu sexto sentido!
Escrita inteligente, sensível, envolvente, capaz de fazer o leitor refletir se de fato conhece aqueles com quem convive há anos. O livro é narrado em parte por Bee, ou melhor Balakrishna Branch (mas não conte a ela que a chamei pelo nome completo...ela surtaria...rsrsrs) e em parte por cartas, bilhetes, e-mails e sms trocados pelos personagens adultos: pai, mãe, mosquinhas (como Bernadette chama sua vizinha e as demais mais de Galer Street, escola onde Bee estuda), Manjula (assistente virtual indiana? Como assim?) e o FBI.

Eu sei, eu sei, é muita informação de uma vez só! Eu também me senti assim ao virar as primeiras folhas. Mas mesmo com essa confusão de documentos, trocas de e-mails e bilhetes, me senti incrivelmente grudada ao livro. É uma fórmula estranha que a autora usou. O leitor fica curioso pra saber quem e sobre o quê estão escrevendo, e quem está montando esses documentos.
Mas falando um pouco sobre a história. Cadê você Bernadette? conta a história do amor incondicional de uma filha por sua mãe estranha e perigosa. Durante seus primeiros anos de vida Bee sofreu frequentes internações hospitalares devido a um problema congênito no coração. Por decorrência, desenvolveu asma viral e teve seu crescimento afetado. Sua mãe (a dita Bernadette Fox) abandonou tudo para cuidar da filha, enquanto seu pai, Elgie Branch se enterrou na Microsoft, onde é um programador aclamado.
A vida seguia dessa forma, Bee se tornando cada vez mais brilhante, inteligente e amiga de sua mãe; Bernadette se tornando cada vez mais arredia, reclusa e antissocial e Elgie mergulhando cada vez mais no trabalho.
O livro começa exatamente quando Bee propõe uma viagem de férias a Antártida e Bernadette começa a trocar e-mails com sua assistente indiana que reserva desde as passagens da dita viagem até pedir o jantar para a família toda noite – uma vez que Bernadette se recusa a cozinhar e lavar a louça. Acontece que Manjula não existe, é um disfarce de uma organização criminosa russa que rouba as contas, os dados bancários, senhas de cartões dos Branch através dos e-mails ingênuos de Bernadette. É aí que entra o FBI investigando a relação de Bernadette com a organização.
O fato é que o comportamento arredio de Bernadette começa a incomodar seu marido e ele pensa em interná-la em um hospital psiquiátrico. Bernadette desaparece no dia da intervenção e Bee começa procurar por sua mãe. Mas antes recebe misteriosamente os arquivos do FBI, os e-mails que sua mãe trocou com Manjula, os e-mails trocados por seu pai e sua secretaria, os e-mails e fax trocados entre as mosquinhas e começa a descobrir a mulher genial que sua mãe foi e é e toda a rede de fofocas e mentiras que tornaram sua mãe um ser recluso, esquivo e egoísta.
No final do livro fiquei meio...como assim? Como não previ isso? O final é meio óbvio, mas a forma como foi escrito é que te surpreende. O que me encantou foi a maneira como Maria Semple escreveu sua história. De forma nenhuma eu achei que o final seria tão óbvio, mas o final óbvio, da forma como foi mostrado, não me decepcionou, ao contrário, amei a simplicidade de como tudo foi narrado na tentativa de surpreender o leitor com o óbvio e nos fazer pensar se de fato conhecemos as pessoas que amamos.
Você sabe o que levou seus pais a ser quem são? E seu namorado? Há uma história por trás de todos e ninguém conhece plenamente os outros. Vale a pena gastar um tempo investindo em conhecer o próximo e vale a pena gastar tempo para conhecer Bernadette Fox e Bee Branch! ;)
Outras Capas + Aqui

 







Top Comentarista, participe Aqui

34 comentários:

  1. Oi Kamila, excelente resenha. Faz tempo que só tenho ouvido falar bem desse livro na blogosfera e estou louca de curiosidade de lê-lo. E cá entre nós, a capa brasileira tá um arraso. Muito melhor que as lá de fora. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha! Com certeza vou dar uma chance para o livro (apesar de sempre odiar livros com finais bem óbvios :S)

    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oieee!!
    Eu adoro essa capa é muito charmosa ♥
    Já tinha lido algumas resenhas e o livro já me ganhou apenas nelas!!
    Estou muito curiosa para lê-lo gosto de livros que passam mensagens simples mas importantes de uma forma clara e divertida!!
    Nada com um bom livro que te prenda do inicio ao fim e depois te surpreende com um final quase previsível ;)
    Bjus

    ResponderExcluir
  4. Adorei a capa, mas a história não me chamou muito atenção. Vou pedir minha amiga cobaia para ler e se ela gostar eu leio.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Kamila!
    To in love com essa capa haha. Achei bem curiosa a história desse livro, a principio achei que se tratasse de ser uma chick-list, mas parece que não :/
    Eu gosto bastantes de livros com finais simples, simplesmente não gosto de finais tão elaborados que nem parecem verdadeiros,

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Estou desesperada por esse livro e depois de ler a resenha então já quero pra ontem =P ameeei essa capa lindaa demais!!!!

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Estou super curiosa para ler esse livro, são tantos elogios que já ouvi que quero ler, já está aqui só esperando um tempinho.
    Abraços
    Melissa Padilha
    De Coisas por Aí

    ResponderExcluir
  8. Oi...
    Estou bem curiosa para ler esse livro! Já li várias resenhas positivas dele. E essa capa?!Muito show! Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Oi flor!

    O livro parece ser muito bom e fiquei curiosa com esse final obvio e surpreendente ao mesmo tempo hehe. Só não sei se essa formula dos bilhetes e tal vai funcionar pra mim, fico com um pé atrás, prefiro a narração habitual mesmo!

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Gostei da capa, porém a sinopse deixa a desejar...

    ResponderExcluir
  11. Eu estava até pensando em colocar na lista (porque hoje em dia, pensar em ler, tem os outros tantos de livro na frente, na lista), mas aí li a sinopse e fiquei descrente. Só que com sua resenha, acho que darei uma chance. Não sei se vou gostar, não é muito o tipo de leio, geralmente, mas ainda assim, não custa tentar, certo?
    Beijos,
    Vitória R.
    Adeus Realidade

    ResponderExcluir
  12. Tem tanta gente falando bem desse livro que me deu ate vontade de ler, e fora que essa capa é maravilhosa!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  13. Das capas, gostei mais da nossa, rs. Adorei a resenha, e é bom saber que o final surpreende, mesmo sendo do tipo previsível, rs.
    Adoro o seu blog,
    beijos
    Bruna
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/
    @MeuMundinhoFict

    ResponderExcluir
  14. aaah, eu olho para esta capa e imagino ser um livro suuuuuper divertido *----*
    estou bem curiosa para ler! parece ser muito bom mesmo :D:D:D

    ResponderExcluir
  15. Nossa, o começo do livro é bem cheio de informações, também ficaria com a impressão de me sentir perdida em tudo isso.
    Achei a história diferente e fiquei curiosa em conhecer a relação da Bee com a sua mãe. Com certeza leria o livro.
    Achei a capa brasileira mais bonita do que as outras capas.

    ResponderExcluir
  16. A capa mais bonita é a daqui, linda, e a estória parece ser muito divertida mesmo, e o fim me deixou curiosa.

    ResponderExcluir
  17. kkkkkkkkk também!!! Com um nome horroroso desse eu mataria realmente quem ousasse pronunciar ele por inteiro. Eu já tinha visto o livro nas redes sociais mas ainda não tinha lido nenhuma resenha. É muito bom quando uma autora nos surpreende de uma forma simples nos mostrando o óbvio que estava logo a baixo do nosso nariz e mesmo assim não conseguimos enxergar. Confesso que fiquei bem curiosa pra ler este livro. E também achei a capa super linda. Tem até envolvimento com o FBI. rsrs...não da pra deixar de ler né?! Muito boa a resenha.
    Bjokass

    ResponderExcluir
  18. A capa é bonita e me deu vontade de ler, mas quando eu li a sinopse do livro acabei não me interessando e perdi essa vontade, mas quando comecei a ler resenhas falando bem do livro e de como ele era bom a vontade ressurgiu. Vou colocar já Cade Você Bernadette? na minha lista de livros.

    ResponderExcluir
  19. Eu não consigo me interessar por esse livro. Não gostei da capa, não gostei da sinopse, não gostei de nada. Pode ser que seja implicância minha, até porque as resenhas que li falam muito bem dele, mas o que posso fazer? Quando coloco uma coisa na cabeça, é difícil tirar, rs.

    ResponderExcluir
  20. Adorei a resenha <3 Já li várias resenha desse livro , mas eu vou confessar .....E não tô louca para lê-lo , mas eu acho que eu vou dar um chance para ele :)

    P.S : A capa do livro é linda *-*

    ResponderExcluir
  21. Ótima resenha!
    Já li várias resenhas desse livro, a maioria positiva, mas não é um livro que me chamou a atenção.
    Não costumo ler livros assim, eu sei que às vezes é bom sair da zona de conforto, mas sei lá... não tenho vontade de lê-lo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Achei bacana a proposta do livro, bem original (coisa que anda meio complicado de encontrar hoje em dia!). Principalmente a premissa né gente, a busca não é para encontrar Bernadette, a busca também é para descobrir quem ela realmente era. Essa coisa de conhecer de fato as pessoas é complicado demais! Rsrsrs, mas vamos combinar que essa capa é um espetáculo heim! Perfeita!!

    ResponderExcluir
  23. Adorei, agora tenho mais um livro para minha lista de leituras.Quando comecei a ler a sinopse lembrei dos livros da Shopie Kinsella e até achei que o livro poderia ser dela, mas pelos visto as inspirações da autora são outras.

    http://livroscomaflor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Genteee, quando vi essa capa imaginei uma escrita cheia de humor, comedia e por aí vai.. nunca, jamais me passou pela cabeça uma historia como a que vc descreve na resenha.. haha adorei, fiquei super curiosa pra ler e super curiosa pra ver esse tão falado final.. bjss

    ResponderExcluir
  25. Adorei sua resenha! Deu para ter uma ideia de verdade do livro. Eu vi antes e tinha entendido outra coisa. Mas você esclareceu tudo. Adorei.
    Adorei a premissa de saber o que levou tal pessoa a ser o que é. Olha... Estou tentando descobrir isso. De verdade. Se tiver alguma fórmula mágica por aí, pode me mandar.

    Antes, na outra resenha que tinha visto num canal famoso do youtube, eu entendi que a Bernadete era uma pessoa tipo a "Senhora dos Absurdos", sabe? E só. Mas parece que o livro traz uma mensagem de "não julgue sem saber". Não sei se estou enganada... mas como descobrimos porque ela age como age, devemos entendê-la melhor. Conseguiu me interessar pela leitura! Adorei.
    Beijos
    http://vivianpitanca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Também imaginei que seria um livro chato e não gostei muito da capa mas pelas 2 capas no final gostei mais da nossa. Me surpreendi completamente com a historia do livro e a cada resenha que leio sobre ele me faz ter mais vontade de lê-lo ,estou até ficando com um pouco de medo de criar expectativas muito elevadas por causa disso.

    ResponderExcluir
  27. Estou feito você antes de ler o livro, acho que vai ser chato. Mas eu ainda não me convenci com a resenha, mesmo que no livro tenha essa coisa de escritas de e-mail, carta... Não fiquei muito curiosa.

    ResponderExcluir
  28. Gente eu já tinha visto a capa do livro antes, mas nunca tinha imaginado que a historia dele fosse tipo tenho certeza de que é muito divertido, e até eu fiquei curiosa com a historia, e quero saber para onde ela foi, e por que? adorei a resenha ela me chamou a atenção para um livro que eu nem reparava.
    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Eu adoro ver as capas dos outros países hahaha Acho que a segunda da que você mostrou é mais bonitinha do que a brasileira. Não li nenhum livro da Maria Semple, mas até que fiquei com vontade de conhecer a escrita dela e saber como ela surpreendeu mesmo com um final óbvio :D

    ResponderExcluir
  30. Eu fiquei bem curiosa por esse livro, porque além da capa chamativa, vi algumas resenhas positivas, mas ainda não tinha encontrado quem falasse que ele era assim um tanto confuso inicialmente.
    Gostei bastante do que vc escreveu.. Apesar desse tanto de assunto, parece mesmo interessante! E sei lá, essa coisa de mãe e filha me lembrou um dos meus livros favoritos> esposa 22, embora esse pareça um pouco mais dramático - até por conta da coisa investigativa e tal. Acho que um final obvio pode sim ser legal pq as vezes é o que a gente menos espera!!

    Ahh e eu estava olhando aquela outra capa e pensando 'mas não tem nada a ver' e ai vi que tem uma viagem a Antártida (hum?) rs

    Bjsss

    ResponderExcluir
  31. Já tinha lido resenhas sobre esse livro. Quero muito muito muito lê-lo, já esta na minha wishlist. Pretendo lê-lo o mais rápido possível. AMO DE PAIXÃO esses livros de mistérios aonde tentam encontrar alguém. Por essas e outras razões que me fez interessar pelo livro.
    Ótima resenha, Kamila.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  32. Só tenho lido boas críticas sobre esse livro, parece ser uma história interessante que movimenta sua curiosidade em saber o por que de Bernadette ter se tornando uma pessoa tão reclusa e anti-social e saber onde a mesma se encontra?! Pelo jeito quem vai resolver o mistério será sua filha e quero saber o que mudará na relação das duas depois que sua mãe aparecer novamente...

    ResponderExcluir
  33. Aconteceu muito comigo de viver anos e anos com alguém e de repente, essa pessoa fazer algo que não condiz nada com o que estava acostumada, mudar mesmo. Nunca conseguiremos conhecer ninguém a fundo, nem a nós mesmos.
    Gente! Que trama! Estou super ansiosa pra ler e ver toda essa confusão e o final óbvio!
    Aliás, a capa brasileira é a mais linda!

    ResponderExcluir