abril 07, 2014

[Resenha] Adeus à Inocência – Drusilla Campbell

Madora tinha 17 anos quando Willis a “resgatou”. Distante da família e dos amigos, eles fugiram juntos e, por cinco anos, viveram sozinhos, em quase total isolamento, no meio do deserto da Califórnia. Até que ele sequestrou e aprisionou uma adolescente, não muito diferente do que Madora mesmo era, há alguns anos… Então, quando todas as crenças e esperanças de Madora pareciam sem sentido — e o pavor de estar vivendo ao lado de um maníaco começava a fazê-la acordar —, Django, um garoto solitário, que não tinha mais nada a perder depois da morte trágica de seus pais, entrou em sua vida para trazê-la de volta à realidade. Quem sabe, juntos, Django, Madora e seu cachorro Foo consigam vislumbrar alguma cor por trás do vasto deserto que ajudou a apagar suas vidas?

Contemporâneo || 272 Páginas|| Cortesia Editora Novo Conceito|| Skoob || Compare & Compre||Classificação:
2/5||
Resenha
da
Priscilla Gonçalves
Já confessei aqui que sou aquele tipo de pessoa que escolhe
o livro pela capa e esta me encantou à primeira vista. Sou apaixonada por
fotografias e a que escolheram simplesmente me fascinou. A premissa contida na sinopse
também me chamou atenção, no entanto, o que me fez efetivamente escolher como
próxima leitura foi o subtítulo “O que a
vida espera da gente é um pouco de coragem
”. Eu acho que são vários
critérios que nos fazem gostar ou não do enredo, e um fundamental é o momento
da nossa vida em que a leitura é realizada. E pelo subtítulo achei que o livro
se encaixaria perfeitamente na minha atual fase. Entretanto, ao terminar de
ler, vi que estava errada.

Madora era uma adolescente de dezessete anos um tanto
confusa e com grandes conflitos internos. Aos doze de certa forma ela se viu
sozinha uma vez que seu pai cometeu suicídio e sua mãe não conseguiu superar o
fato, tornando-se fria e distante, preferindo ignorar a vida através da
televisão. Com tantos problemas mal resolvidos, ela cresceu rebelde, começou a
usar drogas e a negligenciar a escola. Apesar de tudo, no fundo ela sentia que
era uma pessoa diferente.

“O pensamento de Madora não era nem introspectivo nem analítico, mas ela sabia que era diferente de Kay-Kay e dos vagabundos em torno dela e desejava não ser. Ela queria erradicar de si mesma a parte que era como o pai: um sonhador, um esperançoso, uma pessoa de fazer pedido às primeiras estrelas. Na festa aquela noite no deserto, ela guardou para si as noções românticas e perduráveis que flutuavam no fundo de sua mente. Não importavam as probabilidades contra isso: um bonitinho entraria pela porta e olharia para ela do mesmo jeito que seu pai algum dia olhara, e ela se sentiria como algum dia se sentiu, como a garota mais sortuda do mundo”.

E foi nesta noite que Willys Brock apareceu, “resgatando-a”
de seus problemas, de seus amigos, de sua vida sem sentido, e levando-a para
morar no meio do deserto, na Califórnia. Após cinco anos morando com seu
“salvador”, Madora havia se tornado completamente submissa a ele, fazendo tudo
o que mandava sem jamais questioná-lo, por mais estranho que fosse o pedido. No
entanto ela começa a repensar as atitudes de Wills quando ele aprisiona em um
trailer na propriedade em que moravam uma adolescente de dezesseis anos que
estava grávida. Sua vida dá uma reviravolta quando ela conhece Django, um
garoto de doze anos que havia acabado de perder seus pais em um trágico
acidente de carro e foi forçado a morar com sua tia Robin. A todo momento
Madora sofre com a confusão de sentimentos, entrando em conflito sem saber se
escuta a razão ou o coração.
Pelos motivos que descrevi no início da resenha comecei a
ler o livro com certa expectativa e confesso que acabei me frustrando. Não que
eu tenha odiado a história, pelo contrário, achei a premissa muito
interessante, no entanto esperava mais, ou melhor, esperava um desenvolvimento
diferente. A narrativa acontece em terceira pessoa, alternando entre os pontos
de vista de Madora, Willys, Django e Robin. No início a leitura não fluiu e,
depois, apesar de ter ficado mais ágil, achei um pouco confusa. Em algumas
ocasiões a autora acabou se perdendo, o que deixou o texto maçante. O final
também não foi o que eu esperava e nenhum personagem conseguiu me conquistar
completamente.
A minha experiência com a história sinceramente não foi
muito boa, mas acho que isso depende de cada leitor. O estilo do livro está
fora da minha “zona de conforto” literária, então para me agradar teria que ser
algo muito bem escrito e fascinante, o que não aconteceu. Não me arrependo de
ter lido porque toda leitura tem algo a nos acrescentar. E, apesar de não ter
gostado, acho que outras pessoas podem se surpreender e aprovar, afinal, cada
um tem um gosto diferente.







Participe Aqui

confira também

Posts relacionados

Comente via Facebook


Deixe seu comentário

37 Comentários

  • Bárbara
    04 maio, 2014

    Antes mesmo de chegar no final da resenha tinha pensado "nossa que confuso" e acabando você citou exatamente isso no final… sou como você: acabo escolhendo muitos livros pela capa 🙂
    Abraços

  • Raissa Lohayne
    03 maio, 2014

    Mesmo com todas as resenhas negativas que li eu ainda quero ler kkk. Meio louco, mas quando parece que quando todo mundo não gosta me deixa mais curiosa. Vou ler pra tirar minha própria opinião

  • Érika Rufo
    02 maio, 2014

    Esse livro estava entre os meus desejados desde que vi essa capa linda. Mas todas as resenhas que li sobre ele tiraram um pouco do meu encanto, e a sua resenha só veio confirmar isso. é uma pena…

    Beijos

  • juliano cesar de oliveira
    30 abril, 2014

    Oi adorei sua resenha!.. muito obrigado, me fez se interessar pelo livro….mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei… se trata de um livro arrebatador…ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos…..e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história…..acesse o link da livraria cultura e digite reverso…a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços. http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?

  • Sika Gennargh Pelegrino
    22 abril, 2014

    Oláá, Pri!
    Já cheguei admirando a capa. Fala sério, é muito linda!
    Meu senhor, me assustei com a história. Que rolo!
    Acho que o livro também ficou fora da minha ‘zona de conforto’ literária. Mas se tiver a oportunidade de lê-lo e ver minha própria reação, seria bem interessante…

  • leticia costa
    22 abril, 2014

    Já li tantas críticas negativas, que nem estou com vontade de ler o livro mais!!

  • Lil' Girl
    20 abril, 2014

    Tantas críticas Negativas que até desanimou

  • ♪ Dαyαnє ♪
    16 abril, 2014

    Oi Pri! 🙂

    Eu também acho essa capa linda demais! Porém, a sua não é a primeira resenha negativa que leio sobre esse livro, e pelas que li e a sua, já sei que não é meu tipo de livro também. Se eu não conseguir de fato me conectar com algum personagem – como você descreveu que aconteceu com você – sei que não conseguiria apreciar o livro de qualquer maneira… enfim, já não planejava ler, agora menos ainda! haha'

    Parabéns pela resenha sincera *_*

    Beijos! ;*

  • Desbravadores de Livros
    15 abril, 2014

    Também achei a capa maravilhosa e a sinopse é genial, mas, quando me deparei com a sua nota, fiquei com um pé meio atrás.
    Não sei bem o que esperar do livro. Talvez eu leia para tirar minhas próprias conclusões. Porém, não vou cheio de expectativa. A pior coisa é se decepcionar com a leitura, como aconteceu com você.

    M&N | Desbrava(dores) de livros – Participe do nosso top comentarista de Abril

  • Karina B.
    12 abril, 2014

    Olá!
    Não é um livro que me chama a atenção. Não fiquei com vontade de lê-lo.
    É muito ruim quando nos decepcionamos desse jeito com um livro.
    Adorei a resenha!
    Beijos!

  • Dani Kaulitz
    11 abril, 2014

    Que pena o livro não ter atendido ás suas expectativas…concordo que a capa é linda e a sinopse chama bastante a atenção e parecia ser uma boa leitura. No entanto, não me animo a lê-lo também, sempre vejo resenhas que acabam por me desanimar. Mas talvez, como você comentou, seja questão de gosto, então quem sabe eu acabe dando uma chance rs
    beijos

  • Julia Moraes
    11 abril, 2014

    Eu já tinha lido algumas sinopses desse livro, e devo ser a única pessoa no mundo que não se interessou muito, não gosto do gênero, e nem muito da sinopse, e apesar da capa ser mesmo linda, não me incentivou muito a querer ler.

    E-mail: juliamariamoraes2013@gmail.com
    Nome de seguidor: Julia Moraes

  • Julia Moraes
    11 abril, 2014

    Eu já tinha lido algumas sinopses desse livro, e devo ser a única pessoa no mundo que não se interessou muito, não gosto do gênero, e nem muito da sinopse, e apesar da capa ser mesmo linda, não me incentivou muito a querer ler.

    E-mail: juliamariamoraes2013@gmail.com
    Nome de seguidor: Julia Moraes

  • Andryele Dantas
    10 abril, 2014

    Também fiquei com vontade de ler o livro, mas depois de ver que você se decepcionou fiquei até com um pé atrás :/

  • Raynara Soares
    10 abril, 2014

    Este livro eu tenho mas nunca consegui terminar ler. Não gostei muito do começo, eu não conseguir entender direito a história. Quero poder conseguir terminar o livro, mas não consigo e até ja desisti.

  • Douglas Fernandes
    10 abril, 2014

    O grande problema é criar muitas expectativas com o livro, nunca da certo e vc acaba frustado no final, ja aconteceu comigo e é muito chato…rsrs
    Eu tenho vontade de ler o livro, mas pra frente…. rsrs

  • Mirelle Candeloro
    10 abril, 2014

    Oi Pri, é tão chato quando isso acontece. Já passei por essa situação inúmeras vezes, quando a sinopse me atrai, a premissa é ótima, mas de repente, a história desenvolve de uma maneira totalmente diferente do que eu imaginava. Sinceramente, não tenho planos de ler esse livro, ele nunca esteve na minha listinha e acho que continuará assim por um tempo. Beijos, Mi

    http://www.recantodami.com

    • Priscilla Gonçalves
      10 abril, 2014

      Oi Mi,

      Eu geralmente tenho sorte e acerto nas minhas escolhas. Esse realmente foi uma decepção. Se ele não te chamou atenção acho que deve deixar fora da sua lista mesmo, afinal, ela já deve estar lotada né? rsrs

      Beijos

  • Leonardo Ribeiro
    09 abril, 2014

    Livros desse estilo não faz o meu tipo. Amei de verdade a capa, agora todas as resenhas que tem dele mostram muitos pontos negativos. Gosto de livros com poucas páginas que contam grandes histórias, mas talvez nunca leia ele.
    Também não conheço nenhum livro da autora, o que não ajuda muito para que eu veja ter uma inspiração de lê-lo. :/

    • Priscilla Gonçalves
      10 abril, 2014

      Oi Leonardo,

      Este foi o primeiro livro que li da autora. Esqueci até de pesquisar outras obras dela… hehehe

  • Rayane
    09 abril, 2014

    Eu simpatizei com o título, o acho bem representativo, mais é uma pena que você não tenha gostado do livro. Li a sinopse e realmente ela me chamou a atenção, parece prometer uma trama de conflitos. Quero poder ler a história e observar por mim mesmo o que acho da dela, apesar de ter dificuldade com livros que realmente não tem uma história muito "agitada" e sim mais maçante… Bem de qualquer forma irei lê-lo para verificar se minha opinião é a mesma que a sua.

    • Priscilla Gonçalves
      10 abril, 2014

      Oi Rayane,

      Se você gosta deste estilo e se interessou pela história também acho que deveria ler. Não é porque eu não gostei (e achei maçante) que essa será sua opinião né… Pode ser que você se surpreenda positivamente.

      Beijos

    • Priscilla Gonçalves
      10 abril, 2014

      Oi Rayane,

      Se você gosta deste estilo e se interessou pela história também acho que deveria ler. Não é porque eu não gostei (e achei maçante) que essa será sua opinião né… Pode ser que você se surpreenda positivamente.

      Beijos

  • Vih Gonçalves
    08 abril, 2014

    Oi. nunca li, e acho que não lerei esse livro, no começo fiquei interessada – a capa e a sinopse chamam atenção – e queria muito ler mas depois li muitas resenhas negativas em relação a esse livro.

    • Priscilla Gonçalves
      10 abril, 2014

      Oi Vih,

      Então, acho que se você se interessa pelo assunto e gostou da história deveria ler. Pode ser que você goste.

      Beijos

  • Jéssica Maria
    08 abril, 2014

    Não gostei do livro, sei lá é o meu gênero preferido, tmb o título e a sinopse não me conquistaram.

  • Rayme
    08 abril, 2014

    engraçado que sempre que a gente se empolga muito com a sinopse ou com a capa, a gente acaba se decepcionando né =/
    parece ser um livro tão lindo, com uma história tão linda…
    que pena que você se decepcionou ;~~

    • Priscilla Gonçalves
      10 abril, 2014

      Oi Rayme,

      Achei uma pena mesmo ter me decepcionado. A capa é realmente linda e a história tinha tudo para me conquistar… =(

  • Monica Navarro
    08 abril, 2014

    Oi, Priscila
    Realmente a capa desse livro é muito bonita e o título é bem chamativo. Já vi várias resenhas negativas sobre esse livro então, como não faz o meu tipo de leitura, não vou ler.

    • Priscilla Gonçalves
      10 abril, 2014

      Oi Mônica,

      Então, quando a pessoa se interessa pelo assunto estou aconselhando a ler. Mas se não é o seu caso, e se não faz seu estilo, acho que não deveria ler mesmo não… rsrs

      Beijos

  • jennifer luna
    07 abril, 2014

    ainda não tive oportunidade de ler este livro , mas eu adorei a capa com cores quentes , eu pesquisei um pouco e achei várias resenhas negativas , eu fiquei até sem vontade de ler , estou em dúvida se devo ler ou não , a capa é linda . Eu também escolho os livros pela capa as vezes, mas este livro eu fiquei muito em dúvida em razão das resenhas negativas … :/

    • Priscilla Gonçalves
      10 abril, 2014

      Oi Jennifer,

      Também fiquei apaixonada por esta capa! =)
      Não fique na dúvida, leia o livro para ter sua própria opinião…. hehehe

      Beijos

  • Lais Cavalcante
    07 abril, 2014

    Minha opinião sobre esse livro está bem dividida. Ainda não sei se tenho vontade de lê-lo ou se deixo passar. Um dos motivos pelo qual não quero ler é por causa da capa [eu detestei] e em parte pelo que você disse na resenha, que ele ficou superficial. Geralmente, quando leio livros assim fico cheia de dúvidas que não foram sanadas no decorrer da leitura. Mas por outro lado, a tematica do livro me deixou muito curiosa. Atraves de outras resenhas, percebi que o livro se trata da Síndrome de Estocolmo que era algo que eu não conhecia, por isso quero saber um pouco mais sobre. Ai eu fico me perguntando se vale a pena ler ou não.

    • Priscilla Gonçalves
      10 abril, 2014

      Oi Lais,

      Também percebi que a personagem tinha Síndrome de Estocolmo, mas como estou longe de conhecer o assunto preferi omitir na minha resenha, para não correr o risco de falar alguma besteira… hehehe
      Acho que se você se interessou tanto pela temática deveria ler. Eu acredito que por mais que não gostemos de uma leitura esta tem sempre alguma coisa a nos acrescentar.

      Beijos

  • Laura Zardo
    07 abril, 2014

    Eu também criei expectativas enormes com este livro, Priscilla, quando ele foi lançado, mas conforme fui lendo resenhas pela blogosfera minha vontade de ler este livro caiu para quase zero. Ainda não desisti de lê-lo, mas confesso que não chama mais muito a minha atenção! E acho isso super triste. =(

    • Priscilla Gonçalves
      10 abril, 2014

      Oi Laura,

      Então, acho que apesar das resenhas negativas você não deve desistir de ler. Eu não gostei, mas pode ser que você se surpreenda e goste.

      Beijos