[Resenha] O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks - E. Lockhart

Aos catorze anos, Frankie Landau-Banks era uma garota comum, um pouco nerd, que frequentava a Alabaster, uma escola tradicional e altamente competitiva. Mas tudo muda durante as férias. Na volta às aulas para o segundo ano, o corpo de Frankie havia se desenvolvido, e ela havia adquirido muito mais atitude. Logo ela chama a atenção de Matthew Livingston, o cara mais popular do colégio, que se torna seu novo namorado e a apresenta ao seu círculo de amigos do último ano. Então Frankie descobre que Matthew faz parte de uma lendária sociedade secreta - a Leal Ordem dos Bassês -, que organiza traquinagens pela escola e não permite que garotas se juntem ao grupo. Mas Frankie não aceitará um "não" como resposta. Esperta, inteligente e calculista, ela dará um jeito de manipular a Leal Ordem e levantará questionamentos sobre gênero e poder, indivíduos e instituições. E ainda tentará descobrir se é possível se apaixonar sem perder a si mesma.
Jovem Adulto || 344 Páginas || Cortesia Editora Seguinte || Skoob || Compare & Compre || Classificação: 5/5
E não é que um verão pode mudar tudo? Aos catorze anos, sob o olhar acirrado de sua família, Frankie ainda era considerada a princesinha da mamãe, enquanto na escola, como uma jovem inteligente e integrante do clube de debates, ela era vista apenas como a irmã mais nova de Zada, uma popular veterana. Porém, eis que as férias chegam: um verão de praia, boas leituras, e inúmeras mudanças. Em seu segundo ano no famoso e conceituado colégio interno Alabaster Frankie é uma nova garota, dona de um belo corpo, de uma língua afiada e de uma astúcia impensável. Se antes ela se contentava com a pequena atenção que recebia, hoje ela quer muito mais: ela quer ser vista, ser aceita, e principalmente ser respeitada não pelo novo número do seu sutiã, mas sim por seus ideais e valores; ela é uma garota tão inteligente quanto qualquer outro garoto e quer provar que é capaz de qualquer coisa. Você já viu uma jovem apaixonada pelo cara mais popular do colégio se contentar em brilhar do lado dele como um belo enfeite? Pois bem, esse não é o caso de Frankie; ela quer que as pessoas (sua família, seu namorado, seus amigos, sua sociedade) vejam que ela não é um rostinho bonito, mas sim uma força, alguém brilhante e poderoso.
– Como se você tivesse sido invisível (...). E agora não é mais. – Só porque os meus peitos cresceram? Não pode ser; eles devem olhar para os rostos das meninas de vez em quando. Se não, como é que iam reconhecer as pessoas?

O Histórico Infame de Frankie Landau é narrado como um relatório de avaliação da culpa de Frankie. Logo no começo do livro fica claro que ela fez algo que não deveria, de forma que o locutor da história vai apresentando fatos e situações inesperadas que levaram a jovem protagonista até o seu infame presente: um bilhete queimado, um e-mail suspeito, um trabalho político inteligente demais para influenciar qualquer bom aluno, e até mesmo uma carta de confissão... As provas apontam para Frankie, mas o que de fato ela fez?  Tudo começa com as mudanças externas que ela apresenta, sua beleza abre as portas para um novo mundo, permitindo que Frankie chame a atenção dos garotos mais populares do colégio, tornando-se parte do grupo deles – seja como amiga, namorada ou parceria de crime. O problema é que eles escondem um segredo, um mistério que envolve um código de honra que perdura no colégio de geração a geração: uma Ordem secreta de quê nenhuma garota ouviu falar, que usa como símbolo um fofo basset (sim, o cachorro!), e que se resume a fazer pequenas traquinagens pelo colégio. Só que Frankie quer fazer parte dessa turma também, quer conhecer por completo esses garotos, quer provar que é digna e inteligente, e é então que suas ações começam a tomar um rumo inconsequente. – Se ela quer ser lembrada e provar que é capaz vai ter que quebrar algumas regras, e de fato ela não vê nenhum problema nisso.
...estar com ele fazia Frankie se sentir como se estivesse esmagada dentro de uma caixa – uma caixa onde ela deveria ser encantadora e sensível (mas não sensível demais); uma caixa para as garotas jovens e bonitas que não eram brilhantes ou poderosas quanto seus namorados. Uma caixa para pessoas cuja força não merecia ser levada em conta. Frankie queria ser uma força.
Se precisasse resumir o livro em uma palavra sem dúvida seria surpreendente. De uma maneira inusitada a autora aborda vários temas importantes, incitando o leitor a refletir sobre fatos como o machismo, a política social de controle e padronização dos indivíduos, e a forma como precisamos de pessoas que saiam da rotina pré-estabelecida pela sociedade para provar que o diferente também pode ser aceito. Assim como faz Frankie. Ela é apenas uma garota com um cérebro brilhante que quer ser vista como mais do que um rostinho bonito, e ela não mede esforços para provar sua teoria, deixando muitos garotos no chinelo com sua mente perversa. Entretanto, isso não quer dizer que suas ações sejam corretas, ela foge do padrão social, ela choca e nos faz refletir, porém ainda assim, segue um caminho “sem lei”. Sabe quando precisamos protestar contra alguma ação abusiva do governo e acabamos quebrando, pichando, ou degradando uma propriedade privada? Pois bem, não existem dúvidas de que a intenção da ação é válida, contudo por mais eficaz que ela seja no momento do protesto, ainda assim, ela não é correta. 
O livro é uma delícia, repleto de traquinagens, romance, amadurecimento juvenil e reflexões sociais. E o melhor disso é que a autora deixa claro o elemento politicamente incorreto de sua obra, ela dá asas à força de uma menina-mulher, mas também mostra as consequências de suas ações. Outro ponto é a amaneira como ela descreve o espírito de Frankie, é como um grito feminista, uma vontade nata de ser mais do que os olhos podem ver e, ah, como eu gostei disso! Além de tudo, ainda temos de bônus uma escrita fluída e misteriosa, que prende completamente o leitor. Eu esperava uma obra clichê e leve, mas não tive nada disso, o que eu realmente encontrei foi uma trama juvenil inteligente o suficiente para ser diferente: nada de triângulos amorosos, nada de mocinhas queixosas e com medo de suas inseguranças; Frankie é jovem e claro que tem medos, mas em nenhum momento ela deixa que eles os definam: ela não é definida por suas inseguranças, por sua família, por seu namorado e muito menos pela sociedade. Trata-se então de um novo símbolo do espírito feminino? Provavelmente isso, ou talvez de uma futura presidente nacional, membro ativo da NASA ou quem sabe de uma líder social.
De olho na Diagramação
Não tem como negar que o livro O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks é repleto de simbolismo; rica em detalhes, a história – fazendo uso de fatos verídicos alheatórios, bilhetes e e-mails – incita no leitor a vontade de compreender por inteiro o grande mistério da trama, e para isso é mais que necessário uma diagramação que leve em conta tais minúcias. Seguindo essa linha de pensamento a Seguinte mandou muito bem na composição interna do livro, dá só uma olhadinha:
E olha, esses cachorrinhos fofos aí são a CARA dessa história
Quotes Preferidos  
– Segredos são mais poderosos quando as pessoas sabem que você os tem (...). Conte a eles um pedacinho do seu segredo, mas mantenha o resto bem guardado.
– Você tem mesmo uma mentezinha perversa, sabia? (...) Estou falando sério. Aposto que você é pura encrenca dentro dessa embalagem bonita.
Então eu fui um monstro, ela pensou. Mas pelo menos não fui a irmãzinha de alguém, a namorada de alguém, uma aluna qualquer do segundo ano, uma garota qualquer – alguém cuja as opiniões não importavam.
Outras Capas (+ aqui 
  




Top Comentarista de Novembro: Participe Aqui

28 comentários:

  1. Olá Pah, tudo bom?

    Já estou curioso pela leitura do livro. Acho a capa interessante e a sinopse curiosa. Gostei bastante de sua resenha, pois você elencou vários pontos bem positivos, que aumentaram a minha vontade de ler o livro. Amadurecimento juvenil, traquinagens e romance juntos. Pela sinopse, aparenta ser um livro leve e gostoso de ser lido, mas pelo que você falou, aparenta ser muito mais.

    Beijos,
    Lucas
    ondeviveafantasia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Muito boa a resenha, pena que não é meu estilo de livro :(
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Pah, confesso que desde o lançamento o livro não tinha me atraído.. sei lá, primeiro olho a capa e só se me chama atenção eu leio a sinopse, e não foi o caso deste.. daí uma amiga comprou, leu e amou e eu fiquei com a pulga atrás da orelha.. Agora, depois da sua resenha incrível, preciso ler o livro.. é a minha cara, adoro livros surpreendentes e esse realmente aparenta ser um.. eu adorei a capa com o basset, bem que podiam ter mantido, acho que teria chamado mais a minha atenção. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  4. Oie Pah
    O livro é realmente surpreendente. Eu não dava nada pela capa, mas gostei muito da Frankie. Pena que ela não ficou com quem eu gostaria, e queria que tivesse um segundo livro :(
    Os cachorrinhos da diagramação são cute.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  5. Um cachorro como símbolo? Que... original! Haha o livro parece muito bom, confesso que não dava nada por ele, mas pelo visto vou me surpreender bastante!

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Gostei bastante da resenha e a premissa me pareceu interessante!!
    Acho legal quando o livro aborda vários assuntos importantes de forma clara e objetiva!!
    Nada como fazer de uma boa leitura um ótimo aprendizado!!
    Adorei saber que tem um belo romance ai isso me animou!!
    Acho a capa feiinha!! =S
    Mas pretendo ler sim =)
    Bjus

    ResponderExcluir
  7. Pah,
    Acho que todo mundo já teve um pouco de Frankie né? Fala sério, quem nunca quis "mudar o mundo", mostrar para algumas pessoas que estão erradas por suas formas de pensar. Adorei o livro, achei a Frankie muito determinada, querer começar algo que nunca aconteceu como entrar pra Leal Ordem dos Bassês, poxa ela é realmente decidida e quando quer algo vai até o fim. Acho isso demais!

    Adorei, beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá olha eu aqui novamente. Hahe. kkkk eu jurava que Frankie era um menino kkk. Acho que quando pegamos um livro que a personagem ainda é nova, esperamos muito que a história seja clichê, mas as vezes não é o que acontece, como no caso de Vampire Academy, que eu tipo amo. :-) Sobre as capas, eu prefiro a brasileira. Tem post novo no blog passa lá.
    Abraço.
    J. A. Santos

    ResponderExcluir
  9. Eu nunca tinha visto esse livro antes e sua resenha me despertou muita vontade de ler!
    Eu tenho uma queda por personagens principais femininas com o discurso que a Frankie parece ter. E já estou apaixonada por ela, mesmo sem ter lido, só por essa reflexão sobre o machismo, a política social de controle e padronização dos indivíduo.
    Ótima resenha, sem dúvidas, vou ler assim que for possível.

    ResponderExcluir
  10. Caramba, fiquei muito curiosa para ler esse livro que vou até comprar. Gostei de tudo, capa, título, e pelo visto a protagonista é demais kkk adoro essas protagonistas donas do próprio nariz!

    Amei esse quote: – Você tem mesmo uma mentezinha perversa, sabia? (...) Estou falando sério. Aposto que você é pura encrenca dentro dessa embalagem bonita..

    Adorei a resenha, parabéns, muito bem escrita!

    ResponderExcluir
  11. o livro não parece ter nada de clichê e leve hahahah
    parece ser uma história boa demais, com uma carga emocional e recheado com lições de moral!
    fiquei bem curiosa, e não conhecia o livro ainda
    achei a personagem principal ótimo, e já gostei dela somente pela forma que você a descreveu
    ele, com certeza, vai para a minha lista de desejados *-----*

    ResponderExcluir
  12. Oi Pah, já tinha visto algumas vezes esse livros nos posts sobre lançamentos, mas é a primeira resenha que vejo. Achei que era totalmente diferente, mas até me animei mais agora. Tenho curiosidade de ler, parece ser agradável.

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi Pah, gostei do livro... talvez se o visse na livraria nem daria "moral" pra ele... mais lendo a resenha... acho que quando tiver um tempinho vou ler sim... hahaha quem nunca passou por essa fase igual a Frankie né?!?... eu era uma Revolucionária, levantava a bandeira... na minha época de escola hahah....Fora a transformação no corpo q é super comum pras meninas né....

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Adorei a resenha, Pah. To louca pra ler esse livro. Comprarei em breve, com certeza.
    Beijos.
    http://4xvoce.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Ao mesmo tempo que me interessei, eu não me interessei. Mas a história é legal

    ResponderExcluir
  16. preciso desse livro pra ontem, adoro esse tipo de livro que mostra a força das mulheres e gosto mais ainda quando se passam na escola. Quero muito ler.

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Comecei a ler a sinopse do livro e pensei que seria mas um livro estilo Hollywood que a garota era comum ai fica toda bonitona e conquista o mais gato e popular da escola. Mas, esse livro em especial tem algo mais do que so isso, o que me faz ficar mais afim de lê-lo. O caso da sociedade secreta. To bastante curiosa em relação a este livro, mas vou tentar não colocar muita expectativa em cima dele porque eu posso me decepcionar, o que acredito que não irei.
    Enfim... adoro suas resenhas Pah!
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Qualquer coisa que tenha ‘’histórico’’ no nome me lembra de Sherlock Holmes e não sei o porque... Enfim kkkk.
    Me identifiquei muito com a protagonista. Antes era a nerdinha. E aí comecei a namorar o atleta da sala. To com ele até hoje s2s2. É o amor da minha vida!
    E acabei fazendo muita coisa na escola pra ser lembrada como ‘’o perigo’’, haha. Bons tempos. (mas eu era politicamente correta viu kkkk).
    Tenho certeza, depois de ler a resenha, que vou adorar o livro! E a diagramação é super linda! Infelizmente eu seria mais uma que não leria só por causa da capa...

    ResponderExcluir
  20. A trama desse livro parece bastante intrigante, hora uma garota inteligente e normal, depois tudo despenca.

    ResponderExcluir
  21. O que mais me atraiu no livro foi a personalidade da Frankie. Eu não gosto de personagens "fracas" e mal construídas, coisa que a gente encontra na maioria dos livros atualmente. E também achei legal a forma como aborda a mudança pela qual ela passa e como isso muda não só a vida dela, mas de todo um círculo ao redor. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  22. Oii Pah!
    Esse livro não tinha me chamado a atenção, não costumo ler muitos livros assim.
    Mas confesso que lendo esses quotes fiquei curiosa. Coloquei na lista :)

    Adorei a resenha!
    Beijos!
    Karina

    ResponderExcluir
  23. Toda vez que eu vou comprar livros eu esqueço de colocar esse livro no carrinho, e eu quero tanto lê-lo, não sei o que acontece, me dá um branco na hora e depois que eu fecho a compra que eu me lembro! Amei a resenha!

    ResponderExcluir
  24. Preciso muito ler esse livro...já faz um tempinho que coloquei na minha lista de falência.hahaha e agora na minha de natal..espero ganhar ^^
    amei a diagramação e as capas de fora!!!

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Realmente parece surpreendente. Eu não tinha me interessado por esse livro, não tinha gostado da capa, então nem tinha me interessado na sinopse, tanto é que essa é a primeira resenha que leio dele e qual não foi minha surpresa quando comecei a ler e a gostar do que estava lendo. Personagens fortes, uma escrita fluída e que nos prende, além de uma ótima historia. Com certeza já coloquei na lista de desejados! Parabéns pela resenha! :)

    ResponderExcluir
  26. Olá Paola :)
    Amei os quotes *-* Dá uma vontade de ler o livro, rs.
    Mas infelizmente não parece ser muito meu gênero.. Acho que não conseguiria terminá-lo facilmente.
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  27. Nossa eu não dava nada por esse livro até ler sua resenha! Impressionante, esse livro tem uma história muito boa, e as quotes que você colocou são ótimas, deixa qualquer um com vontade de ler e não parar até acabar! Já coloquei na minha listinha, espero lê-lo em breve!!

    ResponderExcluir
  28. Amei sua resenha! E realmente não esperava que esse livro pudesse ser tão político, sabia?
    Não li, mas depois da sua opinião vou dar um jeitinho de tê-lo logo logo! Amo protagonistas femininas que não fazem o gênero "mosca morta", gosto daquelas que se impõem, que não se deixam enganar, que são feministas e não se curvam aos caprichos de qualquer um. Já deu pra perceber que já gostei da Frankie, né? rsrsrsrs E ainda tem uma dose política, envolvendo situações que provam nossa capacidade, e preciso de motivações nesse exato momento, então o livro é uma ótima maneira de refletir a respeito.

    ResponderExcluir