[Resenha] Amigo Secreto – Sylvia Day

Em Amigo secreto, a autora narra duas histórias contemporâneas, bem apimentadas e muito românticas que certamente farão as leitoras perderem o fôlego. A primeira, que dá título ao livro, conta a história de Nick e Steph, colegas de trabalho que secretamente sentem uma enorme atração um pelo outro. Isso até o momento que Nick tira Steph no amigo secreto e escolhe um presente claro e direto: uma foto sensual e provocadora que promete esquentar as coisas entre eles. Já a segunda narra o relacionamento difícil e obsessivo de um casal que se vê envolvido na investigação e no roubo de joias de Gideon Cross.
Romance Adulto || 118 Páginas || Cortesia Editora Paralela || Skoob || Compare & Compre || Classificação: 4/5
Amigo Secreto é uma obra romântica, simples, e como todos os livros da Sylvia Day, extremamente sensual. Composta por dois contos: Amigo Secreto e Sangue e Rosas (cada um com uma média de sessenta páginas), o livro reúne duas histórias de amor que começam com um desejo puramente físico e terminam com o nascimento de um sentimento forte o suficiente para superar qualquer barreira. Podemos dizer que o amor narrado é fantasioso e muito açucarado, entretanto não existem dúvidas de que ele cativa o leitor com sua objetividade. Sem contar que em ambos os contos a autora deixa claro que quando amamos, precisamos lutar por esse sentimento, independente das implicações dessa escolha. A grande questão então é: Quer ser feliz com a pessoa amada? Então vá lá e lute por ela!
“Eu não estou querendo que seja fácil, meu amor. Só estou pedindo uma chance para fazer você feliz.”

O primeiro conto foi o que mais me agradou. Em clima de natal o escritório em que Nick e Steph trabalham está realizando um amigo secreto entre seus colaboradores, o que é muito útil para Nick quando, por intervenção dos céus, ele tira Steph, a mulher que domina seus sonhos. Ele quer escolher um presente que a faça dar uma chance a ele, o que fica bem mais fácil quando ele descobre que ela tem uma lista de desejos safadinhos para pedir o papai Noel, e que todos eles envolvem Nick. Ele então tenta persuadi-la realizando seus desejos físicos, mas sem deixar de lutar a cada segundo para conquistar seu coração. A trama segue um rumo bem previsível de conquista, paixão e envolvimento amoroso, e alguns pontos tanto sentimento parece ser muito repentino, mas o fato dos dois se conhecerem a um bom período de tempo, mesmo que com uma relação extremamente profissional, deixa tudo muito mais acreditável e gostoso de se ler. Por isso eu gostei bastante do casal e torci muito por um final feliz.
Já o segundo conto narra a história de Jake e Ana. Ele, o delegado da cidade, e ela, a ex-namorada dele que sumiu de sua vida alguns anos atrás e que, é nada mais nada menos, do que a menos criminosa entre os membros de uma família bem suspeita. Vendo sua mãe se envolver em um perigoso roubo de uma das joalherias das Indústrias Cross (Sim, isso mesmo, do Gideon Cross!), Ana volta para auxiliar sua família, ao mesmo tempo em que se vê encurralada por Jake que está mais do que disposto a tê-la de volta em sua vida. Só pelo clima de polícia versus bandido dá para perceber que eles não poderiam ter um final feliz, certo? Pois bem, é a respeito disso que a trama gira, na maneira como eles precisam superar seus medos e erros se quiserem lutar por um final feliz. Confesso que não senti muita ligação com esse casal, mas o clima de ação e de união entre eles me deixou bem animada.
“É só dizer que vai me dar uma chance. Você está acostumada a levar sua vida do seu jeito, e isso vai continuar acontecendo. Eu só quero ser alguém com quem você possa contar. Alguém para abraçar você quando estiver cansada, e para fazer amor com você quando não estiver. Quero ser a pessoa que você vai encontrar todos os dias quando chegar em casa.”
Esse livro me lembrou daqueles romances de banca que unem duas boas histórias em um único volume, principalmente por se tratar de histórias curtas e simples. Sendo assim, o grande ponto do livro é a objetividade de sua narrativa. Nenhuma dessas histórias é carregada de grandes dramas, traumas e medos, elas são românticas como um filme da sessão da tarde: previsíveis e fantasiosas à sua maneira, mas nem por isso ruins ou menos contagiantes.  Devo dizer ainda que eu adorei o fato da editora investir nesse tipo de narrativa, no tipo que foca o público romântico que em determinado momento quer apenas um livro rápido e fácil de ser lido. Então se você quer um entretenimento rápido, direto, e picante, essas duas histórias são um prato cheio. Só é importante levar em conta o objetivo da obra, a palavra chave aqui é fluidez, e não profundidade. E vai, ás vezes é muito bom ler um livro assim.
PS. E que capa mais linda, adorei os detalhes em dourado e amei o fato do livro ter a capa dura .




Participe Aqui

26 comentários:

  1. Adorei!!
    É a primeira resenha que leio sobre e não sabia de que se tratava de um livro de contos!!
    E como já disse estou tentando pegar gosto por contos já que não curto muito e gostei da premissa desse livro por ser duas historias que se entrelaçam!!
    Amei a capa também e a capa dura é demais!!
    Beijinho

    ResponderExcluir
  2. Não gosto muito de romances, muito menos romances apimentados, mas achei a ideia dos dois contos bem interessante porque atiça a curiosidade e as fantasias do leitor. Não leria, mas não significa que eu não tenha gostado da originalidade da Day.

    ResponderExcluir
  3. Não sabia que o livro era de contos, pensei que era um romance único. Gosto de contos e como você disse, nem sempre precisa ter profundidade para ser bom...

    Bjs, Isabela.
    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
  4. ótima resenha kkk eu quero para mim beijos
    http://livro-azul.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. O primeiro conto foi o que mais me chamou atenção. Estava procurando algo do tipo.
    Adorei a resenha

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o livro e adorei a história, parece ótima.
    Adorei sua resenha ♥

    Beijos
    http://www.culturaliteraria.com/

    ResponderExcluir
  7. Parece se bom,eu confesso que não me interessei muito não mas...imagina a loja do Gideon sendo assaltada?kkkkkkkkkkkkkkkk.
    A capa é realmente uma fofura.

    ResponderExcluir
  8. Oi Pah!!
    Eu já li outros livros muito bons dessa autora, e pelo o que parece esse não irá me decepcionar :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Eu adorei a resenha,infelizmente esse não é o meu tipo de livro mas pode ser que eu lhe uma chance.

    ResponderExcluir
  10. Apesar de parecer bom esse livro, não pretendo ler. Para quem gosta do gênero creio que é ótimo livro.

    ResponderExcluir
  11. Nunca li nada da autora mas adorei a capa desse livro (e a capa dura também hehe). E é sempre bom uma história divertida e doce pra passar o tempo. É um livro que eu leria, gostei da sinopse.

    ResponderExcluir
  12. Oi Pah, pelo que deu a entender, é o típico livro para passar o tempo, que não irá nos acrescentar nada, mas que geralmente é uma boa leitura intermediária entre livros mais intensos, nos distraindo e suavizando os sentimentos.. hehe Valeu a dica. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Pah
    adoroooo estórias meio açucaradas e ainda se passando nessa época do ano que eu mais gosto o Natal...tô louca pra ler esse livro mas fico com receio de livros assim com duas estórias pois qnd a gente acha que vai melhorar ainda mais a estória acaba,mas ele ainda permanece na minha listinha pra 2014 ^^

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Esse livro é uma graça não é?! Eu o vi na livraria e fiquei apaixonada!
    Livros nacionais em capa dura são muito raros.. e esse é tão fofinho *-*
    Enfim, eu estranhei o tamaninho dele, mas agora sabendo que são dois contos as coisas ficam mais plausíveis. Era necessário mesmo ela envolver o Cross nesse conto? As vezes fico com receio dessas coisas.. A Emilly é mestra em citar personagens de outros livros.. vamos ver se esse conto vai ter algo a ver com o próximo livro do Crossfire haha

    Beeijinho. Dreeh
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  15. Esse livro é mesmo muito lindo *-*
    O vi na saraiva e fiquei apaixonada - livros nacionais de capa dura são tão raros.. - só estranhei o tamanho.
    Sabendo agora que se trata de contos fica mais plausível haha
    os contos parecem interessantes.. mas tinha necessidade de envolver as Industrias Cross no meio?! Enfim, quero só ver se ela vai usar isso futuramente na série haha

    Beeijinho. Dreeh
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  16. Creio que para descansar de tramas mais elaboradas livros assim são ótimos, leves e de fácil leitura. Gosto de livros assim depois de dramas muito fortes ou suspense bem elaborado.

    ResponderExcluir
  17. A minha experiência com Sylvia Day foi a série Crossfire, que me agradou bastante, menos o fato de ter deixado de ser uma trilogia. Vou dar mais uma chance que estes dois contos!
    Feliz 2014!!!!
    Beijos!!!
    Annamaria - Árvore dos Contos

    ResponderExcluir
  18. Oiii Pah
    sabe que logo de cara tive essa sensação de que parecia romances de banca? hahha
    estou bem curiosa para ler, até porque ainda não li nada da Sylvia, e começar por contos deve ser ótimo :D
    acho que também irei gostar mais da primeira história ;x

    ResponderExcluir
  19. Acredito que para aqueles que gostam de histórias assim vão amar esse livro.

    ResponderExcluir
  20. Oi, Pah!
    É exatamente o tipo de livro que estou procurando pra ler. Rápido, fácil e estilo sessão da tarde. Já que to meio saturada de coisa pesada agora kkkk.
    Fiquei imaginando a capa... Adoro livros de capa dura. São bem mais bonitos e dão uma sensação diferente, sei lá.

    ResponderExcluir
  21. amei seu blog, já segui
    visite o meu, temos várias resenhas e se quiser seguir agradeço :)
    http://manual-do-leitor.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  22. Oii Pah!
    Eu nunca li nenhum livro da Sylvia Day, tenho que mudar isso!
    Eu quero começar lendo a série Crossfire.
    Mas, tenho que admitir que fiquei com vontade de comprar esse livro só pelo quanto ele é bonito! *.*
    E as historias parecem ser legais, e ainda é parecido com livro de banca? Então com certeza vou gostar :D

    Adorei a resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  23. Não gosto muito desse tipo de livro, mas gostei da resenha.. Não sabia muito sobre o livro, bom saber que são contos, ai a leitura não é tão cansativa.
    Bom também o romance do primeiro conto ser acreditável né, odeio aqueles casais forçados a perfeitos..
    Mesmo assim não estou certa se quero mesmo ler esse livro, rs.

    beeeijo Pah

    depoisdeumlivro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Oi Pah ! Eu estava louca para saber a sua opinião sobre o livro . Até porque você é umas das blogueiras que eu mais me identifico . Ao ler a sinopse do livro , eu já fiquei bem curiosa para lê-lo. Histórias com romance , e claro bem picantes eu adoro , e eu acho que você também . Estou muuuuito ansiosa para ler o livro , a história me conquistou , a capa me conquistou , e a capa me conquistou ainda mais quando eu descobri que é capa dura <3 Emfim , esse livro tem tudo para dar certo *-*

    ResponderExcluir
  25. Eu li ele.... super rapidinha a leitura né... adorei...

    Beijosssss

    ResponderExcluir
  26. Pah, vi esse livro numa livraria e fiquei maluca por ele, claro!
    Mas devo arrumar ele em e-book porque não quero gastar muito dinheiro embora a capa seja linda.
    Beijos e até mais,
    Ana.
    http://umlivroenadamais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir