[Resenha] A Amante do Rei - Emma Campion

Em meio às armadilhas da corte, o amor de um monarca pode representar poder e riqueza, mas também a mais brutal das ameaças. Viúva de um mercador, dona de um segredo capaz de abalar todo o reino, a plebeia Alice Perrers é afastada da família para viver sob a proteção da rainha Filipa da Inglaterra. Porém, sua beleza e perspicácia atraem Eduardo III, e o caso de amor entre eles logo se transforma em um escândalo na corte. Condenada por todos como uma oportunista que enriqueceu manipulando um rei doente, Alice precisa lutar para defender sua honra.
Romance Histórico || 546 Páginas || Cortesia Editora Record || Skoob || Compare & Compre|| Classificação: 5/5
Alice Perrers é uma figura histórica (do século XIV, para ser mais exata) conhecida por exercer influência e até mesmo certo nível de controle no aclamado rei da Inglaterra Eduardo III. Contudo, com um pé na história e outro na ficção a autora Emma Campion dá voz a uma pergunta que muitos ignoraram – Em que cenário uma plebeia, nascida de pais comerciantes e dona de nada mais do que sua beleza e inteligência, seria capaz de exercer algum tipo de domínio sob um rei? Baseando-se em fatos verídicos, claramente embasados em anos de pesquisas bibliográficas, a autora dá vida a uma Alice que não foi apenas a conhecida amante do rei, retratando também uma criança que um dia sonhou com um casamento por amor, uma jovem que foi empurrada pela família a um enlace perigoso que trouxe a ela inúmeras felicidades, mas também incontáveis perdas, recriminações e desilusões, e uma mãe que lutou incansavelmente pelo bem estar dos seus filhos. Na visão da autora o erro de Alice foi confiar demais, se entregar sem receios... Mas, o que ela poderia ter feito de diferente? Sendo uma mulher, teria ela poder suficiente para dizer não aos homens que se impuseram em seu caminho?
QUANDO TIVE EU A escolha de ser diferente do que fui? Deveria eu ter sido mais egoísta, mais inflexível, mais rebelde? (...). Serei uma pecadora, ou uma criada obediente? Na condição de ser do sexo feminino, eu era aceitável apenas como filha virginal, esposa ou viúva - a menos, é claro, que eu fizesse os votos a Deus. Fui as três coisas - filha, esposa, e viúva -, além de amante.”

Que eu sou apaixonada por romances históricos não é nenhuma novidade, entretanto devo dizer que esse é o meu primeiro contato com uma obra que, além do romance, dá vida a inúmeros fatos verídicos de nossa história.  É claro que falamos de uma fantasia e ainda mais óbvio que essa seria uma versão provável, mas ainda assim romantizada, do papel de Alice na sociedade Inglesa daquele período, porém não consegui deixar de me sentir parte da época vividamente descrita pela autora: as roupas, os penteados, o papel da corte, as intrigas, os costumes, as batalhas perdidas, o controle do Rei e da Rainha na vida dos que estão ao seu redor... Tudo é tão verídico e bem justificado que durante a leitura é quase impossível lembrar que estamos lendo uma obra de ficção. E sim, minha opinião pode parecer suspeita por eu ser uma amante incondicional desse momento histórico, contudo é fato que eu devorei o livro com os olhos críticos de uma fã e ainda assim fui completamente surpreendida pela autora.
Além do elemento histórico contamos também com uma narrativa que encanta, emociona e incita a nossa curiosidade; longe de qualquer embate sobre a realidade por trás dessa obra é válido de dizer que ela é sim uma história de romance. A trama é descrita como uma bibliografia ditada pela própria Alice, em seu presente atual ela percebe que precisa explicar com detalhes todos os caminhos que tomou e que a tornaram quem ela é hoje, assim mergulhamos completamente em sua vida: sua primeira paixão, a graça de amar e ser amada, a benção de um filho, a companhia de bons amigos e então, em contra partida, a inveja, a dor, o preconceito, a perda e a desgraça. Nunca torci tanto para que a história fosse diferente, nunca me vi tão aflita ou comovida por uma jovem que nada mais foi do que um peão nas mãos dos poderosos homens de sua vida. E isso não quer dizer que Alice seja uma santa, não quer dizer também que ela não tenha amado o rei e aproveitado cada momento que teve em sua companhia, muito pelo contrário, significa que sem direito de defesa – apenas por amar, se doar, e não se rebelar contra as ordens recebidas – ela recebeu o olhar reprovador de muitos e levou a culpa pelo declínio de um reino. Talvez seja por isso que o livro A Amante do Rei tem uma conotação tão pessoal e emocional, pois ele vem em defesa de Alice ao mostrar sua verdadeira face.
– Amar um rei, Alice, é como dançar uma música estonteante, girando em sua direção, girando para longe dele.
Com um cenário tão atrativo e uma história repleta de intrigas e mistérios só posso dizer que me apaixonei. Assim como Alice eu suspirei de amor, comemorei a felicidade, me deslumbrei com tanto luxo, me permiti sonhar, chorar, ficar de luto e, principalmente, me indignar com aqueles que um dia chamei de amigos. De fato eu vivi as experiências de Alice, e não importa se a versão da autora Emma Campion não é fiel a realidade, o que vale é que em meu interior eu escolhi defender e lutar pela felicidade dessa mulher. Então, você quer motivos para ler esse livro? Eu lhe dou alguns: a possibilidade de viajar no tempo, a certeza de suspirar com tanto romance, a oportunidade de refletir sobre o papel social da mulher, e a condição de telespectador ansioso para descobrir mais e mais sobre a influência de personagens tão célebres quanto Eduardo III, Rainha Filipa e Isabel de França na vida da plebeia Alice Perrers. Você foi convencido? Eu espero que sim.
Para ler ao som de

♪ Ever worry that it might be ruined
Does it make you wanna cry
When you're out there doin' what you're doin'
Are you just getting by ♪


♪ This is the last time I'm asking you this
Put my name on the top of your list
This is the last time I'm asking you why
You break my heart in the blink of an eye ♪

Trecho (s) Marcante (s)
“Os bisbilhoteiros adoram rotular pessoas que eles temem. Isso os faz sentir que são superiores e que não têm tanto medo.”
 “Não compreendo o modo como funciona meu coração. Ele tem sua própria noção do tempo”.

Capas pelo mundo (+ aqui)

  





Top Comentarista participe Aqui

23 comentários:

  1. Gosto muito quando o autor consegue misturar ficção e realidade, e pelo visto a autora fez muito bem isso, já que ela pesquisou muito pra escrever o livro. Também sou fã desse tipo de leitura, essa época me encanta, assim como as roupas, as formalidades e costumes da época. Fico feliz que a narrativa é deliciosa e tem muitos mistérios e intrigas nessa historia, isso me deixou aqui, babando por esse livro, já vou coloca-lo na minha lista de desejados, vou pedir de presente de natal pra alguem! Parabéns pela resenha, ficou show!

    ResponderExcluir
  2. Eu gosto muito desse tipo de leitura, esse livro é bem chamativo também :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Adoro esses livros com um contexto histórico e ficção ainda que convenha com a realidade. Porém, acho que não gostaria tanto desse livro devido ao romance bastante presente no desenvolvimento.
    Adorei a capa e para ter levado as 5 estrelinhas deve ter surpreendido mesmo. Espero ter a oportunidade ler o mais breve possível.
    Obrigada pela dica, a resenha ficou ótima!

    ResponderExcluir
  4. AMO romances históricos e principalmente baseados em fatos verídicos.. já tá incluido na minha listinha de falência a um tempo..preciso desse livro pra ontem!!!!

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Deve ser um livro encantador, unindo ficção com realidade. Até o título faz com que chame atenção.

    ResponderExcluir
  6. Adorei a escolha dos quotes! Lindos, e essa capa?
    Amo romance histórico, com certeza mais um para a minha lista!

    ResponderExcluir
  7. OI Pah!
    Nossa, o livro parece ser maravilhoso.
    Pelo que vc diz eu vou amar ler essa historia. Eu mo livros historicos, com partes da historia e o contexto é maravilhoso. Adoreiii.
    Essa capa é linda!!
    Ai, adoro essa musica Try!!

    Beijos*

    ResponderExcluir
  8. Eu também adoro romances históricos tem toda aquela magia e emoção!!
    Amei a resenha e fiquei super empolgada em conhecer esse romance mais de perto!!
    A capa é maravilhosa!!
    Bjus

    ResponderExcluir
  9. Oi Pah, como eu faço para colocar o link do que estou lendo do skoob no blog?
    descobri o skoob há pouco tempo e achei o máximo, queria colocar o link no blog, já vi um milhão de tutoriais mas como sou muito lerda kkkkkk não consegui botar....
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Poxa que capas lindas, e pelo jeito que vc resenhou esse livro deve ser muito bom, fiquei com vontade de ler, nunca li nada de ficção misturada com real.
    BJS

    ResponderExcluir
  11. aiiiii que capas são essassssssssss, sem duvidas compraria esse livro sem nem ao menos ter ouvido falar antes, fora q eu amooo de paixão livros desse gênero.


    Bjus

    ResponderExcluir
  12. Já me interessei pelo livro só porque é romance histórico, e sou viciada nesses livros! E esse parece ser muito bom, a sua resenha atiçou muito minha curiosidade, já entrou no topo da minha lista de desejados ((:

    ResponderExcluir
  13. Pah, que resenha linda amiga....
    Confesso que depois de ler deu vontade de pegar o livro e me aventurar nessa historia, pq antes eu morria de medo pela quantidade de páginas rsrsrsr
    Assim que der, vou ler com certeza ;)

    ResponderExcluir
  14. Oi Pah, apesar desse não ser meu gênero favorito de livro, achei legal a história ser embasada em fatos verídicos, e da autora ter feito diversas pesquisas para compor os personagens. Acho que isso enriquece ainda mais a trama. Adorei a dica. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  15. Olá.
    Sua resenha me convenceu a ler este livro. Apesar, de leituras deste tipo me agradar. Ainda mais se a gente viaja junto para dentro do livro com a personagem principal.
    A historia me agradou bastante, vai para minha wishlist agora mesmo. Fora que tem momentos históricos no livro né? Sou apaixonada por historia em geral.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Quando eu estava escolhendo meus livros de aniversário esse ano , olhei esse livro e fiquei na dúvida!
    Primeiro eu também amo livros históricos, mas olhei o preço e decidi esperar um pouquinho!
    Mas a sua resenha me convenceu totalmente! Linda!
    E a postagem como um todo também! s2
    Amei!
    Beijos
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2013/11/resenha-escalada-de-eva-as-duas-faces.html

    ResponderExcluir
  17. Quando vi Romance Histórico fiquei já “OH MY GOD, não quero saber nem como é e o que acharam, só PRECISO ler”, kkkkk. Aliás, peguei o gosto por esse tipo de literatura com você, Pah.
    Fiquei bem curiosa ao saber que tem fatos verídicos. Dá um toque de querer saber mais da vida dos outros rs. Parece que vou me emocionar, que vai ser bem bonitinho ;)
    E respondendo a pergunta: sim, fui convencida.

    ResponderExcluir
  18. Oii Pah!
    AH, eu quero ler!!! *.*
    Também adoro romances históricos, e quero muito ler esse! Não conhecia o livro, mas só de ler sua resenha já bastou para querer lê-lo agora haha
    Parece ser muito bom, vou colocá-lo na lista :D

    Adorei a resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Dessa vez não fui contagiada a ler. O que é bom, posso estudar para as minhas provas em paz ahahah

    ResponderExcluir
  20. Eu ouvi falar desse livro já há um tempo, mas acabei me esquecendo dele. Adoro romances de época e o que me encantou neste foi a mistura entre a realidade e a ficção. São pouquíssimos autores que conseguem fazer essa ligação sem estragar a história. Pelas ótimas referências que tive de a Amante Do Rei, parece que a Emma é uma dessas autoras :) Com certeza vai para a minha lista de desejados e espero dessa vez não esquece-lo!

    ResponderExcluir
  21. Sou louca por esse livro, mas o preço me desanima bastante! A sua resenha me instigou ainda mais! Bjos.

    ResponderExcluir
  22. Gostei da resenha o que eu li me deu muita vontade de ler, parece ser uma leitura bem interessante, já vou adicionar o livo na minha estante.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  23. Taylor Swift ♥ Eu amo essa música! rsrsrs
    Ok, vamos a história! Tenho muita vontade de ler um romance histórico. Na verdade, já fiz um conto com este ambiente mas nunca li nada do gênero. Sempre me senti atraída por esta época em especial. Com seus reis, rainhas, regras duramente estipuladas, realidade difícil para a plebe e vida fácil e desregrada para a maioria da corte... Já colocarei este livro na minha wishlist porque sinto que será amor à primeira vista rsrsrs

    ResponderExcluir